Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

23º Tour de Santa Catarina começa amanhã

20 de abril de 2010 0

Ciclistas da Argentina e Uruguai em treino regenerativo, na área rural de Joinville

A 23ª edição do Tour de Santa Catarina, a mais tradicional prova ciclística do Brasil, por etapas, começa hoje. No bairro Adhemara Garicia, em Joinville, norte de Santa Catarina, 112 ciclistas estarão alinhados para a largada. Eles estão divididos em 18 equipes, 6 delas são estrangeiras. três equipes da Argentina, uma da Colômbia, uma do Uruguai e uma dos Estados Unidos. A competição de 5 etapas inicia no dia 21 termina no dia 25 no alto da Serra do Rio do Rastro, no sul do Estado. Serão 619,1 qilômetros pedalados em estradas catarinenses.

O grau de dificuladade aumenta após cada etapa, isso por conta dos percursos com muitas subidas, a mais  plana e por isso “tranquila” é primeira, com partida de Joinville, às 13 horas, e chegada em Timbó, serão137,7 quilômetros. A segunda inicia em Timbó e termina em Ibirama, os 135,3 quilômetros começam em terreno plano e tem o final após várias serinhas no Vale do Itajaí, nesta etapa o pelotão deve chegar em blocos. A terceira etapa liga Rio do Sul à Urubici, a primeira metade é um trecho com falso plano e subidas curtas, a corrida começa a ser definida quando os ciclistas passarem o trevo de acesso á Alfredo Wagner, em direção a Urubici, pois inicia uma serra de aproximadamente 4quilômetros, após a subida os atletas estarão na ondulada BR 282, os favoritos deverão aumetar o ritmo pois pela frente haverá uma serra que definirá o campeão seleionará os favoritos ao título desta edição, depois de 142,9 quilômetros. A maior dificuldade da quarta etapa, de 84,8 quilômetros, está a 800 metros da largada, em Urubici, uma serra, um verdadeiro paredão que inicia em 918 metros de altitude e salta para 1.550 metros em apenas 10,8 quilômetros, o restante do percurso é um sobe e desce e há mais duas serrinhas, a etapa chegará no mirante da Serra do Rio do Rastro, em Bom Jardim da Serra.

A quinta etapa, de 118,4 quilômetros, é a jornada rainha, nela está a maior dificuldade da competição, o cartão postal de Santa Catarina, a Serra do Rio do Rastro. Os ciclistas largam em Forquilhinha, cidade ao nível do mar, para chegar no mirante da Rio do Rastro à uma altitude de 1.464 metros. Por estarem acostumados a este tipo de relevo e por treinarem em altitudes elevadas, os ciclistas Colombianos de equipe EPM/Une Combia, carregam em suas pernas o favoritismo. Eles acabaram de vencer a Volta Ciclística Internacional de Gravataí (RS), com  Jaime Castañeda em primeiro e Juan Suarez em segundo, o brasileiro Antônio Nascimento ficou em terceiro a 1minuto e 35segundos de Jaime.

A pretenção da equipe Joinvilense é ficar entre as 10  melhores do Tour. “Queremos colocar o Ricardo Pscheidt e o Valcemar Justino entre os 10 primeiros na classificação geral para garantiu uma melhor colocação para equipe. Renan da Silva também tem chances de brigar na categoria sub-23″ disse Edinho Tomaschitz, técnico de Joinville. O time joinvilense irá ao Tour com três atletas abaixo de 23 anos: JoelsonShadeck, 22; Renan da Silva, 21; e Sherman de Paiva, 20. Além deles, estão Fábio Neri, 32; Ricardo Pscheidt, 30; e Valcemar Justino, 42; que disputa o Tour pela 15ª vez.

Envie seu Comentário