Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Chelsea"

O 10 para 14 joga com a 11

20 de setembro de 2012 0

Desde que surgiu no São Paulo, Oscar já era tratado com um diamante a ser lapidado. Logo em seguida, quando já estava no Internacional, se envolveu em um imbróglio judicial com o tricolor paulista e ficou ameaçado de não poder jogar, o que abalou sua performance.

Problemas extracampo resolvidos, Oscar começou a alçar vôos maiores. Gastando a bola no Inter, foi convocado para a seleção principal e também para a olímpica, nos jogos de Londres. De lá não voltou mais.

Vendido ao Chelsea para assumir a camisa 11 que era de Drogba, continua crescendo de produção e mostrando o que a torcida espera de um meio-campista ofensivo: jogadas surpreendentes e agudas, organização do time e dribles desconcertantes. É o melhor “camisa 10″ Brasileiro em atividade.

Com as incógnitas sobre Kaká e Ganso, a melhora, cercada de desconfianças, de Ronaldinho e outros menos cotados, o menino franzino desponta como o dono do meio-campo da Seleção para a Copa de 2014.

A atuação de Oscar no empate do Chelsea com a Juventus, ontem pela Champions League, levou o técnico Roberto  Di Matteo ao êxtase:

“Oscar teve uma grande estreia, era o jogo certo para ele começar, ele fez um grande trabalho taticamente e fez grandes gols”, declarou o comandante.

Jornais do mundo inteiro destacaram a atuação de Oscar que acabou dividindo protagonismo com Messi no complemento da primeira rodada do torneio europeu.  O meia brasileiro recebeu muitos elogios, sendo chamado de “gênio” e de “novo Kaká”.

Até Ronaldo Fenomeno, em sua página no Twitter, destacou, com uma mensagem em espanhol, encheu a bola do ex-jogador do Inter.

Oscar tem talento de sobra para ser o camisa 10 na Copa. Ou alguém duvida?

Palpites da Liga dos Campeões

30 de agosto de 2012 0

Foto: Site da Uefa

Nesta quinta-feira, foi dia de torcer para as bolinhas. O sorteio dos grupos da Liga dos Campeões, com cara de bingo de luxo, juntou milhares de olhares em frente à televisão em todos os cantos do mundo.
Como cornetar e palpitar são dois verbos que andam juntos no futebol, qual tal um exercício de adivinhação para ver quem serão os classificados para a segunda fase? Vamos comparar depois com os resultados confirmados.

Grupo A
Porto, Dínamo de Kiev, Paris Saint-Germain e Dínamo Zagreb (CRO).
Passam PSG e Porto. O PSG, por todo o investimento, tem a obrigação. O Porto, vai pela tradição. Os dínamos da vida costumam ser figurantes. O de Kiev pode até incomodar, mas não acho que fará frente aos portugueses e franceses.

Grupo B
Arsenal, Schalke 04, Olympiacos e Montpellier.

Arsenal e Schalke se classificam. O Montpellier pode ter um presidente gordinho carismático e maluco, mas isso não ganha jogo. Tudo bem que é campeão francês, mas cá entre nós, a Série B é mais difícil (e legal de assistir) que o Francês. E o Olympiacos vem pra defender o futebol modorrento e cansativo da Grécia que já queimou todo o arsenal de bom desempenho do século ao vencer a Eurocopa 2004.

Grupo C
Milan, Zenit St. Petersburg, Anderlecht e Málaga.
Que baba pegou o Milan, hein? E, por consequência, o Málaga, que deve ficar com a segunda vaga. Zenit e Anderlecht estão para a Liga dos Campeões como o Tolima e o Emelec estão para a Libertadores.

Grupo D
Real Madrid, Manchester City, Ajax e Borussia Dortmund.
Aí sim, teremos emoção. O grupo mais difícil e onde tudo pode acontecer. Real Madrid passa porque, além de ter um timaço, tem o peso da camisa. E pensando nisso, o City deve ficar de fora. Para não ficar em cima do muro, acho que a segunda vaga é do Borussia.

Grupo E
Chelsea, Shakhtar, Juventus e Nordsjaelland (DIN).
O time dinamarquês deve ser o saco de pancada que pode até decidir a vaga (dos outros, claro) no saldo de gols. Chelsea e Juventus até largam na frente, mas acho que o Shakhtar apronta e rouba a vaga de um dos dois. Provavelmente do Chelsea. Por isso, vou de Juventus e Shakhtar.

Grupo F
Bayern de Munique, Valencia, Lille e BATE Borisov (BIE).
Caminho aberto para alemães e espanhóis. Lille e BATE Borisov devem disputar o terceiro lugar do grupo que, claro, não vale nada.

Grupo G
Barcelona, Benfica, Spartak Moscou e Celtic.
É a chance de um time russo passar. O Barça deve ficar em primeiro com um pé nas costas e o Spartak briga pela outra vaga com o Benfica, ficando com ela. E o  Celtic? É um time simpático.

