Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Viagem do U2 ao passado dá certo

29 de outubro de 2014 0

divulgação
A esta altura do jogo, o que uma banda como o U2 pode querer com um novo disco? Manter-se na ativa, com certeza; mostrar-se relevante, possivelmente. Certo é que a banda deseja ser ouvida (o que aconteceria com ou seja a ajuda da Apple e do iTunes), e encontrou um viés interessante para atender a essas três pontas. Songs of Innocence (Universal), que sai agora em versão física, é uma viagem de Bono e cia. às suas raízes musicais e emocionais, descritas nas canções de modo a, quem sabe, buscar algo que se perdeu no caminho. Nessa jornada, os irlandeses não abrem mão do tempero eletrônico, nem dos timbres personalíssimos da guitarra de The Edge. Identidade preservada, é nítido o esforço deles em demonstrar vitalidade, como provam The Miracle (of Joey Ramone), Volcano, Every Breaking Wave e Cedarwood Road, que parecem saídas de diferentes fases do grupo. Desse reencontro de cinquentões com a inocência perdida, o U2 voltou – quem diria! – renovado.



Envie seu Comentário