Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Morre fundador da Cooperalfa

22 de novembro de 2014 0
Divulgação

Divulgação

Faleceu neste dia 21, em Chapecó, Olívio Baldissera, sócio-fundador e ex-integrante do primeiro conselho administrativo da Cooperalfa e também fundador da Associação Atlética Recreativa Alfa (Aara). A sua esposa, Esterina Baldissera, faleceu faz 22 dias.

Numa entrevista concedida ao Informativo de rádio da Alfa, no dia 19 de setembro de 2007, Olívio falou de sua experiência durante oito anos como diretor de armazenagem, até 1980. Ele recorda das dificuldades e desafios do setor de armazenagem na cooperativa naquela época. A Alfa tinha que alugar barracões para receber a produção agrícola da região.

**********

  • Jean Marcos de Souza, 35 anos, faleceu no dia 20. Foi sepultado neste dia 21, no Cemitério Municipal vertical. Deixa mulher e um filho.
  • Mauro Junior da Silva, 25 anos, faleceu no dia 20. Será sepultado neste dia 22, às 9 horas, no Cemitério do Cubatão. Deixa mulher e um filho.
  • Ilda Pedrelli Vailatti, 73 anos, faleceu neste dia 21. Será sepultada em Jaraguá do Sul. Deixa um filho.
  • Norberto José Goulart, 71 anos, faleceu neste dia 21. Será sepultado neste dia 22, às 10h30, no Cemitério Municipal. Deixa mulher e quatro filhos.
  • Julia Maria Teixeira, 92 anos, faleceu neste dia 21. Será sepultada neste dia 22, às 11 horas, no Cemitério Municipal. Deixa dois filhos.

 

Adeus a Nataly Lemke

21 de novembro de 2014 0

Nascida em Blumenau, Nataly Lemke era promotora de justiça. Membro do Ministério Público de SC desde 2002, esteve, a partir de agosto de 2013, na 1ª Promotoria de Justiça de Camboriú, onde trabalhou nas áreas de Cidadania, Infância e Juventude, Terceiro Setor, Vara Cível e Procedimento de Habilitação de Casamento e teve atuações importantes em casos como o do ex-prefeito Edinho Olegário. Antes, já havia atuado nas comarcas de Itajaí, Santa Cecília, Camboriú e Araranguá. Mas a ligação de Nataly com a justiça vinha de berço: era filha da procuradora Hercília Regina Lemke. Nataly morreu na terça-feira, aos 42 anos, vítima de morte súbita, e o corpo foi cremado ontem em Balneário Camboriú. O Ministério Público decretou lutou de três dias. O velório e a cerimônia  de cremação ocorreram na capela C do Cemitério São José, em Blumenau.

**********

  • Cecilia Becker de Oliveira, 83 anos, faleceu no dia 19. Foi sepultada em Mafra. Deixa um filho.
  • Nelson Fernandes de Barros, 64 anos, faleceu no dia 19. Foi sepultada neste dia 20, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima. Deixa mulher e um filho.
  • Valdecir Zatta, 62 anos, faleceu neste dia 20. Será sepultado neste dia 21, às 9 horas, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima. Deixa mulher e dois filhos.
  • Arnoldo Girardi, 88 anos, faleceu neste dia 20. Será sepultado neste dia 21, às 9 horas, no Cemitério Cristo Rei. Deixa quatro filhos.
  • Rosalina Schattschneider, 84 anos, faleceu neste dia 20. Será sepultada neste dia 21, às 9h30, no Cemitério Municipal. Deixa dois filhos.
  • Vicente Pauli, 80 anos, faleceu neste dia 20. Será sepultado neste dia 21, às 10 horas, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima. Deixa mulher e oito filhos.

Adeus a Eugênia da Silva Wendhausen

20 de novembro de 2014 0
Eugênia

Eugênia era admirada pelo bom gosto e elegância

Nascida a em 19 de fevereiro de 1936, em Porto Alegre, Eugênia Talamini Madroñal era respeitada e admirada pelo seu bom gosto, adequação e elegância. Jornalista e professora, especializou-se em marketing e em sociologia, entre muitos outros cursos de extensão , de aperfeiçoamento e complementares. Em sua juventude, trabalhou como manequim de sapatos finos, entre outras ocupações, como elaborar habilidosamente criativas roupas de tricô para crianças e adultos e confeccionar e vender roupas finas femininas. Fez mestrado em sociologia e lecionou na Feevale, em Novo Hamburgo, na Universidade de Caxias do Sul e na Famecos, todas instituições do Rio Grande do Sul. Casou-se em 1961 com o arquiteto e designer industrial e gráfico Armênio Wendhausenm, com quem teve quatro filhos: Mercedes, Henrique, Alexandre (in memorian) e Ernesto, que lhe deu uma neta, Eugênia Cecília.

