Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de dezembro 2009

Riscos para o Chelsea em janeiro

29 de dezembro de 2009 2


Drogba marcou 14 vezes e deu passe para oito gols em 18 jogos no Campeonato Inglês. Ontem, comemorou o gol dele contra o Fulham. Foto: Alastair Grant, AP

Não é porque o futebol brasileiro está parado que esse blog tem de ser entregue às moscas.

Ao contrário. Essa época é boa para atualizar os impedidos do que acontece no mundo.

E o que vai rolar no mundo a partir do dia 10 de janeiro, em Angola, é a Copa Africana de Nações. Para desespero do Chelsea, clube de magnata russo que já teve Felipão como treinador e que agora está sendo dirigido por Carlo Ancelotti.

Esse técnico italiano vai ter o maior trabalho do mundo em janeiro.

Isso porque a diferença de cinco pontos para o Manchester United (que pode ser de apenas dois no fim da tarde desta quarta-feira) e de sete para o Arsenal (que pode ser de um a hora que as equipes igualarem o número de jogos no dia 6) não resistirá. Nada contra os Blues, até o contrário (costumo usar uma réplica da camisa do Chelsea de 1915, golas brancas desproporcionais e que nunca ficam em pé).

Em janeiro os Blues ficarão sem duas das principais estrelas. O “motor” Essien defenderá Gana, e Drogba, Costa do Marfim. O volante Mikel (Nigéria) e o meia-atacante Kalou (Costa do Marfim), num grau menor, também vão fazer falta. Dependendo do desempenho dessas seleções, o desfalque é de até quatro rodadas.

Enquanto o time de Stamford Bridge sofre com as convocações, Arsenal e Manchester United, só para ficar nos mais próximos, não cedem ninguém para as seleções africanas. Chance melhor de passar o atual líder eles não terão.

Os convocados
Chelsea
Essien (Gana), Drogba (Costa do Marfim), Mikel (Nigéria) e Kalou (Costa do Marfim)
Everton
Yakubu (Nigéria)
Hull City
Olofinjana (Nigéria), Ghilas (Argélia), Cousin (Gabão)
Manchester City
Toure (Costa do Marfim) e Adebayor (Togo)
Sunderland
Mensah (Gana)
Tottenham
Assou-Ekkoto (Gana)

Postado por Cioatto

Fabregas será o melhor do mundo em 2010

27 de dezembro de 2009 1


Fàbregas (4) marca na saída do goleiro Friedel. Foto: Tom Hevezi, AP

Em dezembro do ano que vem, a Fifa vai entregar ao espanhol Francesc Fàbregas o prêmio de melhor jogador do mundo.

Podem cobrar isso de mim.

Fàbregas é o talentoso meia-armador do Arsenal. É tão importante para o clube que, mesmo com uma lesão nos ligamentos do tornozelo esquerdo, aceita desafios. Como fez há pouco, no encardido jogo dos Gunners contra o Aston Villa: entrou no 0 a 0 aos 13 do segundo tempo, fez o time funcionar, marcou dois gols e foi substituído depois de 27 minutos em campo, com o agravamento da lesão.

Fàbregas não é titular da seleção da Espanha. Mas até a Copa , o técnico Vicente Del Bosque terá de quebrar a cabeça para montar um esquema que tenha o garoto, que é fã do técnico do Barça, Josep Guardiola (usa a camisa 4 em homenagem ao ídolo).

Se a Espanha confirmar o futebol que a fez chegar ao topo do ranking da Fifa (em copas a Fúria costuma mesmo é decepcionar), as coisas ficarão mais fáceis para Cesc. Se isso não ocorrer, ele conta com o talento e a sorte do Arsenal nos sorteios da Liga dos Campeões.


Friedel não teve chances na cobrança de falta feita por Fàbregas. Foto: Tom Hevezi, AP

ps.: não fosse a Premier League, teria de me contentar com futsal e futebol de areia. Ô época triste. 

Postado por Cioatto

Natal comemorado com futebol

25 de dezembro de 2009 3

A vontade que tenho de morar na Inglaterra, o verdadeiro país do futebol, é grande. Principalmente nessa época do ano. Enquanto por aqui tudo para por causa das festas de Natal e Fim de Ano, os ingleses celebram a data com futebol.

Neste sábado há oito partidas no tradicional Boxing Day, um dia reservado para a troca de presentes e que o futebol soube aproveitar bem. No domingo, mais dois com três dos quatro primeiros da tabela em campo: Arsenal, Aston Villa e Manchester United.

É torcer para que a neve, que ajuda no imaginário infantil do Papai Noel, não caia em excesso e cancele partidas. Quem curte uma boa partida de futebol, agradece.

ps: e na segunda-feira há mais sete partida, e na terça mais duas e outras duas na quarta-feira. Que maravilha!


