Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de julho 2010

Como entrar nas universidades públicas e privadas?

30 de julho de 2010 0

Olá,  pessoal!

Sistema de Seleção Unificada: esse ainda é um termo pouco conhecido, mas que promete ajudar muitos estudantes a entrarem em alguma Universidade Pública do Brasil. Criado em 2009 pelo Ministério da Educação, o SISU oferece vagas em instituições de Ensino Superior do Estado sem que o aluno precise prestar o Vestibular.
 
A seleção do candidato é feita a partir da nota que ele alcançou no Exame Nacional do Ensino Médio. Por isso, ter um bom resultado no ENEM é fundamental! “O SISU iniciou no ano passado, então a primeira edição foi no ano passado. Agora nós temos uma nova edição com cerca de 16 mil vagas, no ano passado foram cerca de 50 mil vagas e pro final do ano nós devemos ter 60 ou 70 mil vagas com novas adesões”, diz Mateus Prado, presidente do instituto Henfil. Se você gosta da área de tecnologia, é uma boa oportunidade para tentar uma vaguinha. Estão disponíveis cursos de sistema de informação, análise de sistemas e engenharia em sistemas digitais, por exemplo.
Para participar do processo não precisa pagar nada, é necessário apenas ter o número de inscrição do ENEM. Com ele você consegue ter acesso às vagas e faculdades disponíveis. No vestibular do meio deste ano, por exemplo, 35 instituições públicas destinaram aproximadamente 16 mil vagas para concorrência no SISU. São quinze universidades federais, duas estaduais e dezoito institutos federais de educação, ciência e tecnologia. Os alunos que participam do programa podem concorrer a duas opções de cursos diferentes em qualquer instituição do país que esteja cadastrada.
 
“O Sisu, ao mesmo tempo em que você concorre, você tem como saber um dia depois que você se inscreveu se a sua nota está dando para passar. Então ele te dá a possibilidade de trocar de curso. Então ele tem essa diferença do vestibular convencional que você escolhe antes a sua carreira, o seu curso. No Sisu você tem a nota, e com a nota você pode escolher o seu curso”, afirma Mateus Prado. Gerson Cardoso Klein é uma das pessoas que se deram bem com o novo processo. Sem possibilidades de pagar uma faculdade particular, ele se empenhou para tirar uma boa nota no ENEM e não deu outra, hoje ele já está no segundo semestre do curso de Ciências Sociais em uma das melhores Universidades do país. “Ainda acho que é pequeno, são poucas vagas, poucos cursos, poucas universidades, vamos por assim. Mas na realidade já ajuda, claro. Obviamente, né? Melhor que antes, quando a única opção para essas universidades era o vestibular”, diz o aluno.
O programa realiza três convocações, e todo o processo pode ser acompanhado pela internet. As chamadas para preenchimento das vagas duram pouco tempo, por isso é importante você ficar atento às datas para não perder o período de matrícula. “Você tem que fazer a inscrição e depois analisar melhor o que você fez, entendeu? Porque você não tem tempo para ‘ah, vou escolher esse curso, vou conhecer ele primeiro, vou lá na universidade pesquisar, ou telefonar’. Você não tem muito tempo para isso, entendeu? Porque fecha o prazo e você perde a vaga”.
O SISU também valerá no vestibular do fim deste ano. O MEC ainda não divulgou a lista de universidades que pretendem abrir vagas para candidatos, mas é bom ficar de olho. Se você é estudante e não tá afim de se estressar com o vestibular, clique no link acima e veja como se cadastrar no SISU.
fonte: Olhar digital Criado em 2009, o SISU oferece vagas em instituições do Estado sem que o aluno precise prestar o Vestibular. Todo o processo pode ser acompanhado via web.
 
Acesse o video explicativo do SISU:
 
Estou desblogando até a próxima!
Bookmark and Share

Últimos dias para pedido de isenção da taxa do Vestibular da UDESC

28 de julho de 2010 0

Olá, pessoal!