Foi representante em conselhos municipais e consultora de entidades profissionais. Na maturidade, enfrentou dois AVCs isquêmicos, entre outros problemas de saúde. Faleceu em 16 de novembro das complicações do terceiro AVC, em Joinville. Foi cremada em cerimônia reservada e suas cinzas serão depositadas na baía de Babitonga.

****

  • Lidio Schiochet, de 70 anos, faleceu na terça-feira em casa. Deixa mulher e quatro filhos. Ele era natural de Jaraguá do Sul.
  • Dimas Bernardes, de 78 anos, faleceu ontem no Hospital São José. Deixa mulher e seis filho. Era natural de São João do Itaperiú.
  • Sebastião Jordino Martins, de 81 anos, faleceu ontem em casa. Ele era viúvo e natural de São Sebastião (SP). Deixa cinco filhos.
  • Dulce Maria Narcizo, de 63 anos, faleceu ontem em Curitiba (PR). Ela era natural de São Bento do Sul. Deixa uma filha.

 

Iria, uma avó doce e meiga

19 de novembro de 2014 0
Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Nascida no dia 31 de outubro de 1933, na cidade Erval Velho, na região do Oeste de Santa Catarina, Iria Santina Tonial Pedroso faleceu no dia 5 de novembro. A neta mais velha, Suzana Pedroso, descreve a avó como sendo uma pessoa meiga, doce, mansa de espírito e que viveu e amou intensamente a família.

– Dona de lindos olhos azuis e de um sorriso contagiante, levava paz e conforto a qualquer pessoa que falava com ela – diz a neta.

Iria teve sete filhos e 12 netos. Atualmente, vivia em Joinville, no Norte de Santa Catarina. Com a sua partida, deixou muita saudade e tristeza nos corações dos familiares e amigos. A família, enlutada, agradece a todos que oraram e a amaram durante os 81 anos de sua vida e aguardam com alegria reencontrá-la no grande dia do retorno do Senhor.

 **********

  • Guilherme Gabriel Veiga Netto, 67 anos, faleceu no dia 17. Foi sepultado neste dia 18, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima. Deixa mulher e dois filhos.
  • Umbelina Vergilia do Nascimento, 85 anos, faleceu no dia 17. Foi sepultada em São Francisco do Sul. Deixa seis filhos.
  • Terezinha Lemkuhl Kleestadt, 67 anos, faleceu no dia 17. Foi sepultada neste dia 18, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima. Deixa três filhos.
  • Wiliam Hirt, 36 anos, faleceu no dia 17. Foi sepultado em São Bento do Sul.
  • Douglas da Silva, 44 anos, faleceu no dia 17. Foi sepultado neste dia 18, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima.
  • Leonice Biondo da Silva, 66 anos, faleceu neste dia 18. Será sepultada neste dia 19, às 9 horas, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima. Deixa marido e quatro filhos.

 

Berenice liderava com bons exemplos

18 de novembro de 2014 0
Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Berenice Bondan Forbici nasceu no Rio Grande do Sul, na cidade de Quatro Irmãos. Mudou-se com a família para Lages, onde constituiu família, formou amigos e desempenhou sua carreira profissional de contabilista até seus últimos dias, tamanho era seu zelo pelos afazeres profissionais.

Foi uma pessoa alegre, de sorriso fácil, carismática e amada por onde passava. Contagiava a todos com seu alto-astral. Era dona de uma liderança natural, conquistada não por imposição, mas pelos bons exemplos vividos e adquiridos ao longo da vida, sendo, além disso, uma exemplar filha, mãe, irmã, tia, madrinha, amiga, enfim.

