Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de julho 2015

Só copiar não adianta, tem que fazer resumo!

31 de julho de 2015 0

O resumo é uma técnica que ajuda em uma melhor compreensão e na interpretação de textos e livros e serve como auxílio no aprendizado. Não se deve copiar apenas os pontos mais interessantes é necessário que você o compreenda.

O resumo é um gênero textual utilizado para a otimização de estudos e pesquisas, permitindo ao estudante reconhecer a importância das técnicas de fichamento – sintetizar aspectos significativos de um texto.  Pesando na grande dificuldade que os alunos têm passado para escrever um resumo, separamos algumas dicas para que você tenha êxito nos estudos.

- Depois te ler um texto ou um livro, se pergunte: O que realmente está sendo dito, explicado e comentado? Qual é o problema levantado pelo autor?

- Se for resumo de um texto: selecione as informações mais importantes e relevantes em cada parágrafo com base nas perguntas acima.

- Se for resumo de um livro: Seleciona as informações mais importantes de cada capitulo com base nas perguntas feitas para si mesmo.

- Após fazer a seleção é hora de interpretar e escrever com suas próprias palavras (nada de cópia) o que você entendeu daquelas ideias relevantes que foram selecionadas.

 Você sabe qual é a diferença entre resumo e resenha?

Como diferença básica entre o resumo e a resenha é opinião. O resumo tem como característica a síntese de um texto, não pode constar sua opinião sobre a obra. Já a resenha tem por característica principal uma avaliação crítica do objeto resenhado. Lembre-se: É um texto opinativo.

 
habitos-estudos-450x299

Bookmark and Share

Como devo estudar as matérias chatas?

29 de julho de 2015 0

Toda vez que decidir que uma matéria é chata, automaticamente você cria um bloqueio mental que impede de desenvolver naquilo que é preciso. Portanto, é melhor começar a se motivar a aprendê-la e ver essa matéria de forma neutra, nem chata e nem legal, apenas como mais uma matéria para aprender. Lembre-se que se você não estudar, na hora da prova, ela pode te fazer falta. Não deixe pontuar por falta de motivação.

Seria muito fácil se dedicar apenas para as matérias que você gosta, mas na vida às vezes temos que nos dedicar em fazer algo que achamos chato para alcançarmos aquilo que almejamos. Com essas dicas vai ser fácil de estudar aquilo que não gostamos.

A matéria é chata ou difícil?

É importante que você conheça a disciplina para realmente defini-la como chata ou difícil. Entenda, não é por que você sente dificuldade em aprender a matéria que ela realmente é chata.

Geralmente matérias com grande quantidade de informações como, história, leis, matemática, biologia, exigem as vezes que você as decore – a famosa decoreba – por isso são consideradas chatas e entediantes. O ideal em casos como este é você começar a relacionar essas matérias a coisas relevantes em sua vida ou a histórias reais.

De chata para interessante

A matéria só vai deixar de ser chata quando você começar a vê-la como algo interessante. Pode parecer ser difícil no começo. Meu pai sempre dizia “Sempre que você achar uma matéria difícil faça-a ser interessante, seja criativo na hora em que for estudar”. Eu criava pequenas canções, meus próprios macetes para decorar, quando chegava no momento da prova eu tinha menos dificuldades para desenvolvê-las. Deixe seus estudos mais interessantes dessa forma.

Lembre-se

Motivação é algo muito subjetivo, por isso, é necessário que você pense a respeito do que te motiva a continuar estudando, procure sempre se lembrar do que realmente te move para estudar. O desânimo é o pior inimigo de um estudante, seus resultados começam a cair quando você está desmotivado.

 

Não torne seus estudos chatos, lembre-se, eles são necessários para que você alcance seu sonho de estudar universidade que sempre quis.

 

o-UNIVERSITY-STUDENTS-facebook

Bookmark and Share

Dicas de como estudar os livros do vestibular

27 de julho de 2015 0

A leitura obrigatória dos livros ainda é um grande desafio para os alunos que desejam ingressar em uma universidade através do vestibular. Inseridas nas provas de português ou literatura, as questões sobre as obras literárias podem garantir pontos preciosos para o vestibulando.