Denilson, volante brasileiro do Arsenal, vai estar em campo domingo, contra o Aston Villa, no fim de semana do Boxing Day. Foto: Sean Dempsey (AP)

Postado por Cioatto

Sacanearam o Grafite

22 de dezembro de 2009 13

Tentei digerir de ontem até agora a escolha do gol mais bonito do ano pela Fifa. E não conseguiu. Tá, o gol do Cristiano Ronaldo é uma beleza, mas não passa de um chutão de fora da área daqueles que até o Naldo consegue acertar. Na escolha acho que pesou o fato de ter sido o Cronaldo (sic).

De madrugada, revi a escolha do gol nas reprises dos telejornais. Continuei sem entender. Achei que poderia ser o calor acima do normal que estava me deixando inconformado com a escolha. Peguei no sono lá pelas 5 horas e, quando acordei, continuei com a mesma sensação: sacanearam o grafite.

Vejam os dois gols, impedidos, e digam qual é o mais bonito.

C. Ronaldo pelo Manchester United contra o Porto.

Grafite pelo Wolfsburg contra o Bayern.

Postado por Cioatto

Xixi em campo, uma moda que tá pegando

21 de dezembro de 2009 0

Há pouco mais de duas semanas, o goleiro alemão Jens Lehmann, do Sttutgart, deu uma corridinha atrás das placas de publicidade para fazr um xixi. voltou correndo quando os romenos do Unirea pegaram a bola e vieram rapidamente em contra-ataque.

Agora foi a vez de Paul Gothard, do Auckland City, que se ajoelhou e aliviou a bexiga. Vejam:

A primeira referência que tenho na memória sobre isso foi Ronaldo, nas Olimpíadas de 1996, em Atlanta.

Mas não é só jogador que tem vontade durante a partida. Este ano, no Catar, o árbitro Massimo Bussaca parou o jogo entre Al Gharafa e Al Khor para regar o gramado:

Postado por Cioatto

Espanha vale mais que o Brasil

21 de dezembro de 2009 1

O “Futebol Finance” fez levantamento de quanto vale cada uma das 32 seleções classificadas para a Copa do Mundo da África do Sul. O valor é o resultado de uma intensa pesquisa que levou em consideração os 25 principais atletas de cada seleção e que ouviu agentes de jogadores, gerentes dos principais clubes do mundo e uma assessoria econômica sobre direitos de imagem.

A Espanha lidera o ranking, com o Brasil em segundo. Mas são os comandados de Dunga que terão mais trabalho durante a Copa. O grupo G, que tem Brasil, Coreia do Norte, Portugal e Costa do Marfim é o de valor mais alto, logo com mais equilíbrio entre as seleções, ainda mais se for levado em conta sobre a Coreia do Norte. Por esse critério, Holanda e Itália foram as seleções de ponta que se deram melhor no sorteio. Vejam, impedidos:

Por seleção (valores em milhões de euros):
1.    Espanha           565
2.    Brasil            515
3.    França            450
4.    Inglaterra        440
5.    Itália            400
6.    Argentina         390
7.    Portugal          340
8.    Alemanha          305
9.    Holanda           280
10.   Sérvia            185
11.   Costa do Marfim   180
12.   Uruguai           145
13.   Camarões          140
14.   Nigéria           115
      Gana              115
      Suíça             115
17.   Grécia            100
18.   México             95
19.   Paraguai           90
20.   Dinamarca          85
      Chile              85
22.   Japão              70
      Eslováquia         70
24.   EUA                55
      Argélia            55
26.   Coreia do Sul      50
27.   Eslovênia          45
      Honduras           45
29.   Austrália          40
30.   África do Sul      35
31.   Nova Zelândia      15
      Coreia do Norte    15

Por grupo (em milhões de euros):
A:   725 (
África do Sul, México, Uruguai e França)
B:   655 (A
rgentina, Nigéria, Coreia do Sul e Grécia)
C:  
595 (Inglaterra, EUA, Argélia e Eslovênia)
D:   645 (
Alemanha, Austrália, Sérvia e Gana)
E:   575 (
Holanda, Dinamarca, Japão e Camarões)
F:   575 (
Itália, Paraguai, Nova Zelândia e Eslováquia)
G: 1.050 (
Brasil, Cor. do Norte, C. do Marfim e Portugal)
H:   810 (
Espanha, Suíça, Honduras e Chile)

Postado por Cioatto

Times reservas, exemplo inglês

21 de dezembro de 2009 0


Sérvio Milijas (D) marca para o Wolves na vitória sobre o Burnley. Foto: Simon Dawnson, AP

O registro aqui é para ficar bem claro que a administração de um clube cabe apenas a ele e a mais ninguém.

No fim do Brasileirão, houve todo aquele celeuma sobre se o Grêmio entregaria o jogo ao Flamengo para evitar que o maior rival, o Inter, tivesse chances de ser campeão.

Muita gente até ensaiou um discurso contra a fórmula de disputa da competição, como se não pudesse haver escalações reservas para times ficarem entre os classificados para a segunda fase, como se houvesse diferença entre escalar reservas na segunda, na décima ou na 38ª rodada.

Enfim. Isso foi só a lembrança.

