Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Artigo| O transporte no centro dos debates

06 de fevereiro de 2014 1

Os lucros dos
empresários
do transporte
é que são indecentes
e causa do caos
nos transportes

CRISTIAN NUNES *

O problema do transporte público é um dos maiores da atualidade. Foi pela faísca deste problema (os famosos R$ 0,20), que o Brasil saiu às ruas em junho passado. A greve dos rodoviários coloca o tema em debate mais uma vez.
Estivemos, desde a segunda-feira passada, levando nossa solidariedade aos rodoviários em greve. Os rodoviários, assim como nós que fazemos parte do Bloco de Lutas, viram que sua categoria precisa de melhores condições de trabalho para que possam atender com mais qualidade toda a população que necessita de ônibus para se locomover.
Este é o motivo pelo qual em várias enquetes feitas pela internet, como a da Rádio Gaúcha, a própria população em sua maioria diga que os rodoviários estão com a razão. As reivindicações da categoria como 14% de aumento salarial, 6h de jornada de trabalho, são apenas parte de nossa luta por um transporte de qualidade. Um trabalhador mais valorizado presta um serviço melhor à população. Porém, os rodoviários não estão preocupados só com o seu reajuste como muitos tentam dizer. Apoiam o passe livre para que os estudantes (muitas vezes seus próprios filhos) possam ir à escola sem o risco da evasão escolar por falta de dinheiro. Querem um aumento da frota de ônibus para que a população (incluída aí sua própria família) possa andar mais tranquilamente pela cidade.
Os lucros dos empresários do transporte é que são indecentes e causa do caos nos transportes. Milhões são embolsados por menos de dez famílias que controlam o transporte público de Porto Alegre. O próprio Tribunal de Contas do Estado o comprova.
Fortunati representa nesta greve o quanto os governantes estão desatentos a este problema, achando que a repressão policial resolveria tudo. Seu descompasso em entrevistas e declarações desencontradas a cada dia mostram que o governo municipal não está preparado para enfrentar o problema do transporte.
Nas garagens, quando nós, estudantes, vamos apoiar os piquetes junto às centenas de rodoviários e falar sobre o Passe Livre para nós e o aumento de salário para eles, vemos que esta categoria acordou, este gigante que move a cidade chamado categoria dos rodoviários tomou consciência de que é preciso lutar. É fato, os ventos das Jornadas de Junho sopram na greve dos rodoviários.

* Membro do Bloco de Lutas pelo transporte público e coordenador do Grêmio Estudantil do Julinho

Comentários (1)

  • Luis Paulo diz: 6 de fevereiro de 2014

    O lucro dos empresários não eh indecente e o TCE comprova isto. A Carris que eh estatal com a mesma tarifa opera com prejuízo. Não existe passe livre, de um jeito ou de outro isto eh coberto pela tarifa que eh cobrada daqueles que pagam.
    O bando de vândalos que tentam levar o caos ao transporte coletivo de POA deveriam ser presos. Infelizmente a BM, por ordem do PINOQUIO, estah apenas assistindo a depredação de patrimônio, e deixando quem quer trabalhar ser intimidado por anarquistas. A populacao estah abandonada, exatamente como aconteceu o ano passado. Vamos a luta povo gaúcho, expulsem esta gente.

Envie seu Comentário