Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O futebol esta de luto

24 de setembro de 2014 54

O que era para ser um motivo de alegria e euforia virou luto, Santa Catarina nunca imaginou que tivesse três representantes na Série A do Campeonato Brasileiro e dois lutando fortemente para ascender no ano que vem. Adquirindo respeito no cenário nacional do futebol, com clubes tentando se organizar e tentando criar raízes na principal divisão do futebol brasileiro.

Pois bem , ai me acontece uma brutalidade como esta. Uma irracionalidade tamanha que não podemos chamar esses tipo de atitudes de quem praticou de seres humanos. Nem de amimias, pois animais agem por extinto e não tem a capacidade de pensar, o que graças a DEUS 99% de nós temos.

Não estou aqui dizendo que foi torcida A, B ou C quem fez isso. Isto é se foi alguma organizada que o fez, o fato que é que tem que acabar com essas brigas e rixas irracionais. O futebol é alegria, brincadeira, diversão, se o meu time perde fico triste, mas sou incapaz de agredir um adversário por causa disso. Sim, somos adversários e não inimigos como alguns pensam.

Não importa se esses cidadãos (se é que podemos chama-los assim), vestem a camisa do Avaí, Criciúma, Figueirense, Chapecoense, Joinville ou outro clube qualquer, a punição tem que ser exemplar  e esses indivíduos tratados como bandidos. Mias um jovem com uma vida toda pela frente perdeu a vida voltando de uma partida de futebol, eu fico a me perguntar até quando?

É apenas um desabafo de quem gostaria muito de acompanhar seu clube fora da Ressacada mais não tem coragem. É isso mesmo, eu não tenho coragem de ir a Joinville, Criciúma e nem no Orlandes Scarpelli. Como também se eu fosse torcedor dos outros clubes não ira a Ressacada. Triste, muito triste mais esta página escrita no futebol catarinense. Espero que os culpados sejam identificados e punidos exemplarmente, assim como espero que esses bandidos não pertençam a nenhuma organizada para não envergonhar o seu clube.

Comentários (54)

  • Zé da Tonha diz: 24 de setembro de 2014

    Não tenho como provar, mas isso ficou bem claro algo tramado por uma vingança! Esse deve pensar que vingança é um prato que se come frio, frio irá ficar pra eles quando forem identificados. Tropa de bandidos vingadores, não sou Avaiano, sou Alvinegro e repudio quaisquer tipo de violência, ainda mais quando se ceifa uma vida inocente. Que seja feita o mais breve possível justiça em cima desses malfeitores.

  • Luiz diz: 24 de setembro de 2014

    Absurdo… dirigir 200km para fazer um negocio desse. Ja encontraram o video, tomara que encontrem os marginais

  • Série Z diz: 24 de setembro de 2014

    Lamentável realmente Rodrigo!!! Uma vida interrompida por um doente que deveria estar afastado da sociedade!

    Assim como foi o torcedor do JEC à tempos atrás!!!

    O futebol de SC continua de luto!!!

  • Alessandro Dressel diz: 24 de setembro de 2014

    Essa frase infelizmente resume todo o acontecimento, e não se resume apenas a sua pessoa, mas na maioria da torcida de bem do futebol brasileiro.

    “É isso mesmo, eu não tenho coragem de ir a Joinville, Criciúma e nem no Orlandes Scarpelli.”

    Muita força aos pais, familiares e amigos desse jovem.

  • movimento POPULAR TRICOLOR diz: 24 de setembro de 2014

    sempre que posso acompanho o JEC onde quer que ele vá, e sei das principais rinchas entre torcidas organizadas, até por isso sempre vou de carro e tenho todo o meu esquema para poder ir ver o jogo e voltar em segurança, até porque tenho mulher e filho pra cuidar…gostaria de um dia ir tranquilo ao scarpelli, ressacada, H hulse ou até ao pacaembu onde fomos ano passado e poder sair sem um esquema pesado de escolta policial…assim como gostaria de ver o pessoal vindo tranquilo a arena…mas sei que isso vai demorar a acontecer…tudo por isso por causa dos torcedores chamados de organizados…
    não sei se foi coisa de organizada, mas a violência muitas as vezes estão ligadas a estas facções…

  • Chico Joinville diz: 24 de setembro de 2014

    É lamentável o que nossos torcedores fizeram com o ônibus do Avai na sua volta de Curitiba ato impensado pois teremos agora que arcar com as consequências pois teremos que ir a Capital,e agora?