Enquanto aqui ainda se discute essas coisas, na Inglaterra, o verdadeiro “país do futebol”, onde se joga bola de maneira organizada desde, vá lá, 1871, o nosso querido Wolverhampton, um desses times que ficam pulando de divisão e que almejam, quando estão na elite, apenas permanecer lá, tomou uma sábia decisão.

Na rodada anterior, poupou todos os titulares na partida contra o Manchester United, em Old Trafford. E fez isso por uma razão simples, segundo o treinador irlandês Mick McCarthy. Para ele, as chances de bater os Red Devils eram perto de zero, com ou sem o time titular. Então ele mandou a campo uma turma que tava precisando jogar e guardou os melhores para a partida desde fim de semana. Perdeu por 3 a 0, ao natural, como se perdesse por 5 a 0 também não seria novidade – notícia mesmo seria ter vencido o Manchester fora de casa.

Agora neste fim de semana, contra o Burnley, em casa, pôs em campo o que tinha de melhor: jogadores descansados, sem ninguém suspenso, e venceu por 2 a 0. Segue brigando contra o rebaixamento porque esta é a sina do Wolves, mas subiu para a 12ª posição. A tática de poupar titulares deu certo.


Zagueiro Vidic marca um dos três gols vermelhos sobre os reservas do Wolves. Foto: Jon Super, AP

Postado por Cioatto

As mais lindas do mundo esportivo

17 de dezembro de 2009 2

Nessa época de pós-temporada, de jogadores em férias e de renovações de contrato (especulações na grande maioria) quem lida com esporte precisa se virar para achar notícia. E muita coisa que não tinha espaço acaba aparecendo, como a tradicional matéria das minhocas que ajudam nos gramados de alguns estádios.

Mas há assuntos bem mais agradáveis, digamos assim.

Como a lista feita pela revista “Bleacher Report“, que botou na ordem dela as 40 (41) esportistas mais lindas do mundo. Você, impedido, que logo vai entender o número entre parênteses, concorda com a publicação ou faltou alguém?

Maria Sharapova (Rússia/tênis)

Anna kournikova (Rússia/ tênis)

Jennie Finch (EUA, softball)

Natalie Gulbis (EUA/golf)

Kristi Leskinen (EUA, esqui)

Leryn Franco (Paraguai/lançamento de dardos)

Allison Stokke (EUA/Salto com vara)

Bia e Bianca Feres (Brasil/nada sincronizado)

Amanda Beard (EUA/natação)

Postado por Cioatto

O olho mágico de Ronaldinho

15 de dezembro de 2009 2

Tudo começou com aqueles quatro chutes na trave quando Ronaldinho ainda defendia o Barcelona. Há uma lenda na internet de que aquilo é verdade. Tem gente que desconfia. Assim como tem gente que desconfia de Neymar, que dá um chutão para a área e corre para completar ao gol. Os dois são da Nike.

A nova agora é esse vídeo de lançamento do Fifa 10, no qual vários jogadores fazem embaixadinhas de olhos vendados: 2, 0 ,4, 7, 6 e 44, a marca de Ronaldinho. Os impedidos sabem como isso é possivel?

De olhos vendados é mais difícil.

 

O que deu origem à série.

Neymar na onda.

Postado por Cioatto

Qual deles não chega ao Brasileirão?

14 de dezembro de 2009 9

Aos poucos, os times brasileiros vão aprendendo a se organizar e, pelo menos no papel, montar equipes mais cedo. Nos últimos dias, seis clubes da Primeira Divisão mudaram de treinador. Alguns para tentar alguém que possa ser melhor, outros porque perderam aqueles que gostavam.

É uma ciranda. O Grêmio contratou Silas, que estava no Avaí; o Avaí foi buscar Péricles Chamusca, que tinha dirigido o Sport até a penúltima rodada; Vanderlei Luxemburgo saiu do Santos para o Atlético/MG, que demitiu Celso Roth; O Santos tirou Dorival Júnior do Vasco, que acertou com Vágner Mancini. O Inter trouxe da LDU Jorge Fossatti.

Os estaduais vêm aí (acho que eles deveriam existir apenas para quem não disputa o Brasileirão) e serão grandes laboratórios dos principais times do Brasil. Agora, a pergunta: qual será a cota de erros da turma aí abaixo e qual deles nem chega à primeira rodada do Brasileirão?

Os 20 clubes da Série A e como eles começam a temporada.

Atlético/GO          Artur Neto
Atlético/MG          Vanderlei Luxemburgo
Atlético/PR          Antônio Lopes
Avaí                 Péricles Chamusca
Barueri              Luis Carlos Goiano
Botafogo             Estevan Soares
Ceará                P.C. Gusmão
Corinthians          Mano Menezes
Cruzeiro             Adilson Batista
Flamengo             Andrade*
Fluminense           Cuca*
Goiás                Hélio dos Anjos
Grêmio               Silas
Guarani              Vadão
Inter                Jorge Fossatti
Palmeiras            Muricy Ramalho
Santos               Dorival Júnior
São Paulo            Ricardo Gomes
Vasco                Vágner Mancino
Vitória              Ricardo Silva

* em negociação.

Postado por Cioatto