Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Série B"

Um novo plano para Hemerson Maria

29 de julho de 2014 46
maria

Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

Quem acompanhava nosso trabalho no MeuJoinville vai recordar que cobrávamos a profissionalização do departamento de futebol, batemos muito nessa tecla desde 2012, até que no final da temporada passada César Sampaio foi apresentado e devemos admitir que um grande trabalho vem sendo realizado, dadas as condições financeiras atuais. Recordo-me que uma das primeiras definições foi a utilização da mesma formação desde o profissional até todas categorias base, justamente para que a garotada se adapte a esta condição e tenha melhor desempenho ao chegar no time principal, o que nos faz ter certeza que tudo isso faz parte de um planejamento e por isso não haverá intenção de promover mudanças tão cedo.

Falávamos aqui após a Copa do Mundo sobre a formação tática 4-3-3, na qual muito clubes brasileiros vem utilizando e até mesmo a própria seleção brasileira. Confesso que nunca fui muito adepto deste esquema de jogo, mas isso é apenas uma questão de opinião, pois esquema tático você pode até ter o seu preferido, mas só poderá utilizá-lo se tiver as peças certas e conseguir validá-lo no dia a dia e nos jogos. Maria tem conseguido levar este esquema adiante, foi assim durante todo o estadual e até o momento no campeonato nacional, e não podemos negar que tem obtido bons resultados. O fato é que hoje não há mais bobo no futebol (talvez só o Felipão), e anular uma forma de jogo manjada já não é mais um problema para os adversários. Despois de alguns jogos, todo mundo sabe como cada adversário joga. Treinadores com um mínimo de competência preparam seus times de formas diferentes para cada jogo. É claro que não precisamos mudar tudo aquilo que tem sido feito até aqui. Penso que podemos continuar com o 4-3-3, mas precisamos urgentemente de um plano B e de fácil adaptação, para que possamos nos desvencilhar das situações adversas que já aconteceram e que inevitavelmente voltarão a acontecer.

Obviamente que chegar aqui e dizer que é necessário uma formação alternativa é muito fácil, e por isso nem ousarei arriscar um palpite tático, até por que, para isso é preciso saber exatamente o que se tem em mãos. O que queremos, é que Hemerson enxergue que um novo plano se faz necessário e busque isso no dia a dia. Até por que treinador vive de resultados e para isso é preciso fazer acontecer dentro de campo, mesmo que por algum momento seja preciso fugir do que se pensou inicialmente. Se para isso for preciso alterar algo mais em relação ao planejamento inicial do clube (novas contratações?), o assunto precisa ser discutido o quanto antes. Afinal, cada três pontos conquistados terão muito mais valor do que qualquer diretriz superior que esteja limitando alternativas táticas. O que não pode é repetir o ano passado e, por falta de opção tática, deixar escapar pontos preciosos perdendo pra timinhos, principalmente dentro de casa. Isso já aconteceu na última rodada e não pode se repetir.

Chega de folga!

18 de junho de 2014 36

É hora de voltar aos trabalhos, e agora não há mais espaço para qualquer tipo de descanso até que o acesso esteja consolidado. Algumas novas caras irão compor o elenco tricolor para o resto da temporada, o zagueiro Anderson Conceição e os meias Everton e Eduardo Ramos. Fala-se ainda em dois atacantes, que se realmente chegarem, provavelmente farão com que pelo menos um seja dispensado.

É muito bom saber que a diretoria tricolor enxergou os mesmos problemas que o torcedor. Tudo bem que o buraco no meio de campo, até um cego consegue ver, mas a questão está no ataque que atualmente tem uma dependência absurda de Jael, que já mostrou inúmeras vezes ser um jogador diferenciado. Edigar também é um grande talento, mas tem uma deficiência irritante nas finalizações, e para um homem de frente, isso é grande problema. Na defesa, a chegada de Anderson Conceição é apenas para substituir a saída de Rafael, e mesmo sem vê-lo jogar, sou capaz de apostar que será titular, até por que não precisa de muito pra ganhar do refugo do estreito.

