Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pedido de desculpa aos professores

15 de outubro de 2010 3

Olá pessoal!

Recebi de um aluno  e achei interessante neste dia especial.

Primeiramente gostaria de pedir desculpas …
Desculpa por essa falta de reconhecimento e falta de valorização dos governos municipal, estadual e federal.
Desculpa pela falta de respeito e por tudo de errado que alunos e responsáveis dos mesmos.
Já extrapolamos os limites das ofensas, agora é comum agressões e até mortes.

Minhas sinceras desculpas mesmo por tudo isso.
Acho uma profissão tão nobre, tão importante e que eu admiro tanto.

Mas o que é ser professor? Qual o valor de ser educador?

Ser transmissor de verdades,
De inverdades…
Ser cultivador de amor,
De amizades.
Ser convicto de acertos,
De erros.
Ser construtor de seres,
De vidas.
Ser edificador.
Movido por impulsos, por razão, por emoção.
De sentimentos profundos,
Que carrega no peito o orgulho de educar.
Que armazena o conhecer,
Que guarda no coração, o pesar
De valores essenciais
Para a felicidade dos “seus”.
Ser conquistador de almas.
Ser lutador,
Que enfrenta agruras,
Mas prossegue, vai adiante realizando sonhos,
Buscando se auto-realizar,
Atingir sua plenitude humana.
Possuidor de potencialidades.
Da fraqueza, sempre surge a força
Fazendo-o guerreiro.
Ser de incalculável sabedoria,
Pois “o valor da sabedoria é melhor que o de rubis”.
É…
Esse é o valor de ser educador.

Vocês são os melhores. Parabéns pelo DIA DO PROFESSOR!

Estou desblogando, até a próxima!

Bookmark and Share

Comentários (3)

  • Rafael Pereira diz: 15 de outubro de 2010

    Caro Otávio, concordo com seu texto e apenas ratifico uma posição: “falta de valorização dos governos municipal, estadual e federal”. Desta tríade tiraria o governo federal, afinal de contas, você lembra quantas greves teve nos últimos anos nas Universidade Federais?E o aumento salarial real, os investimentos, vide Colégio de Aplicação da UFSC no qual trabalhei, a interiorização, a construção de campi, a estruturação de 14 novas Universidades Federais, etc. Falo porque te conheço há tempo e sei também que seu trabalho, o de inserir nas Universidades Públicas alunos de baixa renda está diretamente ligado a UFSC, ou seja, esfera Federal. Não é uma crítica, apenas uma observação. Parabéns a nós, professores e ao seu Blog.
    Abraço,
    Rafael Pereira (dos tempos do PET UFSC, aqueles sim anos complicados para as Federais!!!)

  • Everson Vargas diz: 15 de outubro de 2010

    Otávio,

    Parabéns a todos nós (hoje sou também, Professor). Como na história de Alice no País das Maravilhas, que existe o Desaniversário, o dia do Professor deveria ser também considerado um Desaniversário. Pois, deveria ser comemorado e VALORIZADO todos os dias. Não somente em um dia em que, nas ruas políticos colocam placas dando parabéns e na vida real continua sempre a mesma coisa: Professores recebendo baixos salários, sendo ofendidos em sala e fora e a falta de reconhecimento.

    Ainda bem que eles existem: os alunos (pelo menos os interessados), que fazem da nossa profissão uma grande aventura a cada dia que passa.

    Abraço!

    Do seu ex-aluno e agora Professor

  • Nina diz: 15 de outubro de 2010

    Concordo com o texto e comentários acima, porém penso que a valorização deveria iniciar na graduação.
    Exemplifico o caso da Pedagogia em que academicos se submetem a estagios extremamente mal remunerados e para realizar tarefas de babas, indo contra o proposito da Pedagogia. Além de observar todos os dias as criticas destrutivas realizadas a Docentes. Academicos com má vontade, sem interesse na leitura dos textos academicos, fazem pouco de muitos docentes, que estão ali, compartilhando seus saberes, muitas vezes para futuros professores que mal sabem o portugues e se propoem a uma faculdade que lhes dará o credito para alfabetizar inocentes. O momento é de refletir tambem sobre a atitude academica, seria bom a valorização iniciar-se de baixo, de quem esta começando, na consciencia de cada academico, para que a profissao seja valorizada universalmente.
    Abs
    Nina

Envie seu Comentário