Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Bravaro: reverente, mas não sufocado

17 de agosto de 2015 0

kalina  grabowski, divulgação
Numa cidade (Joinville) onde os sons clássicos dos anos 70 exercem fascínio especial sobre o público roqueiro, Volume 1 surge como grande notícia. A Bravaro, autora da recém-lançada bolacha, vive para reverenciar o período, mas não se fecha numa bolha. Por isso, as 11 faixas não soam como xeróx amarelados e, abertas a outros ventos, respiram livremente. É claro que, como fãs de Black Sabbath, Deep Purple e Led Zeppelin, Mura Walsh, Al Jones e Rick Hoepers se puxam no instrumental e capricham nos riffs e solos de guitarra. A longa Take the Road, uma mistura de Lynyrd Skynyrd com Oasis, é prova da técnica do trio. Mas para além do virtuosismo e dos inevitáveis clichês, ele entrega boas e pesadas canções, como A22, Freedom (Post Prison Life) – que tem participação de Jurandir Jr., vocalista da Symmetrya -, Dreams e Searching for Something.


Envie seu Comentário