Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Colombiano vence a primeira etapa da Volta de Gravataí Julian Muñoz superou a Roberto Pinheiro no sprint final

14 de abril de 2010 0

Sob muito sol e com temperatura amena, começou nessa quarta-feira a sétima edição da Volta Ciclística de Gravataí que reúne 84 ciclistas de 14 equipes.

A vitória na etapa de abertura foi do colombiano Julian Muñoz, que completou os 178,5 km entre Gravataí e Torres em 4h42min28s e superou no sprint Roberto Pinheiro, ciclista da equipe paulista Funvic-Sundown-Pindamonhangaba.

Apesar da fuga duradoura dos atletas Roderik Asconeguy (Porongos-Uruguai) e Leonardo Diaz (Orbital-Argentina) que durou até o KM 110, o pelotão chegou compacto e 74 ciclistas terminaram com o mesmo tempo do vencedor.

“Meu objetivo na etapa era o de ajudar o Jaime Castañeda no final da prova. Entrei nos últimos metros trazendo meu companheiro, mas na rotatória, faltando 300 metros, a pista se estreitou e ele perdeu contato com minha roda. Então, ataquei e fui para meta”, explicou o atleta da defende a equipe EPM-UNE, com sede na cidade de Medellín, equipe que tem o DNA da célebre equipe Orbitel.

“Gostei muito da prova e passamos por lugares bonitos. Sei que a prova tem subidas muito duras, mas eu me defendo nas subidas”, completou Muñoz que, com a vitória, assumiu a camisa amarela de líder da classificação individual e também a liderança da classificação por pontos.

Na segunda colocação da classificação individual geral – a 4 segundos de Muñoz – está Roberto Pinheiro, que no mês passado venceu duas etapas na Volta do Uruguai.

Na disputa entre as equipes, a liderança é da equipe colombiana EPM-UNE, com a equipe GREC Memorial-Santos-Giant em segundo e a Funvic-Sundown-Pindamonhangaba em terceiro.

Dos 84 que largaram em Gravataí, 80 concluíram a etapa e continuam na competição.

OS CINCO PRIMEIROS DA PRIMEIRA ETAPA

1 – Julian Muñoz (COL) – EPM-UNE – 4h42min28s
2 – Roberto Pinheiro – Funvic-Sundown-Pindamonhangaba – mt

3 – Edgardo Simon (ARG) – Funvic-Sundown-Pindamonhangaba – mt
4 – Fabiele Mota – GREC Memorial-Santos-Giant – mt
5 – Jaime Castañeda (Col) – EPM-UNE – mt

1ª META VOLANTE – KM 88,8

1 – Roderik Asconeguy (URU) – Porongos
2 – Leonardo Diaz (ARG) – Orbital
3 – Jeovane Oliveira Jr. – S. Francisco Saúde/KHS/SME Rib. Preto/ATC

2ª META VOLANTE – KM 119

1 – Cleiton Fadanelli – Seleção Gaúcha

2 – Jeovane Oliveira Jr. – S. Francisco Saúde/KHS/SME Rib. Preto/ATC
3 – Eduardo Pinheiro – GREC Memorial/Santos/Giant

3ª META VOLANTE – KM 134,4

1 – Álvaro Tardáguila (URU) – Porongos
2 – Patrick Oyakaua – CESC/Kuruma/Calypso/Maxxis/DKS Bike

3 – Cristian Rosa – Clube DataRo de Ciclismo

CLASSIFICAÇÃO GERAL INDIVIDUAL

1 – Julian Muñoz (COL) – EPM-UNE – 4h42min28s

2 – Roberto Pinheiro – Funvic-Sundown-Pindamonhangaba – a 4s
3 – Edgardo Simon (ARG) – Funvic-Sundown-Pindamonhangaba – a 6s
4 – Jeovane Oliveira – S. Fco Saúde/KHS/SME Rib. Preto/ATC – a 7s
5 – Cleiton Fadanelli – Seleção Gaúcha – a 7s
6 – Roderik Asconeguy Sub-23 (URU) – Porongos – a 7s

7 – Álvaro Tardáguila (URU) – Porongos – a 7s
8 – Patrick Oyakaua – CESC/Kuruma/Calypso/Maxxis/DKS Bike – a 8s
9 – Eduardo Pinheiro – GREC Memorial/Santos/Giant – a 9s
10 – Cristian Rosa – Clube DataRo de Ciclismo – a 9s

CLASSIFICAÇÃO POR PONTOS

1 – Julian Muñoz (COL) – EPM-UNE – 10 pontos
2 – Roberto Pinheiro – Funvic-Sundown-Pindamonhangaba – 7 pontos
3 – Cleiton Fadanelli – Seleção Gaúcha – 5 pontos

CLASSIFICAÇÃO POR EQUIPES

1EPM-UNE (Colômbia) – 17h07min24s
2 – GREC Memorial/Santos/Giant -
3Funvic-Sundown-Pindamonhangaba

4 – Start Under 23 (Argentina)
5 – Clube DataRo de Ciclismo

SEGUNDA ETAPA

Os ciclistas encaram nessa quinta-feira a primeira etapa de montanha. Serão 135,1 km de Torres até Cambará do Sul, no alto da Serra Gaúcha. Os atletas largam às 9 horas da Praça XV de Novembro a uma altitude de 50 metros sobre o nível do mar e terminam em frente à Igreja Matriz de Cambará a uma altitude de 1.050 sobre o nível do mar.

A quarta disputa de meta volante está marcada para o KM 49,6 (cemitério) e o primeiro prêmio de montanha (altitude de 260 metros) será logo após o túnel no KM 80,1 da competição. O segundo prêmio de montanha do dia será no KM 88,1 (casa verde) a 756 metros.


Mais montanhas

A terceira etapa na sexta-feira também será muito exigente, com 160,9 km e início em Cambará do Sul, passando por São Francisco de Paula, de onde descem a serra até Taquara, via Igrejinha e Três Coroas, para subir a serra de Gramado até chegarem em Canela.

No sábado, os atletas terão uma etapa mais tranqüila, com 107 km entre Canela e Gravataí.

O último dia de disputas começa em Gravataí e terá 148,2 km de percurso misto, com subidas, descidas e trechos planos. Os atletas vão passar por Taquara, Rolante, Santo Antonio da Patrulha, Glorinha e fazem a última chegada em Gravataí onde serão conhecidos os campeões.

Todas as etapas terão início às 9 horas.

ETAPAS – TOTAL – 730 km

15/04 – 2ª – Torres-Cambará do Sul – 135,1 km
16/04 – 3ª – Cambará do Sul-Canela – 160,9 km
17/04 – 4ª – Canela-Gravataí – 107 km
18/04 – 5ª –
Gravataí-Taquara-Rolante-Sto Antônio-Glorinha-Gravataí – 148,2 km

A sétima edição da Volta Ciclística Internacional de Gravataí é uma realização da Federação Gaúcha de Ciclismo, Confederação Brasileira de Ciclismo e da União Ciclística Internacional com o apoio da Brigada Militar Comando Rodoviário, DAER, Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Prefeitura Municipal de Cambará do Sul, Prefeitura Municipal de Torres e Prefeitura Municipal de Canela, com a promoção da Prefeitura Municipal de Gravataí. O patrocínio é do Banco do Brasil com o apoio do Ministério dos Esportes.

Mais informações no site oficial do evento: http://voltainternacional.wordpress.com

Por Marcos Adami, BM press

Envie seu Comentário