Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

MTV passa por cima de Joinville e nem dá oi

25 de julho de 2008 15

Hoje à tarde (25), o Cachorro Grande aterrisa junto com uma equipe da MTV em Florianópolis pra bater um papo a banda Maltines e, à noite, registrar um show do Aerocirco no Vecchio Giorgio. Amanhã, sábado (26), os caras seguem pra Chapecó, onde filmarão com Variantes e Epopéia. Tudo por causa do programa “Cachorro Grande em Busca da Fama”, que põe a banda gaúcha a rastrear revelações roqueiras no Sul do Brasil. Ao que consta, Balneário Camboriú e Blumenau também estão na rota da atração, que vai terminar com uma banda selecionada pra participar de um megashow em Porto Alegre.

Absolutamente nada contra Aerocirco, Maltines, Lenzi Brothers, merecedores de todas as atenções e elogios. Mas é lamentável que, mais uma vez, Joinville, a maior cidade catarinense, tenha sido sumariamente ignorada quando se trata de grande mídia. E justamente num momento em que uma série de boas bandas botam seus blocos na rua e só precisam de um empurrãozinho pra aparecer pra valer. Será que é só Festival de Dança que há por aqui?

Se Santa Catarina é um vão entre o Rio Grande do Sul e o Paraná, o que seria Joinville, musicamente falando? Um borrão nesse vácuo? A Capital naturalmente concentrará mais atenções, por ter um cenário artístico e cultural mais vibrante e por suas bandas serem mais organizadas – e também pela qualidade dos grupos, não há como negar. Cabe ao pessoal daqui fazer a sua parte – se unir, promover cada vez mais eventos, se profissionalizar, arrumar modos criativos de aparecer e utilizar, da melhor maneira possível, a grande ferramenta de divulgação destes anos 2000: a internet. Aí, chegará o dia em que até a MTV cairá de joelhos.

Postado por rubensherbst

Comentários (15)

  • Rafael Zimath diz: 25 de julho de 2008

    …e parecem ignorar a máxima empoeirada de que a união faz a força. A ABMJ está aí e poucos parecem se interessar em contribuir para o fortalecimento de um movimento musical integrado na cidade. Afora isso, não há (e chuto que “nunca houve”) uma cultura local entre as bandas e músicos joinvilenses para registrarem seus trabalhos. Temos ótimas bandas que existem há anos e nunca lançaram um disco oficial (!). A internet ajuda mas, poxa, tem que investir em gravação bacana e divulgar os seus sons.

  • Rafael Zimath diz: 25 de julho de 2008

    Rubens! Palmas para a sua provocação. Arrisco uma explicação para o fato de Joinville parecer invisível aos olhos da grande mídia: porque, salvos raras exceções, as bandas locais não estão focadas e organizadas para criar estratégias de divulgação (individuais e em bloco) para além das fronteiras catarinenses ou regionais. Temos boas bandas na cidade mas o cenário ainda é muito tímido. Para que se tenha uma idéia a maior parte dos músicos são avessos ao associativismo…(continua na parte II)

  • marcelo mancha diz: 25 de julho de 2008

    no mínimo: a banda alva tinha que estar presente nesse programa da mtv.
    nada contra as bandas selecionadas para o programa, mas pode ter certeza que eleas sozinhas não representam o som feito em sc.
    força

  • Weiss, o Rafael diz: 26 de julho de 2008

    Há um pouco mais de dois meses, uma produtora da MTV me mandou um e-mail abrindo um papo rolaria um programa de TV deles no SUL. Totalmente sem informações, me prontifiquei em ajudar enviando para ela, vários endereços de bandas e suas cidades, incluindo Joinville/Guaramirim/Jaraguá/Blumenau/BC/Rio do Sul/Chapecó/Brusque, Grande Fpolis. Os dias foram passando, e ela foi falando mais comigo e me dizendo que algumas cidades iriam ficar de fora. Lamentei muito com ela que Jlle, Rio do Sul e Guara

  • Weiss, o Rafael diz: 26 de julho de 2008

    mirim ficaram de fora, assim como Brusque tbm. Muita gente boa ficou de fora e isso é fato. Pelo que me passaram, a própria banda Cachorro Grande, em poder de gravações de todas as bandas que enviei e mais algumas que eles mesmo conheciam, decidiram pelas cidades e pelas bandas. Eles mesmo me afirmaram que escolheram todas as participantes. Mas tenho ainda outra visão, que o programa foi importante e acho que se não for a MTV, outras barcas dessas devem passar. Sei lá, não foi o que queria, mas

  • Lucas diz: 25 de julho de 2008

    Como diz o meu amigo Hélio: “Jlle está fora de área”. Eu acredito na diversidade da música autoral de Jlle. Vamos nos mexer!!! Abss

