Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Gravadora quer os Stones na ativa por muito tempo

27 de julho de 2008 1

Aos 65 anos, Jagger põe Christina Aguillera no bolso/Divulgação

E essa agora: todos os Rolling Stones já pensam em como vão comemorar os 70 anos, mas mesmo assim a Universal Music, a maior gravadora do mundo, assinou um contrato de gravação de longo prazo (?!) com a banda. Em um comunicado, a major informou que o novo acordo cobre os próximos discos dos Stones e o seu precioso catálogo. “A Universal está planejando uma campanha de longo prazo, sem precedentes, para relançar todo o catálogo dos Rolling Stones na era digital”, avisou a empresa.

A Universal já havia lançado a trilha sonora do documentário “Shine a Light”, dirigido por Martin Scorsese. Esse mesmo que chega esta semana às locadoras de todo o País. Um conselho: se você não assistiu no cinema, alugue, compre, roube, baixe, mas não deixe de conferir o filme. Nunca se viu um show dos Stones filmado desse jeito – e arrisco dizer que nenhum concerto mostra o artista no palco como Scorcese conseguiu. Perde-se muito disso na TV, mas ainda dá pra se esbaldar (e voltar quantas vezes quiser) com o repertório recheado de lados B, a participação assombrosa de Buddy Guy e a performance vigorosa de toda a banda.

Mick Jagger, em especial, se mostra cada vez mais empenhado em desafiar as leis do universo. Estaria ele ficando mais novo, apesar das rugas indicarem o contrário? Não sei, mas vendo Jagger fazer miséria por duas horas em “Shine a Light”, é de se pensar: ele fez mesmo 65 anos no sábado (26)? Não dá pra exigir aposentadoria de um cara que dá um chega-pra-lá no tempo com tanta classe.

Aí embaixo você confere um dos melhores momentos de “Shine a Light”: a dobradinha Mick Jagger/Jack White mandando ver em “Loving Cup”. Enjoy it!

 

 

Postado por rubensherbsst

Comentários (1)

  • patricia diz: 28 de julho de 2008

    fantástico!
    =D

Envie seu Comentário