Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Artigo| SÓ DEPENDE DE NÓS

31 de dezembro de 2014 0

LUIZ CARLOS CORRÊA DA SILVA
Médico da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre

 

O clima assustador que nos atormenta deve-se não apenas aos indicadores econômicos e às más notícias do setor político, mas particularmente ao crime organizado e à impunidade. Corrupção sempre existiu, mas agora as proporções são gigantescas e seus protagonistas são mais graduados e audaciosos, por terem fortes ligações com o poder e a certeza da impunidade. Assistimos estarrecidos a essa agudização da vergonha nacional e ao desgaste progressivo das instituições. Valores, princípios morais, seriedade e confiança são enxovalhados por pessoas que jamais poderiam ocupar os importantes cargos que lhes foram oferecidos. Não dá para continuar o loteamento político de cargos técnicos!
Atingiu-se o clímax com esse pacto corporativo interdisciplinar de corrupção, vindo finalmente à tona o que se passava nos bastidores. Como é que se deixou acontecer toda essa sujeira sem fiscalização e sem medidas de controle? Será que tem de ser assim? Será que não temos capacidade de agir e reagir?
Sim, nós podemos mudar. E a primeira mudança é recuperar a confiança, acreditar que o Brasil pode melhorar, e muito, desde que cada um faça muito mais e melhor.
Nossos representantes não podem mais pactuar com o crime em troca de apoio parlamentar, esse grande nó da governabilidade que contamina o ambiente político. Não podem entregar as chaves dos cofres públicos para os bandidos e depois dizer que nada sabiam. Isto precisa mudar, e já!
A construção dessa mudança inclui, necessariamente, ações como enxugar a máquina, não desperdiçar e ter transparência. Impor foco máximo na educação. Privilegiar a saúde. Proteger mais os jovens. Investir pesado num estilo de vida populacional mais saudável. Responsabilizar empresas por danos que estejam causando. Hierarquizar o Estado como soberano e sempre acima do governo. Exigir seriedade e limpidez na relação entre governo, partidos políticos e interesses pessoais e setoriais. Consagrar cumprimento de direitos e deveres.
Se 2015 tiver pelo menos um pouco de tudo isso, haverá um grande avanço. É preciso acreditar na nossa capacidade, trabalhar e exigir mais de todos. Cidadania é compromisso, exigência e participação. Omissão favorece corrupção. Só depende de nós.
Vamos fazer?

Envie seu Comentário