  • DOUG (BLACK HUXLEY – SC) diz: 25 de julho de 2008

    Acho que existem culpados SIM!
    É muito mais fácil um empreendedor abrir um negócio nesse ramo em Jaraguá, Blumenau, Guaramirim, do que em Joinville!
    Não sei porque mas até agora apenas as casas noturnas Voltadas a playboys e patricinhas, vingam nessa city!
    Enquanto isso, nos viramos de cabeça pra baixo pra encontrar bons lugares para tocar e mostrar o som!
    Mais do que ótimos talentos, temos poucos espaços, assim sendo pouco visto e talvez NEM LEMBRADO!!

    mas nem por isso abandonamos o rock

  • Hélio de Sousa diz: 26 de julho de 2008

    Parabéns as bandas catarinenses que participaram do programa! O comentário do Zimath é pertinente, mas o problema a ABMJ é outro. Não convém discutir aqui. Temos que parar de reclamar de tudo em Joinville. A maioria `só chora` – e tem banda -, mas não faz nada! Acha que vai cair tudo do céu. Falta atitude! Por exemplo, temos o Garage com a bilheteria sempre nossa e com uma ótima estrutura. Alguém se mexe pra fazer algo? São sempre os mesmos! Temos que colocar Joinville no mapa! Continua…

  • Hélio de Sousa diz: 26 de julho de 2008

    A MTV passou por cima e eu acho que foi uma injustiça deixar a cena de Joinville de lado. Por tudo que representa e representou. Estamos em um momento bom, as bandas da cidade estão mais profissionais, gravando discos… A produção do programa poderia olhar pra cá e ver que aqui existe Vacine (+ dez anos na ativa) e Sanchez (+ de dez anos também). Isso sem contar a nova geração: Os Depira, Karadura Blues Brothers, Blasè, Ursulla, Fevereiro da Silva (Vale?Haha), Cultura Monstro, Habroma e etc.

  • Hélio de Sousa diz: 26 de julho de 2008

    A Ilha separada por três pontes se chama Florianópolis. Porém, Joinville é uma `ilha` e não apenas na parte musical.Estamos fora do contexto, `fora de área` e precisamos mudar isso.Antes,era só ir no Curupira para ver bandas de Blumenau,Joinville,Jaraguá do Sul,Guaramirim,Florianópolis…Hoje,só pela internet mesmo.Talvez isso influenciou a produção do programa, ou seja,de fora não tem como saber e a rede mundial de computadores serviu como ajuda e parâmetro de escolha.

  • Herman ou Niko diz: 5 de agosto de 2008

    hola!
    só uma pequena correção.. um detalhe..
    em Xapecó, foram Epopéia e Repolho as participantes do projeto, e não Variantes como diz o texto.. enfim.. abraço!

  • DOUG (BLACK HUXLEY – SC) diz: 28 de julho de 2008

    Temos como um exemplo prático o Magick Rock que de acordo com o sucesso que ganhara anualmente, e já mostrando ser um gigante de SC, cobiçou os olhares de outros gigantes da nossa cidade, fazendo assim que um jogo de interesses intervisse no evento!
    como informação, um grupo de amigos mantém o espirito e promove eventos de tal porte, chamado VELHO BLUESEIRO. Indico as festas, festivais e outros que estes promovem, e parabenizo – os!

  • paulo diz: 28 de julho de 2008

    pois é RUBENS, parabéns as cidades q foram representadas, e fizeram parte desse programa da MTV. na minha opinião, JLLE nunca esteve tão bem de bandas: OLD MACHINE, URSULLA e FEVEREIRO DA SILVA estão mostrando bem a sua cara e levando a sério seus compromissos com a música, mas JLLE é uma cidade ingrata pelo própria gente q aqui vive. é só olhar todo trabalho das pessoas q buscam incentivar a cena por aqui, e ele vai cada vez mais se quebrando (segue)

  • paulo diz: 28 de julho de 2008

    por sentimentos de inveja, ou querendo ter algum benefício. acho q toda associação é bem-vinda para auxiliar as bandas, e isso as bandas já tem. o q falata é se tirar algumas rusgas e saber q existem coisas diferentes na música local, e q para crescer nessas horas em q continuamos esquecidos pela mídia (tv/rádio), é somar as forças para mostrar q por aqui tb se faz boa (e muito boa) música!
    abs

  • DOUG (BLACK HUXLEY – SC) diz: 28 de julho de 2008

    Sobre o comentário do Helio da organização de eventos, tambem apóio, pois são poucos os que trabalham pra fazer um evento consistente e Insistente, digamos assim!
    os eventos são uma ótima saída tendo em vista o escasso de locais para a boa música em joinville, mas poucos o batem de frente, e quando isso acontece, vem novamente a burocracia não deixar acontecer a divulgação da boa música! (continua…)

Envie seu Comentário