Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de agosto 2008

Robinho, um mal para o futebol brasileiro

31 de agosto de 2008 8

Neste fim de semana, o atacante Robinho convocou jornalistas para falar que estava descontente com o Real Madrid e queria deixar o clube espanhol.

Anda fazendo beicinho para forçar a ida ao Chelsea. Primeiro, recusou-se a entrar em uma negociação entre os merengues e o Manchester United no qual seria contra-peso para a transferência de Cristiano Ronaldo. Tava de bom tamanho para ele, afinal, o ex-menino da Vila, hoje, vale um joelho do português.

Depois, assim como fez no Santos, fez questão de se tornar um problema, dedicar-se pouco aos treinos e dar declarações públicas de insatisfação. Torcida alguma gosta de ver em campo alguém que não está disposto a dar sangue pelo clube. Mal fisicamente, não tinha condições de brigar por uma vaga entre os 11. Julio Baptista chegou a formar dupla de ataque com Raul.

Na reserva, Robinho exigiu do Real uma revisão do contrato pedindo reajuste de salário para 3 milhões de euros anuais (R$ 8,4 milhões). Mais uma mostra de que Robinho não sabe o quanto vale. Há, ainda, quem se engane com ele. Dunga talvez o convoque para puxar o pagodinho junto com Ronaldinho Gaúcho, já que não parece haver outras razões para ambos serem chamados.

Atitudes como as de Robinho é que fazem os brasileiros valerem menos que os argentinos quando o assunto é transferência internacional. São um câncer. Assim como o “profissional” do título deste post, uma centena de outros ajudaram a desvalorizar o produto tupiniquim na Europa. Um clube europeu usa a mesma lógica de você, impedido, na hora de escolher entre um mesmo produto com nota fiscal e um de camelô: o primeiro custa mais pela segurança.

Postado por Cioatto

Considerações sobre a Série A

31 de agosto de 2008 0

A rodada teve apenas dois vencedores que valem um post: Palmeiras e Grêmio, o primeiro mais que o segundo. Fácil explicar. Os gaúchos fizeram o dever de casa ao bater o Vasco no Olímpico e mantiveram cinco pontos de vantagem sobre o segundo colocado. Além disso, ampliaram para dez pontos a vantagem sobre o São Paulo, o quinto colocado e primeiro fora da zona da Libertadores.

Mas quem pode comemorar é o Verdão. Venceu pela primeira vez na Arena da Baixada e não deixou o líder escapar. Melhor: na próxima rodada pega o descompromissado Sport no Palestra Itália, enquanto o Grêmio vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Fluminense (as três derrotas gremistas na competição foram em território carioca).

Postado por Cioatto

Martini, Ubirajara, o Avaí e o vento

29 de agosto de 2008 0

Ubiraja, o goleiro fazedor de gols que veio do Flamengo, em foto do time de 74 do Avaí. O cabeludo sentado na bola, para quem não reconheceu, é o Zenon/Arquivo James Tavares

Contra o Paraná, há uma semana, o goleiro do Avaí Eduardo Martini deu um balão para a frente. Com a ajuda do Vento Sul e do goleiro estreante Mauro, abriu caminho para mais uma vitória azurra.

O feito foi raro, mas não inédito.

Ubirajara da Silva Alcântara, que defendeu o Avaí nos anos 70, também fez o dele pelo Flamengo. Na vitória por 2 a 0 sobre o Madureira, em 12/9/1970, deu um chutão. Buscava o atacante Nei. A bola picou na entrada da área adversária e encobriu o goleiro Paulo Roberto.

A partida foi no Estádio Luso Brasileiro, da Portuguesa, da Ilha do Governador, conhecido como Estádio dos Ventos Uivantes.

Lá como cá, Martini e Ubirajara tiveram um sopro de ajuda.

 

PS.: a foto é do arquivo do impedido fotógrafo James Tavares, conhecido como Jacaré.

Postado por Cioatto

O Criciúma está sem cacife

28 de agosto de 2008 1

O Tigre não consegue bancar nem Roberval Davino, que dirige a potência chamada Mirassol

O Tigre acha que os métodos de trabalho de Zetti e de Alexandre Gallo não combinam com o clube. Ótimo, trata-se de uma convicção assim como aquela do Grêmio que achava Vagner Mancini muito tranqüilo. Mas o assustador até agora é a nota abaixo, apurada pelo Cristiano Dalcin, de Criciúma:

No final da reunião, o nome mais forte era o do técnico Roberval Davino, com passagens por clubes do interior paulista, de Goiás, Alagoas, Rio Grande do Sul e Figueirense, em 2002. Mas Davino foi descartado porque está empregado no Mirassol, onde ganha salário superior à oferta do Criciúma.”

