Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Visão além do alcance

21 de novembro de 2013 0

Não consigo deixar de pensar que há dois olhos cravados no muro da Cidadela Cultural tentando hipnotizar motoristas que chegam pela rua Jaraguá. Um perigo. Mas isso é só mais uma ilusão criada pelas linhas infinitas e formas geométricas a serem decifradas em Olhar Pulsante, trabalho de Anderson Alberton que substitui, desde a última semana, as grafitagens de Alex Hornest naquele espaço expositório joinvilense. Lá, ele fica até o ano que vem, e espero que neste tempo ninguém se sinta tentado a conferi-lo de perto enquanto estiver ao volante.

Rodrigo Phillips

Envie seu Comentário