Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Os primeiros sinais da contaminação

27 de fevereiro de 2014 0

divulgação
De uma coisa você pode ter certeza: sem A Noite dos Mortos-vivos, não haveria The Walking Dead, Guerra Mundial Z e os trocentos filmes, livros, gibis e games estrelados por zumbis. O mérito não é só de George Romero – os créditos também valem para John Russo, que escreveu com o diretor a história do grupo que, refugiado numa fazenda, tenta sobreviver a uma horda de desmortos. Depois, ele transformou a trama no romance homônimo que a Editora DarkSide acaba de lançar no Brasil, e com um bônus saboroso para os fãs: o texto integral da sequência do clássico de 1968, que nunca chegou a ser filmada, chamada A Volta dos Mortos-vivos (não confunda com a comédia trash de 1985, que também teve Russo como roteirista).

Envie seu Comentário