Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Interativo| Editorial defende a Copa, mas pede acerto de contas depois. Você concorda?

24 de abril de 2014 22

Zerohora.com adianta o editorial que os jornais da RBS publicarão no próximo domingo para que os leitores possam manifestar concordância ou discordância em relação aos argumentos apresentados. Participações enviadas até as 18h de sexta-feira serão selecionadas para publicação na edição impressa. 

 

Editorial Interativo

Ao deixar seu comentário, informe nome e cidade.

 

A COPA DO ACERTO DE CONTAS

 

Faltando 45 dias para o início do Mundial, o Brasil ainda não apresenta um clima festivo de Copa do Mundo, mas já tem mais certezas do que dúvidas: a competição organizada pela Fifa será, sim, realizada pelos brasileiros e todos temos que nos esforçar para que seja bem-sucedida. Todos é modo de dizer, pois os discordantes têm todo o direito de não fazer nada para ajudar, desde que, logicamente, também não façam nada para atrapalhar. O que se espera, agora que o evento se tornou inevitável e assumiu a dimensão de compromisso do país, é que apoiadores e opositores ajam civilizadamente, exercitando a pleno seus direitos democráticos.
Ainda que a Fifa não seja a Miss Simpatia, que as obras tenham atrasado e que os gastos tenham ultrapassado as previsões, já é certo que teremos estádios modernos e bonitos para os jogos e algumas melhorias importantes nas cidades escolhidas para sediá-los. O mais importante, porém, é que o Brasil cumpra o compromisso assumido perante a comunidade internacional e ofereça tanto aos visitantes quanto aos locais condições dignas de segurança e comodidade.
Não conta a nosso favor o atraso nas obras e algumas decisões deixadas para a última hora, quando já sabíamos que a Copa seria aqui há sete anos. Basta um olhar retrospectivo para se perceber erros imperdoáveis no planejamento e na execução do trabalho preparatório. Mas agora que estamos na reta final, faltando pouco mais de um mês para o jogo de abertura, não adianta ficar lamentando as falhas. O melhor é concentrar a energia no que falta fazer.
Depois, sim, caberá fazer um balanço geral, especialmente dos gastos públicos, que ultrapassaram em muito todos os orçamentos iniciais. Terminado o Mundial, o Brasil fica na obrigação de realizar internamente uma outra Copa _ a Copa do acerto de contas com os contribuintes.
Agora, porém, é fundamental que governantes, homens públicos, lideranças esportivas e cidadãos caminhem no mesmo sentido, até mesmo para administrar democraticamente as manifestações de grupos inconformados. Se a Copa das Confederações foi um sucesso, mesmo tendo sido realizada no momento mais agudo dos protestos, pode-se esperar o mesmo da Copa do Mundo. Obviamente, as ameaças não devem ser subestimadas. Ninguém ignora que grupos organizados, corporações profissionais e organizações políticas já estão se articulando para aproveitar o momento de grande visibilidade do Mundial e promover atos públicos. É do jogo. Desde que a ordem pública seja mantida.

Para que possamos avaliar seu comentário sobre este editorial, com vistas à publicação na edição impressa de Zero Hora, informe seu nome completo e sua cidade.

Comentários (22)

  • Léslie Fonseca diz: 24 de abril de 2014

    É de suma infantilidade pensar que haverá algum tipo de acerto de contas,ainda mais levando em consideração que no Brasil nada é explicado e quando é, ouvimos mentiras descabidas em que alguns fingem acreditar e uma grande maioria acredita estar tudo bem afinal elas recebem as “esmolas” do governo e isso para elas é tudo.Essa é a nossa dura realidade.

  • Luis Paulo diz: 24 de abril de 2014

    A compra da refinaria pela Petrobras terah acerto de contas?

  • claudio marcelo soares diz: 24 de abril de 2014

    Quem deveria “financiar” os gastos com a Copa no Brasil, bem como, as tais estruturas temporárias é a Caixa Federal, através da arrecadação das loterias…

  • Márcio de Carvalho Damin-Porto Alegre diz: 24 de abril de 2014

    Sempre fui contra a Copa.Nosso país tem 50 mil homicídios por ano e só 8 porcento destes são investigados.Os alunos de nossas escolas são sempre os últimos em avaliações comparativas com estudantes de outros países.Pacientes esperam até dois anos por uma cirurgia pelo SUS.No trânsito,30 mil pessoas morrem anualmente nas calamitosas estradas brasileiras.No meio desse caos,o governo arbitrariamente decide gastar 26 bilhões de reais para realizar uma competição esportiva,desdenhando da população.Não há acerto de contas que recupere a inteligência dos estudantes ou a vida das pessoas que por falta de escrúpulos dos governantes faleceram no trânsito ou nas filas dos hospitais.

