Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Manuel em três tempos

25 de junho de 2016 0

5 Minutos Fotos
O galpão da Ajote abre neste sábado (25), às 20 horas, a agenda de 2016 de seu projeto de manutenção com o monólogo 5 Minutos, do grupo ilhéu Inclassificáveis. Inspirada na canção Te Recuerdo Amanda, do chileno Victor Jara, a peça cruza as história de dois Manueis: um operário chileno e um militante político brasileiro, morto durante a ditadura, em 1976. A trama atravessa o tempo e chega a um homem preso há 50 anos que luta para manter viva suas memórias. Os ingressos estão à venda no site enjoyeventos.com.br e no local, antes da apresentação.

Joinville já dança

25 de junho de 2016 0

Alceu Bett, divulgação
Inevitavelmente, Joinville já respira os ares do Festival de Dança, e a atmosfera estará ainda mais “carregada” neste domingo (26), quando o Teatro Juarez Machado recebe a segunda edição do ano da Mostra Dança Joinville. Quase 300 bailarinos, distribuídos por 36 coreografias em seis modalidades, se apresentarão na tarde/noite. Outra vez, o evento será dividido em sessões infantil (às 17 horas) e adulta (às 19h30). Os ingressos serão vendidos na bilheteria.

Irmandade acústica em Jaraguá

24 de junho de 2016 0

Renata Alves, divulgação
Projeto Chumbo é um bom nome para uma banda pesadona, mas nem os irmãos Flávia e Paulo Plombon são um grupo nem a música que eles fazem tem algo de nervoso. Era Isso Desde o Início (2016), disco que a dupla curitibana apresenta neste sábado (25), às 19h30, no pequeno teatro da Scar, é um divertido passeio pelo pop rock movido a instrumentos acústicos e variações vocais. Entre as faixas, todas autorais, destaca-se Família é Família em Qualquer Lugar, dona de um clipe bacaninha que pode ser assistido logo abaixo. Ingressos à venda no site da Ticketcenter e na bilheteria.

Casa de papel

24 de junho de 2016 0

wagner_melo
Diz o ditado que o papel aceita tudo. Aliás, muito bem dito, se considerarmos, por exemplo, as possibilidades quase infinitas que ele oferece para o fazer artístico, algo provado na exposição Coletivo Gramatura, que abre neste sábado (25), às 10 horas, no Museu Casa Fritz. A curadoria de Jorge Hiroshi providenciou obras de 15 artistas das mais variadas procedências, incluindo Portugal e Inglaterra. De Joinville, o elenco inclui o próprio Fritz Alt, outros sete artistas e estudantes do curso de artes visuais da Uniasselvi, do Centro de Atenção Psicossocial (Caps 2I) e do Projeto Art Postal. Os trabalhos – que poderão ser vistos até 28 de agosto – contemplam linguagens e técnicas como a pintura, fotografia, gravura, origami, esculturas, capas de livros, poesia, literatura, colagem, fanzine, estêncil, papel machê e arte postal.

gunther_ishiyama

Missão inacreditável

23 de junho de 2016 0

386485.jpg-c_640_360_x-f_jpg-q_x-xxyxx
Não sei se muita gente aqui conhece a HQ Mortadela e Salaminho, criada no final dos anos 50 pelo espanhol Francisco Ibañez e publicada no Brasil. Enfim, os que estão por dentro ficarão felizes em saber que em setembro chegará aos cinemas do país (exclusivamente na Rede Cinépolis) uma animação com a dupla de agentes especiais. Na trama, ela é encarregada pela chefia de recuperar um documento ultrassecreto roubado do quartel-general da agência  TIA (Técnicos de Investigações Avançadas). Eis o trailer:

Em 2003, uma produção espanhola com atores de carne e osso (La gran aventura de Mortadelo y Filemón) levou a HQ pela primeira vez à tela grande:

