Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Violões do Capital Inicial chegam à Joinville neste sábado

30 de setembro de 2016 0

capital-inicial-acústico-NYC-download-gratuito
Há cerca de 15 anos, o Capital Inicial reiniciava sua trajetória rumo ao estrelato nacional com o Acústico MTV (2000), que vendeu horrores e deixou um rastro de shows superlotados. Um deles aconteceu em Joinville, no extinto Big Bowlling, renomeado Yelo Stage e cenário de uma nova performance acústica de Dinho Ouro Preto e cia. na cidade, neste sábado (1º). O projeto agora é outro: o CD/DVD Acústico NYC, lançado em novembro de 2015 e com canções da fase pós-MTV, principalmente. Com um instrumental “engordado” por músicos convidados, como o ex-Charlie Brown Jr. Thiago Castanho, a banda relê, com violões, hits como Mais, Depois da Meia-noite, Como Devia Estar, À Sua Maneira e Tempo Perdido, da Legião Urbana. A banda joinvilense Bravaro, escalada para abrir os trabalhos, foi limada do evento em cima da hora. Os ingressos estão à venda no site blueticket.com.br.

Desfile musicado

30 de setembro de 2016 0

imagem_release_761360Para acompanhar o lançamento de sua nova coleção – novamente estrelada pela supermodel Gisele Bündchen -, a Colcci concebeu a playlist Party All the Time, disponível no Spotify (AQUI). E lá está, presente com duas faixas, o músico joinvilense Leo Dressel, que, para deixá-las sob medida para as pistas eletrônicas, contou com as colaborações dos DJs Daavar, Zeppeliin e Alok, este, o maior do País na atualidade. Set me Free e Enjoy it já foram reproduzidas quase 50 mil vezes no aplicativo de streaming.

O eu objeto

30 de setembro de 2016 0

4fotos
Artista visual de Florianópolis com presenças recorrentes em Joinville, Diego de los Campos volta a expor na cidade a partir desta sexta (30), novamente na galeria do Sesc. Com os dois pés fincados na arte contemporânea e utilizando a si mesmo como objeto, ele apresenta Simpatia, exposição composta por animações, fotografias, objetos e a instalação Canto Coletivo, que consiste em móveis e uma TV que passa as animações produzidas na oficina de stop motion, realizada em cada cidade visitada pela mostra. Em Joinville, a oficina acontecerá neste sábado (1º), a partir das 14 horas. A inscrição é gratuita, mas é preciso inscrever-se na secretaria do Sesc.

Vem aí o 5º Encontro de Teatro Estudantil de Joinville

30 de setembro de 2016 0

Três anos depois da última edição, que contou com 21 apresentações de 14 grupos formados por estudantes, o Encontro de Teatro Estudantil volta à baila em 2016, novamente sediado no galpão da Ajote. Promovido pelo Coletivo Teatro, o quinto encontro está marcado para o período de 28 de novembro a 4 de dezembro, quando será renovado o projeto de unificação e fomentação das formações em teatro em Joinville, além de continuar fazendo girar uma roda artística que vem desde 1995. As inscrições (gratuitas) valem até 3 de outubro e podem ser feitas pela página facebook.com/etejoinville, na qual também consta o edital com todas as informações. A ideia é fechar uma programação com espetáculos gratuitos e discussões após cada apresentação, quando professores e artistas locais trocarão impressões e experiências.

Bateria na pauta de quinta-feira

29 de setembro de 2016 0

14502070_10210729656416881_460902381_n
Os quatro cavaleiros das baquetas aí da foto – a partir da esquerda, Mauro Uhlig, Jonas Nascimento, Helliot Jr. e André Steuernagel – estarão à espera dos colegas bateristas e de qualquer pessoa interessada para discutir o instrumento a partir das 20 horas desta quinta-feira (29), no Porão da Liga Pub. O quarteto organizou o Fórum de Bateristas de Joinville para bater papo sobre técnicas e equipamentos e, claro, levar um som – o baixista Nei Ramos providenciará o groove extra. A entrada é gratuita.

