Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "cidadela"

Hora de ocupar a Cidadela Antarctica com cultura

06 de novembro de 2015 0

00b1ddb5

Não foi um anúncio oficial, mas, em meio ao público que prestigiava a abertura da exposição Selva Ltda., de Marc Engler, no Anexo 1 do Museu de Arte de Joinville, o presidente da Fundação Cultural e vice-prefeito de Joinville, Rodrigo Coelho, decidiu contar que os planos de transferir a administração da Fundação Cultural para a Cidadela Cultural Antarctica estão bem próximos de acontecer: segundo ele, até o fim de 2015.

Esta mudança (que está no plano de governo) seria o primeiro passo para o movimento de transformar o local — que, por enquanto, abriga apenas os anexos do Museu de Arte, o Galpão da Ajote e o Galpão da Aaplaj — em um centro exclusivamente cultural.

No momento, o prédio principal da antiga cervejaria é sede dos Serviços de Proteção Civil e Segurança Pública (Seprot) e Departamento Municipal de Trânsito (Detrans). Eis a questão: estes ainda não têm um novo endereço definido. A declaração oficial desta mudança, segundo a Secretaria de Comunicação, virá dentro de 10 ou 15 dias, já com os estudos de como ocorrerá a transferência.

Quando a arte encontra o ativismo

06 de novembro de 2014 0

Tem coletivo artístico novo e a fim de balançar as estruturas conservadoras de Joinville. Surgido no começo de outubro, inflamado pelo discurso odioso de Levy Fidelix, o Coletivo Mata apresentou suas armas no Ocupa Cidadela: lambe-lambes provocativos que procuram dialogar com o meio sobre causas de minorias, raça, credo e gênero, sem medo de “causar”. Claro que com essa postura e os dilemas sociais expostos, muitos adesivos acabaram sumindo do cenário urbano. Não há de ser nada, pois em fase de fundamentação de ideias, busca de repertório e estudo de contextos históricos, os seis integrantes – que preferem permanecer anônimos – prometem intervenções ainda mais polêmicas, por meio de happenings, lambes e estêncil. Aguardem e verão.
divulgação

Cidadela Cultural recebe doc raro sobre o "Sgt. Pepper's"

31 de outubro de 2014 0

divulgaçãoComo um desdobramento do Ocupa Cidadela, o galpão da Aaplaj receberá neste sábado (1º), às 17h30, uma sessão gratuita do raríssimo documentário It Was Twenty Years Ago Today, que toma o álbum Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, dos Beatles, como ponto de partida para mostrar a influência que o rock e os movimentos sociais exerceram entre si na década de 60. Produzido pela britânica TV Granada, o doc é de 1987, quando o disco completou 20 anos. Fiquem para o bate-papo que rolará na sequência. E com pequenas ações como essa, o pulso da Cidadela ainda pulsa.

Ocupação tamanho gigante

21 de outubro de 2014 0

luiza martin
- Foi lindo ver que às seis da manhã de domingo (19) tinha uma galera empolgadaça no gramado da Cidadela, o paredão da torre de resfriamento recebendo os últimos retoques no grafite.
Palavras do performer e ativista cultural Eduardo Baumann a respeito do mural gigante produzido por Paulo (Pincel) Agostini e Igor Mendes (Gôri), o sinal mais visível da passagem do Ocupa Cidadela pelo complexo no fim de semana. Quem se aventurou pelo interior dele, porém, viu uma massa alegre, colaborativa e à vontade por estar “em casa” – o que deveria ser comum, mas foi um momento único para a arte joinvilense demarcar território. Especialmente entre a noite de sábado e as primeiras horas de domingo, os espaços ainda não interditados socaram de gente atrás da produção local, mandando recado para todos ligados a ela de alguma forma (artistas, produtores, mídia, gestores públicos, apoiadores): “Existimos, fazemos e consumimos, e queremos o que é nosso!”.
A arte, meus amigos, independe de paredes, tetos e portões, mas quando há um endereço fixo, o encontro é tanto providencial quanto uma feliz coincidência.

Visão além do alcance

21 de novembro de 2013 0

Não consigo deixar de pensar que há dois olhos cravados no muro da Cidadela Cultural tentando hipnotizar motoristas que chegam pela rua Jaraguá. Um perigo. Mas isso é só mais uma ilusão criada pelas linhas infinitas e formas geométricas a serem decifradas em Olhar Pulsante, trabalho de Anderson Alberton que substitui, desde a última semana, as grafitagens de Alex Hornest naquele espaço expositório joinvilense. Lá, ele fica até o ano que vem, e espero que neste tempo ninguém se sinta tentado a conferi-lo de perto enquanto estiver ao volante.

Rodrigo Phillips

Não será para a cultura

07 de outubro de 2013 0

diorgenes pandini
Há alguns dias, a Anacã e outras pessoas ligadas à cultura de Joinville foram para a rua reforçar o pedido para que o antigo prédio da Prefeitura seja destinado ao setor. Existe referência quanto a essa ação no Plano Municipal de Cultura, inclusive. Mas devo avisar, amigos, que não será desta vez. O gerente executiva da Fundação Cultural, Joel Gehlen, diz que a gestão fez esforços para atender o desejo, mas que a estrutura na rua Max Colin será mesmo ocupado pela Secretaria de Segurança e o Ittran, o que deve acontecer até o final do ano. A imediata ida dos dois órgãos para lá se deve, também, à necessidade de usar um prédio vazio há quase duas décadas e, assim, honrar o dinheiro público investido para comprá-lo.
- Isso não impede que, num segundo momento, aquele espaço volte a ter uma utilização cultural, que é a sua vocação natural – diz Gehlen.
Ok, manter tal estrutura é mesmo custoso. Seria preciso avaliar de onde sairiam os recursos para isso e se a Fundação Cultural tem orçamento adequado. Diante disso, mais razoável seria voltar as baterias para a Cidadela Cultural, espaço bem mais propenso (e agradável) a receber as várias manifestações artísticas da cidade. Porém, sua completa ocupação vive empacada. E agora que vagarão diversas salas ali, devido à prometida mudança do Ittran para a antiga Prefeitura? Não seria a hora de uma nova injeção de ânimo na Cidadela?