Tinha como marca registrada do seu dia a dia algumas características além das já citadas até aqui: a cuia de chimarrão sempre em suas mãos, o zelo e o cuidado com seu belo orquidário e as demais plantas, flores e árvores que adornavam o jardim de sua casa e o amor que dispensava ao marido Evaldir, às filhas Fabrícia e Fernanda e às netas, Gabriela, Natália e Heloísa. Deixou como legado para todos os que conviveram com ela a simpatia o alto astral e a forma positiva para encarar a vida.

Ela partiu no dia 30 de outubro e deixa muitas saudades em todos os que tiveram o prazer de poder conviver com ela nos seus sessenta anos de vida.

*********

  • Sadako Yamagata, 83 anos, faleceu no dia 16. Foi cremada. Deixa dois filhos.
  • Vilson Eduardo, 61 anos, faleceu no dia 16. Foi sepultado em Nova Esperança do Sudoeste-PR. Deixa mulher e três filhos.
  • Valmor Baschirotto, 68 anos, faleceu no dia 16. Foi sepultado neste dia 17, no Cemitério São Sebastião. Deixa mulher e dois filhos.
  • Naor Machado, 55 anos, faleceu no dia 16. Foi sepultado neste dia 17, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima. Deixa mulher e três filhos.
  • Adriano do Amaral Gonçalves, 36 anos, faleceu no dia 16. Foi sepultado neste dia 17, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima.
  • Maurea Pereira, 75 anos, faleceu neste dia 17. Será sepultada neste dia 18, no Cemitério Municipal. Deixa marido e três filhos.
  • Ingeborg Merling, 76 anos, faleceu neste dia 17. Foi sepultada no mesmo dia, no Cemitério Municipal. Deixa um filho.
  • Manoel Olivio de Souza, 75 anos, faleceu neste dia 17. Será sepultado neste dia 18, no Cemitério São Sebastião. Deixa três filhos.
  • Asta Meyer, 70 anos, faleceu neste dia 17. Será sepultada no Cemitério Dona Francisca. Deixa dois filhos.
  • Aloncio Valvaçore Filho, 39 anos, faleceu neste dia 17. Será sepultado em Garuva. Deixa mulher e quatro filhos.
  • Evaldo Gross, 91 anos, faleceu neste dia 17. Será sepultado neste dia 18, no Cemitério São Sebastião. Deixa seis filhos.
  • Cacilda Maria da Silva, 73 anos, faleceu neste dia 17. Será sepultada em Balneário Piçarras.
  • Eugenia da Silva Wendhausen, 78 anos, faleceu neste dia 17. Será sepultada em Jaraguá do Sul. Deixa três filhos.
  • Rosemeri Aparecida Sass, 54 anos, faleceu neste dia 17. Será cremada. Deixa um filho.

Morre ex-ministro da Saúde

17 de novembro de 2014 0
Ministro

Daniel Marenco, BD, 19/10/2007

Jatene era diretor-geral do hospital onde morreu. Acreano de Xarupi, era filho de um seringueiro libanês e de uma dona de armarinho. Formou-se aos 23 anos pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Foi o primeiro cirurgião a realizar a operação de ponte de safena no país e também destacou-se por ter inventado equipamentos e ferramentas da área médica. Ao longo da carreira, acumulou no currículo mais de 20 mil cirurgias.
Apesar de não ser filiado a partidos, também teve destaque no campo político. Foi secretário estadual da Saúde de São Paulo no governo de Paulo Maluf (1979-1982), e por duas vezes assumiu como ministro da área, nos governos de Fernando Collor (por oito meses) e Fernando Henrique Cardoso (por 22 meses).

Na gestão tucana, sua marca foi a criação da Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira (CPMF), para financiar a saúde brasileira. Também contribuiu para o projeto dos medicamentos genéricos e no programa de combate à Aids.

Em 2012, o médico já havia sido internado com dores no peito, passou por um cateterismo e colocou um stent (prótese metálica para a desobstrução de artérias).

Internado desde 22 de setembro deste ano, o médico chegou a receber alta da UTI no dia 14 de outubro e foi transferido para um quarto. Ontem, não resistiu às complicações no coração.

O ex-ministro deixa quatro filhos – os também médicos Ieda, Marcelo e Fábio, além da arquiteta Iara – e a esposa Aurice Biscegli Jatene.