Como todo ano, as listas dos livros não costumam ser pequenas e a leitura não promete ser fácil. Para te ajudar nessa missão, o Pró Universidade separou algumas dicas importantes para você direcionados ao vestibular da UFSC.

Consulte a lista dos livros

O primeiro passo é rapidamente consultar a lista dos livros. A lista não dá para ser consumida da noite para o dia. É necessário que entre em contato com ela o mais rápido possível e já escolha seu primeiro livro para começar a ler. Não deixe para os últimos três meses para começar a leitura, inicie o quanto antes. Verifique quanto tempo você tem até as provas e encaixe as leituras no seu plano de estudos diários.

Entenda o que a prova cobrar em relação ao livro

O conhecimento dessas obras supõe capacidade de análise e interpretação de textos, bem como o reconhecimento de aspectos próprios aos diferentes gêneros. É necessário conhecer também o contexto histórico, social, cultural e estético de cada obra. Algumas universidades cobram trechos mais pontuais relacionados aos livros e personagens.

Se o estudante for tentar mais de um vestibular, vale estar atento ao tipo de questão cobrado em cada prova.

Compreenda bem o contexto histórico antes de começar a leitura

Para ler as obras procure entender sobre o que cada escola literária representa. Procure saber, também, como era o país na época e como era a linguagem no período em que a obra foi escrita.

Geralmente os livros que são pedidos para o vestibular, representam um período histórico da literatura. Por exemplo, o romantismo foi um período de escrita mais leve. Depois veio o realismo, semelhante aos retratos jornalísticos. Depois, o parnasianismo, com linguagem rebuscada. Pontue no livro, trechos que possam representar essas características.

Leia atentamente

Não faça uma leitura corrida para que não passe nada batido. É necessária uma leitura constante e em ordem cronológica, vai te ajudar a perceber as mudanças e rupturas de cada fase da literatura.

Não caia na tentação de ler apenas resumos dos livros

Um dos maiores erros de ler as literaturas obrigatórias é ler apenas resumos. Você corre o risco de perder detalhes preciosos da obra e definitivamente não sente essência do livro. Sugerimos que você faça o seu próprio resumo do livro. Assim você consegue absorver melhor o conteúdo literário. Isso vai te ajudar quando estiver chegando o vestibular.

Livro X Filme

O filme, nunca substituirá uma obra literária. A leitura do livro é imprescindível para pontuar na prova. Se você gosta de filmes, sugerimos que ele seja apenas um complemento. Às vezes os filmes fogem um pouco do enredo real do livro. Em alguns casos ocorre do filme ser totalmente fiel a obra, mas você só vai saber se conhecer bem o livro. Tome cuidado com essa ferramenta.

Não consegui ler nenhum livro. E agora?

Não se desespere. O ideal seria você chegar um mês antes do vestibular já com todos os livros lidos. Mas nem sempre é possível. Se você não conseguiu ler nenhum ou pouco saber sobre as obras literárias, ainda há uma saída para você não se dar tão mal assim.

Não fique apenas em resumos, leia várias resenhas sobre a mesma obra. Converse com pessoas que já leram o livro e pergunte a opinião dela, quais as impressões, o que gostou mais, quais as dificuldades da obra, etc. Se tiver sorte, vai acertar algumas perguntas sem ler o livro.

 

Consulte a lista de literatura obrigatório do vestibular da UFSC 2016

- Caio Fernando Abreu. Além do Ponto e outros contos. Ed. Ática

- Aluísio Azevedo. O cortiço. www.dominiopublico.gov.br

- Franklin Cascaes. O fantástico na ilha de Santa Catarina. UFSC (Coleção Repertório 2012 ou edição antiga volumes 1 e 2) Disponível no Acervo Digital da Editora UFSC.

- Clarice Lispector. A Hora da Estrela. Ed.Rocco.

