Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Artigo| A COPA E OS DIREITOS DAS CRIANÇAS

29 de maio de 2014 2

MARIZA ALBERTON
Professora, especialista na área da violência contra crianças e adolescentes

 

Durante a Copa 2014, temos a considerar o inevitável risco da violação dos direitos de crianças e adolescentes. Grande número de estrangeiros há de vir ao Brasil e nem sempre suas motivações para visitar o país tropical estarão voltadas para o turismo sadio, nem para o espetáculo futebolístico. Mas não podemos culpar apenas os “gringos” que aqui aportarão por ocasião deste megaevento! Uma legião de brasileiros também circulará pelo nosso país e, muitos, com segundas intenções. Nossas crianças e adolescentes estarão em situação de risco.
Devemos sempre nos antecipar às situações desfavoráveis para fazer frente aos problemas e poder construir estratégias de ações positivas. No contexto do megaevento esportivo que o Brasil em breve sediará, a situação não pode ser diferente!  Prevenir é sempre melhor que remediar. Sendo assim, devemos evitar toda e qualquer situação que possa possibilitar violação dos Direitos Humanos de meninas e meninos.  Para mobilizar e fortalecer as Redes locais, articular e monitorar as ações, captar recursos, construir estratégias de intervenção e realizar planejamentos, já estamos há bastante tempo nos preparando. A Agenda de Convergência, construída pela ação conjunta das redes nacionais de promoção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes, governo federal e por organismos internacionais, é uma importante ferramenta para estabelecer ações de proteção e defesa em favor da infância brasileira. A partir desta agenda, foram estabelecidos compromissos compactuados pelos gestores municipais das cidades sedes da Copa 2014 com a União e os respectivos Estados.
Em 2013, transformamos a Jornada Estadual contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em espaço privilegiado para debater com as redes locais os legados da Copa para o nosso país, levantando problemas e apontando soluções. Coroando esta experiência, realizamos o evento “Por um Futuro Campeão” nesta quinta-feira, dia 29 de maio, às 18h30min, no Teatro do Sesc, em Porto Alegre. O objetivo é apresentar alternativas para garantia dos direitos de crianças e adolescentes durante a Copa.

Comentários (2)

  • Milton U. R. Jardim diz: 29 de maio de 2014

    Mas é somente durante a copa que estão pensando nisso? E o resto do do tempo, pode? Sugiro que vão até o nordeste e escolham qualquer estado, pode ser a praia da Ponta Negra em Natal-RN, e vejam o bando de meninas e meninos menores de idade prostituindo-se para os turistas e para quem quem quiser, a troco de comida. Isso mesmo, não precisa ser dinheiro, é para matar a fome mesmo, e somente agora é que vem a preocupação, por causa da copa? Pelo menos essa palhaçada de copa vai servir para alguma coisa!

  • flavio diz: 29 de maio de 2014

    Não seria uma violência contra crianças e adolescentes o fechamento de uma UTI pediátrica de hospital bastante próximo ao estádio Beira-Rio? Pois a informação que corre é que tal UTI será fechada em 01/06/14 para que haja leitos – adultos – de UTI para a FIFA/Copa.

Envie seu Comentário