****

  • Luiz Eduardo Rocha, 22 anos, vai ser sepultado hoje, às 15 horas, no Cemitério Jardim das Flores. Ele morreu ontem.
  • Sergio Murilo Lutz, 57 anos, vai ser sepultado hoje, às 15 horas, no Cemitério Municipal. Ele morreu ontem. Deixa mulher e dois filhos.
  • Osmar Baumann, 59 anos, vai ser sepultado no Cemitério Municipal. Ele morreu ontem. Deixa uma filha.
  • Hilario Laube, 56 anos, foi sepultado em Schroeder. Ele morreu no sábado. Deixa onze filhos.
  • Ademar Barbosa, 58 anos, foi sepultado ontem, no Cemitério Vila Lenzi. Ele morreu no sábado. Deixa dois filhos.
  • Anaides Borgo Sowinski, 91 anos, foi sepultada ontem, em Guaratuba. Ela morreu no sábado.
  • Urbano Vicente Arenhart, 62 anos,foi sepultado ontem, no Cemitério São Sebastião. Ele morreu no sábado. Deixa mulher e quatro filhos.
  • Juliano Gonçalves dos Santos, 32 anos, morreu ontem. Deixa mulher e dois filhos.
  • Roseli Vieira, 52 anos, morreu ontem.
  • Samuel Coelho Pereira, 20 anos, morreu no sábado.
  • Benoni Outeiro da Silva, 75 anos, foi sepultado ontem, no Cemitério São Sebastião. Ele morreu no sábado.
    Deixa oito filhos.
  • João José da Silva, 58 anos, foi sepultado ontem, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima. Ele morreu no sábado. Deixa mulher e dois filhos.
  • Fancisco Barbosa, 64 anos, foi sepultado ontem, no Cemitério de Pirabeiraba. Ele morreu sábado. Deixa mulher.
  • Sebila Sokolowski , 74 anos, foi sepultada ontem, no Cemitério Dona Francisca. Ela morreu no sábado.
    Deixa três filhos.
  • Doliria Vicente da Veiga, 77 anos,foi sepultada ontem, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima. Ela morreu no sábado. Deixa seis filhos.
  • Delminda Martins Serino, 84 anos, foi sepultada ontem, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima. Ela morreu na sexta-feira. Deixa onze filhos.
  • Zito Tribess, 67 anos, foi sepultado ontem, em Blumenau. Ele morreu no sábado. Deixa mulher e três filhos.
  • Wagner Augusto da Silva, 24 anos, foi sepultado no sábado, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima. Ele morreu no mesmo dia. Deixa mulher.
  • Eliane Tavares Pereira, 52 anos, foi sepultada no sábado, no Cemitério Municipal. Ela morreu na sexta-feira. Deixa marido e cinco filhos.
  • Maria Siz, 89 anos, foi sepultada no sábado, em Garuva. Ela morreu na sexta-feira.Deixa cinco filhos.
  • Jonatha de Moura, 26 anos, morreu na sexta-feira.

Morre, aos 67 anos, o ator Warren Clarke

15 de novembro de 2014 0
Reprodução

Reprodução

O ator britânico Warren Clarke morreu nesta quarta-feira, 11, aos 67 anos. Conhecido pelo papel de um dos “drugs” do filme Laranja Mecânica, de Stanley Kubrick, ele foi vítima de uma “doença curta”, segundo o grupo ao qual pertencia.
Clarke nasceu em Lacashire, um condado da Inglaterra, e considerava-se sortudo por ter alcançado sucesso na TV. O ator participou por 12 anos da série Dalziel and Pascoe. Seu último trabalho, realizado pela BBC, havia sido uma versão do drama Poldark.
No filme de Kubrick, Clarke interpretou o gângster Dim, que ao lado do personagem Alex DeLarge integrava o grupo responsável por espalhar a autodenominada “ultraviolência” pelas ruas de Londres, cometendo assassinatos, espancamentos e estupros.

