Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Violência"

A maquiagem verbal que não resolve nada

16 de dezembro de 2013 51
Não basta colocar o título, tem que melhorar as condições. Foto UOL Esporte

Não basta colocar o apelido, tem que concluir e melhorar as condições. Foto UOL Esporte

A cidade de Joinville foi duramente atingida pelas cenas de selvageria ocorridas na partida em Atlético Paranaense e Vasco da Gama. Pouco pode ser acrescentado a tudo o que se falou e escreveu, mas gostaria apenas de pinçar um detalhe desse problema brasileiro. Não as brigas nas praças esportivas, mas a maquiagem verbal que quer nos fazer crer que temos locais próprios para o futebol.

Qualquer estádio desse país pode amanhecer com o apelido de Arena para dar a entender que se tem algo melhor do que o que nossos olhos conseguem enxergar. Um exemplo disso é o estádio de Joinville que, para agradar não sei quem, passou a se chamar Arena Joinville. Não possui cadeiras e cobertura em 75% de sua totalidade, nenhum palco reversível, nenhum espaço comercial ou áreas de entretenimento. Ou seja, está longe até de parecer uma arena.

Tudo bem que continuem fazendo a população da cidade acreditar nesse conto de fadas, mas poderiam ao menos terminar a obra. Não apenas pela foto acima, mas também pela conversa via Twitter que tive com o passional do JEC, fiquei sabendo que o estádio ainda não foi concluído. Como assim? Então, além da falta de conforto, ainda se permitem situações de risco para os torcedores?

Com a palavra a proprietária e responsável pelo espaço, a Prefeitura de Joinville. Acima de avaiano, sou catarinense! Mexeu com meu Estado, mexeu comigo!

 

Um dia de vergonha para o futebol brasileiro

09 de dezembro de 2013 39
Torcedor é resgatado na maca desde a arquibancada - Foto de Heuler Andrey - Agência O Globo

Torcedor é resgatado a arquibancada – Capa Diário de SP – Foto Heuler Andrey O Globo

Não há como falar de futebol nesta segunda-feira após a selvageria de ontem na Arena de Joinville. Vândalos-torcedores mostraram que ainda há muito por fazer e, como disse no Twitter, num país civilizado os identificados iriam a julgamento e Vasco e Atlético/PR rebaixados para a série D. Um dia de vergonha para o Brasil.

Mas será o Benedito?

17 de abril de 2013 55

Ontem o "perigoso" visitou um torcedor que luta contra o câncer. Foto Alceu Atherino

Há cerca de duas semanas comentei no post Larguem do pé do Marquinhos! a denúncia do craque junto ao TJD-SC pela ofensa ao árbitro Célio Amorim. Marquinhos foi julgado e como houve empate nos votos, acabou sendo condenado com uma advertência.

Fim de papo? Não, tanto que a Procuradoria do TJD-SC não concordou com a punição e entrou com um recurso que será julgado na quinta-feira. Condenado, Marquinhos não jogaria contra o Camboriú e todos os problemas do futebol catarinense estarão automaticamente solucionados como num passe de mágica. Ou não?

Sou leigo em direito esportivo, mas me surpreende esse “zelo exemplar” tendo o único craque de Santa Catarina como protagonista. Recorrer de uma decisão do Tribunal de Justiça Desportiva fica parecendo aquelas “operações padrões” que servem para chamar a atenção sobre alguma coisa. Sinceramente, fico chateado com essa situação.

Pesquisa fail
Agora inventaram uma pesquisa de 2010 do Ibope, onde os modinhas do Estreito aparecem com 700 mil torcedores e a Maior de SC com 390 mil. Tem link de tudo que é lugar, menos do… IBOPE. Brincadeira tem hora. Os caras tomaram chá de papoula e saíram arrotando essa bobagem. Dá licença, mas vai defecá no mato pra vê se urubu te pinica!

A maior derrota do Avaí

10 de setembro de 2012 19

Foto Flávio Neves

O Avaí faz uma campanha mediana e não por coincidência ocupa o meio da tabela da série B. Embora frustrante para a nação azurra, é um cenário comum do futebol, nada que exija a intervenção da SWAT. Às vezes se ganha e à vezes se perde, ué!

A maior derrota do Avaí acontece há alguns anos por meio de uma parcela ínfima de seus torcedores que teimam em emporcalhar o nome daquele que já foi o clube mais simpático de SC. Não é mais e, muito pelo contrário, é “secado” por milhares de catarinenses por conta de alguns vândalos que pouco ou nada tem de TORCEDORES.

Nos dois jogos em SC pela série B, Criciúma e Joinville, em ambos tivemos BO’s abertos. Na cidade do carvão um foguete foi arremessade de dentro de um ônibus e atingiu o rosto de uma adolescente e sábado, na Manchester, depredação no estacionamento da Arena.

Pode costurar as camisas de homenagem às cidades com linha de ouro e cravejá-las de diamantes que ainda assim teremos uma outra propaganda bem mais poderosa jogando contra qualquer ação de aproximação. O Avaí não é isso e 99,99% de seus torcedores só querem se divertir em paz.