Ora, se o Criciúma não está com cacife para bancar Roberval Davino, em quem o Tigre poderia apostar? Sei lá, se eles derem uma ligada para mim, com todo o meu conhecimento de fantasy games e de play station, acho que dou conta do recado. 

Postado por Cioatto

Vida fácil para os grandes

28 de agosto de 2008 0

Terry (Z), Cristiano Ronaldo (A), Lampard (M) e Cech (G), os melhores da última temporada. Aqui, 3 a 1 para o Chelsea contra o Manchester. Na decisão, os Diabos Vermelhos foram melhores nos pênaltis/Claude Paris, AP

Afora uma surpresa tipo Fenerbahçe na temporada passada, os grandes do futebol europeu não devem ter trabalho para passar para o mata-mata da Champions League. O sorteio dos grupos foi há pouco, em Mônaco, e os últimos finalistas, Manchester, de Alex Ferguson, e Chelsea, de Felipão, estão com a vaga bem encaminhada.

Os Diabos Vermelhos vão precisar de um pouco de cuidado com o Vilarreal quando jogarem na Espanha, e mais nada. Celtic e Aalborg não fazem cócegas. Os Blues precisam ficar de olho no Roma, em Roma, porque no Stanford Bridge não há como tropeçar. ~Tremer para Bourdeux e o inexpressivo romeno Cluj não é coisa de time do Felipão. Internazionale, Barcelona, Liverpool, Bayern, Arsenal, Real Madrid e Juventus estão na próxima fase de olhos fechados. A competição começa dia 16 de setembro e a final será 27 de maio, no Estádio Olímpico de Roma. Talvez aí uma motivação extra para o Doni, o Taddei e o Julio Baptista.

Grupo A
Chelsea (ING)
Roma (ITÁ)
Bordeaux (FRA)
CFR 1907 Cluj (ROM)


Grupo B
Internazionale (ITÁ)
Werder Bremen (ALE)
Panathinaikos (GRÉ)
Anorthosis (CHP)

Grupo C
Barcelona (ESP)
Sporting (POR)
Basel (SUÍ)
Shakhtar Donetsk (UCR)

Grupo D
Liverpool (ING)
PSV (HOL)
Olympique (FRA)
Atlético de Madri (ESP)

Grupo E
Manchester United (ING)
Villarreal (ESP)
Celtic (ESC)
Aalborg (DIN)

Grupo F
Lyon (FRA)
Bayern (ALE)
Steaua Bucareste (ROM)
Fiorentina (ITÁ)

Grupo G
Arsenal (ING)
Porto (POR)
Fenerbahçe (TUR)
Dynamo Kiev (UCR)

Grupo H
Real Madrid (ESP)
Juventus (ITÁ)
Zenit (RÚS)
Borisov (BLR)

Postado por Cioatto

O São Paulo está livre

28 de agosto de 2008 0

Rogério Ceni, já resignado por estar perdendo nos pênaltis, tenta desconcentrar Fernando. Não deu certo/Gaspar Nóbrega, Vipcomm

Ao perder nos pênaltis para o Atlético/PR, o São Paulo conseguiu o resultado que queria. Pode parecer contrasenso, mas a Sul-america, essa sobra da Libertadortes que os clubes enaltecem quando se classificam e desdenham quando estão nela, só atrapalha os ponteiros do Brasileiro. O tricolor paulista, agora, está livre para se fixar entre os quatro primeiros da Série A.

Fosse mais importante, o São Paulo não colocaria os juniores em campo. Fosse mais importante, o Grêmio não teria usado os reservas na primeira partida – hoje põe os titulares por uma causa maior, o próprio Grenal. Fosse ela mais importante, o Vasco e o Palmeiras não escalariam os segundos times.

Para a Sul-americana ter interesse deveria valer alguma coisa, tipo uma vaga para a Libertadores do ano seguinte, sei lá. Do jeito que está, ela só vai ter sentido para times em crise, casos do Atlético/PR e do Inter, ou para clubes pequenos que, eventualmente, podem gargantear que estão em uma competição internacional.

PS.: Para se ter uma idéia da importância da Sul-americana, ontem, no Morumbi, havia 3.252 pagantes. Haja motivação para jogar.

