Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "inter"

Série A com público preocupante. E o JEC?

10 de junho de 2012 8


Arquibancadas vazias no Engenhão. Foto: Dhavid Normando , Photocamera


Salvo raras exceções, como os 20 mil torcedores no Olímpico para assistir a Grêmio e Corrinthians, o Brasileirão da Série A de 2012 tem sido uma decepção em público.

Pode-se até dizer que algumas das grandes torcidas, como a do Corinthians, estão guardando dinheiro para o ingresso da partida da Libertadores. Pode-se até dizer que alguns dos principais estádios do País, como Mineirão e Maracanã, estão fechados para as reformas da Copa.

Pode-se até dizer que é começo de campeonato e que as torcidas levam um tempo para se empolgarem com a compatição. Ou até que os horários, como sábado à noite, não são adequados.

Mas não dá para aceitar que a partida entre Fluminense e Inter tenha apenas 3,7 mil pagantes, que o clássico entre São Paulo e Santos tenha só 6,5 mil pessoas ou que o Palmeiras leve apenas 7,2 mil pessoas a um estádio.

Enquanto isso, o JEC, na Série B, levou 7,4 mil pagantes numa chuvosa noite de terça-feira para a Arena numa partida conta o ASA/AL.

Torcida não é só para encher estádio e gerar imagens bonitas. Torcida serve para colocar dinheiro no clube -(diretamente com a venda de ingressos, indiretamente no peso que o nome do clube passa a ter no mercado.


Arquibancadas vazias também no Morumbi. Foto Wander Roberto/VIPCOMM



A gandula certa, o gandula errado

30 de abril de 2012 0

Dois lances envolvendo gandulas no fim de semana foram marcantes em decisões de returno de estaduais.

No Rio de Janeiro, a gandula do Engenhão jogou com muita agilidade a bola de volta para o Botafogo, que repôs o lateral rapidamente e, lá na frente, Loco Abreu marcou. Tudo Certo. Função de gandula é essa mesma, repor a bola para os jogadores o mais rapidamente possível.

No Rio Grande do Sul, o gandula do Beira-rio teve agilidade para botar a bola para a cobrança de escanteio. Dátolo bateu, mas o juiz invalidou a cobrança. Errado o gandula. O gandula não pode botar a bola em jogo. Pode, sim, entregá-la rapidamente ao jogador, para que este coloque a bola em jogo. A confusão resultou na expulsão de Vanderlei Luxemburgo, técnico do Grêmio, que acabou perdendo o jogo.

Nos dois casos, o árbitro acertou.

Em 1984 e 1985 fui gandula do Juventude, em Caxias do Sul. Lembro de algumas orientações passadas para nós antes das partidas. “Se o time estiver vencendo, não tenha pressa de buscar a bola” – na época não havia bolas para a reposição imediata em campo, como é hoje. O árbitro é quem pedia uma nova bola para o árbitro reserva.