Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Eba! Os homens-coelho vão voltar

02 de agosto de 2009 6

Um novo álbum do Echo & The Bunnymen sempre é motivo pra celebração. E não vale dizer que o único ETB que vale é aquele dos anos 80, com o grande (e falecido) Pete de Freitas na bateria. Ian McCulloch e Will Sergeant ainda não erraram a mão desde o retorno da banda, em 1997, e digo que o último, Siberia (2005), está entre os melhores do grupo. Então é com ansiedade que se espera “The Fountain” chegar ao mercado – ao menos pelas vias normais – em 12 de outubro. O primeiro single do disco, “I Think I Need it Too”, sai um pouco antes, em 28 de setembro. Se quiser saber como é a música, clique na janelinha aí embaixo – a faixa surge em boa qualidade, executada num show do Echo no ano passado em Curitiba.

Postado por rubensherbst

Comentários (6)

  • helliot jr diz: 3 de agosto de 2009

    muito bom… BLASÈ total!!! Sem contar que osmúsicos que acompanham os caras forem de bandas legais tbém como The La`s por exemplo… abs!

  • Marcelo diz: 3 de agosto de 2009

    Desconheço algum programa de rádio na área roqueira que abranja tantos estilos, variações e/ou subgêneros e que não precisa de jabá pra ir ao ar. Isso sem contar o pioneirismo em abrir espaço prás bandas de Joinville e região!

  • Helliot Jr diz: 3 de agosto de 2009

    Se o Rizzatti falou ta falado…rs

    obs.: pô, tinha que dá polêmica bem no meu rock sounds… rs

  • Parffit diz: 3 de agosto de 2009

    Sim, o programa é retrógrado. Só toca coisas de um tipo de música: o tal do roque. E o pior: só coisas velhas, que já foram lançadas. Nunca tocaram uma música que ainda não existe…hehehe

    De qualquer forma, se está ruim, eis algumas soluções:
    1 – Sugerir sons melhores para o programa (Os Legais já estão anotados)
    2 – Constatar que o universo de coisas tocadas no programa nesses vários anos é tão grande que, mesmo não curtindo muitos sons, vai acabar adorando/descobrindo outros
    3 – Botão dial

  • pedrinho diz: 3 de agosto de 2009

    Olá, ouvindo o programa É Rock deste sábado, apesar de ser assíduo, tiro meus paralelos. O programa apesar de novidades ainda está um pouco retrógrado. Bate palma apenas para o que está bem produzidinho, tudo bem que a banda do Zimmer é legal, e o jabazinho pro wander wildner (isso fica bem na rádio- e dá currículo) mas pq pouco se fala em OS LEGAIS. a principal proposta artístico/musical nasciaJoinville (é claro q a cidade não comporta e todos foram ser felizes fora. pq nao tocam OS LEGAIS?

     

    Olá Pedrinho

    Uma pena que você considere retrógado um programa que toca X (clássico do punk rock americano), Ambervisions, Fly-X, pós-punk brasileiro dos anos 80 e coisas novíssimas do rock europeu (só pra ficar no que tocou no programa de sábado passado). Pior ainda é considerar uma informação adicional (a do Wander) como jabá – sinto te decepcionar, mas isso simplesmente não rola do É Rock! E falar no Wander dá currículo? Não sabia. E sim, há uma preocupação de tocar coisas minimamente bem produzidas, porque estamos falando de um programa de rádio - e por isso, com diferentes tipos de ouvintes - e porque queremos que as bandas também evoluam no quesito gravação. Mas isso não se aplica aos Legais, que são, sim, uma banda muito importante em SC. A propósito, ouvi o novo disco da banda, gostei muito, mas apenas não tive oportunidade de tocar ainda. Te prometo que isso será corrigido em breve.

    abraços

    Rubens

Envie seu Comentário