Postado por Cioatto

Função de zagueiro é dar porrada

27 de agosto de 2008 4

Moisés, esse batia pra valer

Ontem morreu o ex-zagueiro Moisés, titular da zaga do Corinthians que em 1977 quebrou o jejum de 20 anos com aquele gol chorado do Basílio em cima da Ponte Preta do Dicá. Ontem morreu o ex-técnico Moisés, vice-campeão brasileiro de 1985 naquela final bizonha entre Coritiba e Bangu.

Mas o que se precisa levar de Moisés é o seu principal ensinamento: “Zagueiro que se preza não ganha o Belfort Duarte”.

OS.: O troféu Belfort Duarte foi criado em 1946 e era dado, inicialmente, ao jogador que passasse dez anos sem receber punições, tendo atuado no mínimo 200 vezes. Recentemente, a TV Globo reeditou o troféu com uma variação. No fim de cada ano será premiado o jogador mais disciplinado do Campeonato Brasileiro. Vale lembrar que, quando foi criado o Belfot Duarte, não existiam cartões e os jogadores só eram expulsos depois de cometer uma barbaridade sem tamanho.

A lista de quem não jogaria no time de Moisés

01. Adão Chaves/1966/Estrela(RS)
02. Alayne Pereira da Silva/1955/Bangu
03. Alberto Ferreira Leite/1970/Portuguesa Santista
04. Alcidesio Antonio Souza Lima/1969/Náutico
05. Alex Kamianecky/1977/América
06. Algisto Lorenzato [Batatais]/1948/Fluminense
07. Alírio da Silva Bahia/Vitória
08. Altino Nascimento/1966/Gaúcho(RS)
09. Amaury de Castro/Cruzeiro
10. Amilton João Benato/1967/Guaíra (PR)
11. Antonio Itarling Alves/1955/América (MG)
12. Antonio [Toninho] Almeida/Cruzeiro
13. Antonio Mota Espezim/1948/Coritifa
14. Angelino Reinaldo Brum/1969/Nacional (RS)
15. Apel Adelino do Nascimento/1955/Madureira
16. Aroldo Fedato/1951 /Coritiba
17. Áureo Agostinho Arruda Maliverni/1969/Grêmio
18. Benedito Leopoldo da Silva/1968/São Paulo
19. Carlos José de Castilho/1955/Fluminense
20. Décio Quaresma/1955/Bonsucesso
21. Edmir Lourenço Campos/1955/Canto Rio (RJ)
22. Edson Caíres de Souza/1955/Fluminense
23. Edvaldo Izidio Netto/1955/Vasco
24. Elias Ferreira Sobrinho [Nei]/Palmeiras
25. Elton Fersterseifer/1970/Internacional
26. Emerson Alves de Andrade/1969/Ferroviário (PR)
27. Evaristo Macedo Filho/1955/Flamengo
28. Everaldo Marques da Silva/1972/Grêmio
29. Felix Mielli Venerando/1970/Fluminense
30. Fernando Domingos de Souza/1955/Bangu
31. Franz August Heljreich/1971/São Cristóvão
32. Gentil Alves de Castro/1969/Nacional (RS)
33. Geraldo Antonio de Lima/1955/Bahia
34. Gilber Pereira de Oliveira/1967/Bonsucesso
35. Gilmar dos Santos Neves/1966/Santos
36. Hélcio Joviniano Barbosa/1955/Botafogo
37. Helio de Araújo/1955/Portuguesa (RJ)
38. Helmiton Cardoso de Freitas/1966/Sport
39. Hercílio/Treze
40. Humberto de Campos Carvalho/1970/Rio Branco (RJ)
41. Ildefonso Debur/1967/União Bigorrilho (PR)
42. Izaias Luiz/1955/Bonsucesso
43. Jackson Nascimento/1950/Atlético (PR)
44. Jayme de Almeida/1949/Flamengo
45. João Carlos Pires/1970/Sport
46. Joel/Vitória
47. Jophe de Souza/1955/Flamengo
48. Jorge Farah Ibrahim/1969/Madureira
49. José Abílio Machado/1955/Atlético (PR)
50. José Carlos Belzarena/1967/Guarany (PR)
51. José Centeno de Oliveira/1967/Sá Viana (RS)
52. José Macia [Pepe]/1967/Santos
53. Jose Mendonça dos Santos/1955/Flamengo
54. Lauro Edimo Steigleder/1955/Floriano (RS)
55. Luiz Carlos Nunes da Silva/1965/Flamengo
56. Luiz Zittermann Torres/1971/Grêmio
57. Marinho/Treze
58.Mario Ferreira/1972/União (PR)
59. Menasche Federbush/1955/Israelita (RS)
60. Nelson Wojhan/1969/Glória (RS)
61. Nésio Correa Filho/1955/Cruzeiro (RJ)
62. Newton Xavier Santos/1955/Bangu
64. Norberto Nascimento Lima/1972/Tamoio (RS)
65. Orlando Alves Ferreira/1973/Portuguesa
66. Orlando Schilipake/1955/Belmonte (PR)
67. Paulo Inácio Heineck/1967/Lajeadense (RS)
68. Pedro Wntkynicz/1967/Guaíra (PR)
69. Puskas/1972/Internacional (SC)
70. Ruivo/Treze
71. Sebatião Pinto/1970/Oriente (RJ)
72. Silvio Tasso Lassalvia/1972/Santa Cruz
73. Simão Teles Bacelar [Sima]
74. Sylvio Torres/1955/Diana (RJ)
75. Tadeu José da Costa Lima/CSA/CRB
76. Telê Santana da Silva/Fluminense
77. Thomaz Mark/1955/Bonsucesso
78. Valmir de Freitas/1972/Portuguesa Santista
79. Valter Gonzáles Fernandes/1972/Alumínio (SP)
80. Waldir Pereira [Didi]/1955/Fluminense
PS.: O ano é referente ao da premiação e o time é aquele que o atleta defendia quando recebeu o Belfort Duarte.