Novo coletivo de Joinville começa pegando pesado

23 de junho de 2016 0

Vamos ser sinceros: associações e coletivos de músicos nunca deram muito certo, ou geraram unanimidade, em Joinville. Mas eis que surge uma nova tentativa na forma do Firma Coletivo de Bandas e Ações Autênticas, que busca virar a chave e agitar a cena musical na cidade, se aliando a outras manifestações artísticas. Se vai vingar, é difícil dizer, mas que começa a trajetória em grande estilo, isso é inegável: uma semana inteira de shows gratuitos no Sesc para celebrar o Dia Mundial do Rock e a chegada do novo coletivo. Serão dois grupos por noite, além de exibição de curtas, exposições e outra atividades. De Joinville, estão escalados Mosaico Adulto, Fevereiro da Silva, Napkin, Somaa, Hessex Alone, Gorilla Grip e Carbonarantes; de fora, virão Blame (Florianópolis), Gardenia Rust (São Bento do Sul) e Tropical Doom (Curitiba). A programação, dia por dia, está no cartaz abaixo.

13511017_1134703479927000_6413014180616594579_n

Richie é do rock

23 de junho de 2016 0

Oito minutos e meio de rock clássico no blog para falar da volta de Richie Blackmore ao gênero com uma de suas criações mais famosas, o Rainbow. Após quase 20 anos se dedicando ao folk e à música tradicional europeia, o temperamental e genial guitarrista reencontrou o passado com um Rainbow todo renovado, tocando clássicos da banda, de autores diversos e, claro, do Deep Purple. Aliás, Highway Star abriu o show de reaparição do músico, realizado no dia 17 de junho, no palco do festival Monsters of Rock, na Alemanha.

Dança solúvel

23 de junho de 2016 0

Vão servir café na Mostra Contemporânea do 34º Festival de Dança de Joinville. Não no sentido literal, mas como tributo a um símbolo brasileiro e inspiração para uma performance, digamos, extraforte no dia 29 de julho, no Teatro Juarez Machado. A bebida inspira e é fio condutor de Soluto, coreografia do Grupo Ritmo Soul’to, de Fortaleza, referência em danças urbanas no Nordeste. Além da questão antropológicas, o espetáculo – que mixa street dance com doses homeopáticas de xote e capoeira – se apoia nos estímulos sensoriais provocados pelo café e a relação dele com a rotina e a vida urbana. Outros dois grupos se apresentam dentro da mostra, nos dias 22 e 30.

Obra de Gelson Radaelli chega ao MAJ

23 de junho de 2016 0

160517_212145DelRe_VivaFoto
Um resumo dos quase 30 anos de produção do artista plástico gaúcho Gelson Radaelli estará exposto a partir desta quinta (23) no Museu de Arte de Joinville (MAJ). Já na abertura de De Vidro e Sal, às 20 horas, o público será apresentado a um conjunto de pinturas que aplica nanquim, guache, carvão, tinta acrílica e PVA a quadros de formato e tamanho variados. As feições humanas foram priorizadas até 2008, quando Radaelli optou por paisagens áridas, horizontes e nuvens, o que lhe valeu, em 2011, o Prêmio Açoriano de melhor exposição de pinturas de Porto Alegre. Em Joinville, a mostra – que tem curadoria de Alena Marmo e Môa e vai até 7 de agosto – ainda inclui esculturas em barro e metal fundido, representações tridimensionais de alguns desenhos.

160531_130314DelRe_VivaFoto

Peça "Escravagina" em Joinville nesta quarta

22 de junho de 2016 0

escravagina-46
Aqueles que buscam trabalhos ousados e provocativos têm um encontro com atriz transexual Maite Schneider nesta quarta (22), às 20 horas, no galpão da Ajote, em Joinville. Ela protagoniza o espetáculo Escravagina, do grupo curitibano Rainha de 2 Cabeças, no qual debate sua condição e liberdade de expressão e rompe com preconceitos. O resultado é a exposição ao máximo em cena, inclusive com permissão para a plateia explorar o corpo da artista e, quem sabe, refletir sobre as questões de gêneros, sexualidade, identidade e políticas no mundo contemporâneo. Os ingressos estão à venda no site enjoyeventos.com.br e na bilheteria, uma hora do espetáculo.