Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O direito do Violins

02 de fevereiro de 2012 3

O Violins é uma instituição do rock goiano e um dos nomes mais prolíficos e respeitados da cena independente nacional. Sete discos neste esquema, e fazendo um som, digamos, difícil, é coisa pra guerreiros. No seu mais recente trabalho, O Direito de Ser Nada, novamente lançado pela Monstro Discos, o quarteto comandado por Beto Cupertino repete a opção de ser conceitual, desta vez se debruçando sobre a simplicidade e a liberdade de escolha. A temática se reflete nas letras e, principalmente, no estofo sonoro, mais leve e direto do que de costume. Só que certas coisas não mudam. Permanecem a poesia e as melodias profundas, a ausência de refrões e os momentos épicos construídos sobre guitarras quase sempre limpas. A sequência com Rumo de Tudo (o do vídeo aí embaixo), Forasteiros, Medo de dar Certo e Nossos Embrulhos é um destaque fácil.

Comentários (3)

Envie seu Comentário