- Moacyr Scliar. A Majestade do Xingu. Ed.Companhia das Letras

- Vários autores. Poesia Marginal. Ed. Ática

- Ariano Suassuna. O Santo e a Porca. José Olympio

- Machado de Assis. Várias histórias.

logo UFSC

 

Bookmark and Share

Cronograma de estudos - 100 dias para o Enem

23 de julho de 2015 0

Uma das maiores dificuldades dos estudantes é conseguir conciliar os estudos, trabalho e vida social. Isso reflete muitas vezes no resultado final. Por meio dessa necessidade, viemos te ajudar a montar um cronograma de estudos para os próximos três meses antes do Enem.

Organize sua rotina

Já é hora de você se dedicar ao Enem, daqui a 100 dias o provão está ai. Então, escreva num papel e crie uma grade de horários do seu dia-a-dia. Coloque o horário de sua escola, do seu cursinho (se for o caso). Se tiver atividades extras como estágio, exercícios físicos, anote tudo.

Cronograma

Seu cronograma deve ser organizado de forma calendário semanal, e deve conter seis dias da semana. Escolha um dia do seu final de semana para descansar. A partir daí, comece a montar seus horários.

Assuntos e matérias

Separe todos os assuntos e matérias que vão cair no Enem, e deixe em destaque aquelas que você mais tem dificuldade. Dê atenção necessária para elas, o Enem, avalia todos as disciplinas por igual, exceto redação que tem peso maior. Organize seu cronograma intercalando as áreas, como história e física, português e biologia. Assim você cansa menos e não irá confundir as coisas.

Horários

Depois de separar as matérias por dia, escolha o melhor horário e veja quanto tempo você tem disponível. Quantas horas você vai se dedicar aos estudos? Que não seja de mais e nem de menos. É muito importante delegar o mesmo tempo de estudo para cada disciplina. A cada hora de estudo, faça um intervalo de 10 a 15 minutos. Cuidado para não passar disso.

Local de estudo

Escolha bem o seu lugar de estudos, às vezes sua casa ou seu quarto não é a melhor opção para estudar, pois pode haver muitas distrações. Porém, não esqueça que você pode precisar de algumas coisas durante as horas de estudo, como ir ao banheiro ou fazer um lanche. Opte por um lugar claro e arejado.

“Aula dada é aula estudada”

Se você ainda cursa o terceiro ano do ensino médio, ou faz algum cursinho, tente conciliar os assuntos do dia ao seu cronograma. Assim você aprende realmente o que foi dado na aula e fixa melhor os estudos. Sendo assim, você evita ter que estudar todos os assuntos na véspera das provas.

Faça simulados

Muito importante que você programe um simulado a cada duas semanas, resolva provas antigas, treine sua redação e resolva tudo dentro do tempo da prova. É bom se preparar de todas as formas possíveis. No momento da prova pode ser muito estressante e se você já estiver acostumado, isso pode fazer a diferença.

Dica: Cole lembretes no seu espelho, na sua porta, no guarda roupa. Assim a informação é assimilada naturalmente pelo seu cérebro.

Após organizar toda sua rotina, mãos a obra! Não adianta ficar só na vontade, tem que por em prática! Vamos lá pessoal, e bons estudos!

enem online

 

 

Bookmark and Share

Técnicas de motivação para estudar!

20 de julho de 2015 0

Quando estamos motivados, com certeza temos maiores chances de aprender as coisas. Então no momento em que estiver dedicando seu tempo para estudar para o Enem ou se preparando para o vestibular dos seus sonhos, esteja motivado. Se estiver desmotivado, é melhor não estudar, vai ser a mesma coisa que nada.

Pense no seu sonho

O que você deseja alcançar com sua nota no Enem? É o curso dos seus sonhos? Então não deixe essa oportunidade passar. Toda vez que for estudar, pense no seu alvo. Mantenha-se focado no seu sonho. Dê razões para o seu estudo. Uma das maiores satisfações é poder ver seu nome na lista de aprovados no curso que você tanto almejou.

Lembre-se: muito esforço = grande recompensa e pouco esforço = pequena recompensa.

Uma meta por dia

Programe seus estudos. É importante que você crie uma meta de estudo por dia, exemplo, estudar matemática, plano cartesiano e matriz e resolver os exercícios das páginas 7 e 8 da apostila. Seja específico. Quando chegar ao final do dia você já estudou e pôs em prática tudo aquilo que você aprendeu.

