Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Crédito educativo voltará a aceitar novos contratos ainda neste ano, diz ministro

09 de fevereiro de 2015 0

O ministro da Educação, Cid Gomes, afirmou nesta quinta-feira (5) que o sistema do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) só será reaberto para novos contratos depois de concluída a negociação do MEC com as instituições particulares de ensino superior. Mesmo sem fixar um prazo, Gomes assegurou que a reabertura acontecerá ainda em 2015. “O que eu lhe asseguro é que, para esse ano, novas vagas serão abertas. Quantas, e quando, é esse processo, é a agilidade desse processo de discussão, de entendimento entre os envolvidos”, explicou ele durante visita, com Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), a escolas do Sistema S de ensino, em São Paulo.

Desde o início de 2014, as alterações no Fies, e o fechamento do site durante quase um mês, gerou uma série de reclamações por parte dos estudantes universitários e das instituições particulares. Em resposta às críticas, Cid Gomes afirmou que, a partir deste ano, o Fies continuará oferecendo financiamento aos estudantes, mas sem atender a uma oferta espontânea. “Queremos casar oferta e demanda, e associar a isso qualidade”, disse.

“O site do Fies já está no ar para aquilo que é o essencial, que é assegurar, tranquilizar as pessoas que já têm contratos com o Fies, que possam renovar os seus contratos”, disse o ministro.

Segundo dados do Ministério da Educação, o número de novos contratos cresceu quase dez vezes em cinco anos: em 2010, foram fechados 76,2 mil contratos. Em 2014, esse número subiu para 731,3 mil (veja no gráfico).

No ano passado, o governo gastou R$ 9 bilhões com o Fies. Para conseguir financiamento é preciso ter renda familiar mensal bruta de até 20 salários mínimos e uma pontuação mínima de 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), além de não ter tirado zero na redação.

#Entrevista com Cid Gomes, governador do Ceará

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: G1

Bookmark and Share

Envie seu Comentário