Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Tarsila (RS) com hora marcada

29 de julho de 2016 0

promo_Masiero_Santos
A balada no Bovary costuma ser longa e esquentar na madrugada, mas, nesta sexta (29), sugiro adiantar o relógio para chegar a tempo de conferir a banda Tarsila. O quarteto de Porto Alegre toca pela primeira vez a Joinville no rastro do segundo disco, Considerações sobre o Estrago, lançado em abril e dotado de força suficiente para exigir a atenção. Nas 15 faixas do álbum, um rock com forte teor melódico e poético encontra soluções diversas para chegar ao coração da plateia, ora suave, quase pop; ora denso e complexo; ora pesado, mas fluido.


Feira do Livro de Jaraguá libera a agenda

29 de julho de 2016 0

Edson_KumasakaDemorou, mas aos 40 do segundo tempo, a Feira do Livro de Jaraguá liberou a programação de sua 10ª edição, de 11 a 21 de agosto. Agora dois meses após informar que Milton Hatoum, um dos maiores escritores brasileiros da atualidade, será um dos convidados especiais (leia AQUI), sabe-se que ele terá a companhia de Fernando Bonassi (foto), que, entre outras coisas, escreveu Um Céu de Estrelas, é co-roteirista dos filmes Cazuza e Carandiru e colunista da Folha de S. Paulo; e Paula Pimenta, sucesso entre os adolescentes com as séries Fazendo meu Filme e Minha Vida Fora de Série. Além disso, o evento contará com as habituais oficinas, contação de histórias, shows, debates, lançamentos de autores regionais e, claro, venda de livros. Tudo centralizado na Scar e sob o tema “Literatura em todas as artes”, justamente uma base para discutir a relação entre as diferentes manifestações artísticas. A agenda completa, portanto, já está no site feiradolivro.org.

"I'm in Love" - Teenage Fanclub

28 de julho de 2016 0

Em poucas palavras: se o restante das faixas de Here, disco que o Teenage Fanclub lançará em 9 de setembro, for do nível do maravilhoso single I’m in Love, então já podemos proclamar o campeão de 2016.

Tesouro a salvo

28 de julho de 2016 1

13627098_898803773582507_158368937974013222_n
Treze violões construídos pelo músico joinvilense Beto Terra, falecido no dia 14 de julho (leia AQUI), foram resgatados do lixo por uma amiga de infância dele. Segundo Marloy Vieira, os instrumentos estavam na casa da tia de Beto, que desconhecia o tesouro pessoal do sobrinho,criador de violões com formatos inusitados e dotados de muitas cordas que o usual, o que lhes aumentava as possibilidades sonoras. Cadernos com desenhos e anotações também foram recuperados. O material agora se encontra com Marloy, que pretende discutir a destinação dele com pessoas que conheciam o artista.

Diário de bordo

28 de julho de 2016 0

13833060_1245848578761152_274171741_o
Há duas semanas, Orelhada entregou que a baterista mirim Eduarda “Duda” Henklein se mandou com os pais para Hollywood a fim de gravar um programa infantil na poderosa rede de TV NBC (leia AQUI). Cumprido o compromisso, a família voou de volta para Joinville, mas deu uma paradinha em Bogotá, capital da Colômbia, para gravar outra atração voltada a talentos infantis. Trata-se do Grandes Chicos, exibido pela RCN Televisión. A participação de Duda no programa irá ao ar na semana que vem. Já a atração americana com a presença da minibaterista só será exibida na segunda temporada, em 2017.

Cinema feito no Sul roda por SC

28 de julho de 2016 0

Até-que-a-Sbórnia-nos-Separe
Desta quinta (28) até domingo (31), a Rede Sesc de Cinema 2016 roda por 17 cidades catarinenses. São sete títulos de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná, formando um interessante panorama da produção audiovisual recente desses Estados. A abertura é com o longa de animação gaúcho Até que a Sbórnia nos Separe (imagem), inspirado no clássico espetáculo musical Tangos & Tragédias. O roteiro ficou assim:

Quinta, 28Até que a Sbórnia nos Separe (RS)
Sexta, 29O Segredo da família Urso (SC) e A Fábrica (PR)
Sábado, 30Nham-Nham: a Criatura (SC) e MMM – a Montanha do Meio do Mundo (PR)
Domingo, 31Menina Bonita do Laço de Fita (PR) e Garoto Barba (PR).

O site portal.sesc-sc.com.br traz toda a programação, com datas e horários. Já detalhes sobre os filmes estão AQUI.