Uma dica: Estude aquilo que foi aplicado na escola ou no cursinho naquele dia.

Divida as tarefas

Umas das coisas que desanimam o aluno, é o tamanho das apostilas que os cursos preparatórios oferecem, geralmente é de 800 páginas. Não se desmotive com isso, divida essa tarefa, estude de 10 páginas por dia, assim em 80 dias você termina toda sua apostila! Lembre-se faltam 98 dias para o Enem! Ainda dá tempo!

Não perca tempo, comece agir

Toda vez que nos sentamos para estudar, começamos a pensar em um milhão de coisas, como, arrumar o quarto, lavar o banheiro, estudar toda a apostila, etc. Nesse momento, acabamos produzindo sentimentos como insatisfação, inquietação, preguiça e desmotivação. Então em vez de perder tempo pensando nessas coisas, comece a estudar! Lembre de suas motivações que assim você vai horas estudando.

Uma dica: Não permita distrações. Fique longe do whatsapp, facebook e do computador.

Xô desanimo! Dopamine seu cérebro!

Muitas vezes quando estamos estudando, bate aquele desanimo! A dopamina é responsável para nos energizar! Quando nosso cérebro bloqueia a passagem de dopamina, nos sentimos desanimados, cansados e logo o sono quer chegar no momento dos estudos. Quando isso acontecer, escute aquela música que mais te anima, levante, dê uns pulinhos, uma dançadinha, e quando já estiver animado novamente, volte a estudar. Não se esqueça de fazer um intervalo de 10 a 15 minutos a cada hora de estudo.

Uma dica: Faça uma playlist no celular ou no computador, coloque as músicas que te proporcionam felicidade e agitação.

Vamos lá! Dê um gás nos seus estudos e seja feliz com o resultado do Enem e do vestibular que você tanto deseja!

motovação

Bookmark and Share

Dicas para ler mais rápido os enunciados do Enem

14 de julho de 2015 0

Algo que sempre ouvimos os alunos reclamarem é: Por que o Enem tem tanto texto assim? Depois de horas de leitura, o candidato da prova, já está exausto e acaba se atrapalhando na leitura. Isso é normal. Mas com nossas dicas você vai ter um melhor desempenho na leitura da prova.

Leia primeiramente a pergunta antes do enunciado É muito mais fácil encontrar algo quando se sabe o que está sendo procurado, não é verdade? Sendo assim, na leitura é a mesma coisa. Você não vai sentir a necessidade de ler tudo novamente para encontrar aquela dica perdida no meio do texto.

Leia mentalmente

Sabemos que muitos têm essa dificuldade, pois acreditam que podem se concentrar melhor, claro que na hora da prova do ENEM, não dá para ficar falando alto. Mas isso atrasa sua leitura. Quando você gesticula, sussurra ou lê em voz alta, você está dando trabalho em dobro para seu cérebro. Além de processar as informações ele tem que distribuí- la para seus músculos da fala.

Use sua caneta para acompanhar a leitura Ao utilizar dessa técnica, você tem menos chances de se perder na leitura e repetir a linha, em caso de algum tipo de distração. Mantenha uma distância da folha Evite ficar com os olhos muito próximos da folha, é importante que você mantenha uma boa postura na cadeira e leia de longe. Para quem tem problemas visuais como miopia ou astigmatismo, não esqueça seus óculos. Se você ainda não providenciou os seus, vá atrás por que ainda há tempo. Não dá para fazer uma prova com dor de cabeça, né? Procure não se mexer muito Não fique mexendo muito a cabeça e nem os olhos para acompanhar a leitura. Este movimento por muitas horas pode te causar enjôos, náuseas e até mesmo tonturas. Não prejudique sua prova! Leia com atenção Nenhuma dessas dicas irá adiantar se você não assimilar a informação. Não leia mais rápido do que você é capaz de interpretar. Você acabará lendo novamente ou optando pelo “chute” arriscando o seu tempo.

Quando for fazer simulados ou estudar em casa coloque em prática essas dicas. A importância de praticar algo te faz mais rápido naquilo que você quer aperfeiçoar.

estudar-por-apostilas

Bookmark and Share

Estude sem se cansar para o ENEM!

