Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "entrevista"

Guilherme Costa, um príncipe catarina

23 de abril de 2012 0


O top Guilherme Marques Costa é mais um dos catarinenses que andam fazendo sucesso no exterior. Modelo da Ford Models SC, o bonito foi destaque no catálogo da marca Brooksfield. As imagens foram feitas no principado de Mônaco (tudo a ver com esse príncipe, né?). Mas os olhos verdes naturais de Urussanga também viram as paisagens da Índia, onde fez imagens para a campanha da grife europeia Paul and Shark. Modelando pelo mundo, Guilherme parou um tempinho para conversar com a gente.

Confira a entrevista:


Quando começou a trabalhar como modelo? Lembra-se do seu primeiro trabalho? Como foi?
Guilherme
– Quando eu era criança, alguns scouters das agências da minha região me ofereceram agenciamento. Recebi outros convites na adolescência. Então, quando tinha 22 anos, comecei a trabalhar com o Flávio e a Lica Poltozi em Criciúma. Um mês depois, com o Eve Antunes em Floripa, quando veio o Donna Fashion. Logo depois, fui morar em São Paulo. Após um ano e meio, fui para a Europa. Meu primeiro trabalho foi durante uma semana de moda em Criciúma. Nunca tive timidez por exposição pública, foi legal, fiz amigos e me diverti.

Qual a maior conquista da sua profissão?
Guilherme
– Minha mãe um dia me disse: “Filho, esteja atento ao sentido literal da palavra que dá nome a tua profissão. Modelo é algo ou alguém que pode servir para imitação! Então tudo que tu fizeres pode servir de exemplo. Faça das tuas ações bons exemplos!” Eu encaro a vida como um processo evolutivo, em todos os aspectos, espiritual, profissional, pessoal, material. Sendo assim, cada manhã, quando abro os olhos, vejo novos horizontes a serem conquistados, mais da minha ignorância a ser extinta, mais conhecimento a ser adquirido. Tenho objetivos, traço metas e prazos para cumpri-los. Alguns objetivos já alcancei, mas acredito que eu ainda tenha mais futuro pela frente do que passado para contar. Posso dizer no momento: obrigado, meu Deus, por esta oportunidade maravilhosa de estar vivo, fazendo o que eu amo.


Além de modelar, o que você gosta de fazer?
Guilherme
– Eu amo música! Queria ser para a música o que a música é para mim. Estudo interpretação, faço aulas de canto e violão.

Tem namorada?
Guilherme
– Não tenho namorada. Pra ser bem sincero, em alguns momentos me sinto um pouco sozinho. Sinto falta daquela amizade com intimidade que esse tipo de relacionamento proporciona. Mas eu acredito que na vida tudo tem seu tempo para acontecer, é só questão de entender e agradecer a Deus por tudo.

Qual é a mulher dos sonhos de Guilherme?
Guilherme
– Muitos dos meus amores de infância já se casaram (risos). Hoje em dia, não materializo um sonho num corpo feminino, numa estética estabelecida, numa personalidade definida. Porque acho que o sonhar é sublime, é livre, e se satisfaz por si só. Sou admirador da beleza num todo. Não quero ser entendido como hipócrita, nem cego pra negar que a Angelina Jolie é linda, que a Adriana Lima é tudo de bom! Mas apesar do magnetismo dos olhos azuis e de os cabelos castanhos exercerem uma forte influência sobre a minha percepção da beleza, ainda acho que estar bem acompanhado é mais do que ter alguém belo ao lado. No final, todo mundo busca felicidade e compreensão. E estar junto é mais simples do que as pessoas pensam. É tudo questão de aceitação.


Modelo joinvilense Alex Costa bate um bolão

26 de março de 2012 0


Ele já foi jogador de futebol e agora é modelo. Mas nem por isso deixou de bater um bolão. Alexsandro Duarte da Costa, conhecido no mundo da moda como Alex Costa, é joinvilense e está morando em Istambul, na Turquia. Mas daqui a dois meses vai estar em Milão, em função dos compromissos da carreira.

