Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Marilyn, a exagerada

15 de agosto de 2012 0

Diva, dissimulada, atriz medíocre ou apenas insegura? De tantas histórias envolvendo Marilyn Monroe, seu comportamento em frente e atrás das câmeras alimentam o mito com gosto. Porém, se há uma faceta muito óbvia dele exposta em Sete Dias com Marilyn, é a da mulher inescrupulosamente sedutora que tinha os homens onde bem queria. O filme de Simon Curtis chega ao DVD na batida dos 50 anos da morte da atriz (no último dia 5), envolta nos mesmos excessos e perturbações que acometem Marilyn neste recorte simpático de sua curta trajetória: os bastidores das filmagens, na Inglaterra, da comédia romântica O Príncipe Encantado (1957), que ela dividia com Sir Laurence Olivier (Kenneth Branagh). Michelle Williams faz valer a indicação ao Oscar encarnando Marilyn em todas as suas caras, bocas, rebolados e mudanças de humor, tornando as gravações um verdadeiro inferno. Menos pro jovem assistente de diretor Colin Clark – autor do diário no qual o roteiro se baseia -, que serve de escape pra estrela fugir das pressões e dos holofotes. Se ele se apaixona? Feito um patinho.

Envie seu Comentário