Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Guto Schiavon

27 de dezembro de 2018 0

Guto Schiavon editFundador da Foxbit, uma das maiores corretoras de bitcoin do Brasil, o empresário Luís Augusto Schiavon morreu na terça-feira, aos 24 anos, em um acidente na rodovia João Ribeiro de Barros (SP-294), em Marília, interior de São Paulo. As informações são do portal G1.

Conforme a Polícia Rodoviária Estadual, o carro dirigido por Guto Schiavon, como era conhecido, rodopiou na pista, invadiu a faixa contrária e colidiu com outro veículo. Ele estava acompanhado da namorada, Ariadny Rinolfi, que foi socorrida, mas permanece em estado grave.

Sob o comando do empresário paulista, a Foxbit chegou a movimentar mais de R$ 20 milhões por dia e ajudou a disseminar o conceito de investimento em criptomoedas entre os brasileiros. Atualmente, a empresa tem mais de 400 mil clientes.

“Bacharel em Sistemas de Informação pelo Univem (Centro Universitário Euripedes de Marília) e técnico em Mecânica de Usinagem pelo Senai, Guto Schiavon fundou a Foxbit em 2014 ao lado de João Canhada, CEO da empresa”, diz um comunicado da empresa no Instagram.

De acordo com o G1, o empresário nasceu em Marília, mas cresceu em Pompeia (SP). Ele mudou-se para a capital paulista em 2016 para se dedicar a empresa. Frequentemente, visitava a família no interior de SP. Ele foi enterrado ontem, em Pompeia.

Guto Barros

27 de dezembro de 2018 0

Guto BarrosO guitarrista carioca Guto Barros morreu na terça-feira, aos 61 anos, no Rio de Janeiro. As causas da morte ainda não foram divulgadas pela família, que informou o fato por meio das redes sociais.

Durante os anos 1980, Guto Barros foi guitarrista da banda Lobão e os Ronaldos, tendo gravado o disco Ronaldo Foi pra Guerra, de 1984. Nesse álbum, haviam faixas como Dr. Raimundo, Não tô Entendendo e Teoria da Relatividade (assinada com Lobão). Conforme o colunista Mauro Ferreira, do portal G1, é dele o solo de guitarra da gravação original da música Me Chama (1984).

Formado na Berklee College of Music, o instrumentista atuou também ao lado de Evandro Mesquita quando o ator e vocalista da Blitz se lançou em carreira solo. É deles a letra de um dos maiores sucessos do grupo: Você Não Soube me Amar (1982). Os dois ainda emplacariam canções como Assim Falou Sapaim (1986), Aeroplano Azul Inflável (1988) e Greg e Sua Gang (esta com a adesão do compositor Chacal, em 1986).

Guto Barros também compôs a banda Aerosex durante a década de 1990.

Roberto Kralik

27 de dezembro de 2018 0

Roberto KralikO jornalismo esportivo do Estado está de luto. Ex-repórter da Rádio Galera, Roberto Kralik morreu na manhã de terça-feira, aos 24 anos. De acordo com familiares, o jornalista sofreu um infarto fulminante após uma crise de asma.

Natural de Porto Alegre, Kralik era formado pela PUCRS. Além da Rádio Galera, onde atuava como repórter de campo, teve passagens pela Rádio Grenal e por empresas da área de assessoria como a Enfato Comunicação e a Comunicar Brasil.

O jornalista permaneceu na Rádio Galera até metade deste ano, quando saiu para cuidar do pai, que enfrentava problemas de saúde. Ultimamente, trabalhava em uma empresa de outra área, além de atuar como freelancer.

Em nota, a Associação dos Cronistas Esportivos Gaúchos (Aceg) lamentou a morte: “Nossos mais sinceros pêsames aos familiares e amigos deste promissor jornalista, que deixou muito de si por onde passou. Que encontrem conforto e paz neste
momento difícil”.

Definido pelos parentes como uma pessoa extrovertida, Betinho, como era carinhosamente conhecido, escolheu o jornalismo por sempre estar envolvido com o esporte.
– Acho que a marca registrada dele era o sorriso. Sempre foi muito alegre, gostava de festas, de dançar – enfatizou a namorada, Pietra Maffei. O casal estava junto havia quase três anos.