Com 25 anos, já treinou nas categorias de base do Joinville Esporte Clube, Marcílio Dias e Chapecoense. Mas assume: sua paixão é mesmo o Palmeiras.

Longe do universo futebolístico, que abandonou aos 21 anos, Alex é totalmente focado na profissão de modelo. E o bonito prova que, além de ser um sucesso, é superquerido e atencioso.


Confira a entrevista:

Quem mais te incentivou na profissão?
Alex Costa – Meus amigos me incentivaram muito, mas quem acreditou em mim de verdade foi a DF Model (agência de Alex).

Qual trabalho você mais gostou de fazer?
Alex – A campanha da Badboy em São Paulo, junto com o Jonas Sulzbach, que agora é um BBB 2012. Isso deu um up na minha carreira.

O que considera mais difícil na vida de modelo? E quais as vantagens?
Alex – O mais difícil é viver longe da família e dos amigos. As vantagens são muitas. Entre elas, conhecer novas culturas, novas línguas, lugares deslumbrantes e novos amigos. Sem contar no retorno financeiro.



Do que mais sente saudade de Joinville?
Alex – Sinto muita falta da minha mãe Santolina e dos meus irmãos Joice, Claudemar, Jucemar e Maria. Principalmente da comida da minha mãe (risos).

Tem namorada?
Alex – Não tenho. A profissão de modelo requer muito tempo livre, Eu sempre tenho que estar pronto para ir a qualquer canto do mundo, e tendo uma namorada fica meio complicado, porque não poderia dar atenção que ela realmente merece, não poderia estar junto nas horas que ela mais precisasse de mim.

O que uma mulher precisa ter para chamar atenção do Alex?
Alex – Precisa ser muito simpática e alegre e com o sorriso lindo, isso é essencial para mim!

Quem seria uma mulher “Ôôô, Lá em Casa” pra você?
Alex – Pergunta difícil essa. Mas como disse, o que chama muito a atenção são mulheres com sorriso lindo. Isso é a primeira coisa que observo em uma mulher.



Marcelo Serrado é mesmo uma graça! Confira entrevista

12 de março de 2012 1

O ator Marcelo Serrado foi a grande atração do primeiro dia de desfiles do 12º Coleções Mega Polo Moda, no dia 27 de fevereiro, em São Paulo. Ele desfilou com três looks diferentes, apresentando as tendências de inverno 2012.

Todo mundo ficou de olho nos trejeitos do ator, que faz o maior sucesso com o personagem Crô de

“Fina Estampa”, mas durante o desfile nada de jogar a franja para trás com as mãos ou andar daquele jeito que só o Crô consegue.

Só durante a entrevista é que Marcelo deslizou: e lá se foi ele jogando a franja sem nem perceber que estava dando vida ao personagem. Depois, ele mesmo riu e explicou dizendo que o Crô é tão intenso que quando ele percebe está gesticulando como o personagem.

A editora Genara Rigotti (do blog G Fashion) estava lá, assistindo aos desfiles, convidada pelo evento. Para não perder a oportunidade, fez uma entrevista Ôôô Lá Em Casa com o ator.

Em meio a um batalhão de fotógrafos e repórteres, ele respondeu as perguntas com à maior educação.

Você está feliz com a reper- cussão do personagem Crô de “Fina Estampa”?

Marcelo Serrado – Muito feliz. Pra mim, é muito satisfatório receber o carinho do público. É recompensa do trabalho e reflexo do sucesso do personagem. Fico feliz com esse carinho todo. Quando eu vou buscar minha filha na escola, as crianças chamam por Crô e imitam os gestos. No Carnaval, me surpreendeu ver pessoas fantasiadas de Crô, com cachorrinho e tudo. As pessoas me mandaram fotos. Achei fantástico, incrível!

Por que você acredita que o personagem fez tanto sucesso?