  • Chico Itapema diz: 24 de setembro de 2014

    Muita sujeira no futebol, ninguém se respeita, tem gente que fica mais cansado que os jogadores e juiz de tanto gritar.
    O povo não se respeita, tanto em estádios como pela internet e tudo é publicado.
    A vida será sempre assim, vai haver mais morte, podem apostar e todos são culpado, e não adianta depois do acontecido lamentar, quer mudar….então deixe de fazer intrigas com outras torcida, não pública ofensas, se preocupe somente com seu clube.
    Quem não fez intrigas, todos nos, só em escrever fakes já está mostrando seu carácter e não é diferente dos que jogaram pedras.

  • Jequeano Série A diz: 24 de setembro de 2014

    CERTEZA só tenho uma. Que estes assassinos estarão assistindo aos jogos do time que torcem sem problema algum. Isto é normal aqui no nosso país sem lei.

    Que Deus conforte a família, porque justiça aqui no Brasil, jamais!!!!

  • Fernando Avaiano diz: 24 de setembro de 2014

    Depois reclamam porque dá 5 mil, 6 mil. O cara sai de carro do norte, mais ou menos 150 Km, pra tocaiar um grupo que estava voltando alegre de um jogo de futebol, futebol hein, não guerra. Os caras em um Uno, com placas já identificadas, com um único objetivo, ferir o outro por ser de um time adversário, inimigo, alemão, como se diz nas morrebas por aí. Eu não tenho coragem mais de ir em um estádio, pra que, pra se ferrar, pra se ferir com delinquentes. E o pior é que tem muita gente que acha isto certo. Que posso dizer, polícia neles.

  • Série Z diz: 24 de setembro de 2014

    Alessandro Dressel, o mais correto seria:
    “É isso mesmo, eu não tenho coragem de ir a Joinville, Criciúma e nem no Orlandes Scarpelli, e Ressacada”

  • osley diz: 24 de setembro de 2014

    mais uma familia que vai sofrer tambem não tenho coragem de ir a outros estadios e não vou deixar meu filho ir procuro nem levar ele quando tem jogo com avai e figueirense aqui em joinville um dia estava indo pro estadio a pé e por sorte a torcida do avai passou antes pelo parque da cidade próximo a arena quebrando tudo com certeza se tive ido antes para o estadio teria apanhado sem nem saber porque e inocentes pagam por marginais sou a favor do fim das organizadas

  • Renato Alvinegro diz: 24 de setembro de 2014

    Meu Deus quando é que estas barbaridades vão acabar, sou alvinegro e levo na zoação nossa rivalidade, seja aqui na capital ou contra o pessoal do interior, e só !! Nós torcedores de bem também podemos fazer nossa parte denunciando este tipo de lixo humano…Este fato não pode passar em branco, que a policia acha estes marginais e os coloque na cadeia….Futebol é uma diversão, não pode servir para fazer famílias sofrerem…..Lendo estes fatos realmente assusta e nos faz repensar cada vez que saímos ou deixamos nossos parentes e amigo irem assistir um jogo de futebol…Que deus conforte esta família…..

  • D4 B4rr4 diz: 24 de setembro de 2014

    Meus deuses!
    Vi o vídeo e tudo indica que os ASSASSINOS são componentes de alguma torcida
    organizada.
    Tentativa de assalto não pode ser, pois o local é muito movimentado.
    São cerca de 08 elementos em dois carros brancos.
    Só espero que o serviço de inteligência da polícia possa nos dar uma resposta o mais breve possível.
    Fica aqui meus pêsames aos familiares do João, extensivo aos torcedores Avaianos.

    .

  • Mazinho Alvinegro diz: 24 de setembro de 2014

    A pergunta que não quer calar, é:

    Quem seriam esses bandidos, que se reuniram, combinaram, premeditaram, escolheram as pedras de tamanhos fatais, elegeram o local do ataque, em seguida e em dois automóveis, perseguiram o ônibus do avai, tomaram a dianteira para se posicionar e atacar covardemente o ônibus que trazia os torcedores?

    Não sei porque, mas acho que a polícia não vai demorar muito para elucidar esse crime abominável sob todos os aspectos.

