Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de março 2013

Música da alma

29 de março de 2013 0

Orelhada empacota, lado a lado, dois belos vídeos lançados nas últimas horas. Os mais velhos (mas ainda muuuito em forma) primeiro: o estiloso, roqueiro e estilo Soothe  my Soul, instigante faixa de Delta Machine, o recém-lançado novo disco da banda inglesa. Depois, Sacrilege, vídeo com historinha dramática que termina mal, ao contrário da faixa – presente em Mosquito, disco que o trio lança no próximo dia 15 -, que infiltra, via coros gospel, uma aura espiritual que vai de encontro ao título da música.

Verão Teatral vai, Cena 10 vem

29 de março de 2013 0

Com o feriado de Páscoa e o cancelamento das apresentações do Grupo Novo Tempo neste fim de semana, o Verão Teatral terminou mesmo na terça-feira (26), com a Turma do Papum, de Florianópolis. Ainda que não tenha números oficiais, o presidente da Ajote, Luciano Cavichiolli, exaltou esta primeira edição, que reuniu todos os grupos da associação durante o mês de março no galpão da Cidadela. Se depender deles, a experiência será repetida no ano que vem.
Por falar em teatro, a grande festa joinvilense das artes cênicas, o Cena, já tem data para acontecer em 2013: de 22 a 31 de agosto. E é bom lembrar que, ao chegar ao décimo ano de realização, a mostra deverá ter algum contorno especial, mas isso é coisa que ainda será discutida pelos organizadores. Cavichiolli, porém, tem a firme disposição de atrair mais espetáculos de rua e levar peças para o maior número de lugares possível, espalhando o teatro pela cidade.

É uma brasa, mora?

29 de março de 2013 0

Posso estar enganado, mas acho que até agora ninguém se deu conta de que em 2013 completam-se 45 anos do lançamento de Roberto Carlos em Ritmo de Aventura, o primeiro de uma trilogia de filmes que pegava carona no crescente reinado do cantor na música brasileira. Mas, ao contrário do que possa parecer, o longa dirigido por Roberto Farias é mais do que decente, exalando charme e diversão mesmo com a canastrice generalizada do elenco, RC incluso. Decalque claro de Help!, dos Beatles, o filme mostra o Rei sendo perseguido por bandidos internacionais, que querem levá-lo para os EUA. Entre uma correria e outra – de carro, a pé e até com helicóptero -, videoclipes apanham Robertão desenrolando a trilha sonora, estabelecida com um dos melhores discos do cantor. Pena que quase nada dele será apresentado nos shows que Roberto fará em Santa Catarina na semana que vem. De qualquer modo, as duas brasas queimam nos youtubes da vida, do jeito que estão aí embaixo.

DeFalla e o futuro

28 de março de 2013 0

A banda gaúcha DeFalla pode não ter feito grande sucesso no fim dos anos 80, mas deixou de legado uma trinca de discos clássicos e caóticos que, a certo momento, anteciparam modas da década seguinte. Com o nome garantido na história do rock nacional, o quarteto reencontrou-se para alguns shows em 2011, uma brincadeira tão celebrada que rendeu a volta definitiva. Agora, um novo álbum é certo, bancado via crowdfunding (financiamento coletivo) no site Embolacha. “Eu acredito que este disco será um dos melhores do DeFalla, pois a banda está afiada e a química está melhor que antes. E temos agora uma experiência muito grande em todos os aspectos de gravação, produção e finalização de um álbum”, disse o guitarrista Castor ao site Scream&Yell.

Extrema-unção

28 de março de 2013 14

O joinvilense Jefferson Kielwagen aprontou outra na Universidade de Michigan (EUA), onde leciona e faz mestrado, mas desta vez a repercussão de suas interferências artísticas foi bem maior, chegando à grande mídia local. Isso porque ele ousou mexer com um símbolo da instituição e da própria capital do Estado, East Lansing: a estátua de um guerreiro espartano, por lá desde 1945 e inspiração para os atletas universitários, foi toda ungida com óleo de oliva por Kielwagen no começo do mês. E justo no dia em que o time da universidade disputava uma partida. As implicações da performance são inúmeras e estão explicadas (em inglês) em seu BLOG, porém, ele resumiu assim a escorregadia intervenção: “Tecnicamente, minha ação poderia ser considerada vandalismo desde que espalhei óleo pela estátua e não limpei, então, ela cheirou a óleo por um tempo. Mas, ao mesmo tempo, é uma ação positiva em contextos religiosos, atléticos e eróticos. E os Spartans venceram o jogo naquela noite”.

Novo Pixel quase pronto

28 de março de 2013 0

“Vítima” da onda fiscalizadora por casas noturnas de Joinville, em janeiro, a Pixel está nos finalmente para reabrir em novo local, um imóvel no Centro da cidade. Segundo o dono, Walter Petla, as reformas devem durar entre dez e 15 dias, tempo em que será agilizado o alvará. A correria é para retornar até 30 de abril, data em que o palquinho indie completa dois anos em Joinville. O perfil (rock alternativo, música eletrônica), garante Walter, será mantido, mas a manutenção dos shows dependerá de um feedback positivo dos frequentadores. Com propriedade, ele diz que, hoje, música autoral por aqui junta meia dúzia de gatos pingados, fato confirmado em vários eventos no Pixel em 2012. As novidades vêm por AQUI.

