Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Gene Wilder, gênio da comédia, se despede

29 de agosto de 2016 0

o-GENE-WILDER-CHARLIE-AND-THE-CHOCOLATE-FACTORY-facebook
Não foi nem uma nem duas vezes que me peguei pensando: “Gene Wilder ainda está vivo”? Afinal, havia mais de dez anos que ele tocava, longe dos holofotes, a aposentadoria, tornada pesada por causa do Alzheimer. A doença acabou levando o ator nesta segunda-feira (29), aos 83 anos. Wilder foi um ídolo de infância por causa de seu Willy Wonka no deslumbrante A Fantástica Fábrica de Chocolate (1971), que não parava de passar na TV. Nos anos 80, marcaram ainda A Dama de Vermelho e Cegos, Surdos e Loucos. Mais para a frente, fui apresentado aos hilariantes O Jovem Frankenstein e Banzé no Oeste, os dois de 1974 e dirigidos pelo gênio Mel Brooks. São citações importantes, mas que correspondem a uma mísera parcela de uma carreira iniciada em 1961, cruzou TV, cinema e teatro e pôs Wilder na galeria dos grandes comediantes americanos.



Envie seu Comentário