Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de março 2015

Visita de fora: The Shivas

31 de março de 2015 1

divulgação
The Shivas é uma banda de Portland (EUA) que está há nove anos na estrada, mas que no Brasil é conhecida apenas pelos obcecados por obscuridades do rock alternativo. Porém, ainda neste mês, eles multiplicarão seu alcance no País com uma turnê por várias cidades, entre elas, Jaraguá do Sul. No dia 30, os americanos têm compromisso no Bar Blackbird para desfraldar seu indie rock macio com pitadas de surf music. Os três discos, single e EP já lançados pelo quarteto podem ser ouvidos AQUI.

"Tarde de Sol" - Costeletas

31 de março de 2015 0

Não é de hoje que a banda de Rio do Sul Costeletas exala os bons ares do rock sessentista em seu trabalho. Isso mais uma vez se mostra claro em Tarde de Sol, versão para Sunny Afternoon, um dos grandes clássicos dos Kinks. O single anuncia o segundo disco do quarteto, que está em produção, mas já tem nome (Poderosa Ação Desengripante) e sai no segundo semestre.

Tragos no ar da madrugada

31 de março de 2015 0

divulgaçãoMário Bortolotto é um dos nomes mais ilustres do teatro paulistano nos últimos tempos, posto que atingiu, entre outras obras, com Nossa Vida não Vale um Chevrolet (2001), que lhe rendeu prêmios, virou livro e um filme para o cinema. Fora isso, sua voz é a do sujeito comum, aquele que trabalha, flerta com a solidão, ostenta cicatrizes familiares e coleciona amigos do peito, decepções, angústias e pequenas alegrias, como beber no boteco da esquina ou ver um filme na madrugada. Bortolotto também tem a manha de traduzir a vida, sua e a de outros (desconhecidos, inclusive), em crônicas fermentadas na certeza de que o mundo não é um lugar fácil, mas pode ser melhor com bom humor e uísque. As que compõem a nova coletânea Esse Tal de Amor e Outros Sentimentos Cruéis (Editora Reformatório) – um cruzamento de observações ao léu, reminiscências e notas autobiográficas – descem assim, rasgando a garganta e clareando as ideias.

Teletubbies ouvem Joy Division

30 de março de 2015 0

Um cara chamado Christopher G. Brown teve a brilhante ideia de trocar o colorido dos Teletubbies pelo preto-e-branco e aplicar sobre as imagens uma das mais densas e sombrias trilhas do Joy Division: Atmosphere. O contraste causa total estranhamento, e se há beleza no resultado, também faz correr um frio na espinha.

Literatura em traços e cores

30 de março de 2015 0

divulgação
O dileto leitor da coluna talvez já conheça o nome Roberto Lanznaster, ilustrador, designer e escritor de Jaraguá que no ano passado lançou Imaginarium – Dicionário de Monstros, livro sobre criaturas mitológicas de diferentes culturas. Pois ele reaparece agora com dois novos projetos, ligados à literatura e bem visíveis nesta página. Um deles é Recovering Classics, uma reimaginação de obras célebres (com 20.000 Léguas Submarinas e Alice) que depois são transformadas em capas de livro (impressos e digitais) e outros produtos. Já a série Holly Writers se inspira nos santinhos religiosos para dar uma cara nova (literalmente) a escritores icônicos, como Edgar Alan Poe. O resultado é impresso em pôsteres. Tem muito mais para ver no site lanznasterdesign.wix.com.

divulgação

Steve Vai solará em SC (e sem Camerata)

30 de março de 2015 0

divulgação
Um mestre das seis cordas, ídolo de instrumentistas obcecados por técnica e adorado por headbangers da escola virtuose baixará na Capital no dia 23 de junho. Steve Vai, referência na guitarra desde os anos 80, fará um misto de workshop e show no teatro do CIC, promoção da Escola de Música Rafael Bastos. A venda antecipada de ingressos já começou pelo e-mail stevevai@emrb.com.br. A vinda do músico ao Estado não tem relação com a parceria com a Camerata Florianópolis, marcada para setembro, no Rock in Rio, mas é uma feliz coincidência. Além da habilidade assustadora, Steve Vai tem no currículo passagens pelo Whitesnake, Alcatrazz (onde substituiu outro virtuose, Yngwie Malmsteen) e a banda de Franz Zappa, além de uma bem-sucedida carreira solo e projetos como o G3, ao lado de Joe Satriani e outros guitarristas. Sem contar sua memorável participação no filme Crossroads (1986).

"Torre chamando memória..."

30 de março de 2015 0

divulgação
Na virada dos anos 90 para os 2000, Joinville infiltrou-se sorrateiramente no rock alternativo nacional por meio da Estelar Music, selo tocado por Elton Costa. Em 1999, ele estreou com o pé direito: a coletânea Em Órbita, um apanhado de bandas brasileiras que adoravam guitarras distorcidas e melodias gentis, como Vellocet (MG), Foolish (PR), Feedback Club (SC) e as incensadas Astromato (SP) e brincando de deus (BA). O orgulho local Vacine (da qual Costa era baixista) representava a cidade no disco. Cópias dele ainda são vistas pelos sebos, itens raros de uma época de combustão longe das vistas do grande público. Há uns poucos meses, a íntegra de Em Órbita foi parar no YouTube, e é claro que, para o refresco geral da memória, o blog replica. Sirvam-se.

1. Introdução
2. Vellocet – A hundred bugs
3. Vellocet – Inside my mind (again)
4. Fish Lips – Trip to desert
5. Fish Lips – Stereophonic
6. Vacine – Ill
7. Vacine – Frank
8. brincando de deus – Sexism
9. brincando de deus – Two seeks from here
10. Spots – Spirits of mine
11. Spots – Downtown suil
12. Foolish – Downtown bells
13. Foolish – Till getitng dry
14. Pan Cake – Nova
15. Pan Cake – Love canal
16. Astromato – No macio, no gostoso
17. Astromato – Não sei jogar
18. Feedback Club – Muddy humanizer
19. Feedback Club – Hiton dry

Solos em disputa

29 de março de 2015 0

O site americano de vídeo-aulas de guitarra Jam Track Central está promovendo um concurso internacional de guitarra, o Guitar Solo Contest 2015. Entre os mais de mil inscritos está o joinvilense Guilherme Santana. No texto que acompanha o vídeo com seu solo (essa aí embaixo), ele conta que toca desde os 14 anos, que trabalha em um CD instrumental e compõe para a banda da qual faz parte, a Hise. Os vídeos mais votados pelos internautas irão a júri, que selecionará os dez finalistas. Pegue o link AQUI se quiser dar aquela forcinha para o moço.

Saia de Casa: MAJ Sounds especial

27 de março de 2015 0

A cara da vilania

27 de março de 2015 0

Se Jesse Eisenberg ostenta agora uma portentosa careca é porque ele será mesmo Lex Luthor em Batman vs Superman – a Origem da Justiça. O indicado ao Oscar por A Rede estava sempre “em negociação”, segundo os veículos especializados, mas enfim foi confirmado como o gênio do crime – que, dizem, será o detonador do conflito entre os dois super-heróis -, papel que em outros tempos passou pelas mãos de Gene Hackman e Kevin Spacey.

divulgação