O Orgulho de Santa Catarina

09 de junho de 2014 76
Grafico

Gráfico de aproveitamento dos catarinenses no campeonato nacional

O Joinville Esporte Clube é um time que honra seu estado e que tem cacife para entrar em qualquer competição e brigar pela ponta. Por mais que muita gente ainda esteja insatisfeita com o desempenho do time até aqui, é preciso valorizar tudo que tem sido feito, e não importa se foram vitórias magras e jogos não convincentes, o que importa é que temos o melhor aproveitamento como mandantes e na próxima partida podemos retomar a liderança com uma simples vitória.

É preciso que se entenda que as coisas jamais estarão 100%, que o time nunca estará posto do jeito que a torcida espera, até por que cada um tem sua preferência e acima de tudo, as condições financeiras não são as melhores possíveis e todos nós sabemos por que!

Nenhum outro time em Santa Catarina possui um aproveitamento tão eficiente quanto ao time da cidade mais populosa do estado. E não me venham com esse papinho de que na série A o negócio é diferente, por que a verba disponibilizada aos clubes é quase dez vezes maior ao da série B e com uma boa gestão de futebol é perfeitamente possível brigar por posições no minimo da zona intermediária.

Devemos valorizar aquilo que conquistamos, devemos fazer espuma diante da nossa superioridade em Santa Catarina e devemos entender que na série B, a pegada é forte mesmo e muitas da vezes o futebol será mais feio que cão chupando manga, mas no final das contas o que realmente vale são os três pontos!

Valorizando os três pontos

05 de junho de 2014 28

jogadores

Na temporada 2013 o Joinville deixou de subir por perder pontos preciosos em casa para o rebaixado Guaratinguetá e para times que escaparam por muito pouco como Oeste e ABC, e bastava ter vencido apenas um desses confrontos que o tão sonhado acesso teria se tornado realidade.

Será um jogo duro, muito duro, e não é por que o Vila Nova é ultimo colocado na tabela e faz uma campanha vergonhosa que o Joinville tem obrigação de fazer saldo. O futebol não permite essa teoria!

Tudo bem que os 7,4% de aproveitamento do time goiano não são por acaso, mas dificilmente permanecerão com esse desempenho durante toda a temporada e de agora em diante, só lhes interessa subir, a questão é, ninguém sabe quando, e ninguém sabe como.

O fato é que o Joinville tem nada a ver com isso e precisa sim fazer valer sua condição de mandante e postulante ao acesso. É claro que fazer saldo é importante, mas somente depois que a vitória estiver GARANTIDA e nada mais!

Tirar as lições, voltar pra casa e treinar

31 de maio de 2014 52

É difícil não falar dos problemas quando se sofre uma derrota. Sinceramente, sentimos muito a ausência dos titulares, exceto do Marcelo Costa. Com a saída de Rafael, Thiago Medeiros provou que tem totais condições de ser titular e ainda tem muito a melhorar com uma sequencia de jogos e pouco mais de entrosamento. O detalhe é que com a chegada de Colaço, Bruno Costa deve retornar ao sistema defensivo novamente, e lá brigar pela titularidade. Até por que, dificilmente o Guti irá deixar alguém no banco!

Sobre o jogo, faltou tranquilidade! Foram muitos, mas muitos passes errados, principalmente na saída de bola. Edson Ratinho atuando como meia direito não agradou, cisca demais e nada cria, obviamente que foi no improviso após a expulsão de Tartá, mas que fique a lição para Hemerson Maria. Sem criação, não se pode falar muito do ataque. Schwenk foi aquilo que se espera dele e a cada jogo que passa tenho mais certeza que Fernando Viana merece a titularidade nesse time.

Foi uma derrota digerível! Perder lá dentro pro Santa Cruz, único invicto da competição, não é um absurdo e muitos times passarão por isso também. Agora é hora de voltar pra casa, recompor o time titular e treinar, para fechar a fase antes da Copa com 20 pontos!