  • GUIGO Joinville diz: 24 de setembro de 2014

    Agora teremos que ir jogar contra o Avai lá só quero ver quem vai se responsabilizar pois foi uma covardia o que os torcedores do nosso Jec fizeram se for realmente comprovado que sejam punidos mas e os torcedores de bem que vão ver o jogo do Jec em Floripa como vai ser hein?a pergunta que não quer calar.

  • William diz: 24 de setembro de 2014

    Na condição de Alvinegro, quero me solidarizar com a torcida do Avai neste momento difícil e de tristeza, e principalmente com os familiares do garoto João Grah.
    Digo isso porque, em toda família alvinegra, existem avaianos e vice-versa.
    Independente disso, é sempre um fato a lamentar, haja vista que, vivemos num país sem lei, onde reina a impunidade, onde os “direitos-Humanos só protegem os criminosos, onde torcedores corintianos que mataram o torcedor boliviano e, dias depois, estavam barbarizando lá no estádio Mané Garricha.
    Este país é um verdadeiro “Salvem-se quem Puder”.

    Seria bom averiguar se os representantes do famigerado, “Direitos Humanos”, estavam presentes e prestando apoio à família da vítima, ou, se estão só aguardando a prisão dos criminosos para prestarem apoio incondicional.

    Que país do PT é esse?

  • Fernando Avaiano diz: 25 de setembro de 2014

    Estou preocupado com a contratação Bruno Mendes, ele pertence a um time do México e estava no Atletico Pr. Se vier pro Leão é transação internacional, e não pode, a janela já fechou. Pra que isto, querem seguir o caminho do América Mg agora tão perto do acesso. Esta diretoria que não faça besteira agora, Bruno Mendes, deixa no Atletico. Porcaria, esta agora.

  • raphael diz: 25 de setembro de 2014

    E quando um torcedor do AVAI matou um torcedor do JOINVILLE com uma pedrada? Já fazem anos que esse caso não foi resolvido. Vamos buscar justiça também. Querem acabar com esses crime? SIMPLES: proibir torcida organizada em jogos fora de casa!!

  • Tricolino diz: 25 de setembro de 2014

    Realmente lamentável que um jovem perca a vida por causa do futebol.

    Mas vamos com calma, aguardar as investigações da polícia pra saber se foram torcedores, de que torcida, de que time, etc.

    Independente de qual clube torçam, os indivíduos criminosos devem ser identificados e punidos.

    Há uns anos aconteceu episódio semelhante com um torcedor do Joinville. E não ouvi nada sobre punição e identificação dos culpados. A impunidade alimenta novos casos, como foi este lamentável.

    Na época o atentado foi atribuído à torcida do Avaí. Como este de agora está sendo atribuído a torcedores do JEC.

    Agora, o estado tem uma responsabilidade nesta história, bem como as torcidas organizadas. Esses episódios onde tem uma morte trágica, são os que mais chamam a atenção, mas a guerra acontece no dia-a-dia.

    Assim como você não vai mais a jogos fora da Ressacada Rodrigo, te digo que eu não vou nem a alguns jogos na Arena, em especial os jogos contra o Avaí, por conta das inúmeras confusões que já ocorreram aqui com as torcidas. E todos escapam impunes. Ou não acontece nada, ou só dão um pulo na delegacia/jecrim e depois são todos liberados.

    Tenho certeza que aí também devem haver alguns jogos mais “perigosos” de se frequentar, inclua-se aí os jogos contra o JEC.

    Aí fica nessa. Uma torcida vingando os últimos acontecimentos e a outra repetindo e não para nunca!

    Isso só vai parar quando os torcedores de bem de todos os times se unirem contra a violência. Desde o menor episódio. Não adianta espernear agora que o torcedor perdeu a vida, e deixar passar batido uma briga onde só teve feridos. Tem que merecer igual atenção e temos que cobrar a punição ao menor dos atos violentos. O mal se corta pela raiz.

    Inclusive, se me permite, penso que é muito legal existirem blogs de torcedores num veículo grande como a RBS, porém, acho que a proposta dos Passionais não é a ideal. Nossa sociedade não está preparada para tal.

    Há muita flauta e menção aos outros times postadas pelos blogueiros, utilizando expressões pejorativas, muitas vezes chulas e isso, infelizmente, alimenta o ódio entre as torcidas. Eu sei que a intenção não é essa. E sei que o futebol perde um pouco da graça sem a flauta.

    Mas talvez vocês, blogueiros, todos os dos passionais, mesmo sendo torcedores, deveriam repensar essa posição e lembrar que comandam um veículo oficial, com grande audiência. Deixem as flautas para os comentários e foquem cada um no seu time. Já seria um bom começo.

  • kako alvinegro diz: 25 de setembro de 2014

    Nessa horas não temos muito o que falar, não importa o time que se torce, a unica coisa que podemos fazer é nos solidarizarmos com a família, pois nada justifica a perda de um ente querido e fico imaginando a tristeza de um pai e de uma mãe em um momento como esse. No mais é torcer para que situações como essa nos façam refletir sobre a vida e sobre nosso papel de torcedores, pois somos adversários e nunca, jamais inimigos.

  • waltencir jose da silva diz: 25 de setembro de 2014

    boa tarde, sou torcedor do figueirense, faz 10 anos que não vou a estádio de futebol, a ultima vez que fui, tive um amigo torcedor do avai que foi atingido por uma bomba da pm em um clássico, depois deste dia decidi não ir mais a jogos, estes acontecimentos, me fizeram afastar dos estádios, muitos amigos meus dos dois lados, deixaram de ir, tanto eles e eu, entendemos que o futebol e uma alegria, um esporte, não uma guerra, as brincadeiras são válidas, agora matar uma pessoa, pessoa de bem pelo que sei desta vítima de bandidos, espero que estes bandidos sejam punidos e que sejam banidas as torcidas organizadas dos estádios.

  • Fernando Avaiano Feliz diz: 25 de setembro de 2014

    Primeiramente temos que nos solidarizar com os familiares deste rapaz. Perda irreparável.
    Quanto a considerar estes marginais como torcedores é uma longa distância. Marginal é marginal, seja do JEC, Figueira, Avaí, Criciúma, ou qualquer outros clube.
    Já viajei muito torcendo pelo Avaí. Já fui a Criciúma, Itajaí, Joinville, Brusque, Blumenau, Curitiba. Hoje não vou mais. De 15 mil torcedores da torcida adversária (incluindo a do Avaí, meu time), 14 mil e novecentos são pessoas honestas, trabalhadoras, que ironizam o adversário dentro da normalidade do futebol. O problema são aqueles outros 100. Estes 100 tem em toda a torcida. A polícia normalmente sabe quem são. O que falta neste país é punição. PUNIÇÃO EXEMPLAR. Cadê os caras do Vasco e Atlético (PR) que proporcionaram aquela barbaridade ano passado. Está alguém preso? Eu respondo, NÃO !!!
    No jogo do Avaí contra o Vila Nova (GO) na Ressacada, a torcida adversária, cerca de 40 pessoas foi dividida em 2. Tinha 20 para cada lado e no meio deles um cordão de isolamento da polícia de SC. Motivo? Eles são de torcidas rivais do mesmo clube. Pode um negócio desses. O cara atravessa o país para ver seu clube e quando chega no estádio não pode conversar com um torcedor do mesmo clube dele, porque são rivais.
    CADEIA JÁ PARA TODOS !!!

  • Fernando Avaiano diz: 25 de setembro de 2014

    O Tricolino escreveu um tratado pra dizer que o caso foi vingança por fatos passados, como se um crime justificasse o outro ou o fato de ter sido comentido com gente que gosta do Jec, implica na cidade ou naquela torcida. Isto é coisa de organizadas, estas sim tem que acabar, pra ontem. Foi coisa planejada e arquitetada por mentes criminosas, uma verdadeira quadrilha que se utiliza indevidamente da marca Joinville pra cometer atrocidades mil. Vcs deveriam ser os primeiros a denunciar, mais não… foi contra alguém da Capital, vale! Quantos filhos de pessoas do norte vem estudar na Capital, quantos da Capital vão trabalhar no norte. Enquanto tivermos gente com está concepção de que tudo vale, propagada pelo Tricolino, olho por olho, dente por dente, continuaremos a ter violência gratuita dentro e fora dos estádios. Neguinho que não sabe brincar e apela. Gozação é uma coisa, violência é outra!

  • Fernando Avaiano diz: 25 de setembro de 2014

    Continuo me preocupando com o Bruno Mendes, posso estar vendo chifre em cabeça de cavalo, mais eu preferia um resposta oficial da CBF e do STJD, pra não correr riscos desnecessários. Temos o Vasco, o time do Norte e outros com interesse em alijar o Leão da Competição, não quero é que ocorra o mesmo caso do América Mg.

  • Tricolor Intrigado diz: 25 de setembro de 2014

    Caro Rodrigo Silveira!

    Como você disse, a intenção dos blogs do tipo ‘passionais’ é fomentar uma rivalidade sadia, brincar, enfim sem ofender quem quer que seje. Porém, você não acha que o fato dos blogueiros usarem expressões como ‘Joinveja’, ‘Criciúme’, ‘Mini Capital’, etc, não soa uma atitude desrespeitosa às nossas cidades?

    Rodrigo, eu particularmente sinto-me quando o Sr. Leandro Ouriques refere-se a nós joinvilenses como ‘joinvejosos’ num tom totalmente arrogante. De outro lado, o Sr. Cidral responde com ‘mini capital’ e daí a contenda não termina e isso, querendo nós ou não, acaba incitando os torcedores de parte à parte a postarem bobagens sem limites.

    Que tal seria uma reunião com todos os blogueiros para, quem sabe, discutir (civilizadamente) uma pauta do gênero. Por favor, não tome isto como uma crítica destrutiva de minha parte. É apenas uma sugestão. Abs

  • Tricolor Intrigado diz: 25 de setembro de 2014

    Só complementando, no 2º parágrafo da postagem anterior eu quis dizer ‘sinto-me intrigado, enfurecido’.

  • Tricolaço(JEC) diz: 25 de setembro de 2014
  • JEC TIME SÉRIE A diz: 25 de setembro de 2014

    AVAIANOS RECALCADOS

    Acabam de revelar que os culpados pela pedra que assassinou um torcedor do Avaí são da Fúria Marcilista. E agora, como ficam a acusações indevidas? Se levantarmos qual torcida mais matou e mutilou torcedores adversários em SC a resposta é fácil….

    Cuidado com a boca ignorante!

  • Junior – JEC diz: 25 de setembro de 2014

    Concordo com o Tricolino (e não é pq ele é Jequeano rsrs), mas muitas vezes, os posts dos Passionais (Avai, JEC, Figueira, Criciuma e Chapecoense) são meio ácidos demais. Não me refiro aos termos bailarinas, jegues, azul calcinha, figayra, cri-cri, e inúmeros outros que não me lembro, isso é até certo ponto divertido. O problema é que muitas vezes, posts ácidos geram respostas dos torcedores mais ácidas ainda, beirando ao preconceito, ódio, xenofobia. Infelizmente, atualmente, só porque o cidadão tem um Note e acesso a internet, ele já se acha no direito de ter razão sempre, de saber mais que o outro e também se acha no direito de dar opinião pra tudo. Entendo que a proposta dos Passionais seja de alfinetar um ao outro, muitas vezes parecendo para nós torcedores, que os blogueiros são inimigos uns dos outros (por mais que eu aposte que todo final de ano os blogueiros passionais se reúnam num churrasco na mais pura amizade – espero e faço votos que seja assim). Sou jequeano, não sou joinvilense, mas por aqui viver, aprendi a amar essa cidade e o time que a representa. Não sou fã do Avaí nem do Figueira, mas nem por isso deixo de gostar de Floripa e ou respeitar os timas daí.
    Só para atualizar, saiu a pouco que os suspeitos são da Furia e não da UT (claro, ainda estão investigando), mas é com tristeza que li ontem e hoje pessoas acusando o pessoal da UT, sem nem mesmo a polícia ter investigado direito… É por isso que eu repito, infelizmente, as pessoas, por terem conexão a internet já acham que sabem de tudo…
    Para finalizar, deixo aqui meus sentimentos a família, namorada e amigos do João e a torcida do Avaí… E que esse episódio seja o último e que de alguma forma, iniciem uma campanha de paz em SC. Não consigo entender o motivo de tanta raiva por um semelhante só pq ele não torce pro mesmo time que o seu…. Abs.