Nesta sexta-feira, dia 30 de julho, encerra o período para pedido de isenção da taxa do vestibular da UDESC. Como é de praxe, a divulgação ocorre no período de férias e com pouco tempo para que os alunos organizem seus documentos. Estou aqui pensando se não é uma estratégia para que ocorram poucos pedidos, pois a data é estranha. Abaixo, o link para maiores informações.

http://www.vestibular.udesc.br/?eveId=5&acao=50

Estou desblogando, até a próxima!

Bookmark and Share

Por que os computadores educacionais no Brasil são caros?

26 de julho de 2010 0

Olá, pessoal!

Índia apresenta o computador mais barato do mundo!

Laptop com touchscreen, leitor de PDF e navegador de internet custa 35 dólares

intenção do governo indiano é reduzir ainda mais o preço do PC para US$ 10 ou US$ 20

intenção do governo indiano é reduzir ainda mais o preço do PC para US$ 10 ou US$ 20

Enquanto a Research in Motion – RIM – anunciou em seu blog institucional que se prepara para lançar, em agosto, o luxuoso BlackBerry 6, o ministro do Desenvolvimento de Recursos Humanos da Índia, Kapil Sibal, mostrou nesta semana, ao mundo, o computador mais barato produzido até hoje.
A produção em massa do laptop, que custa US$35, já está sendo negociada.
A Índia separa cerca de 3% de seu orçamento anual para investimentos em educação. Sibal disse aos jornalistas que a intenção do governo indiano é reduzir ainda mais o preço do PC, desenvolvido pelo Instituto Indiano de Tecnologia e Instituto Indiano de Ciências, para US$20 ou até US$10.
Além de ter capacidade para receber novos componentes, o computador, baseado no sistema operacional Linux, tem tela sensível ao toque, navegador de internet, leitor de PDF e pode ser usado em videoconferências. Projetado para ser usado por estudantes, ele será oferecido a instituições educacionais a partir do próximo ano.
Fonte: MSN
(Tema sugerido pelo professor André Peron, colunista do caderno de vestibular do Diário Catarinense).
Estou desblogando, até a próxima!
Bookmark and Share

Evasão nas faculdades, existe solução?

25 de julho de 2010 4

Olá, pessoal!

O número de vagas para ingressar no ensino superior tem crescido muito, tanto nas universidades públicas quanto nas faculdades privadas em todo Brasil. Paralelamente, a taxa anual de evasão nas instituições de ensino superior é de 22% nos últimos cinco anos, segundo estudo realizado pelo Instituto Lobo para desenvolvimento da educação.

O curioso é que nos cursos menos tradicionais existem vagas sobrando e a evasão é superior aos cursos mais disputadas no vestibular. Nos cursos conhecidos por serem de maior status a evasão é mínima e isso se reflete no perfil dos alunos que passam no vestibular, ou seja, muitos possuem melhores recursos financeiros para conseguirem se manter.

Outro fator determinante é que alguns estudantes passam no vestibular e depois querem trocar de curso, pedindo transferência e por não conseguirem, muitos alunos acabam desistindo do curso no qual foram aprovados. Isso aumenta o índice de evasão e no caso das universidades públicas, existe o desperdício de recursos públicos, sendo a conta paga por nós.

Em faculdades privadas um dos motivos da evasão é o valor das mensalidades. Muitos estudantes não conseguem pagá-las e desistem da carreira tão sonhada. Um fato marcante entre alunos de instituições privadas é que a maioria trabalha e a cultura de muitas empresas, no Brasil, não permite que o funcionário seja liberado antecipadamente para chegar a tempo nas aulas. Ainda é possível citar os mecanismos de financiamento que além de não darem conta de atender a demanda de estudantes que necessitam de ajuda financeira, burocratizam e dificultam o acesso as bolsas do ensino superior.

Na sua opinião, quais os motivos que levam as pessoas a desistirem das faculdades? A cultura que incentiva a busca de cursos tradicionais e as poucas vagas existentes nos mesmos? A baixa qualidade de ensino e estrutura física dos nossos cursos? Baixa remuneração de algumas profissões? Falta de bolsas para financiar os estudos? Falta de objetividade e qualidade no ensino público e privado? Falta de orientação na escolha do curso?

Pessoal, mande seu comentário!

Estou desblogando, até a próxima!

Bookmark and Share

Cotas, direito ou privilégio?

