Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Corrigindo erro: Pipodélica na lista dos melhores

29 de dezembro de 2008 5


Por alguma razão (preguição, talvez), eu não baixei o “Não Esperem por Nós”, o derradeiro e póstumo disco da Pipodélica, quando ele saiu virtualmente no primeiro semestre. Quando postei aqui os meus preferidos do ano e os destaques catarinas, tomei um sutil puxão de orelha do honrado Marcos Espíndola, tipo “estranhei a ausência…”. Por vergonha e obrigação do ofício, fui lá no blog do homem da Contracapa do DC e finalmente baixei o dito cujo.

Pois eis que passei quase 2008 inteiro sem ouvir um dos melhores discos lançados no Brasil este ano. Sim, no Brasil. Uma obra que esbanja criatividade. Coisa de artesão que adora detalhes sutis e belos. Mas não é só neles que o disco se concentra, porque as canções são fortes o suficientes pra forçar uma, duas, três, quatro ouvidas seguidas. Os rapazes andaram ouvindo muito country pelo jeito, mas a adoração por Mutantes, a quedinha progressiva, o ataque indie, a elevação psicodélica, está tudo lá, em plena forma. Uma despedida à altura de uma banda que sempre fez mais do que normalmente se espera.

Portanto, o meu top 10 nacional passa a ser top 11, e os destaques barriga-verde ganham um sexto componente. Que ano, hein, meus amigos?!

Com a licença do Marquinhos, eu surrupiei o link que dá acesso ao download de “Não Esperem por Nós”. Clique aqui e fique à vontade.

Postado por rubensherbst

Comentários (5)

  • Aristides diz: 30 de dezembro de 2008

    Über Alles – Das Oath, The Parallel Universe Of – Henry Fiat’s Open Sore;Har Du Sagt “A” Får Du Si “Nal – Parlamentarisk Sodomi,Communal Living – Sex/ Vid, Board Up The House – Genghis Tronn, Chemistry of Common Life -Fucked Up, e é claro, Cavarela Conspiracy.

  • Aristides diz: 30 de dezembro de 2008

    Opa, com licença, aproveitando a deixa do Top Ten 2008, deixo aqui minha humilde contribuição, Opa, sem ordem de preferencia: Palavra – Colligere, Short Sharp Shock – SSS, Digital Warfare – Slapshot, Martin Hannett’s Personal Mixes- Joy Division, Evil Army – s/t, Über Alles – Das Oath, The Parallel Universe Of – Henry Fiat’s Open Sore;Har Du Sagt “A” Får Du Si “Nal – Parlamentarisk Sodomi,Communal Living – Sex/ Vid, Board Up The House – Genghis Tronn, Chemistry of Common Life -Fucked Up, e é cla

  • Aristides diz: 31 de dezembro de 2008

    Ah, e como esquecer o novo CD do Flesh Grinder, “Crumb’s Crunchy Delights Organization”? E a Sílvia da Duas Caras? Flora, bah…

  • Aristides diz: 31 de dezembro de 2008

    Ei, falnado nisso, cadê o novo do Flesh Grinder? Também tem que fazer parte dos destaques catarinenses!

  • Rafael Zimath diz: 6 de janeiro de 2009

    Porra Tide, só coisinha fina e delicada na sua seleção de melhores do ano. Fucked Up e Genghis Tronn também são destaques na minha opinião. Agora, o Slapshot e Henry Fiat’s Open Sore não valem por que são, respectivamente, de 2003 e 2004! Os dois são lindinhos, mas estão fora do último calendário, correto? Abraço

Envie seu Comentário