Além da namorada, o jornalista deixa os pais, José e Renata Kralik, a irmã, Júlia, o cunhado Diego, o afilhado, Pedro, além de avós, tios e primos. Ele foi cremado no Crematório Metropolitano de Porto Alegre.

Lia Wyler

12 de dezembro de 2018 0

Lia WylerA tradutora Lia Wyler, famosa por ter vertido para o português os sete livros da série Harry Potter, morreu na manhã de ontem, em casa, no Rio de Janeiro. A causa exata da morte não foi divulgada, mas Wyler estava debilitada havia alguns anos, depois de sofrer dois AVCs. Ela tinha 84 anos.

Com os três primeiros livros da série, Lia ganhou prêmios como o Monteiro Lobato e o selo de “altamente recomendável” da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, ambos em 2001, entre outros troféus.

Sua tradução da história do bruxo é conhecida por criar versões em português para nomes próprios e palavras inventadas pela autora J. K. Rowling. É assim que os não mágicos “muggles” se tornaram “trouxas” e o vendedor de varinhas mágicas,
Mr. Olivanders, ganhou o nome de Senhor Olivaras.

Além da saga de Rowling e outras obras infantojuvenis, ela traduziu para o português produções de autores como John Updike, Stephen King, Joyce Carol Oates, Conan Doyle, entre outros.

Nos anos 1990, foi presidente do Sindicato Nacional dos Tradutores (Sintra). Um dos livros dela, Línguas, Poetas e Bacharéis, de 2003, é usado até hoje nos cursos de tradução.

Roger Avanzi

12 de dezembro de 2018 0

Roger Avanzi corteUm dos maiores nomes da arte circense brasileira, Roger Avanzi, o Palhaço Picolino, morreu na noite de segunda-feira, aos 96 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos.

Avanzi nasceu em São José do Rio Preto, no interior paulista, e cresceu sob a lona do Circo Nerino, fundado pelo pai dele, Nerino Avanzi. No picadeiro, fez de tudo: foi acrobata, equilibrista, jóquei, músico, cantor e ator. Depois, transformou-se no segundo Picolino, substituindo o pai, que deu vida ao primeiro.

Em 1964, com o fim do empreendimento da família, Avanzi dedicou-se ao Circo Garcia, com o qual percorreu o Brasil até os anos 1970. No fim dessa década, passou a ensinar a arte circense na Academia Piolin, em São Paulo. Foi professor do projeto Enturmando e da Escola Picadeiro e inspirou a criação da Escola Picolino de Artes do Circo, em Salvador (BA).

Foi mentor de projetos como o LaMínima, grupo fundado há 20 anos pelos atores Fernando Sampaio e Domingos
Montagner (falecido em 2016).

Avanzi também participou do programa Circo do Bambalalão, da TV Cultura, na década de 1980, e nos anos seguintes trabalhou na peça O Jardim das Cerejeiras e também no filme Narradores de Javé (2003).

Olinto Ribeiro da Silva

12 de dezembro de 2018 0

Olinto Ribeiro da SilvaNascido em Caxias do Sul, Olinto Ribeiro da Silva morreu em 16 de novembro, aos 82 anos, vítima de câncer de próstata. Ele estava em casa, no bairro Mathias Velho, em Canoas, cidade em que residia havia 55 anos.

Conforme familiares, o caxiense tinha orgulho em dizer que era sócio patrimonial e paraninfo do Inter, tendo sido um dos
primeiros sócios durante a construção do estádio Beira Rio.

Por mais de 20 anos, veraneou na praia de Magistério e costumava reunir os familiares em churrascos onde prevalecia a boa conversa, a parceria entre amigos e saborosas costelas de gado – corte preferido dele. Sempre que podia, mantinha-se informado por meio de jornais.

Olinto trabalhou na mesma empresa até se aposentar – a extinta madeireira Caxiense. Era um
pai, avô e bisavô amoroso e alegre.

Casado havia 60 anos com Aduclesina da Silva, deixa a mulher, os filhos, Jorge Gilmar e José Gilnei, as noras, Ivanir e Maristela, além dos netos, Janaina, César, Jorge Júnior e Fernanda, e do bisneto, Lucas.