  • Claiton Brezolin diz: 25 de abril de 2014

    Acerto de contas no Brasil?, isso provavelmente não vai acontecer, exemplos para isso não faltam, aqui quase tudo acaba em pizza, um escândalo vai abafando o outro e assim vamos andando, depois da Copa vem as Olimpíadas, mais obras não vão ficar prontas, mais dinheiro será desviado e no fim tudo fica por isso mesmo.

  • José Nunes diz: 25 de abril de 2014

    Ter esperança e uma das qualidades do povo brasileiro. Tínhamos esperança que a Copa do mundo de 2014 seria o ponto de troca da imagem do nosso povo e de nosso pais. Havia chegado a hora de mostrarmos ao mundo que o futuro tinha acontecido e nos estávamos lá. Mostraríamos ao mundo que somos um pais organizado com um governo eficiente e um povo capaz. O sonho acabou. passaram-se sete anos e mais uma vez provamos que somos uma república das bananas. O pior e que gastamos r$ 10 bilhões. Esses são irrecuperáveis. Como o capitão diria – Nos não somos caveira. Nos somos moleques. E a triste e dura realidade.

  • irgen ramlov diz: 25 de abril de 2014

    Este é o país do oba-oba. Enquanto a inflação está em franca acenção, fora de controle, pois se formos ver, está a dois dígitos brincando, problemas de tudo que é lado, meu filho sem professores em diversas matérias, dívida dos Estados e País cada vez aumentando. Diante destes pequenos problemas, vcs acham que teremos prestação de contas, tipo 2+2=4? Esperem para ver, vai ser de rir.

  • Marta Ines Bortolussi diz: 25 de abril de 2014

    Enquanto isso, no ‘restante’ do Brasil, o povo que continue nas filas e corredores de hospitais esperando por um atendimento que nunca chega por falta de ‘verba’; que a educação continue precária e com isso aumentando o número daqueles que ‘são vítimas da sociedade’; que continuemos a esperar pelo dia em que realmente seremos o País da Ordem e do Progresso.

  • Alexandre Oliveira diz: 25 de abril de 2014

    É ilusão contarmos com qualquer tipo de acerto de contas com a sociedade. Como quase tudo foi feito em caráter emergencial (travestido de “obras para a Copa”), o descontrole já surgiu na própria origem das obras. O chamado “legado” prometido aos quatro ventos há alguns anos revelou-se pífio e discutível, além de apresentar um custo inconcebível. De qualquer forma, nos comprometemos com a Fifa – gostando ou não da entidade – para realizar este evento, portanto deveremos fazê-lo. Mas não devemos nos iludir que haverá algum tipo sério de apuração posterior em relação aos gastos desta festa.

  • CLOVIS BARBOSA diz: 25 de abril de 2014

    Esse caos todo que assombra o nosso país é o modo desse PT governar, e eles insistem em colocar a culpa disso tudo em governos passados. E vai ficar pior ainda.

  • Ubaldino Amaral diz: 25 de abril de 2014

    Zero Hora deveria inscrever o editorial nalgum concurso de piadas. Prestação de contas depois da copa? Ah! Ah! Ah. Que piada! Deitaram e rolaram com dinheiro público, festa das empreiteiras, empresas de comunicação ” que terão direito exclusivo de transmissão ( onde está a clamada liberdade de imprensa?).Os de sempre vão ficar ainda mais ricos, enquanto a educação pública é um lixo! A saúde o caos de sempre. Escrevam outro editorial para tentar defender os lucros que vocês terão com esta malfadada copa.

  • Roberto Mastrangelo Coelho diz: 25 de abril de 2014

    As obras da Copa, são apenas um exemplo de tudo, que acontece em nosso país, falta de planejamento, gastos públicos bem superiores aos valores orçados, obras inacabadas. Sabemos que os turistas trarão muitos dólares e euros, no entanto, não é justificável o superfaturamento das obras, essa diferença poderia ser direcionada para saúde, educação, segurança, mobilidade urbana. No entanto, teremos que esperar por CPI´s futuras,que tentarão encontrar o destino desse dinheiro. É assim o nosso Brasil.

  • Edson Medeiros diz: 25 de abril de 2014

    Gostaria de ser otimista, mas não tem jeito. A Copa, se for realizada, não vai contribuir para melhorar a imagem do país. A ladroagem desenfreada, os negócios (Pasadena) mais que escusos, os mensalões ainda mal resolvidos, os bicheiros mancomunados com as grandes figuras da política oficial, tudo conspira contra nós. Ao lado disso, mulheres parindo na calçada dos hospitais, as crianças e os velhos morrendo sem assistência médica, tudo isto conspira para arrefecer o mais apaixonado dos espíritos esportivos. Ao lado disto, Rio e São Paulo (pelo menos) vivem a rotina de tiroteios diários, que não poupam mais os grandes ícones do turismo nacional, como a minha infeliz Copacabana.