Laços de família

27 de julho de 2016 0

CARTAZ VICIO
Há os que conhecem Anderson Dresch pelo viés musical, como produtor, músico (banda Canela Brasil, lembram?) e vice-presidente da Associação dos Músicos de Joinville (Amuj). Em agosto, se saberá de seu lado cineasta, graças ao lançamento do curta-metragem Vício, bancado com recursos do Simdec. Baseado num conto de Aluísio Azevedo, o filme traz Borges de Garuva e Samuel Kühn encenando um momento familiar bélico: o confronto decisivo entre o viúvo fútil que desperdiçou a vida longe de casa e o filho doente, amargurado pela perda da mãe e a ausência do pai. Vício tem três exibições programadas: nos dias 14 e 18, no Sesc, e no dia 16, no Perini Business Park, todas com entrada gratuita. O trailer é esse a seguir.

Jaraguá do futuro

27 de julho de 2016 0

A produtora Escritório de Cinema lançou na segunda-feira (25), dia do aniversário de Jaraguá, o projeto do documentário Jaraguá do Sul 2026, dirigido por Gilmar Moretti, a ser lançado daqui a dez ano, quando a cidade completará 150 anos. O primeiro episódio, disponível no facebook.com/jaraguadosul2026, traz imagens do centenário, traça um panorama da situação atual e questiona a população quanto ao futuro da cidade. A interação e os temas cotidianos povoarão os episódios mensais, sempre postados no perfil da rede social.

Eu e meu violão

27 de julho de 2016 0

NandoReis-940x500
Nando Reis
no centro do palco, sentado, com o violão no colo, cercado apenas por um cenário mínimo e uma meia-luz. À sua frente, o microfone e, logo atrás, a plateia. A que estiver na Scar no próximo domingo (31), às 20 horas, verá assim o músico, em situação não muito comum, especialmente para quem já o viu liderando a incendiária Os Infernais. Mas o momento é de intimismo, e Jaraguá entrou no curso da turnê que divulga o disco No Recreio: Voz e Violão, lançado no final de 2015. Nele, tal qual em cena, Nando Reis se faz acompanhar apenas do instrumento e dos hits da carreira, inclusive da época de Titãs e faixas gravadas por outros artistas. Nesses momentos de comunhão com os fãs, é certo que ele se sinta ainda menos solitário, como garante nesta entrevista exclusiva ao Orelhada. Ah, os ingressos estão no segundo lote e à venda no site da Ticketcenter, na bilheteria do teatro e, em Joinville, na Sussurra Boutique. Membros do Clube do Assinante (sócio e acompanhante) têm 20% de desconto.

Por que um disco/show acústico e solitário a esta altura?
Nando Reis – Não me sinto nada solitário com a companhia do meu violão. É claro que há uma grande diferença de sonoridade nos arranjos e com a presença da banda. Todos são grandes músicos. Mas nesse show apresento um repertório diferente. E as músicas – todas! – nasceram desse jeito, no violão. Com meu violão, o meu mundo fica completo.

O que dá mais trabalho: liderar uma banda ou apresentar-se sozinho no palco?
Nando – São dois trabalhos de natureza totalmente diferente. O trabalho com os músicos é coletivo na hora de fazer os arranjos e das apresentações. Sozinho, meu trabalho fica concentrado na interpretação e na relação com a plateia.

Que critérios você usou para selecionar o repertório do show?
Nando – Fazer um repertório é buscar um equilíbrio. Manter a plateia conectada. Atenção e distensão. Nesse show, toco muitas músicas que raramente aparecem no show com banda. Algumas que foram gravadas por outros artistas e nunca interpretei. Leio dos poemas. Tenho variado bastante o repertório de show a show, mas toco também aquelas que as pessoas costumam cantar junto.

Gravar Diariamente era um desejo antigo ou é um resgate mesmo?
Nando - Os dois. Essa música tem grande significado pra mim. Foi a primeira música minha a ser gravada por um outro intérprete que não os Titãs. Fiz ela pra Marisa.

O que trará o volume 2 do No Recreio?
Nando - Não faço a menor ideia.

Essa experiência intimista pode influenciar seu próximo disco de estúdio?
Nando - O disco já está pronto. Sai em novembro. Tudo tem relação com tudo. Tudo é influência e consequência.

O que você sentiu com a saída do Paulo Miklos dos Titãs e ao ver a banda com apenas três integrantes originais?
Nando – Xxxx

O que você pode falar sobre o Levee Walkers (grupo que junta Nando a Duff McKagan, do Guns N’ Roses; Mike McCready, do Pearl Jam; e Barrett Martin, ex-Screaming Trees)?
Nando - Que são três artistas magistrais e que fiquei muito feliz com o convite para participar desse projeto. Estou fazendo letra e melodia para duas músicas, em português.

"É Cedo" - Mario Ghanna

26 de julho de 2016 0

O single É Cedo acaba de render o primeiro clipe do cantor e compositor de Joinville Mario Ghanna. O suinge contido e romântico da faixa – retirada do disco Lírios, de 2015 – é ilustrado por cenas que mostram o músico em boa companhia na balada e outras em situação mais, digamos, íntima. Depois desse, Ghanna já tem engatilhando um segundo vídeo, de Get High, a ser gravado nos próximos dias.