21 de julho de 2010 3

Olá, pessoal!

Em setembro iniciam as inscrições para o vestibular da UFSC e as cotas continuam sendo umas da formas de acesso às universidades públicas. Muitos alunos acham que cota é privilégio, caros colegas, cota é direito, está prevista na lei. Muitos questionam esse tema principalmente em relação aos negros, falam que até aceitam a inclusão de alunos de escola pública, mas, quanto aos afrodescendentes, sempre são questionadas.

Segundo artigo do Naomar de Almeida Filho, Reitor da Universidade Federal da Bahia, dados do Ipea revelam que os mais pobres pagam 49 % de sua renda em impostos, enquanto os mais ricos contribuem com apenas 26 % da sua receita. A realidade é que os mais pobres não estão nas universidades públicas, na verdade, muitos pagam seus estudos. Esse quadro tem mudado nos últimos anos com as cotas e bolsas de estudo, porém, ainda temos muito que avançar.

A UFSC completa neste mês três anos de ações afirmativas ou cotas, podem ter certeza que a face da universidade pública já mudou, a diversidade já é mais ampla em todos os cursos. Medida paliativa? O problema é o ensino público? Cotas é só um remendo na educação? Dê sua opinião, comente o que pode ser feito.

 

Estou desblogando, até a próxima!

Bookmark and Share

Big brother na sala de aula

21 de julho de 2010 0

Olá pessoal!

A notícia abaixo demonstra como os celulares com câmeras invadiram as salas de aula em todo mundo. No youtube e em outros canais de informação, você pode visualizar professores e alunos falando absurdos e tudo é filmado.   Recentemente, uma escola conhecida de Florianópolis foi alvo dessas filmagens por parte de alunos, os professores reclamaram da instituição durante a aula e tudo foi parar na INTERNET, e é claro, rolou demissões e muitos comentários. Curioso do vídeo? Procure no youtube!    

Após gravar discussão com professor, aluno ganha indenização de R$ 12 mil

A 6ª Vara Cível de Brasília (DF) condenou, na última semana, o centro educacional Fortium Editora e Treinamento a pagar indenização de R$ 12 mil a um aluno. De acordo com o Tribunal de Justiça do Distrito Federal, um dos professores, e sócio da empresa, agrediu verbalmente o estudante depois de ele ter assinado um abaixo-assinado contra a superlotação das salas de aula.

Revoltado com as reclamações, o professor interrompeu uma aula dizendo que havia rasgado o abaixo-assinado. O aluno, então, o acusou de estar interessado apenas em lucro.

Segundo o indenizado, o professor ficou irritado e o constrangeu diante da turma e quase chegou a agredi-lo fisicamente. A discussão entre eles foi gravada pelo aluno, que, depois de ser expulso, processou o cursinho por danos morais.

Inicialmente, o pedido de indenização era de R$ 200 mil. No entanto, a juíza responsável pelo caso considerou o valor alto demais, estipulando-o em R$ 12 mil. A magistrada aplicou o Código de Defesa do Consumidor e explicou que a empresa prestadora de serviços responde pela integridade física e moral dos seus discentes. Fonte: folha

 

Estou desblogando, até a próxima!

Bookmark and Share

Mudança nas bolsas de pós-graduação

20 de julho de 2010 1

Olá pessoal!

Estava pesquisando algumas notícias e achei interessante esta conquista para os alunos de pós-graduação.

Alunos de pós-graduação do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico Tecnológico) e da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) poderão agora acumular suas bolsas com outras atividades remuneradas.

A “antiga reivindicação dos bolsistas”, nas palavras dos CNPq, foi atendida ontem, quando uma portaria assinada pelos presidentes dos órgãos, Carlos Aragão, do CNPq, e Jorge Guimarães, da Capes, foi publicada no Diário Oficial da União. A Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) já adotava política semelhante para bolsistas. As atividades, porém, terão de ser aprovadas pelos orientadores e informadas aos programas de pós-graduação. Devem estar “relacionadas à área” do estudante e ser “de interesse para sua formação”, diz a portaria.

O texto cita “especialmente [atividades de] docência nos ensinos de qualquer grau”. Segundo Aragão, os orientadores evitarão que os alunos dediquem um número excessivo de horas ao trabalho fora da universidade. Muitos alunos bolsistas já complementavam sua renda com aulas antes da portaria.

Os inquéritos criados, diz Aragão, eram “esforço inútil”, porque é “muito recomendável que o aluno de pós exerça atividades didáticas”. “Além disso, há áreas como engenharia ou medicina, em que existia dificuldade para manter estudantes vinculados aos cursos de pós-graduação”, diz. Os alunos recebiam ofertas de trabalho com boas remunerações, e era difícil evitar a evasão. “A medida será boa para a interação com empresas”, diz, argumentando que ela vai permitir que empresas se aproximem das universidades quando alunos de pós estiverem nos seus quadros. Fonte: folha

Estou desblogando, até a próxima!

Bookmark and Share

Os resultados do ENEM

19 de julho de 2010 4

Olá pessoal!

Conforme anunciei em posts anteriores saiu os resultados do ENEM 2009 e o diagnóstico foi claro, mais uma vez as escolas públicas ficaram a ver navios, o que comprova os dados do simulado “Novo ENEM Online”, que demonstrou através de um universo de 15.182 alunos que dentre os 100 piores, 87 eram de escolas públicas.       

Dados divulgados nesta segunda-feira (19) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), demonstram os resultados da rede pública de ensino do Brasil, indicando apenas duas escolas entre as 20 melhores do país no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2009. Os dados também caracterizam que das 20 escolas com as piores médias, 19 são estaduais e 1 é municipal.

Em Santa Catarina as escolas particulares lideram os melhores resultados e a primeira escola pública que aparece entre as 30 melhores se chama Feliciano Nunes, mais conhecida como Colégio Militar. Com esses primeiros resultados podemos ampliar a discussão e, principalmente, partir para ações objetivas de melhoria da educação catarinense.

Diante dos resultados divulgados, podemos nos perguntar: por que as escolas particulares, o colégio militar, os colégios de aplicação e os institutos federais têm conseguido bons resultados no ENEM?  Para essa pergunta é possível pensarmos na seguinte resposta: remuneração justa, material didático, estrutura física, compromisso de toda equipe, participação da família, ou seja, todos os envolvidos comprometidos com esse processo.

Leia a notícia no diário

http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default2.jsp?uf=2&local=18&source=a2975908.xml&template=3898.dwt&edition=15119§ion=846 

Estou desblogando até a próxima!        

Bookmark and Share

Vídeo para refletir no final de semana

18 de julho de 2010 1

Olá pessoal!

Estou indicando o filme Gênio Indomável, para refletirmos sobre conhecimento, educação e formas de aprender. Assista e comente!  

http://www.youtube.com/watch?v=McL5BmYd_6Q  

Estou  desblogando, até a próxima!        

Bookmark and Share

Dados sobre o ENEM 2010

17 de julho de 2010 1

Olá pessoal!

Nesta segunda-feira dia 19 de julho o Ministério da Educação (MEC) divulga os resultados detalhados do ENEM 2009, em post anterior havia comentado que os resultados passados não favoreciam as escolas públicas e segundo informações os dados deste ano não seriam diferentes. No mês de junho foi realizado o simulado novo ENEM online, em que 15.182 alunos se inscreveram e fizeram a prova via INTERNET, com város mecanismos de segurança para evitar ao máximo as fraudes. Para alegria dos organizadores, tudo deu certo, das 30 questões o máximo de acertos foi de 27 e dos 15mil inscritos, 70% eram de escolas públicas. A maior surpresa foi que dos 100 piores alunos, 87 eram de escolas públicas e o primeiro aluno de instituições públicas  aparece no número 220. Existe esperança? Acredito que sim, pois muitos alunos conseguiram notas fantásticas com pouco apoio. Eles relatam que nunca tiveram um simulado presencial ou online em sua escola, muitos professores nem comentam questões e provas anteriores do ENEM, e mesmo assim conseguiram superar suas dificuldades e realizaram as provas com bom desempenho. Na segunda-feira veremos se a experiência online se aproxima dos resultados finais do ENEM.

Estou desblogando, até a próxima!

Bookmark and Share