Postado por Cioatto

Túlio faria diferença no Tigre

27 de agosto de 2008 0

Túlio, 19 gols pelo Vola Nova na Série B, já fez mais que o time inteiro do Criciúma

Há pouco, diante de seu torcedor, o Criciúma perdeu a quinta partida consecutiva. Dessa vez para o Juventude, que também vinha em crise, com meia dúzia de titulares e de treinador novo. O Tigre jogou pouco e não assustou. Segue entre os quatro que estariam rebaixados para o ex-limbo da Série C (limbo, mesmo, agora é a Série D). Assim, corre o risco de superar o Paraná, que ontem quebrou uma seqüência de sete derrotas.

Para os impedidos terem uma idéia, Túlio, só ele, fez mais gols que o time inteiro do Criciúma. Ele segue impossível. Essa figura do futebol brasileiro vale ingresso, ainda. Ontem, marcou mais um na vitória do Vila Nova sobre o Ceará em Fortaleza e chegou a 19 gols – O Tigre tem 18. É o artilheiro das séries A e B, quatro gols a mais que os badalados Kleber Pereira (Santos) e Alex Mineiro (Palmeiras).

Já o Avaí mostrou que está no caminho certo para ficar com uma das vagas do acesso. Esqueçam o Corinthians. Como escrevi há uns dois meses, a Série B é uma competição com quatro campeões. Dá para o Leão já fazer uma reserva no orçamento para confeccionar as faixas.

Postado por Cioatto

Figueira tem a 2ª pior campanha em casa

26 de agosto de 2008 1

A tabela está enganando e os resultados dos outros ajudando o Figueirense. Tá que todo mundo já se esgoelou de dizer que a tal “luz de alerta” está acesa no Alvinegro/Tricolor. Mas vejam só o que dizem alguns números:

 O time do Scarpelli tem a segunda pior campanha em casa da série A. Só é melhor que o Santos, que está na zona de rebaixamento.

No Scarpelli, o time do Estreito ganhou só cinco de onze jogos. Foram três empates e três derrotas (contra Grêmio, Botafogo e Vitória). 

Tradudindo: de 33 pontos possíveis, conquistou só 18 pontos – pouco mais da metade. É muito pouco, mesmo para um time que quer ficar na série A.

Comparando: O Santos fez 16 pontos em casa.

 

Fora, é o 8º

O que Salva o Figueira é a sua campanha razoável fora de casa. O time é o oitavo no geral. Foram 2 vitórias, 4 empates e 5 derrotas: E olha que são só dez pontos conquistados, em 33 disputados.

As duas vitórias fora foram justamente contra Ipatinga e Náutico, times mais fracos.

 

Pressão da torcida?

Ouço alguns alvinegros falarem e às vezes concordo: às vezes a torcida alvinegra mais cobra do que torce. Bom, esse argumento cairia por terra se a campanha de 2006 fosse repetida. Naquele ano, o aproveitamento beirou os 70% em casa e o Figueira de Cícero, Soares e Schwenk foi bem demais.

