Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Às listas! O melhor de 2010

30 de dezembro de 2010 16


Então, é chegada a hora. Ao menos pro Orelhada, esta é uma época de meditação profunda, de analisar ações, de fazer escolhas doloridas, de mergulhar em julgamentos e dirimir dúvidas. Sim, é isso mesmo: é tempo das listas de melhores do ano!! Não que 2010 tenha sido um ano espetacular em termos de lançamentos, mas a triagem do que mais apeteceu os ouvidos é sempre um exercício um tanto angustiante, ainda que divertido. Se bem que os três primeiros lugares deste ranking particular vieram sem dificuldades – os discaços do Black Rebel Motorcycle Club, Arcade Fire – o grande destaque da temporada, de um modo geral – e The National vinham ocupando o pódio há mais de seis meses e assim cruzaram a linha de chegada.
Nesta sexta-feira (31), o Orelhada impresso traz as listas de algumas camaradas da imprensa roqueira catarinense. A minha, eu adianto aqui, junto com outras escolhas que o espaço resumido o papel não suporta. Obviamente, espero todo tipo crítica (sejam educados, por favor), adendos ou protestos, assim como o top ten dos diletos leitores – QUEREMOS A SUA LISTA! Lembrando que agora não é mais necessário cadastrar-se pra fazer comentários nos posts.
E vamos nessa:

O Top Ten de 2010:

Beat the Devil’s Tattoo – Black Rebel Motorcycle Club

The Suburbs – Arcade Fire

High Violet – The National

- Phosphene Dreams – Black Angels
– Majesty Shredding – Superchunk
– Hawk – Mark Lanegan & Isobel Campbell
– Hippies – Harlem
– Sea of Cowards – Dead Weather
– Leave your Sleep – Natalie Merchant
– Infinite Arms – Band of Horses

Na suplência:

- History from Below – Delta Spirit
– Saturday – Ocean Colour Scene
– Beneath this Shoreline – Cherry Ghost
– Sleep Forever – Crocodiles
– The Lady Killer – Cee-lo Green
– Grinderman 2 – Grinderman
– The Monitor – Titus Andronicus
– Contra – Vampire Weekend
– Shadows – Teenage Fanclub
– Band of Joy – Robert Plant

Brasileiros honrosos:

- Escaldante Banda – Garotas Suecas
– Aos Abutres – Lestics
– Quase – Ecos Falsos
– Superguidis – Superguidis
– La Vaporisation – Les Responsables
– 12 Arcanos – Mechanics
– Feito pra Acabar – Marcelo Jeneci
– Amigo do Tempo – Mombojó
– Tiro Williams – Tiro Williams
– Watson – Watson

E agora, os catarinenses:

- Invisivelmente – Aerocirco
– Fora de Estoque – Lenzi Brothers
– Volte Sempre – Pärächämäs
– First of Many Others – Yer
– Ação Terrorista Socialmente Aceitável – ZoidZ
– Solar Flares – Serotonina
– Jardim das Américas – Marujo Cogumelo
– Et Voilá… – La Belle Excuse
– Sim/não – Sambaia Sound Club
– Com Prazer – Variantes

Comentários (16)

  • Helliot Jr diz: 31 de dezembro de 2010

    Os consagrados…

    01 – B.R.M.C – Beat The Devil’s Tattoo
    02 – Alain Johannes – Spark
    03 – The Dead Weather – Sea of Cowards
    04 – The National – High Violet
    05 – The black keys – brothers
    06 – Stone Temple Pilots – STP
    07 – Interpol – Interpol
    08 – The Walkmen – Lisbon
    09 – The Coral – Butterfly House
    10 – Isobel Campbel e mark lanegan – hawk

    Revelações…

    01 – black box revelation – Silver Threats
    02 – Mother/father – physical heaven
    03 – O. Children – O. Children
    04 – Year Long Disaster – Black Magic: All mysteries Revealed
    05 – Harlem – Hippies
    06 – The conquistadors – citiscapes
    07 – Violent soho – violent soho
    08 – Tame Impala – Innerspeaker
    09 – Surfer blood – astro coast
    10 – Stonewall Noise Orchestra – Sweet Mississippi deal