Obs: Não perca seu tempo escrevendo bobagens que não sejam condizentes com o tema do post, pois ela será removida!

Confronto de grandes torcidas

29 de maio de 2014 42

A “vantagem” que o Joinville tinha para o jogo desta sexta foi derrubada, e agora o Santa Cruz poderá ter o apoio de sua torcida, seja no Arruda, seja nos Aflitos. Não é segredo que o time coral possui uma das torcidas mais fanáticas do Brasil e jogar lá dentro, nunca foi fácil pra clube algum e da mesma forma que somos fortes diante da nossa torcida, eles também são e isso ninguém pode ignorar.

Obviamente que tudo será resolvido dentro de campo e acredito que elenco por elenco, mesmo com os desfalques ainda sim somos melhores, ainda mais que agora a 10 terá novo dono, pelo menos para esse jogo e muito provavelmente após a chegada de Eduardo Ramos. Devo dizer que nesse período fora, espero que o Marcelo Costa tome algum fortificante e volte com todo vapor, até por que, se isso não acontecer, será o novo banco eterno tricolor!

A boa noticia fica por conta de que Rafael, o capitão bonzinho, será vendido para as Arábias e renderá uma boa grana aos cofres tricolor. Com isso uma nova vaga abrirá no sistema defensivo e certamente Guti e Thiago Medeiros farão o jogo de suas vidas para conquistar a titularidade. #ForçaMeuJEC

Desfalques importantes e o dilema de Ratinho

28 de maio de 2014 36

arte santa cruz e jec

Mas é claro que o importante são os três pontos, ninguém aqui está desmerecendo a vitória e todos sabemos que isso é série B. Mas há uma grande diferença entre apontar os erros e ser um corneteiro de galocha, e se mesmo com as vitórias ainda existem falhas gritantes no elenco, devemos sim chamar a atenção, afinal o Joinville Esporte Clube é propriedade do povo!

Bola pra frente, agora o negócio é contra o Santa Cruz, e além dos desfalques de Rafael, Bruno Aguiar e Jael por suspensão, o Joinville também não poderá contar com Edson Ratinho, pois o Santa já confirmou a escalação de Caça Rato!

Guti deve ser o titular, terá sua primeira oportunidade em um time de massa. Thiago Medeiros que chegou para ser volante e não se adaptou, jogará na zaga, isso se Bruno Costa não tiver condições de jogo. Para o ataque, Schwenk que sequer vestiu a chuteira é o mais provável para substituir Jael. Parece que o gol de Fernando Viana aos 48 do segundo tempo não foi suficiente! INACREDITÁVEL.  Sobre o Ratinho, foi apenas uma piadinha fulêra, podem ficar tranquilo que ele vai pro jogo sim!

#ForçaMeuJEC  

A Vitória mais feia da história

27 de maio de 2014 61

Foi mais feio que bater na mãe. Foi mais feio que tombo de gordo. Foi mais feio que gago dando palestra! UM JOGO HORRÍVEL, ABSOLUTAMENTE HORRÍVEL! Dizer que Hemerson Maria foi o principal culpado é absolver a incompetência de jogadores que deveriam ser a diferença do elenco. Sinceramente, minha paciência com o Marcelo Costa acabou e pra mim se colocassem um CONE no lugar, seria muito mais proveitoso. Tartá está jogando somente pelo nome, pois seu desempenho já se equivaleu com o largado Francis. E acima de tudo, precisamos de um capitão, alguém que chegue no juiz e faça as coisas acontecerem. Eu já falei isso pro próprio Rafael e vou dizer aqui novamente, CAPITÃO tem que dar de dedo na cara do Juiz, tem que questionar o questionável, tem que botar pressão e induzi-los ao erro. Eu já vi capitão ganhar um pênalti no final do jogo, já vi fazer jogador se expulso e isso tudo ganhar um jogo. São coisas do futebol e nós precisamos disso!