Marcelo – A gente deu sorte que o personagem deu graça ao público. Ele não quer levantar a bandeira, apenas divertir. Além disso, o sucesso de Crô se deve a um casamento de ideias com o Aguinaldo Silva (autor da novela). O Crô tem a alma do bufão, do palhaço. Ao mesmo tempo, tem emoção, chora. É feito com muita verdade.

O Crô gostaria de desfilar como o Marcelo desfilou no Fashion Rio e no Coleções Mega Polo Moda, neste início de ano? Com que roupa ele desfilaria?

Marcelo – Acho que ele desfilaria de calça bem justa, de rosa-pink pra chamar muita atenção. Porque o Crô gosta de aparecer.

Como o Marcelo gosta de se vestir?

Marcelo – Gosto do básico. Jeans, casaquinho, camisa básica, bem diferente do Crô.

Para o Marcelo, qual o modelo de mulher perfeita?

Marcelo – Aquela que se veste bem, que me trata bem, que me dá carinho, no caso, hoje, a Roberta, minha noiva.


A paella do Antonio Banderas

25 de maio de 2011 1

OWWWWWWW MYYYY GODDD!

Bom, pra quem perdeu o lindo e charmoso do Antonio Banderas no programa “Mais Você”, da Ana Maria Braga, não precisa ficar triste. 

A gente coloca o vídeo para para você se deliciar com esse super ator, ou seria se deliciar com a paella do ator? Ah, tanto faz! Paella, Banderas… tá tudo aí pra você!

Modelo Camila Alves diz que lava o cabelo uma vez por semana

24 de agosto de 2010 6

Meninas, olha só o que saiu no site da revista Criativa. A modelo Camila Alves, mulher do gato Matthew McConaughey, e apresentadora do reality show americano Shear Genius, exibido no Brasil pelo canal pago Liv com o nome de Descabelados, disse que lava o cabelo somente uma vez por semana. Ela afirmou que como o cabelo dela é oleoso, se lavar mais vezes o cabelo fica mais oleoso.

Bom, eu também tenho cabelo oleoso e já me agonio se fico um dia sem lavar o cabelo, mas no inverno até acho que valha a pena tentar já que a água quente estraga muito o cabelo. Mas ficar uma semana sem lavar, meu santinho, acho que ia pirar!!

E vocês meninas, qual o maior sacrifício que vocês fazem em nome da beleza? E qual a dica de beleza mais esdrúxula que vocês já lera, viram ou receberam?

Confira a entrevista completa do Tiago Leifert

16 de agosto de 2010 1

Nome completo, local e data de nascimento:
Tiago Rodrigues Leifert, São Paulo SP, 22/05/1980

Porque escolheu a carreira de jornalista?
Sempre fui apaixonado por televisão, desde pequeno. E sempre fui fascinado pelas pessoas que tinham habilidade de contar uma boa história, com boas imagens, uma edição com ritmo. Era isso que queria aprender a fazer, por isso fui atrás do jornalismo. E acho que todo jornalista tem na alma aquela empolgação natural, aquele ímpeto de contar uma história primeiro, de estar ligado em tudo. Eu sempre senti isso.

Teve alguma influência para seguir essa profissão?
Nada específico, não. Nenhuma pessoa específica. Acho que eu nasci gostando de televisão!

Tem algum jornalista que tenha como inspiração?
Não. Sempre tentei achar meu nicho sem me inspirar em ninguém. Sempre achei que para dar certo na profissão você deve buscar o que há de melhor dentro de você e se posicionar usando suas melhores armas. Se ficar olhando muito para os outros, você corre o risco de virar um genérico.

Se não fosse jornalista, o que gostaria de ser?
Acho que seria psicólogo ou designer de games.

Sempre quis trabalhar ligado ao esporte?
Logo quando decidi fazer jornalismo, optei por esporte. É a área que dá mais liberdade para trabalhar e tem histórias maravilhosas para contar. A Copa de 94 foi o evento que me deu certeza: “eu quero esporte”.