    Suplentes…

    01 – Sweet apple – love e desperation
    02 – Teenage Fanclub – Shadows
    03 – Hot rats – turn ons
    04 – Philip Selway – Familial
    05 – Die! Die! Die! – form
    06 – Surf City – Kudos
    07 – Eternals Summers – Silver
    08 – Cinema Red and Blue – Cinema Red and Blue
    09 – Big Troubles – Worry
    10 – AIAS –A La Piscina

    De Brasileiro nada me chamou a atenção…

    De Catarina o mais interessante foi: Unfactory – lunacy

  • CARLOS VERCH diz: 31 de dezembro de 2010

    Rubens,
    Parabéns pelo ótimo trabalho realizado em 2010, que o Orelhada continue firme em 2011.
    Feliz Ano Novo !!!
    Abraço

  • Artur Brandt diz: 1 de janeiro de 2011

    Fala Rubens! Beleza, bicho? Cara, eu sou o batera do Tiro Williams, haha. Recebi o link do teu blog pelo Eduardo, guitarra/baixo da banda, e po, ficamos mó felizes com a citação! Não só nossa, como também do Watson (são grandes amigos nossos, e até participaram em algumas faixas do disco) e do Superguidis, q é uma banda que a gente gosta bastante. Faço também uma saudação alegre pelo Majesty Shreding tá ali no meio, é um dos discos que eu mais curti esse ano, haha. Impressionante nego voltar depois de 9 anos com um disco foderoso, com apresentações exsplosivas e tal, enfim…

    Valeu mesmo aí pela lembrança, a gente tá querendo muito lançar um disco novo agora em 2011, espero que até o final do ano já role alguma coisa, no mínimo um EP, haha. Aí a gente te envia. Grande abraço e feliz ano novo!

  • Albinati diz: 1 de janeiro de 2011

    Faltou Nonstoperotik, do Black Francis, em primeiro lugar.

  • pabloREM diz: 3 de janeiro de 2011

    Minha lista em ordem alfabética:
    Arcade Fire – “The Suburbs”
    Band Of Horses – “Infinite Arms”
    Belle And Sebastian – “Write About Love”
    Black Rebel Motorcycle Club – “Beat The Devil’s Tatoo”
    Broken Records – “Let Me Come Home”
    Cherry Ghost – “Beneath This Burning Shoreline”
    Darren Hanlon – “I Will Love You At All”
    Deerhunter – “Halcyon Digest”
    Emma Pollock – “The Law Of Large Numbers”
    Engineers – “In Praise Of More”
    Fistful of Mercy – “As I Call You Down”
    Flobots – “Survival Story”
    Freebass – “It’s A Beautiful Life”
    Guster – “Easy Wonderful”
    James – “The Night Before/The Morning After”
    Jarrod Gorbel – “Devil’s Made A New Friend”
    Kate Nash – “My Best Friend Is You”
    Manic Street Preaches – “Postcards From A Young Man”
    Mt. Desolation – “Mt. Desolation”
    Mumford & Sons – “Sigh No More”
    Natalie Merchant – “Leave Your Sleep”
    Ocean Colour Scene – “Saturday”
    Portugal The Man – “American Ghetto”
    Ray Davies – “See My Friends”
    Ryan Adams & The Cardinals – “III/IV”
    Strand Of Oaks – “Pope Killdragon”
    Teenage Fanclub – “Shadows”
    The Coral – “Butterfly House”
    The Crookes – “Dreams Of Another Day” EP
    The Drums – “The Drums”
    The Lovetones – “Lost”
    The National – “High Violet”
    The Young Gods – “Everybody Knows”
    The Zephyrs – “Fool Of Regreats”
    Vampire Weekend – “Contra”

    Twitter – @pablogeratti

  • phc diz: 3 de janeiro de 2011

    listas listas listas… a minha te enviei por email…
    abs e 2011 com muito vinil e mais rock!
    http://twitter.com/13ntos

  • Helliot diz: 3 de janeiro de 2011

    Duke Spirit lançou um ótimo Ep tbém…

  • Alexandre M diz: 3 de janeiro de 2011

    Massa! Valeu por todo o bom trabalho deste ano passadooo e que venha 2011!!