A missa de um mês de falecimento será realizada no domingo, às 8h30min, na Igreja São Pio X, localizada na Avenida Rio Grande do Sul, bairro Mathias Velho, em Canoas.

Waldir Comerlato

11 de dezembro de 2018 0

Waldir ComerlatoNa quinta-feira, aos 91 anos, morreu Waldir Comerlato, em Caxias do Sul, vítima de câncer.

Waldir nasceu e passou a infância em Galópolis, distrito de Caxias do Sul. Terceiro de cinco irmãos, desde jovem, era conhecido pelo bom humor e pelas brincadeiras. Formou-se em Contabilidade e Ciências Econômicas pela PUCRS, tendo sido professor na instituição e também na UFRGS.

Funcionário da Secretaria da Fazenda do Estado, participou da implantação da Contadoria e Auditoria-Geral do Estado (Cage). Posteriormente, foi diretor financeiro da Aços Finos Piratini – atualmente, empresa do grupo Gerdau. Conforme colegas, era conhecido pela competência e pelo profissionalismo.

Marido dedicado, cuidou da mulher, Delcia Edith Jacobus, até a morte dela na década de 1990. O casal não teve filhos, mas conviveu com os vários sobrinhos e sobrinhos-netos – que o consideravam um segundo pai e avô. Além deles, Waldir deixa a atual mulher, Rosimere Mateus da Silva.

Miguel Nucci Netto

11 de dezembro de 2018 0

Miguel Nucci NettoO engenheiro Miguel Nucci Netto morreu, aos 91 anos, de causas naturais, em Porto Alegre.

Ex-diretor comercial da Corsan, atuou na empresa no período de 1967 a 1992, ano em que se aposentou, decidiu mudar de endereço e residir no Litoral Norte.

Formado pela UFRGS em 1952 e descrito como um homem íntegro, guerreiro, alegre e que sempre tinha uma palavra de incentivo, Miguel gostava de jogar tênis, ler, conversar com amigos e receber os familiares no recanto que escolheu, a Praia de Salinas.

O engenheiro foi professor da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e da Escola Técnica Estadual Parobé, na Capital.

Casado com Jussara Azambuja Nucci (falecida em 1991), teve os filhos Ricardo, Miguel, Elizabeth e Sissi. Além deles, Miguel deixa a atual mulher, Maria Cecilia Simch, com quem era casado havia 27 anos, oito netos e um bisneto.

A família agradece os cuidados e conforto recebidos de parentes e amigos, especialmente à equipe médica e funcional do Hospital Ernesto Dornelles.

Josep Lluís Núñez

05 de dezembro de 2018 0

Josep Lluís Núñez i ClementeJosep Lluís Núñez, um dos mais longevos presidentes da história do Barcelona, morreu na segunda-feira, vítima de câncer, aos 87 anos.

Ele comandou o clube espanhol durante 22 anos (1978 a 2000) e conquistou mais de 170 títulos no período (considerando todos os esportes).

O dirigente foi um dos grandes responsáveis por transformar os culés em uma potência mundial.

Antes de assumir o cargo, os catalães tinham nove campeonatos espanhóis e nenhuma Champions League. Hoje, são 25 títulos nacionais e cinco da competição continental que reúne as melhores equipes da Europa.

Pelegrino José Donato

05 de dezembro de 2018 0

Pelegrino José DonatoFundador da rede de lojas Magazine Luiza, o empresário Pelegrino José Donato morreu na madrugada de ontem, aos
94 anos, em Franca (SP), devido a causas naturais. A notícia foi divulgada pela assessoria de imprensa da empresa.

Nascido em São Carlos (SP), iniciou a vida profissional como caixeiro-viajante. Pelegrino Donato casou-se com Luiza Trajano Donato em 1956 e, um ano depois, o casal comprou A Cristaleira – loja de presentes em Franca que daria origem ao Magazine Luiza. O nome foi escolhido em um concurso de uma rádio local.

Os dois comandaram a empresa até o início da década de 1990, quando foram sucedidos por Luiza Helena Trajano Rodrigues, sobrinha do casal e atual presidente do Conselho de Administração da empresa.

A rede hoje é dirigida por Frederico Trajano Inácio Rodrigues, filho de Luiza Helena.

Foto: Divulgação/Magazine Luiza