Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Romantismo na tomada

27 de janeiro de 2012 0

Há um ano, o público catarinense foi apresentado a Mayer Hawthorne quando ele apresentou-se na primeira edição do Summer Soul, aquela encabeçada por Amy Winehouse. Pois com o festival sendo reprisado hoje à noite, na Capital, é de bom tom anunciar a chegada ao Brasil do segundo disco do americano, How do You do (Universal), que reafirma Mayer como uma das grandes vozes masculinas dessa onda neosoul. Mais do que gogó, porém, ele tem a manha de manipular o falsete em verdadeiras odes ao acasalamento, caso de Get to Know You e You’re not Ready. O recurso é deixado momentaneamente de lado em Can’t Stop, atualizada com produção típica do hip-hop e vocais de Snoop Dogg. Mas a vocação de Hawthorne é mesmo o soul retrô, e dessa vez ele se mostra bem mais elétrico do que na estreia, investindo forte nos sopros e cozinhas chacoalhantes de The Walk, Finally Falling, Hooked e You Called Me. No interminável discurso romântico do cantor, é como se o sujeito pedisse a namorada em casamento enquanto dança loucamente ao som de um um funk/soul de Stevie Wonder.


Envie seu Comentário