Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Vinokourov é o novo líder do Giro D'Itália

10 de maio de 2010 1



A terceira etapa do Giro D’Itália, foi vencida no sprint pelo belga Wouter Weylandt (Quick Step), e voltou a provocar nova mudança na classificação geral individual, com o cazaque Alexandre Vinokourov a herdar a camisa rosa, perdida pelo australiano Cadel Evans (BMC), que se viu envolvido numa queda, a pouco mais de dez quilômetros da meta.

O pelotão estava avisado para o perigo de o vento quebrar o pelotão ao longo dos 224 quilômetros que ligavam Amsterdam a Middelburgo. Esses prognósticos tiveram concretização, mas a maior parte dos favoritos soube estar na dianteira. Mais complicadas foram as quedas, que atiraram para casa um dos candidatos, Christian Vande Velde (Garmin-Transitions), e que levaram outros ciclistas importantes a perder tempo. Entre eles o comandante à competição, Cadel Evans, que, tal como Carlos Sastre (Cervélo), perdeu 45 segundos para o grupo da frente, onde conseguiram entrar Alexandre Vinokourov, Ivan Basso (Liquigas-Doimo) e Michele Scarponi (Androni Giocattoli-Diquigiovanni). Um dos mais prejudicados com os azares foi o primeiro líder da corrida, Bradley Wiggins (Sky), que foi ao asfalto e atrasou mais de três minutos.

Com o pelotão partido pelo vento e dizimado pelas quedas, foi um grupo muito restrito que disputou a vitória de etapa. Entre os homens que se encontravam na frente, André Greipel (Team HTC-Columbia) era o grande favorito e teve a equipe a trabalhar para ele. No entanto, a dureza de uma etapa longa corrida a quase 45 km/h fez diferença para o germânico que  não teve pernas para explodir nos metros finais. Quem aproveitou foi Weylandt, que se impôs diante do australiano Graeme Brown (Rabobank) e do alemão Robert Förster (Milram), segundo e terceiro, respectivamente.

Terminada a incursão holandesa, o pelotão terá um dia de descanso e as últimas informações indicam que poderão ir a Itália de avião. A jornada de repouso será de reflexão para alguns dos protagonistas principais, que entram em território italiano já com muito tempo perdido. Domenico Pozzovivo (Colnago-CSF Inox) e Marzio Bruseghin (Caisse D’Epargne) já perderam mais de nove minutos diminuíram as possibilidades de lutarem pelo pódio da geral. Bradley Wiggins está a 4m28s de Vinokourov, podendo ter nesta diferença uma justificação para encarar o Giro como preparação para o Tour. Damiano Cunego (Lampre-Farnese Vini) acumula um atraso de 2m07s e Carlos Sastre já dista 1m40s da camisa rosa. Todos os candidatos, restantes,  estão a menos de um minuto do comandante. Cadel Evans, que hoje se viu não ter grande equipe para o defender nos momentos cruciais, é o mais atrasado deste lote, a 43 segundos. Ivan Basso e Vincenzo Nibali (Liquigas-Doimo), Stefano Garzelli (Acqua & Sapone) e Michele Scarponi cederam, até ver, menos de meio minuto.

Depois da folga de amanhã, se as cinzas do vulcão holandês não parar a partida da caravana, os ciclistas voltam à estrada na quarta-feira. Será mais um dia para marcar diferenças, estabelecendo uma primeira hierarquia antes da montanha. A quarta etapa é um contra-relógio colectivo de 32,5 quilômetros, entre Savigliano e Cuneo. Com muitos corredores carregados de mazelas das quedas, é uma incógnita verificar qual ou quais as equipes que melhor e pior resistirão a um esforço que se prevê intenso. 

Por José Carlos Gomes, jornalciclismo

Etapa

1      Wouter Weylandt (Bel) Quick Step      5:00:06
2     Graeme Brown (Aus) Rabobank
3     Robert Forster (Ger) Team Milram
4     Danilo Hondo (Ger) Lampre-Farnese Vini
5     Adam Blythe (GBr) Omega Pharma-Lotto
6     Andre Greipel (Ger) Team HTC – Columbia
7     Linus Gerdemann (Ger) Team Milram
8     Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Doimo
9     Thomas Rohregger (Aut) Team Milram
10     Alexandre Vinokourov (Kaz) Astana 
135     Murilo Antonio Fischer (Bra) Garmin – Transitions

Geral Individual

1      Alexandre Vinokourov (Kaz) Astana      10:07:18
2     Richie Porte (Aus) Team Saxo Bank
3     David Millar (GBr) Garmin – Transitions     0:00:01
4     Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Doimo     0:00:05
5     Marcel Sieberg (Ger) Team HTC – Columbia     0:00:07
6     Matthew Harley Goss (Aus) Team HTC – Columbia     0:00:10
7     André Greipel (Ger) Team HTC – Columbia
8     Linus Gerdemann (Ger) Team Milram     0:00:12
9     Stefano Garzelli (Ita) Acqua & Sapone     0:00:15
10     Pieter Weening (Ned) Rabobank     0:00:16 
90     Murilo Antonio Fischer (Bra) Garmin – Transitions     0:08:51

Comentários (1)

  • Rogerio Maes diz: 10 de maio de 2010

    Boas Cleber,

    Hoje assisti a etapa, que lenha que o pessoal estava andando e como o pessoal esta caindo.

    Mas uma vez obrigado pela sua valiosa informacao aqui no blog. Muito show.

    Sabado e Domingo tem estadual em Brusque.

    Um abraco

Envie seu Comentário