Os bons exemplos

Lá em cima, o melhor em casa é o Palmeiras: 10 vitórias e um empate só – justamente contra o Figueira, que fez bela partida naquele 1 a 1. A campanha do vice-líder em casa: 31 pontos em 33 disputados. Incrível!

Fora de casa, o líder Grêmio tem a melhor campanha. São cinco vitórias, três empates e só três derrotas em onze jogos. O time fez 22 gols longe do Olímpico e tomou só 11. Nessa conta entre aquele balaio de 7 a 1, que jogou a média lá para cima.

Pra falar a verdade, mesmo que bons resultados tenham aparecido depois disso, (vitória sobre o Náutico, empate sobre o Palmeiras, ambos fora), dá para concluir que o taquaraço sofrido no Scarpelli ainda deixa o time nervoso.

 

Postado por Stüpp

Música do Roberto Carlos é meia verdade

25 de agosto de 2008 0

Leandro Machado, pela segunda vez no Tigre em 2008

No último fim de semana, quatro times das séries A e B do Brasileirão trocaram de treinador. Isso já não é mais novidade depois de 48 mudanças na temporada. Não lembro campeonato que tenha havido tantas mudanças. Apenas oito times da Primeira Divisão e seis da Segunda seguem com o mesmo comandante. Isso que nem incluí a Série C, que só na segunda rodada teve sete demissões de técnicos.

O curioso, porém, é a ligação de alguns treinadores com clubes que dirigiram recentemente. Há três casos curiosos na Série B. O Criciúma começou a temporada com o Leandro Machado, que seguiu para o Náutico. Depois dele vieram Gelson da Silva e Édson Gaúcho, demitido ontem. E olha quem está de volta? Leandro Machado, o vice-campeão catarinense que não resistiu aos maus resultados no Náutico.

Trajetória semelhante fez Heriberto da Cunha. Começou o ano no Fortaleza, foi demitido por maus resultados e, vejam vocês, este fim de semana voltou ao time da camisa de Kri depois de os cearenses terem testado Barbieri e Jorge Veras. No Juventude, o Zetti dançou e, embora o Ivo Wortmann não tenha iniciado o campeonato no clube, voltou pela terceira vez ao Alfredo Jaconi.

Todos gostariam que a letra de “O Portão”, interpretada por Roberto Carlos, fosse cumprida na íntegra. Mas o “eu voltei, agora pra ficar” só tem meia verdade no mundo da casamata.Para os impedidos conferirem, abaixo a lista das mudanças de treinadores na temporada.

Série A
Figueirense: Alexandre Gallo/Guilherme Macuglia/PC Gusmão
Atlético/MG: Geninho/Alexandre Gallo/Marcelo Oliveira
Atlético/PR: Ney Franco/Roberto Fernandes/Mário Sérgio
Náutico: Roberto Fernandes/Leandro Machado/Pintado/Roberto Fernandes
Santos: Leão/Cuca/Márcio Fernandes
Botafogo: Cuca/Geninho/Ney Franco
Inter: Abel Braga/Tite
Goiás: Vadão/Hélio dos Anjos
Ipatinga: Giba/Ricardo Drubscky/Márcio Bittencourt
Portuguesa: Wagner Benazzi/Valdyr Espinosa/Estevan Soares
Vasco: Antônio Lopes/Tita
Fluminense: Renato Gaúcho/Cuca

21 trocas

Série B
Santo André: Fahel Junior/Sérgio Soares
América/RN: Luis Carlos Ferreira/Carlos Moura/Ruy Scarpino (aux. Cacau)
Criciúma: Leandro Machado/Gelson da Silva/Edson Gaúcho/Leandro Machado
Marília: Ruy Scarpino/Jorge Raulli
Gama: Ademir Fonseca/Roberto Cavalo/Flávio Barros
Brasiliense: Gelson Andreotti/Alfinete/Vitor Hugo/Reinaldo Gueldini
Bahia: Paulo Comelli/Arthurzinho/Roberto Cavallo
Paraná: Bonamigo/Rogério Perrô/Paulo COmelli
Ponte Preta: Sérgio Guedes/Bonamigo
Fortaleza: Heriberto da Cunha/Barbieri/Jorge Veras/Heriberto da Cunha
CRB: Roberval Davino/João Carlos Costa/Maurício Simões/Jean Carlos
Barueri: Émerson Ávila/Heriberto da Cunha/Márcio Araújo
São Caetano: Pintado/Guilherme Macuglia
Juventude: Zetti/Ivo Wortmann

27 trocas

Postado por Cioatto