Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Jonathan Richman no Brasil

02 de março de 2010 2

Divulgação

Eu sei, tô meio atrasado na notícia, mas não poderia deixar de registrar a vinda ao Brasil, em abril, de Jonathan Richman, que um dia foi líder dos Modern Lovers, banda americana que lançou um dos discos mais importantes dos anos 70. Modern Lovers, o álbum, saiu em 76 e deve estar na cabeceira de todos os integrantes dos Strokes, além de atrair pra banda fãs ilustres como Iggy Pop, David Bowie, Joey Ramone, o Clash e os Sex Pistols, que regravaram o clássico Roadrunner. Depois da dissolução dos ML originais – Jerry Harrison ajudou a fundar o Talking Heads e David Robinson embarcou no The Cars -, Richman continuou usando o nome logo depois do seu, lançando mais alguns discos, mas sem tanta repercussão. Até que em 1998 ele assinou a trilha sonora da comédia Quem Vai Ficar com Mary?, inclusive dando as caras em algumas sequências, tocando violão e fazendo comentários. Ganhou a ribalta novamente.

Bom, isso é só um brevíssimo resumo pra, enfim, dizer o principal: o cara que vem por aí pra tocar em São Paulo e no Rio é um compositor genial. Desses que fazem o ato de criar uma gema pop refinada pela ironia e melodias brilhantes parecer algo tão natural quanto comprar picolé na esquina. Seja como líder dos Modern Lovers, seja na forma de trovador solitário na carreira solo, Richman é um alento pra nossos ouvidos sedentos por boas canções. E é muito bom saber que ele continua por aí.

Postado por rubensherbst

Comentários (2)

  • Wagner Xavier diz: 3 de março de 2010

    Rubens,parabens pelo post. Realmente ver o Jonathan no Brasil é um luxo !!!
    se tudo der certo, estaremos em SP para ver o cara que criou um dos melhores albuns dos anos 70…e ainda nos brinda com belos trabalhos !!!
    abraços
    Wagner Xavier

  • domingos diz: 2 de março de 2010

    Matem os popstar …pois quem precisa de guns n roses e coldplay no país se teremos um gênio como Jonnathan na aréa?!!

Envie seu Comentário