O que acha de ter sido considerado um muso da Copa 2010?
Hahahaha! Jura?! Eu não sabia disso, não. Acho engraçado… deve ser o poder embelezador da televisão. Eu conheço meus limites! Sou totalmente mediano.

Como é o assédio das fãs?
Gosto muito. Tento responder todo mundo, mas é difícil. Acontece mais via twitter e Facebook. É tudo muito carinhoso e até me sinto mal de não poder responder tudo. Há coisas engraçadíssimas também. As mais curiosas eu costumo retwittar.

Tem namorada?
Tenho.

O que gosta de fazer nas horas de lazer?
O que são “horas de lazer”? Não conheço esse bicho.

Confira a entrevista completa do modelo Bruno Faria

26 de junho de 2010 0

Nome completo: Bruno César de Faria (Bruno Faria)

Data e local de nascimento: 29/12/1984 – Joinville- SC

Quando e como começou a carreira de modelo?

Sempre foi um sonho e objetivo em minha vida, mas que só se concretizou profissionalmente aos 21 anos (4 anos atrás). Iniciei a carreira em SC na DF Model, uma excelente agência. E ano passado comecei a trabalhar em SP pela L’Equipe Agence.

Teve alguma influência?

Sim, tive um grande empurrão de minha noiva que na época era uma grande amiga!

Algum modelo que tenha como inspiração?

O espanhol Jon Kortajarena tem uma atitude forte que gosto de ter frente às câmeras, atualmente é um dos grandes nomes internacionais. Mas gosto muito do estilo de vida do Paulo Zulu, que já teve seu ápice, mas que conseguiu ser um cara simples, saudável e de bem com a vida, o que não é tão fácil no mundo na moda.

Se não fosse modelo ia ser…
Bombeiro. Pode parecer uma profissão “simples”, mas quando pequeno e ainda hoje, vejo eles com grande admiração, pois se dedicam e arriscam suas vidas pela vida do próximo.

Tem namorada?

Tenho uma anja! Que por sinal é minha noiva e futura esposa, que se Deus quiser viverá comigo até a eternidade!

Se sim, ela tem ciúmes do seu trabalho?

Eu acho que ciúmes não é um sentimento que parte da outra pessoa (no caso ela), mas sim você (no caso eu) que pode proporcionar ou não o sentimento a ela. E no nosso caso tento fazê-la sentir total segurança e confiança em mim, porque se estamos juntos é para somar e construir uma vida.

Como você cuida do corpo?

Eu cuido do meu corpo pensando que preciso estar sempre pronto! O nosso corpo é a nossa casa, sendo modelo ou não, precisamos nos cuidar constantemente. Costumo não ficar sem comer por mais de 4 horas, tenho uma alimentação balanceada rica em fibras e proteínas, cuido da minha pele, corro ou ando com meu labrador diariamente. Além do corpo, cuido também do espírito, alimentando-o sempre de energias positivas.

Por causa da sua profissão é muito assediado?

Existe sim um pouco de assédio, mas procuro ser atencioso e educado com as pessoas e não dou margem para o assédio negativo. Acredito que as pessoas gostem de mim pela minha conduta profissional e pessoal, e o carisma acaba sobressaindo à beleza. Graças à Deus o assédio acaba sendo de admiração.

O que uma mulher precisa ter para ser Ôôô, lá em casa?

Ser inteligente, divertida, educada, íntegra, parceira, e querer e ser sempre avante! Nunca retroceder!

Dê um exemplo de uma mulher Ôôô, lá em casa:

Tally Faria, minha anja! É o melhor exemplo que conheço, pois a cada dia ela me surpreende! Por isso que eu a amo! Ela é a Legítima Ôôô, lá em casa!!! Quem a conhece há de concordar!!

 

Confira a coluna do ÔÔÔ lá em casa de 20/06

22 de junho de 2010 0

Para quem perdeu, colocamos aqui a coluna do último domingo..

Dicas bem legais e uma entrevista que nos deixou “rosa chiclete”.

Confira: