Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Pós-Jogo

23 de agosto de 2014 15

Não foi um bom jogo tecnicamente, o Santa Cruz veio apenas para se defender e talvez buscar alguma coisa. Do lado do Avaí, sentimos muito a falta de Diego Felipe principalmente na bola aérea. Nossas laterais mais uma vez não aconteceram, Marrone teve muito espaço mas chegava sempre com muitas dificuldades. Primeiro por não ser lateral, segundo por ser destro e estar jogando todo torto. Já Bocão não consegue atacar com qualidade e muito menos defender.

Defensivamente fomos bem, não corremos perigo em nenhum momento. Pablo novamente muito bem assim como Antônio Carlos. Júlio César também fez um bom jogo e Eduardo Neto o melhor em campo. Dai para frente nada funcionou, ficamos apenas dependendo da genialidade de Marquinhos Santos e de alguns lampejos de Anderson Lopes. Willem novamente passou despercebido e Diego Jardel sentiu o ritmo de jogo, não conseguindo render seu melhor futebol.

Roberto e Paulo Sérgio não podem em hipótese nenhuma ser reserva com essas opções de ataque que hoje contamos em nosso elenco, Geninho levou uma eternidade para mexer no time mais uma vez. O Avaí teve muito mais posse de bola e se fosse para haver o vencedor, teria que ser o Leão. Mas esbarramos em nossas limitações, a luta continua e agora e se preparar para encarar o Vasco no Rio de Janeiro.

Nossa campanha continua muito boa, precisamos manter a regularidade se quisermos conquistar o acesso. Melhorar a campanha em casa também é fundamental, pois a nossa campanha longe da Ressacada é maravilhosa. Continuamos no bolo, dentro do G4 e colado na liderança. Quem pensou que seria fácil? Mesmo com muitas dificuldades temos um time competitivo, vamos em frente

Pré-Jogo

23 de agosto de 2014 6

Para confirmar a boa fase, o Leão recebe na tarde de hoje o Santa Cruz. A vitória deixará o Avaí na pior das hipóteses no G4, e com um pouquinho de sorte podendo ganhar  posição na tabela.

Geninho terá o importante desfalque de Diego Felipe, perde muito o Avaí principalmente na bola aérea, jogada que vem tornando-se uma grande arma do Leão. Eduardo Costa continua machucado assim como Carleto e Eltinho. Diante destas ausências, Geninho promoverá a entrada de Diego Jardel no setor de meio de campo, nas demais posições o treinador avaiano manterá o mesmo time.

A novidade fica por conta de João Filipe, pela primeira vez relacionado pelo treinador Geninho, se Bocão não puder jogar por estar gripado, o jogador deverá fazer sua estréia no time titular.

Em caso de vitória o Leão ficará com uma situação muito boa, faltando uma rodada ainda para se encerrar o primeiro turno o Avaí chegará aos 33 pontos, com possibilidades de chegar aos 36 pontos na última rodada. O torcedor deverá comparecer em bom número já que a campanha do Avaí é muito boa.

Com uma campanha irreparável fora de casa, o Leão precisa melhorar o desempenho na Ressacada. Espero um jogo com muitas dificuldades, mas temos todas as condições de fazermos os três pontos e seguir firme no caminho do acesso. Então hoje não tem jeito, todos os caminhos levam a Ressacada. Nos econtraremos por lá!

 

Pós-Jogo e G4

20 de agosto de 2014 19

Foi um jogo amarrado, o Leão entrou pressionado com os resultados que haviam acontecidos. O primeiro tempo muito fraco tecnicamente, apenas dois arremates de fora da área, primeiro com Willen e depois com Anderson Lopes. É bem verdade que o goleiro Vagner não fez uma defesa se quer na primeira etapa.

Geninho voltou com Revson no 2º tempo no lugar de Júlio César que novamente sentiu uma lesão, o Leão não se encontrava em campo e a Portuguesa ameaçou uma pressão. Novamente o treinador avaiano mexeu, tirando Willen que de novo não aconteceu e colocou em seu lugar Roberto.

O jogo caminhava para o 0×0, em outra cobrança de escanteio perfeita de Marquinhos, Diego Felipe se antecipou e colocou o Leão na frente. O Avaí recolheu-se e aceitou até de forma de forma infantil a pressão desesperada do time paulista, e ela surtiu ao efeito aos 39 minutos do segundo tempo. Dois minutos depois veio o lance decisivo, Révson acertou um lindo chute de muito longe, a bola morreu na gaveta e praticamente selou a vitória do Avaí. Ainda deu tempo para Roberto ampliar o placar, em ótima enfiada de bola de Diego Felipe.

O Avaí consolidou-se no G4, sábado é a chance de fazer mais uma vitória, desta vez na Ressacada, e acumular uma certa gordurinha nesta equilibrada série b. Agora é descansar e começar a planejar a próxima partida, sábado na Ressacada contra o Santa Cruz. Não tem como achar que será um jogo fácil, a torcida que tanto reclamou da saída do craque Cléber Santana precisa dar a resposta nas arquibancadas. Agora é degustar mais uma vitória e esperar o revezamento de lanterna, que amanhã fatalmente acontecerá.

Pré-jogo

19 de agosto de 2014 6

Após a vitória na rodada passada contra o América Mg, o Leão enfrentará hoje a Portuguesa em São Paulo. O time paulista não vem bem no campeonato, esta na vice-lanterna da competição. Já o Avaí esta no G4, com uma campanha muito boa fora de casa, vamos a São Paulo buscar os três pontos.

Sem poder com Cléber Santana suspenso pelo terceiro cartão amarelo (e também negociado com o Cri-ciúme), Geninho optou por utilizar três volantes e dar mais liberdade ao craque Marquinhos. Júlio César foi o escolhido para ser o substituto de Cléber Santana, pois Eduardo Costa encontra-se entre ao departamento médico.

Geninho também resolveu novamente mudar o ataque, Willem que fez um dos gols no jogo passado novamente ganhou a posição de Roberto. Antônio Carlos voltará naturalmente ao time titular após cumpri suspensão automática, no mais o time será o mesmo.

O Leão precisa voltar de São Paulo com ponto, uma vitória nos deixará numa situação muito boa na tabela de classificação. É importante virar o turno com mais de 30 pontos, aproveitar a má fase que at

ravessa o time paulista e fundamental. Espero ver um time com postura de vencedor, que mostre desde o início do jogo que vai ao Canindé para vencer.

A característica do time avaiano esta mudando, de um time extremamente técnico estamos passando para um time mais competitivo e muito mais força. É claro que perdemos o talento de Cléber Santana, mas é preciso dar seguimento nesta boa campanha afim de chegar no final do campeonato com o acesso.

De saída

15 de agosto de 2014 33

Cleber-Santana-Foto-Divulgacao_LANIMA20120918_0127_26

 

Nos bastidores já é dado como certa a saída de Cléber Santana para o Criciúma, Depois de duas tentativas frustradas, o atleta deverá mesmo ir para o Sul do Estado. A diretoria avaiana esta corrigindo um erro cometido na renovação de contrato com o jogador, Cléber Santana é craque para os parâmetros do futebol catarinense, mas o Avaí não tem nenhuma condição de bancar o salário do jogador.

Fiquei sabendo das conversas desde o último final de semana, na terça feira, dia do último jogo do atleta com a camisa do Avaí, seu destino já estaria praticamente selado. Os dirigentes avaianos aceitaram liberar o jogador, pois o clube não teria como arcar com os valores milionários de seu contrato até dezembro de 2016.

O jogador não terá mais vínculo nenhum com o Leão, todo os valore passam a ser pago integralmente  pelo Criciúma. Perde o Avaí, grande jogador com uma técnica apurada. Seguramente um dos melhores, se não o melhor tecnicamente que passou em Santa Catarina nos últimos anos. Ganha o Criciúma, um baita reforço que se estiver motivado, e em forma, terá tudo para ajudar o time do Titio.

Segundo divulgado pela imprensa, o Criciúma colocará uma lista de atletas que possam estar vindo para o Leão. Maurinho ganha força e poderá ser o atleta envolvido na troca. Não tenho informações concretas, mas o atleta viria com os salários pagos pelo Tigre.

Por fim, perdemos uma liderança técnica, embora Cléber Santana não atrevesse um grande momento seu futebol é diferenciado. Cléber Santana estará eternizado no coração dos torcedores avaianos, o título estadual conquistado de forma brilhante em cima das Barbies, com duas sapatadas, marcou definitivamente o nome do atleta na história do clube. Que ele seja feliz, infelizmente neste momento é melhor perder um grande jogador mas privilegiar e reorganizar o clube. Vida que segue!

A dinâmica do Futebol

14 de agosto de 2014 23

Engraçado, há duas semanas atrás nada nas Barbies prestavam, o presidente não valia nada e o Fucks literalmente iria detonar o restinho de esperança que os coitados ainda tinham. Bastaram ganhar duas partidinhas, contra dois times mortos, que já vejo gente dizendo: vamos a Sulamericana, não vamos cair, o Fucks é o melhor treinador do mundo e Wil-Fredo é um monstro. Realmente a farinha de mandioca cria gente tola, domingo voltarão a realidade no revezamento de lanterna, pois terão pela frente um adversário decente.

Os Índios ganharam do São Paulo, no Morumbi, e a aldeia toda já estava achando que iriam golear todo mundo. Ganharam do coitado do Flamengo em casa e pensaram que iriam parar na libertadores. Menos, bem menos, aliás estão não só de passagem pela Série A, como retornaram ao seu lugar comum como um foguete: Série D. Antes disso, não esquecam de pagar a segundona, aqui de Santa Catarina.

O Cri-ciúme precisou do apito amigo para não tomar uma sova do Cruzeiro em casa, me diverti vendo os atletas do time do titio fazendo cera em casa, e pedindo pelo amor de Deus para o assoprador de latinha encerrar o jogo. Saíram como se tivessem sido campeões, coisa medonha.

E as Bailarinas Flanelinhas, à muito obrigado por guardar o nosso lugar e deixa-lo bem quentinho no G4. Agora já cumpriram seu papel, podem voltar ao anonimato, o time de maior jejum de títulos em Santa Catarina, sem falar que não joga a Série A, desde que se amarrava cachorro com linguiça. Não foi por falta de aviso, ainda tentei alertar o torcedor das bailarinas o que iria acontecer, o maior cavalo paraguaio da história do Futebol Catarinense iria dar aquela arrancada, fazer aquela gracinha e desabar. Quem nasceu para ser Pangaré, nunca será Puro Sangue.

Enquanto isso o Leão segue firme, rumo ao seu retorna a elite. O Maior de Santa Catarina apenas treinará e se preparará para enfrentar a Portuguesa em São Paulo, na próxima terça feira. Se tudo correr normalmente, daqui a 3 rodadas teremos o confronto dos mais fortes postulantes ao título desta Série B: Vasco x Avaí. Quem viver verá!

Pós-Jogo

13 de agosto de 2014 15

Era um jogo de confronto direto, com a vitória o Avaí roubaria a vaga do América Mineiro no G4. Pouco antes do jogo, desabou um temporal em Floripa e mais, faltou luz por mais de 1 hora, atrasando o início da partida. Em um bom primeiro tempo, um jogo aberto e com possibilidades de gols de ambos os lados. Vagner, em noite inspiradíssima, foi um paredão diante do ataque americano. Diego Felipe, em cobrança de escanteio de Marquinhos, subiu muito e de cabeça, colocou o Leão em vantagem, com um golaço.

O Leão não voltou bem para o segundo tempo, sem saída de bola tomou pressão do América. Neste momento, mais uma Vagner foi decisivo, com intervenções perfeitas, foi o grande responsável pela vitória avaiana. Aso 20 minutos, em um contra ataque perfeito, que iniciou com Marquinhos, passando por Cléber Santana e chegando para a grande jogada de Anderson Lopes, que deixou o defensor do América no chão, achando Willen para finalizar e decretar o 2×0.

A vitória foi muito importante, novamente achei que Geninho demorou muito a mexer no time. Além disso, o treinador avaiano fez sua última substituição a 45 minutos do segundo tempo, o que hoje no futebol moderno, onde exige-se muito da parte física, é muito difícil de acontecer. O ingresso no G4 pode confirma-se definitivamente dependendo do jogo das Bailarinas (alô Bailarinas Flanelinhas, muito obrigado por cuidarem bem da nossa vaga). Ainda precisamos de algumas peças, infelizmente a lateral esquerda terá que ser reposta, pois Thiago Carleto dificilmente jogará ainda nesta temporada. Como costuma falar, quando vencemos a rodada é boa. Portanto basta apenas dar aquela secadinha nos adversários e se preparar para pontuar, na semana que vem em São Paulo, contra a Portuguesa.

 

Pré-jogo

12 de agosto de 2014 9

Mais un compromisso nesta noite do Leão, em jogo válido pela 16° rodada, o Avaí enfrentará o America Mineiro, na Ressacada.

Geninho não terá Antônio Carlos, suspenso por cartão amarelo. Eduardo Costa, lesionado segue fora, e Anderson Lopes ainda é dúvida.

Por outro lado Roberto retorna de suspensão e João Felipe deverá estar a disposição pela primeira vez. Não acredito que Geninho manterá Héber como titular., penso que com o que temos, Paulo Sérgio e Roberto seria meu ataque titular.

Tudo indica que Bruno Maia formará a dupla de zaga com Pablo, eu promoveria a estréia de João Felipe. O meio de campo deverá ser o mesmo, espero apenas uma melhor participação de Cleber Santana.

Será mais um jogo difícil, de um adversário direto que com uma vitoria simples, nos colocará a frente na tabela de classificação. Hoje todos os caminhos levam a Ressacada, então vai pra cima deles Leão!

Pós-Jogo

10 de agosto de 2014 16

Deixamos dois pontos em Itápolis, enfrentamos o fraco time do Oeste e não fomo capazes de vencer a partida. Não tinha um jogo melhor para conseguir a reabilitação, mas acabamos esbarrando em nossas próprias limitações.

No princípio do jogo, Vagner salvou o Avai em duas oportunidades. Uma delas, operando um verdadeiro milagre, em uma cabeçada a queima roupa. O primeiro tempo foi um show de horrores, o Leão deu apenas um chute a gol, disparado por Diego Felipe.

Wilker ainda tentou alguma coisa, mas Héber era uma peça nula. Aliás, Geninho poderia escolher a quem substituir na volta do intervalo. Fora Vagner, os dois zagueiros e Eduardo Neto, todos os outros poderiam ser substituídos. Mas o treinador avaano não fez, e pior, levou eternos 77 minutos para retirar de campo o inoperante Héber.

No segundo tempo o Avaí melhorou um pouco, Marquinhos passou a aparecer juntamente com Diego Felipe, mas não conseguimos fazer o gol. Para piorar, Pablo errou o gol de dentro da pequena área.O Oeste também teve uma chance cara a cara, desperdiçada pelo atacante do time paulista.

No final, o empate na minha opinião acabou não sendo bom, desperdiçamos dois pontos, e eu credito grande parcela de culpa ao treinador avaiano. Mais uma vez Geninho foi mal, demorou a mexer e morreu com uma substituição por fazer. Tomará que esses pontos não façam falta lá na frente, agora é juntar os cacos, descansar e se preparar para pegar o América Mineiro, já na terça feira, na Ressacada.

Pré-Jogo

09 de agosto de 2014 5

Depois do tropeço da rodada passada, novamente o Leão entrará em campo, contra o Oeste, no interior paulista, mas precisamente na cidade de Itápolis. Geninho terá os desfalques de Anderson Lopes e Roberto, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, além de Eduardo Costa e Carleto, ambos machucados. Por outro lado, Diego Felipe retornará ao time titular, ocupará a vaga de Eduardo Costa.

No ataque, Geninho da mostras que novamente insistirá com Héber. Muito mal no jogo passado, o atacante ainda não conseguiu mostrar em campo esta confiança depositada pelo treinador avaiano. Wilker deverá ser o companheiro de Héber. Talvez fosse o momento de Geninho testar uma formação com 5 jogadores no meio de campo, como já frisei outras vezes, não gosto de time que jogue apenas com 1 atacante. Porém pela falta de qualidade demonstrada até o momento do ataque avaiano, porque usar uma formação diferente, quem sabe com Diego Jardel ou até mesmo com Júlio César.

Marrone outra vez atuará improvisado pela lateral esquerda, perdemos o apoio daquele lado. Nas outras posições não deveremos ter novidades, apenas o retorno de Pablo, que esteve ausente da última partida devido a suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Com os resultados de momento, continuamos em, apenas o Vasco poderá nos ultrapassar, caso não haja um resultado positivo na noite de hoje.

Com o equilíbrio da Série B, uma vitória hoje recupera de imediato o tropeço na Ressacada. É preciso estarmos concentrados e cientes da importância do jogo, além de nos manter colados no G4 (a probabilidade de entrar nesta rodada é pequena),  nos dará a chance de já na terça feira, em casa, de definitivamente voltar ao grupo dos 4, já que o adversário é o América Mineiro que esta a nossa frente. Então, Vai pra cima deles Leão!!!

Pós-Jogo

06 de agosto de 2014 19

Por natureza já seria uma tarefa difícil, ainda mais depois da derrota no primeiro confronto na Ressacada. O Avaí até fez um bom primeiro tempo, controlando o jogo, mas novamente sem poder de fogo. Wilker ainda conseguiu se destacar, parece ter características interessantes, mas esta longe de ser a solução dos nossos problemas ofensivos.

Por outro lado Vagner foi o destaque do jogo, depois de falhar na sexta feira contra a Luverdense, o goleiro avaiano foi o destaque do jogo. Mesmo controlando o jogo no primeiro tempo, o Avaí errou muitos passes, e o que mais me preocupou, foram os erros não forçados, de passes fáceis de serem executados pelos atletas avaianos.

No segundo tempo a dificuldade foi ainda  maior, o Leão sentiu fisicamente e passou a errar mais passes ainda. O Palmeiras teve algumas boas chances de abrir o marcador, mas esbarrava na grande atuação de Vagner. O gol Palmeirense aconteceu em um erro bisonho, em um lateral cobrado ao lado da grande área, a defesa afastou mal, no rebote não havia nenhum jogador avaiano, facilitando o arremate do atacante Palmeirense, que não desperdiçou.

De qualquer forma o jogo foi de igual para igual, nosso real campeonato será no sábado, em Itápolis, contra o Oeste. O Leão ficará no estado de São Paulo e agora se concentra única e exclusivamente na Série B. Poderemos ter novidades quanto a chegada de um atacante, ainda é cedo para falar em nome, mas se a diretoria conseguir concretizar esta contratação poderá agregar e muito ao Leão. De momento, o que mais importa é vencer sábado.

Pré-Jogo

06 de agosto de 2014 7

Hoje tem Copa do Brasil, apenas o Maior do Estado estará em campo na noite de hoje. E é jogo grande, contra o Palmeiras na capital paulista. Estamos em desvantagem, no primeiro confronto fomos derrotados na Ressacada por 2×0, mas ainda tem o 2º embate. O Leão viaja a São Paulo como franco atirador, mas isso não o isenta de responsabilidade, fazer um bom jogo é a primeira meta, depois o que vier será consequência.

O Avaí irá modificado, Geninho fará algumas modificações, algumas por opção e outras por necessidade. Marrone jogará na lateral esquerda, sem poder contar com Carleto, que além de estar machucado, não poderia atuar pois já jogou pela Ponte Petra, e Eltinho, que novamente esta machucado, não sobrou outra alternativa a Geninho se não improvisar. Júlio César ocupará a vaga de Eduardo Costa, poupado já para o confronto de sábado contra o Oeste.

No ataque, sem contar com nenhum jogador  titular absoluto, o treinador avaiano testará Wilker e Héber. Sinceramente não entendi porque não escalar Roberto como titular, mesmo ele estando fora do confronto de sábado pelo 3º cartão amarelo, seria a chance de novamente vê-lo como titular. Anderson Lopes também será poupado por desgaste físico, embora também esteja fora da próxima rodada da Série B, pelo 3º cartão amarelo. A novidade no ataque fica por conta de Diego Viana, pela primeira vez relacionado para o banco de reservas pelo treinador Geninho.

Talvez fosse o momento de Geninho testar outras formações, quem sabe com Diego Jardel formando novamente o meio de campo com 5 jogadores, ou até mesmo utilizando o jogador na lateral esquerda. Que fique claro que não gosto de time que jogue apenas com 1 atacante, mas diante da dificuldade encontrada no Avaí com o setor ofensivo, talvez essa fosse a melhor saída. Também não teremos Diego Felipe, que já atuou na Copa do Brasil pelo Bahia.

Realmente a tarefa de classificação tornou-se difícil pelo resultado de ida na Ressacada, mas o Palmeiras também não é nenhuma equipe imbatível e no futebol tudo é possível. Espero ver um time bem postado em campo e com atitude de vencedor, independente de classificar-se ou não, encarar o Palmeiras de frente passa a ser nossa primeira missão na noite de hoje. E vai pra cima deles Leão!!!

 

Ficou barato

04 de agosto de 2014 23

Com o término da rodada, os resultados ainda deixaram o Leão em quinto lugar. Dizer que a rodada foi boa seria no mínimo pouco inteligente, pois considero que a  rodada é boa, independente de qualquer outra coisa, quando vencemos. Com não obtivemos êxito no jogo de sexta feira contra o Luverdense, só nos restou ficar de braços cruzados para ver o tamanho do prejuízo.

É claro que o jogo de sexta feira não foi bom, não fizemos uma partida boa e cometemos muitos erros que culminaram com a derrota. Geninho errou na escalação ao deixar Diego Felipe no banco de reservas e escalar Willen no ataque por exemplo, mas acho que o lance capital do jogo foi a falha do excelente goleiro Vagner, um erro técnico que nos fez ir em desvantagem para o intervalo.

Porém não vejo motivos para fazer terra arrasada, se tudo correr dentro de uma normalidade, disputaremos o acesso de igual para igual com os nossos adversários até o final da Série B. O torcedor avaiano esta caindo em uma armadilha muito perigosa, quando se ganha esta tudo certo, e quando se perde esta tudo errado. A Série B esta muito equilibrada, uma vitória já na próxima rodada contra o Oeste, em Itápolis, certamente recolocará o Leão no G4, em que pese neste momento eu estar mais preocupado com a regularidade, fato este que o Avaí ainda não achou.

É lógico e notório que temos carências assim como todos nossos adversários, 2 atacantes além de 1 lateral direito se fazem necessário de maneira mais urgente. Um meia com características de condutor de bola e veloz também seria importante e necessário, mas infelizmente a situação financeira do clube esta no limite. A diretoria vem fazendo um esforço muito grande para manter os vencimentos em dia (embora pagamento em dia seja obrigação de toda empresa).

É preciso assimilar esta derrota o mais rápido possível, não gosto de dizer que temos que esquece-lá, tirar lições e tentar entender o porque do baixo rendimento dentro de casa se faz necessário. A campanha fora de casa é muito boa, precisamos melhorar e muito nossa campanha dentro da Ressacada. O Campeonato esta equilibrado, tivemos um tropeço depois de 5 resultados positivos, espero que esta derrota tenha sido apenas um deslize, e que sábado a nossa rotina de vitórias volte ao normal.

 

 

Pós-Jogo

02 de agosto de 2014 20

Não seria um jogo fácil, sabíamos que o arrumado time da Luverdense poderia nos trazer dificuldades. E para complicar ainda mais, contamos com uma noite muito ruim, ou pouco inspirada do treinador Geninho. Com a escalação de Eduardo Neto no meio de campo perderíamos a força e qualidade de Diego Felipe. Até acho que Eduardo Neto fez um bom jogo, mas não tem como abrir mão neste momento de Diego Felipe.

Ficamos com a linha de volantes muito distante dos meias, todos os rebotes ofensivos e defensivos eram da Luverdense. Mesmo assim o jogo mantinha-se equilibrado, quando aconteceu o erro que na minha opinião decidiu o jogo. O bom goleiro Vagner cometeu um erro infantil e técnico,  dentro da pequena área perdeu com as mãos para o atacante do Luverdense, que fez o gol. O Leão foi para o intervalo em desvantagem.

Geninho voltou para o segundo tempo com o mesmo time, e ao invés do Avaí melhorar, o time piorou. Com a lesão no princípio do segundo tempo de Carleto, o treinadpr avaiano colocou em seu lugar Diego Felipe, que era para ter saído jogando. Tomamos o segundo gol em um contra ataque aos 20 minutos, perdemos um rebote onde haviam dois atletas avaianos contra um da Luverdense. Logo em seguida, em cobrança de falta de Marquinhos, Diego Felipe escorou para diminuir o placar, colocando o Leão ainda no jogo.

Ainda fizemos alguma pressão, mas só na vontade. Muito desorganizado e com uma demora acentuada de Geninho para mexer no time, o Leão conheceu mais uma derrota dentro de seus domínios. Se a campanha fora da Ressacada é de campeão, a como mandante é ridícula. É a terceira derrota na Série B dentro de casa, o que freia um pouco a grande arrancada que o Leão vinha fazendo. Agora é ver o tamanho do prejuízo e já projetar o jogo de semana que vem, contra o fraco Oeste, em Itápolis.

Pré-jogo

01 de agosto de 2014 6

Btu5vdlIAAAHSZ4 (2)

 

Depois de vencermos as bailarinas na cidade do Bolshoi, hoje teremos mais um compromisso pela Série B, desta vez o adversário será o Luverdense, time que subiu no ano passado da Série C. O Leão vem de cinco resultados positivos, com esta excelente sequencia, o time alcançou o G4.

Geninho tem um único desfalque, o zagueiro Pablo cumprirá suspensão automática pelo 3º cartão amarelo, em seu lugar jogará Bruno Maia. Por outro lado, Marquinhos Santos retorna ao time depois de recuperar-se de uma lesão na coxa. O treinador avaiano resolveu tirar do time Diego Felipe, com isso ele manterá Eduardo Neto como volante.

Sinceramente eu esperava que Diego Felipe fosse mantido como titular, embora ele não tenha feito um bom jogo em Joinville, penso que o Avaí perde com a sua saída do time titular. Perdemos no poder ofensivo, pois Diego Felipe chega muito ao ataque e também é muito forte em uma arma que decide muitos jogos, a bola aérea. Por outro lado, com Eduardo Neto como titular, o time ganhará mais consistência defensiva. Confesso que eu optaria por Diego Felipe.

Geninho também mudará o setor de ataque, Paulo Sérgio esta perdendo a vaga de titular, Willen será seu substituto. Willen tem mais características de área, penso que se tivesse que fazer alguma modificação seria a entrada de Roberto e não de Willen.

Independente de quem jogue, será um jogo para fincar definitivamente os pés no G4. Não será um jogo fácil, assim como não espero facilidades em nenhum outro jogo até o final da competição. A força das arquibancadas poderá ajudar e muito ao Leão a conseguir os 3 pontos, é preciso ter paciência, pois teremos 90 minutos para fazermos o gol. Espero que a torcida faça a sua parte e compareça e que, dentro do campo o Leão continue a evoluir. Um bom jogo trará ainda mais confiança, mas a vitória se faz necessária, principalmente nesta fase da competição. Vai pra cima deles Leão!!!!

 

Das críticas a evolução

30 de julho de 2014 16

Como a palavra da moda é evolução, vista até no futebol das Barbies, mesmo depois de tomar uma sapatada de 5×0 para o Cruzeiro no Mineirão, enxergo uma melhora  muito grande na zaga avaiana. E ainda pode melhorar, já que tem João Felipe para estrear, pois ele encontra-se aprimorando a parte física.

Na minha vida como atleta, aprendi que um bom ataque faz vencer jogos, mas uma boa defesa faz vencer campeonatos. É lógico que o ideal e ter equilíbrio, uma boa defesa e um ataque eficiente é a receita de boas campanhas. Principalmente em campeonatos longos, a regularidade é que faz toda diferença e ditará os times que irão brigar na ponta da tabela ou na parte de baixo.

Digo isto porque desde o início da temporada, ou melhor desde o ano passado, a defesa do Avaí vem sendo muito questionada. Inclusive por mim, mas a verdade é que o desempenho melhorou muito e os números comprovam isso, pois o Leão já aparece entre os 4 classificados. Nas últimas 6 rodadas, o Leão tomou apenas 2 gols. Sendo que nas primeiras 7 rodadas, foram 10 gols tomados.

Tudo isso fruto de uma melhor organização tática, principalmente no setor defensivo. Méritos para o interino Raul Cabral que pegou um abacaxi das mãos de Pingo e conseguiu descascar. Mais bem postado em campo, mesmo que ainda necessite de um melhor ajuste principalmente no setor ofensivo, o Leão vem correndo pouco perigo nos jogos.

Esperávamos chegar no G4, porém agora vem a parte mais difícil que é manter-se entre os 4 clubes que ascenderam a elite na temporada de 2015. Geninho terá trabalho principalmente para ajustar o setor de meio e ataque. Penso que um time precisa ser arrumado de trás para frente, o que parece que esta acontecendo, pelo menos baseado nos números. Que venha a Luverdense, que chegue logo sexta feira, e principalmente que o Leão possa manter a boa fase e fazer outra vitória, desta vez na Ressacada, deverá receber um bom público.

Ela voltou

28 de julho de 2014 21

 

Argel Fuck5 chegou, e trouxe reforço.

Argel Fuck5 chegou, e trouxe reforço.

Depois de um final de semana perfeito para o futebol de Santa Catarina, onde as bailarinas perderam o confronto regional, o Cri-ciúme e os Índios tomaram bomba e as Barbies levaram uma biabada, apenas o maior do estado venceu, e de quebra entrou no G4. Com a esperada vitória na Capital Brasileira do Ballet, o Leão engatou uma sequencia de três vitórias consecutivas.

Sobre o jogo de Joinville gostei muito da postura do Avaí, em nenhum momento fomos pressionados ou corremos muitos riscos de perder o jogo. Sempre bati na tecla que tínhamos bons jogadores, em se tratando de série b, mas que o coletivo deixava muito a desejar. É claro que temos deficiências e não adianta escordemos, mas com o que temos e crescendo como time, brigaremos até o final pelo acesso.

Sobre as Bailarinas Flanelinhas, este ano começaram cair bem antes do esperado. Chegamos a 1/3 da competição e o Maior Cavalo Paraguaio da história começa a dar sinal de fraquezas. Os índios voltaram a realidade, foram a Vila mais famosa do Brasil e esqueceram que precisavam jogar. Ficaram admirando o estádio famoso e tomaram sonoros 3×0, do Santos.

No sul do estado, o time do empresário da rede famosa de supermercados, perdeu a segunda consecutiva, desta vez para o Vitória, e em seus domínios. Nem com o reforço dos argentinos nas arquibancadas, o Cri-ciúme teve forças para vencer o Vitória da Bahia, time que namorava a zona de rebaixamento.

Mas o melhor da noite foi a estreia do treinador Argel Fucks, as Barbies continuam a nos dar uma dose de alegria extra. Argel chegou e junto com ele trouxe cinco pilhas, e logicamente a lanterna de volta. E parece que as pilhas são alcalinas, pelo jeito terão que ter carga para aguentar até Dezembro. O Cruzeiro passeou no Mineirão, e a sorte das Barbies, se é que podemos falar assim, é que choveu muito, deixando o campo com muita agua.

Enquanto isso estamos de sangue doce, já começamos a projetar o jogo contra a Luverdense, na sexta feira, na Ressacada. Engana-se quem pensa que o Leão terá jogo fácil, podemos sim tornar alguns jogos mais fácies, mas acredito que a cada jogo será uma luta muito grande. O Avaí esta com uma campanha fora de casa de campeão, são 7 jogos disputados, com expressivas 4 vitórias e 1 empate, sendo derrotado apenas em duas oportunidades.

Em casa, a campanha já começou a melhorar: temos 3 vitórias e 1 empate em nossos domínios, além de duas derrotas. Porém as 2 últimas partidas disputadas em casa obtivemos 2 vitórias, o que aumenta a confiança do time. Não adianta pensar lá na frente, é preciso pensar jogo a jogo. O Luverdense é o nosso próximo adversário,, portanto será o jogo mais importante. Só nos resta curtir esse início de semana, mas as com todas a certeza as atenções já estão voltadas para a próxima rodada.

Ei, eu sei que vocês estão ai....

26 de julho de 2014 22

Resultado normal, sabíamos que dificultaria um pouco pela ausência do craque Marquinhos Santos. Mas a vitória seria a lógica, e ela aconteceu. As Bailarinas Flanelinhas, que estavam guardando a nossa vaguinha no G4, sentiram a pressão de enfrentar o maior de Santa catarina.

E outro detalhe, as Bailarinas só estão na nossa frente por uma vitória por WxO, e mesmo assim pelo saldo de gols, porque esta “vitória” é considerada 3×0. E agora, o que falará a imprensa “ixpecializada” de Floripa, que exaltava o treinador Emerson Maria? São mais três pontos na conta do Leão, pena que só tem um jogo na capital brasileira do balé.

Agora é descansar e pensar no próximo jogo,  na próxima sexta feira contra a Luverdense, na Ressacada. Com toda certeza teremos um bom público. Foi o jogo do Cavalo Puro Sangue x Cavalo Pangaré, eu avisei a torcida bailarina para não ir porque a derrota seria certa, Não quiseram me ouvir, deixaram a vitória ainda mais divertida.

Pré-jogo

26 de julho de 2014 1

 

 

 

 

Hoje teremos mais um compromisso pela Série B, jogo válido pela 13° rodada, o Leão vai em busca de mais uma vitória para seguir na escalada rumo ao G4. Geninho terá importantes retornos de atletas que não puderam atuar contra o Palmeiras. Bocão, Carletto e Diego Felipe devem voltar naturalmente a formação titular.

Por outro lado, Geninho tem uma dúvida, Marquinhos sentiu a coxa e fará teste amanhã para saber se poderá ou não atuar. Caso seja vetado, as Bailarinas terão um pouquinho mais chances de pontuar. Geninho também acenou com uma dúvidas no ataque, Roberto ou Paulo Sérgio? Eu ainda aposto que Paulo Sérgio deverá iniciar como os titulares.

Caso o craque Marquinhos não possa atuar, eu faria um meio de campo com Eduardo Costa, Eduardo Neto, na proteção para dar sustentação de marcação, com Diego Felipe e Cléber, este último com liberdade para chegar ao ataque. Com isso tanto Carletto quanto Bocão teriam também liberdade para chegar ao ataque.

Será um jogo difícil, principalmente se confirmar o desfalque de Marquinhos. Só para lembrar, no ano fomos a Joinville sem  Marquinhos e também vencemos. O Joinville não tem nada de mais que possa nos deixar com uma preocupação excessiva, Jael é o cara que deverá ter atenção especial.

É mais um jogo chave, de confronto direto (embora as Barbies estejam guardando a nossa vaguinha no G4), com características que será um confronto equilibrado e provavelmente decidido nos detalhes. Espero que o glorioso Paulo Henrique de Godoi Bezerra faça uma grande arbitragem e não tenha influência no placar final. Independente de tudo, sou mais Avaí. Vai pra cima delas Leão!!!

 

Pós-jogo

23 de julho de 2014 21

Todos sabiam que seria um jogo difícil, afinal enfrentaríamos o Palmeiras e não Bragantino, Novo Hamburgo ou Londrina. Era um jogo grande, com um bom público presente, embora o péssimo horário.

Em um primeiro tempo equilibrado, com Avaí bem postado em campo, mas poucos oportunidades de gol para os dois lados. Eltinho sentiu novamente a lesão e teve quer substituído,  em seu lugar entrou o volante Revson, mas não conseguiu fazer uma boa partida.

Marquinhos, que fez uma boa partida, comandava o Leão, mas novamente esbarrávamos na ineficiência do nosso ataque. Cedíamos espaços entre os nossos meias e volantes, onde o Palmeiras as vezes levava algum perigo a meta avaiana. Deu tempo ainda de Vagner fazer uma grande defesa, evitando que o Palmeiras virasse o primeiro tempo em vantagem.

Na volta para o segundo tempo o cenário continuava o mesmo, Paulo Sérgio teve a chance clara de colocar o Leão na frente, mas finalizou muito mal permitindo a defesa do goleiro palmeirense. O Palmeiras estava começando a tomar conta do jogo quando Felipe Menezes achou um espaço em nossa entrada da área,  finalizou com perfeição para colocar o time paulista em vantagem,

A partir dai o Palmeiras tomou conta do jogo, fez o segundo gol novamente com Felipe Menezes, e ficou apenas esperando o fim do jogo. Anderson Lopes ainda teve grande chance de diminuir, mas mandou para longe, isolando de dentro da grande área.

Venceu o time de melhor qualidade técnica, conseguimos manter o equilíbrio grande parte do jogo, mas prevaleceu a melhor técnica dos jogadores do Palmeiras. Wesley comandou o time paulista, embora Felipe Menezes tenha feito os dois gols, o volante Palmeirense ditou o ritmo o tempo todo.

Do lado do Avaí, Marquinhos fez um bom jogo. Eduardo Neto e Marrone fizeram um bom primeiro tempo, mas não conseguiram repetir na segunda etapa o mesmo futebol, principalmente Eduardo Neto. Anderson e Paulo Sérgio também não foram bem, não conseguiram repetir as boas atuações de outras jornadas. Sofremos mais uma vez com a falta de efetividade de nosso ataque, por fim é preparar-se para o “nosso” campeonato que será já no sábado, contra o Joinville.