Passes errados, criação zero! Chutes horríveis e falta de vontade! Isso tudo resumiu o jogo de hoje. Nós vencemos, mas se Viana tivesse errado aquele chute, certamente você que vai me criticar, estaria me dando razão! Um gol não pode apagar as evidentes falhas, por que hoje isso tudo pode estar muito bem, mas amanhã, todos nós poderemos estar aqui lamentando novamente!

Prometi a mim mesmo dedicar poucas linhas aos três pontos de hoje. Confesso que já estava aguardando o apito final para soltar aquela vaia gigantesca. Mas Viana mudou todo o roteiro, e possivelmente fez o gol do acesso! É preciso que se diga, que nesta safra da base pode estar a solução e Gustavo Sauer deixou isso bem claro hoje!

Intranquilidade: O nosso maior adversário

26 de maio de 2014 43
jael

Crédito: Rodrigo Philipps/Agencia RBS

Os números durante toda a temporada 2014 tem sido convincentes, pelo menos até aqui. Não se pode dizer que está tudo errado e se temos algo para nos indignar é somente a eliminação precoce na Copa do Brasil e nada mais. O desempenho no estadual foi muito bom e a segunda posição no campeonato brasileiro também não é em vão! Há qualidade no elenco, obviamente que não de um modo geral, mas há!

Penso que o principal problema do atual elenco tem sido a INTRANQUILIDADE. Perdemos o estadual por conta disso, né Murilo! Sem falar do Giba Maranhão. E os jogos contra Náutico, América/MG e Vasco da Gama deixaram isso tudo ainda mais evidente, e não é por que vencemos o Timbú que devemos esquecer do sofrimento que foi. Diante do time mineiro, além de algumas deficiências, também devemos creditar o resultado negativo aos imprevistos da viagem e o pouco descanso, além da expulsão de Naldo, que também foi fruto de uma mistura de nervosismo com imprudência. Mas nenhum outro confronto deixou tão evidente quanto o diante do Vasco da Gama, principalmente pela bola não ter entrado, após tantas oportunidades.

Sabe-se que a pressão da maior torcida de Santa Catarina é imensa, e somente os fortes conseguem suportar. Mas é necessário ter calma, utilizar da experiência para conduzir os momentos turbulentos e quando digo calma, isso não significa que você pode pensar em driblar o atacante adversário dentro da sua área, muito menos se você for goleiro! Equilíbrio, Equilíbrio!

#ForçaMeuJEC

Apesar dos pesares, ainda somos melhores!

24 de maio de 2014 53

Antes de qualquer coisa é preciso esclarecer que o Vasco é só mais um, pelo menos aqui na maior cidade de Santa Catarina. Ninguém aqui se empolgou com a vinda do Vasco pra cá, o setor de visitantes não lotou e muito menos incomodou durante o jogo. Dito isso, devo dizer que a sensação que fica é de tristeza, por ter jogado infinitamente melhor e não ter vencido. Houve sim uma grande melhora em relação ao jogo passado, principalmente pela entrada de Edson Ratinho no lugar de Murilo e quem esteve presente no estádio percebeu quão veloz é o novo camisa 2 tricolor, tanto para atacar, quanto para recompor a marcação. Aquela situação de que falta alguém para encostar no Jael e fazer a bola chegar, ainda permanece. Marcelo Costa não é o cara para isso e nem será. Atuou muito bem como camisa 8, mas é só! Hoje quem chamou a responsabilidade e chegou muito bem ao ataque foram Washington e esporadicamente Naldo, ambos volantes de marcação. Tudo bem que os gols perdidos não podem ser esquecidos, mas não podemos nem pensar em cogitar crucificar Jael. É aquilo que sempre digo, só quem está lá pode errar e acertar, e nós sabemos muito bem que ele já acertou bastante desde sua chegada. Faz parte! É hora de tocar o barco, permaneceremos na vice liderança independente dos resultados da rodada. Temos mais um jogo em casa, para recuperar a hegemonia e retomar a ponta, por que lá é o nosso lugar! #ForçaMeuJEC