Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de abril 2015

Irmãos Cavalera em SC

30 de abril de 2015 0

O Cavalera Conspiracy estenderá sua nova turnê brasileira à Santa Catarina. Em meio às capitais, Urussanga entrou na agenda e receberá a Pandemonium World Tour 2015 no dia 22 de maio, no Ventuno Bar. E não sou eu quem está dizendo.

Mulheres de fibra

30 de abril de 2015 0

jaqueline mello, divulgação
A cena teatral de Joinville conhece nesta quinta-feira (30) uma nova companhia e, de quebra, um espetáculo inédito. Ainda que estreante, o Coletivo Toca de Arte é formado por nomes conhecidos da cultura local: Ana Paula da Silva, Caren Negrelli, Carol Spieker, Grazi Sousa, Lili Zacharia, Manoella Carolina Rego e Sílvia Russi Vieira. Da iluminação à música ao vivo, elas assinam Árida Coragem, que estreia nesta quinta e fica até domingo (3) em cartaz no galpão da Ajote, às 20h30. Trata-se de uma adaptação do texto Agreste (Malva Rosa), de Newton Moreno, passado no sertão nordestino, onde um casal de lavradores se apaixona. Eles fogem juntos, mesmo com uma sensação estranha pairando sobre a relação, o que permanece pelos anos seguintes. Até que um deles morre, a verdade vem à tona e o que deveria ser apenas tristeza é acompanhado pela fúria da sociedade. Além de optar por um drama que discute sexualidade e amor incondicional, o Toca de Arte mira o universo feminino, algo que, a partir de Árida Coragem, pretende abordar com profundidade em sua trajetória nos palcos.

Primeira sinfonia

30 de abril de 2015 0

divulgação
Nesta quinta-feira (30), quando o relógio der 20 horas, estará online, para audição e download, o EP Altar, estreia da banda joinvilense Hamen. Acesse lá pelo blog as quatro faixas do registro conceitual, que destacam um metal sinfônico com lances progressivos que emoldura letras gospel e a voz operística de Monica Possel, idealizadora do projeto. A versão em CD já estará à venda quando Altar for apresentado ao vivo, no dia 4 de julho, no galpão da Ajote.

Jaraguá recebe The Shivas (EUA) nesta quinta

29 de abril de 2015 0

Às vésperas do Dia do Trabalho, The Shivas terá que mostrar serviço e convencer a plateia de Jaraguá de atentar para a sua (desconhecida por aqui) obra, que já conta com três discos e um EP. Em estúdio, a banda de Portland (EUA) não deixa dúvidas de que é boa – seu animado indie rock com pitadas de surf music tem bons ganchos melódicos e é um convite à dança. Aos que ainda estiverem receosos em aparecer nesta quinta (30) no Blackbird Bar, sugiro dar o play no vídeo abaixo para ver o pocket show que o trio fez em novembro em uma rádio americana. Ah, a noite abre com o duo paulista Parati, às 23 horas.

Não esperaram, mas apareceu

28 de abril de 2015 0

divulgaçãoNão Esperem por Nós. O título do quinto disco da Pipodélica (entre LPs e EPs) já parecia prenunciar um afastamento entre banda e plateia, o que acabou se confirmando – o quarteto de Florianópolis, um dos melhores nomes que o rock catarinense já produziu, implodiu antes do trabalho ser lançado. À época, havia acordo com um selo, mas nada aconteceu. O único movimento foi disponibilizar as 13 faixas no MySpace, em março de 2008. Sete anos depois, Não Esperem por Nós reaparece, na íntegra, no YouTube, onde parou nesta segunda-feira (27), diretamente dos arquivos do baixista Leonardo Kothe.
- Faz tempo que não ouço, mas a impressão que tenho é que ele é mais roqueiro, e mais psicodélico. Tem alguma coisa de progressivo também. As coisas estão mais evidenciadas nele – diz Eduardo Xuxu, vocalista e guitarrista da banda, hoje no Cassim & Barbária. – Acho que é nosso melhor trabalho. Em termos de arranjo, certamente, em composição, pode ser que sim também.