  • Parffit Jim Balsanelli diz: 4 de janeiro de 2011

    A lista que saiu no Orelhada impresso, agora comentada:

    01º – Blitzen Trapper: “Destroyer Of The Void”
    (uma ópera folk-indie-country-rock de uma banda que sempre beirou a perfeição… e agora atingiu)
    02º – Wolf People: “Steeple”
    (um passaporte para o início dos anos 70, com todas as maravilhas – e os excessos – que isso pode significar)
    03º – Tame Impala: “Innerspeaker”
    (uma ponte que liga a musicalidade dos anos 70 e o clima indie dos tempos atuais – uma pena que este disco deve ficar restrito a poucos ouvidos)
    04º – Arcade Fire: “The Suburbs”
    (mesmo com todo hype anterior, foi o primeiro álbum deles que realmente me conquistou… um disco que vai mostrando suas características aos poucos, melhorando a cada nova audição)
    05º – Mavis Staples: “You Are Not Alone”
    (apesar do Wilco não ter lançado nada neste ano, Jeff Tweedy não conseguiria ficar fora das listas, mesmo que seja produzindo uma pérola… que Mavis mostre a todos que não basta um rostinho novo e bonito para cantar com alma!)
    06º – Citay: “Dream Get Together”
    (das guitarras fortes e roqueiras do “lado A” às viagens instrumentais do “lado B”, um belo disco que mistura folk e psicodelia sem soar meloso)
    07º – Neil Young: “Le Noise”
    (Neil Young, sua voz e – muitas – guitarras, com a produção experimental de Daniel Lanois, conseguiram forjar mais um álbum clássico e que talvez leve décadas para ser compreendido)
    08º – Zeus: “Say Us”
    (o pop como ele devia ser: inteligente, simples e genial)
    09º – The Black Keys: “Brothers”
    (talvez inspirada pelo clima do estúdio Muscle Shoals, a dupla lançou um dos seus melhores álbuns, que só não é melhor por conta da sua excessiva duração)
    10º – Iron Maiden: “The Final Frontier”
    (o álbum que a banda não fazia desde 1988, quando lançou “Seventh Son Of A Seventh Son”)

  • Helliot diz: 4 de janeiro de 2011

    Hein Parffit (enciclopédia)… Muscle Shoals é aquele estúdio no Alabama que os Stones gravaram Jumping, Brown sugar e wild horses????

  • Parffit Jim Balsanelli diz: 4 de janeiro de 2011

    Não tenho certeza sobre “Jumping”, mas as outras duas foram gravadas lá mesmo!
    Além disso, o Lynyrd Skynyrd e uma penca de artistas da Stax (inclusive as Staples Singers)gravaram lá.

  • Helliot diz: 5 de janeiro de 2011

    Parffit, vc tem razão “jumping” não foi gravada lá… foi a You Gotta Move (e as duas citadas)… Lugar lendário – vários discos clássicos de soul tbém – como Wilson Pickett e Aretha Franklin entre outros (equivalente ao Chezz Records).

    Referência: Vida (biografia de Keith Richards)

    Obs.: desculpa por estender o assunto Rubão… mas o assunto é interessante (em se tratando de Stones)… Valeu Parffit (tú é f* mesmo)

  • Rizza diz: 5 de janeiro de 2011

    Deixe eu colaborar também…dos discos que chegaram às minhas mãos/ouvidos de 2010 destaco os seguintes:

    - Peter Frampton – Thank you Mr. Churchill (certo, Parffit?)
    - Bachman & Turner – Bachman & Turner (certo, Macarraum?)
    - The Black Keys – Brothers (certo, Helliot?)
    - Fistful of Mercy – As I call you down (certo, Pablo?)
    - The Dead Weather – Sea of Cowards (certo, Rubens?)
    - Mavis Staples – You are not alone (certo, Hessex?)
    - Doug Paisley – Constant companion
    - Saint Jude – Diary of o soul fiend
    - Marulk – Marulk
    - Corinne Bailey Rae – The sea

    Outros poderiam ser incluídos na lista acima mas fico no top 10 pra ser mais breve.

    Feliz 2011, muito rock e boa música a todos!

  • Paralelogramo diz: 7 de janeiro de 2011

    Uma honra, e uma surpresa, ter o Solar Flares no meio da tua lista!

    E para a lista eu só adicionaria três nomes:
    “The Five Ghosts” – da banda Canadense Stars (pra mim O melhor do ano);
    “There Is Love in You” – disco fantastico do Four Tet;
    “Go Live” – disco ao vivo do Jónsi, vocalista do Sigur Rós.

Envie seu Comentário