  • Junior – JEC diz: 25 de setembro de 2014

    Rodrigo, não entendi a sua crítica. Em nenhum momento critiquei você. Se leres com calma o que escrevi, verás que quando eu disse “mas é com tristeza que li ontem e hoje pessoas acusando o pessoal da UT, sem nem mesmo a polícia ter investigado direito… É por isso que eu repito, infelizmente, as pessoas, por terem conexão a internet já acham que sabem de tudo…”, em nenhum momento eu me referi a você. O que eu quis dizer é que pessoas (não você) escreveram em diversas mídias (face, etc) que só podiam ser pessoas ligadas a UT (confesso que muitos jequeanos devem ter pensado o mesmo). Em nenhum momento quis te ofender, muito pelo contrário, sou assíduo leitor do seu blog, do passionais do figueira e do JEC… Justamente por achar divertido os posts de vocês, mas confesso que as vezes me revolto com os comentários de muitos (inclusive de jequeanos), comentários de pessoas ignorantes (que como disse antes), por ter conexão a internet, se acham no direito de ter razão de tudo (eu não disse que os passionais, por terem conexão, se acham no direito, e sim, as pessoas que comentam). Mas como você comentou no comentário do Tricolino, ainda bem que tem leitores e comentadores inteligentes. Peço que leia o meu comentário anterior com outros olhos, não com olhos de críticas. Não quis em nenhum momento (mais uma vez digo) te ofender, e sim, prestigiar o seu blog. Abs.

  • Fernando Avaiano diz: 25 de setembro de 2014

    E o que tem se não for do Jec, é de organizada, todas tem de acabar e ponto final. Ou tem anjinho nas organizadas de Joinville. Prefiro esperar as investigações antes de falar deste ou daquele. Não acuso ninguém por antecipação.

  • Fernando Avaiano diz: 25 de setembro de 2014

    Parabéns ao Delegado que descobriu os verdadeiros assassinos do rapaz…o pessoal da fúria Marcilista. Que se peça a preventiva imediatamente. Lugar de bandido é na cadeia.

  • Fernando Avai diz: 25 de setembro de 2014

    Mas continuo achando que tem que acabar com todas as organizadas em SC em nome da segurança, extinção imediata. As penas dentro e no entorno. Todos entendeu, inclusive a nossa.

  • Norberto Wandersee diz: 25 de setembro de 2014

    Caro Rodrigo.
    Conforme os noticiários, os responsáveis pelo ato covarde que vitimou um torcedor do Avaí, são de Itajaí. Bem, agora falta descobrir quem matou o torcedor do JEC. Nós ainda não esquecemos senhores delegados de Florianópolis. E agora. A resposta veio rápida gente. Não daria para o sr. Fernando avaiano dar uma pesquisada aí na mini capital, como anda o caso?

  • Juka diz: 26 de setembro de 2014

    Indentificaram o “garoto”.
    E por isso eu digo que não vai dar em nada.
    Pois foi um “garoto” de 16 anos, menor de idade, “coitado” que não sabe o que faz e que será aparando pela lei do adolescente. “Coitado” do menino. Uma criança e que foi na onda dos amigos. Não podem nem mostrar o rosto do coitado.

    Ou seja, a justiça deixará o menino em liberdade, os comparsas do carro não sofrerão punição e assim mais uma vida de uma familia honesta e trabalhadora, foi ceifada devido a ignorância que ronda a nossa sociedade. Tá tudo errado.

    Triste. muito triste tudo isso.

    Eu como jequeano, repudio essas atitudes. Sejam elas vindo de QUALQUER organizada.
    Meus pessames para a familia.

  • Tricolino diz: 26 de setembro de 2014

    Fernando Avaiano

    Não entendeste nada do que eu escrevi.

    Se releres o “tratado”, verás que eu disse que deveríamos aguardar as investigações (que agora estão apontando para torcedores do Marcílio), que o fato estava sendo atribuído a torcedores do JEC, e que independente do time que torçam (ou pensem que torcem) devem ser devidamente punidos. O próprio delegado já disse, foi um homicídio.

    O que eu disse foi que o ódio entre as torcidas de certa forma é alimentado por alguns tipos de provocação. Não porque eu ou você ou qualquer torcedor consciente vamos nos tomar de ódio, mas sim porque pessoas com o pensamento já limitado, quando lêem determinadas coisas aqui nestes blogs, acabam se motivando mais a cometer atrocidades.

    Da mesma forma que a polícia sendo conivente com pequenos delitos, brigas entre torcidas, etc … acaba alimentando o sentimento de impunidade. E aí alguém vai lá e faz uma coisa dessas que tira a vida de um jovem.

    Eu não acho que está tudo bem se não foi a torcida do JEC. Só que sempre que há um crime, convém aguardar as investigações antes de sair apontando o dedo. E evidentemente que vingança não é desculpa e nem justificativa pra crime nenhum (mas é motivo, e geralmente os crimes tem motivo … e aí que entra a impunidade, a morte daquele torcedor do JEC passou impune então pode haver quem se ache no direito de vingá-la). Também não acho que vale a lei do olho-por-olho. Pra mim vale a lei que é lei de fato. Só que precisa se fazer cumprir!