  • ZENIO SILVA diz: 25 de abril de 2014

    CLARO QUE VAI TER COPA, A GLOBO PRECISA!
    Agora, acerto de contas, com a GLOBO apresentando o DARF, sentem e esperem, de pé irão se cansar!!! Muito boa essa de acerto de contas…

  • Luís diz: 25 de abril de 2014

    O país teve 7 anos para organizar o evento, mas nem aeroportos decentes teremos. O legado, portanto, será quase nulo, a não ser para os torcedores de futebol que, apesar de terem estádios de 1º mundo, continuarão se comportando com barbárie, depredando e sujando as instalações.

    De resto, o legado PÚBLICO será somente a dívida que todos terão de pagar, em sacrifício de investimentos em saúde, educação, segurança e estradas. Mas o legado PRIVADO todos imaginam com quem ficará : com as empreiteiras e os envolvidos em negociatas dos superfaturamentos.

    Quanto à prestação de contas, chamem o Lula e cobrem dele a responsabilidade …

  • Eneas diz: 25 de abril de 2014

    Isso é tudo o que os quadrilheiros queriam; deixar o acerto de contas pra depois.

  • FLAVIO FAGUNDES DA SILVEIRA diz: 25 de abril de 2014

    Como podem falar em prestação de contas num país como o Brasil? aqui isso não existe, é um país de ladrões e corruptos. Nós temos governo no Brasil? claro que não temos, os exemplos estão nas notícias de todos os jornais e TVs, é corrupção todos os dias, falta de segurança, falta saúde e hospitais, falta tudo neste pais, e o principal que é a ÉTICA E A MORAL. O Brasil não é um país sério. Não fui consultado para trazer a copa, ninguém foi, apenas um apedeuta desvairado e alcoolizado tomou para si essa empreitada e o que é pior, mentindo que não haveria gasto publico. Deu de presente um estádio para o seu time com nosso dinheiro. Mandou construir estádios em locais
    que não existe nenhum clube para jogar. Gastos faraônicos. E as nossas necessidades tão reclamadas? Não tenho nada a ver com Copa mas não farei nada para prejudicar. A copa vai passar, a corrupção e os roubos vão continuar e desgoverno vai aumentar muito. Não espero nada deste país porque não temos governo, não temos justiça, está tudo corrompido pelo Partido dos Trabalhadores e os partidos que o apoiam. É o fim de um sonho.
    FLAVIO FAGUNDES DA SILVEIRA – CAMPO BOM-RS

  • Luís diz: 25 de abril de 2014

    E a mídia sempre se presta a “dourar” a pílula, bem ao gosto do governo de plantão …

  • Ana Oliveira diz: 25 de abril de 2014

    Esse Editorial Deve Ser Uma Piada Não É Mesmo?…Acerto de contas nesse Lixo de País do “SE Colar Colou” ?…Por Mim Que Se Dane a Copa!!!

  • Deni Audino Simões Pires diz: 26 de abril de 2014

    A Zero Hora com este editorial perde totalmente a credibilidade.
    Como sempre essa mídia comprada pelos PeTralhas, tentando enganar o povo…
    Onde fica a ÉTICA A MORAL…CRIEM VERGONHA NA CARA!!!!!!!!!!!
    ACERTO DE CONTAS ???????????
    Melhor seria não terem escrito esse editorial.
    QUE VERGONHA ….ZERO HORA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Luana Rech diz: 28 de abril de 2014

    Acerto de contas no Brasil???? Por algum acaso Detran faz acerto de contas? Políticos, Petrobras e pedagios realizam o acerto de contas com a população? Impostos retidos e cobrados são aplicados inteiramente no seu destino correto? NÃO!!!! Infelizmente quem faz o acerto de contas são os professores de redes públicas, os pequenos produtores e pessoas que trabalham para garantir o pão de cada dia, nós sim fizemos nosso acerto de contas com o governo…trabalhando e dando nosso dinheiro de graça para todos aqueles que não nos prestam nenhum acerto de contas. Como fizemos isso? Pagando impostos, não recebendo um atendimento satisfatório na saúde pública, sofrendo com a falta de investimentos na educação, vivendo com medo pela falta de segurança, declarando bens…

  • Cris Albert diz: 20 de maio de 2014

    Eu me pergunto, porque há alguns anos atrás, quando o Brasil estava concorrendo a ser sede da Copa, não haviam todas essas críticas em relação ao evento? Naquele momento era tudo “oba-oba”, com Pelé, Ronaldo e cia comemorando que o futebol voltaria ao seu lar, etc. E somente no ano passado, quando o compromisso já estava assumido e muitas verbas gastas, começam os protestos. Assim, mais uma vez, o brasileiro, como aliás é de seu costume, deixou tudo para a última hora, quando já era tarde demais.
    Propagar que depois da Copa haverá acerto de contas, na verdade me lembra apenas uma proposta de intervenção social do ENEM. No mundo real, as coisas são diferentes. Precisamos de uma renovação política, acompanhada de mais moral e princípios éticos que sejam efetivamente postos em prática.

Envie seu Comentário