**********

  • Wladecir Sagaz, 68 anos, faleceu no dia 12. Foi sepultado em São Francisco do Sul. Deixa mulher e dois filhos.
  • Klaus Jurgen Mohr, 79 anos, faleceu no dia 13. Foi sepultado neste dia 14, no Cemitério Dona Francisca. Deixa mulher e seis filhos.
  • José Salvino Vanelli, 70 anos, faleceu no dia 13. Foi sepultado neste dia 14, em Gaspar. Deixa mulher e três filhos.
  • Maria de Lourdes, 83 anos, faleceu no dia 13. Foi sepultada neste dia 14, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima. Deixa 12 filhos.
  • Martinha Bernardina Maciel, 78 anos, faleceu no dia 13. Foi sepultada neste dia 14, em São Francisco do Sul.
  • Vera Maria Medeiros, 54 anos, faleceu no dia 13. Foi sepultada neste dia 14, no Cemitério São Sebastião.
  • Albino de Oliveira Borges, 52 anos, faleceu no dia 13. Foi sepultado neste dia 14, no Cemitério do Cubatão. Deixa quatro filhos.
  • Vidalvina Leizviski, 72 anos, faleceu no dia 13. Foi sepultada neste dia 14, no Cemitério do Cubatão. Deixa dez filhos.
  • Luiza Marasck Fagundes, 54 anos, faleceu no dia 13. Foi sepultada em Itapoá. Deixa marido e três filhos.
  • Sergio Andre de Oliveira, 49 anos, faleceu no dia 13. Foi sepultado no Cemitério do Rio Bonito.
  • Acacio Odilho Tavares, 53 anos, faleceu no dia 13. Foi sepultado neste dia 14, no Cemitério Municipal. Deixa uma filha.
  • Cedamar Maria Damásio, 58 anos, faleceu no dia 13. Foi sepultada em São Francisco do Sul. Deixa dois filhos.
  • Luiz Simão de Mira, 83 anos, faleceu neste dia 14. Será sepultado neste dia 15, no Cemitério Municipal. Deixa mulher e seis filhos.
  • Maicon Gonçalves de Oliveira, 28 anos, faleceu neste dia 14. Será sepultado neste dia 15, no Cemitério do Cubatão.
  • Maria Amandeo Melo, 64 anos, faleceu neste dia 14. Deixa marido e três filhos.
  • Edith Feissel, 97 anos, faleceu neste dia 14. Será sepultada neste dia 15, no Cemitério Municipal. Deixa um filho.

Morre o poeta Manoel de Barros

14 de novembro de 2014 0
Foto: Renata Caldas

Foto: Renata Caldas

O poeta Manoel de Barros morreu nesta quinta-feira, aos 97 anos, em Campo Grande (MS). Ele estava internado havia duas semanas no Proncor, período em que passou por uma cirurgia no intestino. O hospital não divulgou as causas da morte.
Um dos principais poetas brasileiros, ele nasceu em 1916, em Cuiabá. O poeta garantia viver uma nova ascensão para a infância. Um estado de espírito tão forte que, em 2003, ele estreou na prosa justamente com um livro em que iniciava a trilogia sobre sua vida. E, como se tratava de Manoel de Barros, não era um retrato fiel, mas um relato puramente personalizado. Assim, depois de Memórias Inventadas – “A Infância”, ele lançou “Memórias Inventadas – A Segunda Infância”.
O primeiro poema nasceu quando ele tinha 19 anos, e a estreia literária de fato aconteceu com “Poemas Concebidos sem Pecado” (1937), feito artesanalmente por amigos numa tiragem de 20 exemplares mais um, que ficou com ele. O livro garantia sua inserção entre os modernistas. Na década de 1960, voltou a Campo Grande, onde passou a viver como criador de gado, sem nunca deixar de trabalhar em seus versos. Longe dos grandes centros, demorou para ser reconhecido como grande poeta.
Somente na década de 1980, quando foi elogiado por Millôr Fernandes, é que Manoel de Barros tornou-se conhecido no eixo Rio-São Paulo. Em 1987, ganhou o Prêmio Jabuti por “O Guardador de Águas”. E, em 2002, “O Fazedor de Amanhecer”, livro infantojuvenil do poeta, foi eleito a melhor obra de ficção do ano anterior.

**********

Esclarecimento
“A Notícia” não está publicando a lista do obituário nesta edição porque não foi disponibilizada pela Central Funerária de Joinville.