    A questão é que não importa o que eu acho amigo. Eu estava em casa cuidando dos meus filhos. E vou a toda a hora a Florianópolis (nunca a Ressacada ou Scarpelli), cidade que gosto muito. Sempre fui muito bem recebido aí e sempre recebi muito bem o pessoal da capital aqui. Não sou eu que saio de madrugada pra fazer emboscada na BR.

    Eu estava apenas considerando fatos que acontecem no nosso dia que acabam influenciando essas pessoas, incentivando estes marginais a cometer seus crimes. Pense nisso!

    Quanto ao fim das organizadas, eu acho que essa é uma discussão polêmica, embora eu não seja contra a extinção delas. O que tem que acabar é a impunidade, quanto a isso creio que não há discussão.

  • Edson – Jec diz: 26 de setembro de 2014

    O que deveria ser feito eh uma confraternizaçao entre as torcidas organizadas no começo do ano, para celebrar o fubebol que vai durar o ano todo, assim os torcedores das organizadas vao ver que na outra torcida tem muitas pessoas gente boa e começar a perceber que nao sao INIMIGOS E SIM ADVERSARIOS. Todo tipo violencia dentro do futebol eh convardia. Lamentavel o que aconteceu mais uma vez no nosso futebol. AGORA TE PERGUNTO O QUE A FEDERAÇAO CATARINENSE DE FUTEBOL VAI FAZER QUANTO A MAIS ESTA VERGONHA DO NOSSO FUTEBOL…

  • Edson – Jec diz: 26 de setembro de 2014

    Lamentavel foi alguns torcedores, ja atribuindo a torcida do JEC esta barbarie.
    Isso nao eh torcedor eh assassino.

  • Chico Itapema diz: 26 de setembro de 2014

    Só espero que os jequeanos não pensam e acham que a torcida do Avai está devendo uma morte, está na hora de parar com isso. Até esses vagabundos, que acusaram o povo de Joinville, pior fez a porcaria que escreveu fakes do Chico Joinville e Guido Joinville, acima. Isso deve evitar, mas vagabundo sempre será vagabundo, aqui nos blogs ou na vida real, não muda nada para esse tipo de gente.

  • Fernando Avaiano diz: 26 de setembro de 2014

    Com certeza, a Associação de Clubes deveria criar um órgão paralelo pra fazer pressão e ajudar a Policia e o MP nas investigações. Pelo que sei, o caso Sr. Ivo, de triste memória, foi solucionado. O problema ali foi da Lei ser benéfica a bandidos deste quilate. Quanto ao caso do torcedor de Joinville, porque quero acabar com as organizadas, pra não acontecer isto. Todo mundo se reporta a estes bandidos como sendo Avaianos, generalizam, e não é verdade. Gente de bem como eu não gosta deste tipo de torcedor em seus quadros, mancha o nome do clube e da cidade. O Avaí e seus co-irmão não merecem este tipo de torcedor. Mas achei deprimente o depoimento do Presidente do Figueira que disse apoiar as organizadas e a favor de sua ampliação. Barbaridade né, colocar um Sr. desses pra representar um clube como o Figueira é um sacrilégio a nossa inteligência.

  • Pracomeçá diz: 26 de setembro de 2014

    Ponto comum a todos que por aqui divagaram suas opiniões, NÃO SE DEVE FAZER AQUILO DE MANEIRA, RAZÃO OU JEITO ALGUM…
    Ninguém de bom senso vai discordar, nem que se esteja lixando para quem morreu.
    Mas… existe sempre um mas, neste caso descobriram em 24 horas quem foi e no caso do Julio Cesar, alem de uma mídia complacente com o que se passou com ele, nem 10% da repercussão teve…
    Tem coisas que nem Freud explicaria. Me lembro da imprensa que pouco caso fez, mas… existe sempre uma mas, AGORA, a vaca todo mundo quer que vá para o brejo…
    MUNDO HIPÓCRITA! Por situações destas de morte e pouco caso para alguns, cada vez mais eu gosto do… meu cachorro!
    É PRAKABÁ!

  • Da Barra diz: 26 de setembro de 2014

    Esses Bvaianos suburbanos são uns pés-de-chinelos da pior espécie mesmo.