"Who Shot Ya?" - Living Colour

28 de setembro de 2016 0

Uma nova ebulição racial nos Estados Unidos – motivada por uma série de casos violentos ocorridos nos últimos meses envolvendo negros e policiais – motivou o ressurgimento do grande Living Colour, mais engajado e virulento do que nunca em Who Shot Ya?, faixa que puxa um EP lançado no começo de setembro. Além de denunciar o que considera racismo, a faixa é, musicalmente, um soco nas fuças. Ouça:

Nos glu-glus da vida

28 de setembro de 2016 0

008e88c4É preciso certa dose de paciência para aguentar os “glu-glus” e “ié-iés” de Sérgio Mallandro, cujo humor de quinta série permaneceu imutável dos anos 80 para cá. Por outro lado, ele soube vendê-lo para as novas gerações, incluindo a produção de um show de stand-up comedy que é um dos mais assistidos dos últimos tempos. É esse espetáculo, chamado Sem Censura – abastecido por histórias da vida e dos bastidores do showbiz, do clássico quadro A Porta dos Desesperados e de muitas onomatopéias -, que Sérgio Mallandro apresentará no dia 9 de outubro no teatro da Liga, em Joinville. Os ingressos estão à venda no site da Ticketcenter, com desconto de 50% para membros do Clube do Assinante (titular e acompanhante).

Orelhada quer saber: qual o melhor?

27 de setembro de 2016 7

arte_rubens
Qual a melhor banda/artista do rock joinvilense? E o melhor álbum já lançado por aqui? E a capa de disco mais incrível? Perguntas que até hoje só foram feitas informalmente, mas que Orelhada coloca na mesa não para gerar discussão – se acontecer, ótimo também -, mas para acionar a memória afetiva dos que acompanham a cena local e trazer a tona grandes trabalhos produzidos na cidade (que não são poucos). A pesquisa não tem data para acabar, mas publicaremos um levantamento das opiniões emitidas num futuro próximo. Participe, porque até aquele velha demo da banda da sua rua está valendo.

A) Qual a melhor banda/artista solo joinvilense da história?
B) Qual o melhor disco? (valem discos cheios e EPs, demos, físicos ou virtuais)
C) Qual a melhor capa de disco?

*** Deixe seu voto nos comentários.

Livros a perigo

27 de setembro de 2016 0

emmemoriacosacparaaplicarnahomeDona de um acervo valioso e de algumas das edições mais bonitas já vistas no Brasil, a editora paulistana Cosac Naify vive um drama. Um ano depois de anunciar o fim das atividades, ela ainda tem cerca de 400 mil volumes em estoque (acervo, reimpressões e lançamentos), que serão vendidos pelo site Amazon somente até 31 de dezembro. É certo dizer que uma parcela considerável não sairá, e o destino do que restar pode ser a destruição, já que, por questões contábeis, há um limite para doações. Além disso, manter os livros estocados custa dinheiro. Para quem pensa em salvar alguns do triste fim, o endereço virtual é amazon.com.br/cosacnaify.

Rimando por conta própria

27 de setembro de 2016 1

Lucas3
O leitor que acompanha Orelhada certamente conhece o grupo V.O., um dos pontas de lança da cena do rap joinvilense (veja AQUI). Ele segue na ativa, mas agora dando um tempo para um dos integrantes, Lucas “Ukah” Silva, rimar sozinho. Ou melhor, amparado por vários comparsas que o ajudam nas bases de Próxima Estratégia, CD que logo mais ganhará versão para download. Aliás, o ecletismo impera sob os versos de Ukah – há reggae, R&B, eletrônica, funk e samba rock -, cujo sotaque entrega o “artista da terrinha”. Mas isso é o de menos. Ainda que tenha referências regionais, o disco se faz pelas experiências pessoais de seu autor, as andanças nas “quebradas”, as inevitáveis questões sociais, a luta pelo ofício musical e a mensagem do rap. Próxima Estratégia está à venda na loja Brixton (rua Princesa Isabel, 259).