Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Com direito a champas, Giro D` Itália de 1974

02 de abril de 2009 1

“As regras do Giro D` Italia permitem `pontos de abastecimento` a cada 60 milhas. as equipes podem entregar comida aos cicilistas apenas nesses pontos. em geral, são frutas, chá gelado e agua mineral.

E o Giro tem suas tradições. Muitos dos atletas invadem restaurantes ao longo do trajeto e pegam o que querem, para poderem sair o mais rápido possível. Os donos desses estabelecimentos em geral se sentem lisonjeados.

Geralmente, quem faz isso, são os ciclistas mais jovens dos times, que mantém os principais competidores abastecidos, para que estes não sofram muito desgaste durante a prova. Por isso são conhecidos como `water boys ou gregários`, apesar de fazerem muito mais que o apelido diz, eles treinam tanto quando os principais competidores e correm os mesmos riscos”….

Aconteceu na década de 70. Atualmente os gregários continuam a buscar água, chá e comida, mas, não param nos estabelecimentos para os antigos “abastecimentos”, buscam o que precisam no carro da equipe. A entrega de sacolas continua. Rs…

A tradução é da jornalista do Jornal A Notícia Camille Bropp.

Postado por cleber.gomes@an.com.br

Comentários (1)

  • Zaka diz: 2 de abril de 2009

    Essas cenas fazem parte do filme Eddy Merckx – The Greatest Show on Earth…

    Fiz uma postagem no Maglia Rosa com esse vídeo chamado “gregário pra que te quero”.

    Reparem o corredor que tenta abrir a garrafa no avanço… não consegue e abre com os dentes.

    Outro detalhe extramente preocupante é que as garrafas eram todas de vidro: uma que poderia ter sérias consequências.

    Abraço

Envie seu Comentário