    Elucidando!

    Acreditem se quiserem!
    O presidente do Desaconselho Deliberativo do Bvai, Alessandro Abreu, aquele que parece que tem um ovo cozido quente na boca, veio à público para mendigar donativos dos torce-tolos do mangue para pagar o “bicho” dos pernas de pau.
    Que degradação!
    Que humilhação!

    Já pensaram, ver o Dr. Luiz Fernando Philippe, Presidente do Conselho Deliberativo
    do FURACÃO, fazer uso da mídia para pedir esmola?

    Meus deuses …. esse findi ano promete muito.

  • Rodrigo diz: 26 de setembro de 2014

    Tem gente tão ignorante que tá preocupada em saber se foi torcedor do Avaí que matou o menino de Joinville há alguns anos. Só relembrando essas nabas, naquela oportunidade, era jogo entre Avai e JEC e um ASSASSINO atirou uma pedra na BR 101 nesse menino. Não havia câmeras, pelo que sei (senão já teriam divulgado).
    A situação fatídica do João: jogo Avaí e Paraná, outro ASSASSINO, matou o João. Pelo raciocínio dessas nabas, se não fossem as câmeras, teria sido um paranista.
    Contudo, A QUESTÃO NÃO É ESSA!!!!! NÃO INTERESSA SE AVAIANO, ALVINEGRO, TRICOLORES, ALVIVERDES ETC….O QUE IMPORTA É QUE ESSES ANIMAIS PAGUEM PELO QUE FIZERAM E QUE SAEM DO CONVÍVIO DA SOCIEDADE O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL.
    Temos que lutar para acabar com essa guerra imbecil….rivalidade sadia não é guerra.
    Talvez muita gente aqui não tenha noção do que eu escrevo pq sou da época que eu ia no jogo com meu pai, tanto no Scarpelli, qto na Ressacada e Adolfo Konder, uniformizado nas sociais do estadio do adversário e amigos tbém. Hoje, impossível fazer isso, nem deixam entrar!

  • William diz: 27 de setembro de 2014

    Engraçado que, o MA(editado)IOR VAGABUNDO que visita todos os blogs diariamente falando mal da capital de todos os catarinenses, é o próprio Chico-gay-bailarino.

  • Edson Paraná; fpolis diz: 27 de setembro de 2014

    (editado). SIMPLESMENTE NINGUEM MERECE MORRER POR TORCER POR ESSE OU POR AQUELE. (editado). FUI DA U.T E SEMPRE PREGUEI PAZ ENTRE AS TORCIDAS MAS…………….(editado). AE GALERA, NÃO VENHAM COM ESSA DE ACABAR COM AS ORGANIZADAS, O ESTADO TEM URGENTEMENTE QUE FAZER SUA PARTE (MINISTÉRIO PUBLICO ESTADUAL E FEDERAL) POIS É DIREITO DO CIDADÂO E DEVER DO ESTADO A PROTEÇÃO. ORGANIZADA MESMO SENDO PROIBIDO SEMPRE EXISTIRA, NEM QUE SEJA POR BAIXO DO PANO, ESTIVE DENTRO DE UMA E SEI O QUE FALO. PESAMES A FAMILIA,QUE DEUS OS CONFORTE.DESEJOS SINCEROS NUMA HORA PARA NÓS JEQUEANOS MAIS QUE DOLOROSA.

  • Fernando Avaiano diz: 27 de setembro de 2014

    Como ficou a consulta do Avai a CBF e ao STJD a respeito do Bruno Mendes? Tou muito preocupado a respeito. Nada de besteira agora.

  • Rogério Jlle diz: 27 de setembro de 2014

    Oh, Fernando Avaiano, me explica uma coisa, porque é que você não pediu a extinção das organizadas quando a torcida uniformizada do teu time matou um e decepou outro? Nem vou falar do dia em que entrou em Jlle apedrejando torcedores comuns que nem eram das organizadas. Nunca li um “A” de você nesta altura.
    Vai te catar (editado)! Você é um dos principais acirradores neste blogs para coisas desse tipo acontecerem.

  • Fernando Avai diz: 28 de setembro de 2014

    Joinville só tem santinho, rumo a beatificação. Quer ver no entorno da arena, ali perto das arvores. Só tem bandido por lá, para né oh. Mas sempre fui e continuo a ser contra as organizadas, agora e sempre. Abc

Envie seu Comentário