Grupo H
Manchester United, Braga, Galatasaray e Cluj (ROM).
Mais uma vez o Manchester United leva sorte. Passa tranquilo de fase em um grupo onde a briga vai ser mesmo entre Braga e Galatasaray. Aliás, esse é, para mim, o palpite mais difícil de dar. Mas como não quero ficar em cima do muro, meu chute (sim, puro chute, sem analisar) vai para o Galatasaray.

Chelsea campeão - Viva o catenaccio

19 de maio de 2012 2

Se tem um tipo de conquista que deixa qualquer torcedor em êxtase é uma dessas como a do Chelsea, que há pouco derrotou o Bayern nos pênaltis na final da Champions League: o mundo torcendo contra; jogo na casa do adversário; time inferior completo, imagine sem 4 titulares; gol sofrido aos 38 do segundo tempo; empate suado aos 43; pênalti contra no início da prorrogação, com defesa do goleiro; decisão indo para os pênaltis; craque perdendo a primeira cobrança; virada nos últimos três tiros… Ufa!
Tem gente que vai dizer que foi injusto. Eu digo que venceu o melhor, aquele que soube se defender da melhor maneira que existe, com a aplicação do bom e velho catenaccio.

A final que ninguém esperava - UEFA Champions League

25 de abril de 2012 2

Todo mundo que acompanha futebol, sem exceção, projetava uma final da UEFA Champions League – o campeonato mais rico e com visibilidade na mídia do mundo – entre Barcelona e Real Madrid na Allianz Arena, em Munique(Alemanha) no dia 19 de Maio. Chelsea e Bayern de Munique não seriam páreo para os espanhóis. Todos estavam errados.

Ontem, terça-feira, dia 24 de Abril, o Chelsea foi à Barcelona, empatou com os donos da casa e como havia vencido a primeira partida por 1 a 0, obteve a vaga na decisão – com direito a golaço de Ramires, que saiu da base do JEC e pênalti perdido pelo melhor do mundo, Lionel Messi.

Não se dava muito crédito à uma equipe que nem técnico tem. Os ingleses demitiram André Villas Boas e mantém Roberto Di Matteo no cargo interinamente. Pois, o “tampão” pode conseguir o que outros mais badalados, como José Mourinho, não conseguiram: levantar o troféu da Champions.

Mourinho comandou hoje o Real Madrid em casa contra o Bayern. Perdeu a primeira partida por 2 a 1. Uma vitória simples daria a classificação aos merengues. E os brancos começaram fulminante com 2 a o nos primeiros 15 minutos. Parecia que o Bayern estava morto. Só parecia.

Após o segundo gol do Real, o Bayern cresceu na partida, até que aos 26 minutos de jogo, o atabalhoado zagueiro Pepe cometeu pênalti em Gomez. O holandês Arjen Robben não disperdiçou. 2 a 1. O resultado se manteve na segunda etapa, resultado: pênaltis.

Cristiano Ronaldo, Kaká e Sergio Ramos perderam as suas cobranças e o Madrid está eliminado da UEFA Champions League, seguindo o caminho do seu rival Barça.

Agora, Chelsea e Bayern decidem a UEFA Champions League no dia 19 de Maio na Allianz Arena, a casa dos Alemães – local que já estava decidido como sede da partida antes mesmo da competição começar.

Qual das “zebras” vence? Façam suas apostas.

Olha o Ramires, Mano!

24 de abril de 2012 0

 


Ramises e a cavadinha que encobriu Valdez. AP Photo/Felice Calabro


Essas linhas estão sendo escritas durante o intervalo do jogão entre o nosso Chelsea e o Barcelona. Portanto, sem saber quem avançou para a final.

A redação de AN parou duas vezes para ver os gols do Barça. Teve até editora, que já morou na Espanha, cantando o hino dos catalães. Mas a redação levantou mesmo quando o Chelsea marcou, com Ramires, aquele mesmo que aparaceu para o futebol aqui no JEC.

Ramires é peça rara no futebol. Cabeça de área (sou dos antigos) que desarma, sai para o jogo com uma velocidade incrível e, pásmem, até passa bem. Foi assim na partida de ida, em Londres, a cidade das quatro estações (num dia só), quando entregou de bandeja o gol para Drogba.

Mano Menezes está quebrando a cabeça para montar a Seleção. Partiu de uma concepção equivocada, de que poucos da turma de Dunga têm serventia. Esquece que é à parte daquele pessoal que precisará recorrer para retomar a mão, dar um padrão de jogo, devolver aos brasileiros a sensação de que podemos ser campeões em 2014. Não vai ser com a lista de agora que vai conseguir isso.

Além Ramires, Mano precisa chamar Kaká. É mais jogador que o Ganso. Mano precisa olhar para o passado se quiser ter futuro.