Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Artigo| Lágrimas eternas em Santa Maria

30 de janeiro de 2013 0

LAVONÉRIO FRANCISCO DE LIMA*

Numa madrugada de balada na cidade de Santa Maria/RS, dezenas de pessoas perderam suas vidas, no fogo e na fumaça da morte. Essa tragédia deixa um rastro de tristeza sem fim.
Afinal, que sentido tem a vida? Talvez essa complexa pergunta tenha uma simples resposta. A vida tem significado em encantos de felicidades, serenidade e compartilhamento de boas atitudes, porém, esses instantes podem terminar num segundo, nunca saberemos quando a indesejada irá chegar. Infelizmente para esses jovens, uma noite de celebração se transformou em fantasia de horror.
Sonhos e esperanças de vários jovens estudantes, agora estão enterrados, jamais serão realizados. O que dizer aos familiares? Neste momento de dor e sofrimento. Apenas que Deus possa confortar corações despedaçados e aflitos e acenda uma chama de ternura, para que a vida possa seguir adiante!
A morte precisa ser superada pela força do amor, que é capaz de reviver na mente de familiares e amigos das vítimas dessa boate infernal, lembranças de convivência prazerosa.
O pesadelo de uma noite traiçoeira, um dia passará, ou nunca termine para alguns que saíram vivos deste confinamento mortal. Porém, na escuridão estrelas brilharão no céu.
Aos que sobreviveram, precisam aprender lições de vida com essa brutalidade, e tentar superar a tristeza da perda. No entanto, somente o tempo será capaz de confortar tanta aflição e dor na alma.
A vida é feita de grandes incertezas, é tanta insegurança, que não sabemos, nem se ouviremos o latido de nosso cachorro, no dia seguinte! É preciso viver intensamente cada dia, como se fosse o último, numa harmonia com o universo.
Quando surgir o luar no Rio Grande do Sul, e o vento frio soprar em rostos tristes e inconsoláveis, o cheiro de jasmim trazido pela leve brisa, com um perfume embriagante, talvez possa confortar pessoas aflitas.
Nos jardins dos cemitérios, florescem belas flores, quem sabe a morte não seja o fim.

Escritor
(Membro da ANE-Associação Nacional de Escritores)

Envie seu Comentário