Cachorro louco

28 de abril de 2015 0

Um Coringa magricelo, tatuado, com metal nos dentes e a maior cara de insano. É assim, no corpo de Jared Leto, que ele surge na primeira foto oficial de Esquadrão Suicida, filme com vilões e anti-heróis da DC Comics que chegará aos cinemas em 2016. Estranhou o visual? Nem comece. Das tantas versões que já teve o “palhaço do crime” – cuja criação acaba de fazer 75 anos -, esta remete a bolada por Jim Lee e Frank Miller, além de uma cena da icônica HQ A Piada Mortal.

divulgação

Blues, aqui me tens de regresso

28 de abril de 2015 0

divulgação
Um nome bem conhecido do público local aparecerá entre os figurões escalados para o Joinville in Blues, marcado para 8 de maio no Porão da Liga Pub. O festival ressuscitará momentaneamente a Karadura Blues Brothers, banda marcante do gênero na cidade que ficou na ativa entre 2000 e 2009. O adendo mais significativo nesta volta, porém, é que ela se dará com 75% da formação original, ou seja, o guitarrista/vocalista Allan Bastos, o baixista Germano Buch e o baterista Mauro Uhlig (o guitarrista Chacal hoje corre por outras paragens sonoras). Um reencontro após dez anos, amoroso, mas de tiro  curto – algumas faixas autorais, um e outro clássico blueseiro e, claro, homenagens ao grande Celso Blues Boy, que a Karadura acompanhou por certo período. Ah, a venda de ingressos já começou no site ticketcenter.com.br.

Minutos contados

24 de abril de 2015 0

Faz tempo que Vodou Doll começou a ser rodado – novembro de 2013, para ser exato. Mas fazer audiovisual em Santa Catarina não é fácil, então tempo não é algo tão relevante. Enfim, o curta de Luciano Alves (do documentário Escrita Livre) ficou pronto e terá sua primeira exibição neste sábado (25), às 20 horas, no Sesc de Joinville, onde boa parte dele foi gravado, totalmente independente e com uma equipe de origem eclética. Na trama, uma universitária recorre a uma feiticeira para reconquistar o amor da sua vida, mas mexer com as forças ocultas pode ter consequências desagradáveis. Na mesma sessão estreia outro filme de Alves, o documentário Livros que Andam, sobre uma biblioteca de Palhoça que muda constantemente de endereço e luta para arranjar uma sede definitiva.

Vingadores, há quase 50 anos

23 de abril de 2015 0

Em 1966, meus amigos, Vingadores só nos quadrinhos. Ou na TV, onde a Marvel chegou com uma série animada por alguns de seus principais heróis. Para quem aprendeu a ler folheando gibis, aqueles quadros estáticos na telinha já eram algo espetacular, acreditem.

Um ano para ser Hendrix

23 de abril de 2015 1

divulgação
Jimi: Tudo a Meu Favor
, agora em DVD, não chega a ser a biografia do genial guitarrista, porque prende-se a um recorte da vida dele (entre 1966 e 1967), ainda que seja o de um ponto de virada: o momento em que ele troca os EUA por Londres, onde deixa todos embasbacados com sua técnica e visceralidade. É também onde amplia sua arte, cai de boca na psicodelia, descobre as drogas e a moda e percebe que “as mudanças estão vindo”, como diria Bob Dylan. Surge ainda um Hendrix inseguro, imperfeito, especialmente no que diz respeito ao sexo oposto. O diretor John Ridley empacota tudo isso em duas horas de filme, mas às vezes parece ter pouco a dizer, se perdendo na névoa da lentidão e de uma edição confusa. Ao fim, André 3000 (da dupla Outkast) impressiona como o biografado, e é o que fãs vão comentar de fato.