Filhote bem-nascido

27 de março de 2013 0

Saudado como novo ás do blues rock americnao, Gary Clark Jr. abre caminho para seu retorno ao Brasil (como atração do Lollapalooza, neste fim de semana) com um disco de estreia exuberante, datado de 2012 e lançado só agora por aqui. Exímio guitarrista sim, mas a produção que cerca as 13 faixas de Blak and Blu o tornam interessante também a ouvidos menos conservadores e chegados às experiências do Black Keys, por exemplo. Rock, blues, soul, psicodelia e leves gotas de eletrônica cercam músicas intensas como Ain’t Messin’ Around, When my Train Pulls in, Bright Lights e Glitter ain’ Gold…. Já a faixa-título é quase um tributo a uma influência óbvia: Stevie Wonder.
Apesar de ter só 29 anos, Gary Clark Jr. pode ser considerado um veterano, e de muita sorte. Além de abrir shows para Eric Clapton no Brasil, em 2011, ele já dividiu palcos e estúdios com Rolling Stones, BB King, Buddy Guy, Alicia Keys, Sheryl Crow, John Mayer, Jeff Beck e muitos outros.

Deu certo

27 de março de 2013 0

Vai que Dá Certo é o negativo de Os Penetras, hit nos cinemas no fim de 2012. Se o antecessor é uma parábola cômica sobre a malandragem carioca com o cenário deveras glamouroso do Rio de Janeiro ao fundo, o filme em cartaz tem no centro um poço de falta de ginga e joga no concreto paulistano uma trama do tipo “uma noite alucinante”. O que há de comum entre os longas é o aporte da nova geração do humor nacional, mas os ganhos de Vai que Dá Certo são muito maiores, e por um motivo primordial: é bem mais engraçado. O ritmo vertiginoso da sucessão de erros atropela os clichês – ora, quantos assaltos que acabam mal você já viu na telona? -, tira onda com a nerdice e aproveita ao máximo o talento de Lúcio Mauro Filho, Fábio Porchat e Gregório Duvivier. Diversão ligeira e sem contraindicação.

Raízes poéticas profundas

27 de março de 2013 2

Caco de Oliveira chegou a Joinville em 1979, mas só três anos depois seus envelopes com haikais começaram a circular pela cidade. Gotas de poesia simples e direta no alvo que logo estavam impressas pelos cantos, no suporte que encontrassem, além dos papéis rotineiros e de livretos como Logo, o primeiro de muitos que ele lançou a partir de 1988. Trinta anos se passaram, e Caco se viu disposto a resumir sua produção entre 1982 e 2012. Nasceu daí – e de recursos angariados via mecenato – Farda de Passeio – Poesia Quase Tudo, a antologia de 160 páginas organizada pelo também escritor Fernando José Karl que a Editora Letra dágua lançará no dia 9 de maio. O melhor, entretanto, vem depois: a circulação por cinco importantes feiras literárias do País, entre elas, a Flip e a Bienal do Livro de São Paulo. “Agora, tudo é motivo de comemoração”, diz Caco, que, amparado pelo horóscopo chinês, se vê em meio ao fim de um ciclo e o começo de outro. Fluxo contínuo e poético, como indicam os haikais postados diariamente no Facebook.

Ingressos "na faixa" para assistir a O Ateneu

27 de março de 2013 0

Você já leu AQUI a entrevista do diretor carioca Rubens Lima Jr. sobre O Ateneu, espetáculo da Cia. Atos Teatro que estreia domingo (31) e tem sessões segunda (1º) e terça-feira (2) no Teatro Juarez Machado, em Joinville. Transposto para o palco, o texto clássico de Raul Pompéia ganha ares juvenis e contemporâneos na história de um rapaz de 11 anos que entra em um colégio conservador e, sob a sombra ameaçadora do diretor, começa a fazer descobertas sobre disciplina, sexualidade, bullying e o valor da amizade. A trama transcorre em ritmo de videoclipe, e com rock’n’roll de trilha sonora.
Pois bem, a companhia joinvilense gentilmente cedeu quatro ingressos (dois para segunda, dois para terça-feira) para serem depositados na conta dos leitores do blog, mas só aqueles que responderem, com picos de criatividade, a seguinte questão:

Que rebeldia você comenteria se estudasse num colégio extremamente rígido?

As quatro melhores respostas – cuja chegada à caixa de e-mails do blogueiro definirá qua a data que valerá o ingresso – levarão os mimos. O resultado sai na sexta-feira. Mãos à obra!

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

RG (obrigatório)

Estado

Telefone (obrigatório)

Município

Escreva seu texto ou frase

Autorizo, total e definitivamente, a utilização de minha imagem, voz e texto, conforme dados por mim enviados para o clicRBS, para fins de divulgação no Portal da internet denominado clicRBS, de titularidade da RBS - ZERO HORA EDITORA JORNALÍSTICA S/A, podendo inclusive serem utilizados em qualquer outro meio e por quaisquer dos demais veículos de comunicação integrantes do denominado GRUPO RBS.
Declaro, ainda, que o faço sem qualquer ônus para as empresas do Grupo RBS, dentre elas, RBS - Zero Hora Editora Jornalística S/A.