Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Artigo| PREZADO FUMANTE

30 de maio de 2015 0

LUIZ CARLOS CORRÊA DA SILVA

Médico da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre

Inicialmente, faz-se necessário esclarecer ao leitor não fumante que também estou me dirigindo a ele, pois o tabagismo atinge a todos, direta ou indiretamente. Também justifico esta manifestação por ser um médico que há mais de quatro décadas assiste pessoas com problemas de saúde relacionados ao tabaco. Isto me leva ao contato direto com as consequências do tabagismo e ao compromisso de me posicionar e atuar junto à comunidade através de informações, ações e apelos dirigidos a quem ainda fuma.

Você sabe que cigarros fazem mal e gostaria de parar de fumar, mas ainda não conseguiu devido à ambivalência, isto é, ao confronto comportamental entre a consciência de querer parar e a dependência que o leva a fumar. Até aqui, a dependência tem vencido. Será que você não acredita que possa vencer esse desafio, literalmente vital?
Quando começou a fumar era muito jovem, não tinha ideia das consequências e curtia fumar junto com os amigos. Achava-se invencível e que ninguém tinha o direito de interferir nas suas vontades e impulsos. Provavelmente, ninguém o avisou que ficaria dependente e seria difícil parar. Não o alertaram dos danos que teria, e nem que os seus entes queridos também sofreriam. É possível que nem os médicos o tenham advertido ou aconselhado adequadamente, ou, se o fizeram, não conseguiram sensibilizá-lo. Para parar de fumar, não importa se você é jovem ou não, se já tem doença relacionada ao tabaco ou não, pois sempre terá muitos benefícios.
Você sabe que atualmente, no Brasil, a maioria dos fumantes parou de fumar? Que sua vida melhorou muito, e que ninguém jamais se arrepende de ter parado de fumar?
Se você é minimamente informado, também deve saber que o tabagismo, sendo uma doença, pode ser tratado. E o tratamento fundamenta-se na terapia cognitivo-comportamental, com ou sem o uso de medicamentos, dependendo de cada caso.
Aproveite o próximo 31 de Maio, Dia Mundial sem Tabaco, e diga um sim à vida. Não fume neste dia, e não se surpreenda se na manhã seguinte, sentindo-se melhor, ficará estimulado a não fumar por mais um dia, e mais outro, e mais outro, e assim sucessivamente em todos os próximos dias. É dessa forma que construirá sua reinserção no processo da vida.

 

 

Envie seu Comentário