Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Tremores em múltiplos acordes

31 de agosto de 2009 3

Rodrigo Philipps, divulgação

Disfarcem, mas há um terremoto prestes a eclodir em Joinville. Gerado em estúdios no Itaum, ele se agiganta em salas de ensaio pra quando vier à tona, varrer ouvidos de diferentes preferências e concepções sonoras pré-estabelecidas. O nome do fenômeno é Hexafônicos, sexteto formado há três anos por músicos extraclasse da cidade que, no momento, matura o disco de estreia, “Tarântula” e retoca o primeiro clipe, ambos bancados por editais da Fundação Cultural.

A parte o registro de algumas participações especiais – que já incluem os guitarristas Eduardo Ardanuy (Dr. Sin) e Marcinho Eiras (da banda do Faustão) e o baterista Endrigo Bettega -, a banda aguarda o anúncio dos vencedores do Edital Elizabete Anderle pra mixar o álbum e masterizá-lo em Nova York. Ou seja, lançamento, só em 2010.

Algumas ondas sonoras já emanadas pelo grupo estão no site Pure Volume, entre elas “Maracatrash”. Mas o repertório inclui ainda faixas com títulos reveladores como “Baião de Core”, “Samba Rock” e “Frevo Roll”. Sim, o Hexafônicos faz a conexão entre o rock pesado e ritmos regionais – e tango, flamenco e o que mais vier -, usando virtuosismo e polirritmias pra deslocar queixos sensíveis a grandes exibições de técnica. “Se alguém fosse nos definir, seria um fusion pesado”, diz o vocalista Leandro Gonçalves, que cita a banda sueca Meshuggah como referência das misturas dos joinvilenses.

Postado por rubensherbst

Comentários (3)

  • Jean / Alva diz: 31 de agosto de 2009

    Já tive a oportunidade de escutar o trabalho da rapaziada e olha, o negocio vai pegar fogo. A todos que gostam de sons com estruturas complicadas, é bom voltar aos bancos das aulas de matemárica e pegar suas calculadoras, porque os tempos das músicas são de vevantar os cabelos! Quero ver o grande mestre Sapo (Fernando – batera) executar aquilo tudo ao vivo. Grande abraço!!

  • Fernando (Sapo) diz: 1 de setembro de 2009

    Vai ver sim, Jean!! Vou suar pra fazer ao vivo o que fiz em estúdio (que tem pausa pra relaxar, tomar água, bater papo,…)! Aliás, todos da banda irão suar geral pra executar as polirritmias presentes no som!
    Abraço!
    Fernando (Sapo)

  • Thiago Luiz Corrêa diz: 31 de agosto de 2009

    Confeso que tõ ansioso pra ver isso tudo ao vivo…hey rubens, tenho umas coisas aqui que talvez te interessem pra colocar no blog, qual seu e mail, tem twitter?

     

    Manda aí, Thiago: rubens.herbst@an.com.br

    Abraço.

Envie seu Comentário