Morre a radialista Rochelle Hudson

13 de novembro de 2014 0
Reprodução

Reprodução

Aos 77 anos, a radialista Rochelle de Quadros Hudson morreu em Brasília, no último domingo. Uma das principais marcas da carreira de Rochelle é a dublagem do personagem Mutley, o cão do desenho animado Corrida Maluca. Nascida no Rio Grande do Sul em 1937, começou a trabalhar aos 20 anos. Passou por TV Rio, Rádio Guaíba, Rádio Gaúcha, TV Gaúcha, Rádio Farroupilha, TV Cultura de São Paulo e foi diretora de dublagens na Sigma SP e em outras emissoras.
Rochelle tinha grande afinidade com as crianças, o que fez com que gostasse muito de trabalhar com o público infantil. Na década de 1970, foi uma das primeiras apresentadoras do Jornal do Almoço do Rio Grande do Sul. Participou de outros projetos pioneiros à época, como a inauguração da Rádio Itapema FM e a implementação do sistema de transmissão em cores na TV Gaúcha – atual RBS TV.
Durante a vida, fez inúmeros amigos. Também era muito próxima da cantora Elis Regina, que participava dos programas que Rochelle apresentava. Rochelle foi vítima de uma parada cardíaca. A cerimônia de cremação ocorreu na segunda-feira, em Brasília.

**********

  • Luiz Otávio do Nascimento, 75 anos, faleceu no dia 11. Foi sepultado neste dia 12, no Cemitério Municipal. Deixa mulher e dois filhos.
  • Jessé dos Santos Machado, 30 anos, faleceu no dia 11. Foi sepultado neste dia 12, no Cemitério São Sebastião.
  • Lourivaldo de França, 71 anos, faleceu neste dia 12. Foi sepultado no mesmo dia, no Cemitério Municipal. Deixa mulher e nove filhos.
  • Cândida Maria dos Santos, 75 anos, faleceu neste dia 12. Será sepultada neste dia 13, às 9 horas, no Cemitério Municipal. Deixa marido e seis filhos.

Maria era doce e meiga

12 de novembro de 2014 0
Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Em 1° de novembro, a catarinense nascida em Lages Maria Ribas Ribeiro partiu para brilhar em outro plano. Para a neta Gabriela Casarin Ribeiro da Cunha, a data da morte da avó foi uma coincidência: o Dia de Todos os Santos. Muito católica e devota, foi ao encontro dos entes queridos que tanto amava.
Todos a conheciam como Maia, Tia Maia, a pessoa mais simples, humilde, honesta, bondosa e doce com quem todos podiam compartilhar momentos de alegrias.
Ficam a saudade e a lembrança de uma esposa companheira e leal, de uma mãe dedicada e grande professora, de uma avó presente, sempre com seus cafunés para confortar os netos, e uma bisavó alegre e meiga.

**********

Familiares se despedem de Ubaldo Uliano
O agricultor Ubaldo Uliano nasceu na cidade de Braço do Norte quando ela ainda era parte do município de Tubarão. Ainda muito novo, se mudou com a família para Rio do Campo, no Vale do Itajaí, depois foi para Blumenau e retornou para Rio do Campo, onde viveu e trabalhou durante a maior parte da vida. Comunicativo e com muitos amigos, gostava de conversar e contar histórias.
Há quatro anos, Uliano e a família voltaram para Blumenau. Mesmo doente, gostava de caminhar e conversar enquanto ainda podia. Um exame mostrou alguns nódulos na região abdominal, e Uliano faleceu aos 88 anos por insuficiência respiratória e neoplasia do pâncreas, no dia 17 de outubro. O enterro ocorreu no cemitério da rua João Pessoa.

**********

  • Ademar Soligo, 57 anos, faleceu no dia 10. Foi sepultado neste dia 11, no Cemitério Municipal. Deixa mulher e dois filhos.
  • Elsa Timm Dobner, 91 anos, faleceu no dia 10. Foi sepultada neste dia 11, no Cemitério Municipal. Deixa três filhos.
  • Lindaura da Luz, 68 anos, faleceu no dia 10. Foi sepultada em Camboriú. Deixa marido e quatro filhos.
  • Maria Ferreira, 79 anos, faleceu no dia 10. Foi sepultada neste dia 11, no Cemitério Municipal. Deixa seis filhos.
  • Lorena Moreira, 83 anos, faleceu neste dia 11. Será sepultada neste dia 12, às 14h30, no Cemitério São Sebastião.
  • João Casprechen, 69 anos, faleceu neste dia 11. Será sepultado neste dia 12, às 14 horas, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima. Deixa mulher e dois filhos.