13 de julho de 2015 3

Ao contrario do que a maioria pensa, estudar pode ser um momento prazeroso se feito de maneira agradável. Por isso, viemos aqui para te dar boas dicas para você não se cansar nessa jornada de estudos para o Enem.

- É muito importante que você crie um tempo para estudar. Se você é daqueles que deixa para estudar no últimos dias, saiba que vai passar por apertos. Se começar agora, você tem tempo de criar métodos divertidos para aprender mais.

- Escolha bem o seu lugar de estudos, de preferência onde tenha o mínimo de distrações possíveis. Porém, não esqueça que você pode precisar de algumas coisas durante as horas de estudo, como ir a cozinha fazer um lanche ou ir ao banheiro.

- Não se esqueça das pausas! A cada hora, dez minutos de descanso.

- Uma boa tática é criar um grupo de estudos ou chamar um amigo ou colega de turma com quem estudar. Os dois modos, têm bons resultados. Estudar com mais pessoas é uma opção que deixa essa prática mais animada.

- Não deixe que os estudos caiam em uma mera rotina. Para isso, criem canções com aquelas matérias mais difíceis e objetivas. Se for estudar história, se imagine lendo para uma criança e conte para ela um conto ou como e fosse um filme. Mas faça isso em voz alta!

- Se estiver estudando com mais gente, crie jogos e competições. Determinem um prêmio para aquele que aprendeu mais coisas em um tempo determinado pelo grupo. A competitividade pode aumentar incitar em bons resultados.

Os estudos podem ser mais dinamizados. Mantenha o foco que em pouco tempo você vai ver os resultados. Agora que tem essas dicas legais, é começar que ainda dá tempo! ;)

o-UNIVERSITY-STUDENTS-facebook

Bookmark and Share

Dicas de Geografia ENEM: Principais movimentos do Planeta Terra

09 de julho de 2015 2

 

Como todos os corpos do Universo, a terra também não está parada, realizando assim, 14

movimentos. Os principais movimentos do nosso planeta são rotação e translação e conhecer esses movimentos significa entender uma

parte da dinamicidade do espaço sideral.

Rotação

É o movimento que a Terra faz em torno do seu próprio eixo imaginário. A rotação acontece

no sentido anti-horário, do Oeste para o Leste com duração de 23 horas, 56 minutos e 4

segundos. Trazendo um movimento aparente do sol seja de leste (nascente) para oeste

(poente). A maior evidência deste movimento é a decorrência de dias e noites.

Curiosidade: A rotação é responsável pelo achatamento dos pólos e influencia na circulação

atmosférica e nas correntes marinhas.

Translação

É o famoso movimento elíptico que a Terra realiza em órbita ao redor do sol. Tem uma

duração de 365 dias, 5 horas e 48 minutos. Quando nosso planeta completa um volta, dizemos

que se passou um ano. Devido à inclinação do eixo terrestre, a translação é responsável por

marcar as quatro estações do ano devido à sucessão dos solstícios e equinócios.

Curiosidade: Este movimento também é conhecido como Revolução.

A precessão – ou precessão dos equinócios

É um movimento giratório realizado pela projeção de eixo de rotação terrestre no sentido

horário. Ocorre duas vezes no ano, no dia 21 de março, os raios solares incidem

perpendicularmente sobre a linha do Equador, tornando o dia com a mesma duração da noite

na maior parte da Terra. Nesse dia, no hemisfério norte, é o equinócio de primavera. No

hemisfério sul, o equinócio de outono. Já no dia 23 de setembro, ocorre o efeito inverso nos

hemisférios.

Curiosidade: Equinócio significa noites iguais aos dias.

Solstício

Acontece quando a luz solar incide com maior intensidade sobre um dos hemisférios, ou seja,

é o momento de máxima desigualdade de iluminação. É quando uma parte da terra encontra-

se toda iluminada e a outra não. O solstício acontece duas vezes por ano: No hemisfério norte

o solstício de verão ocorre por volta do dia 21 de junho e o solstício de inverno por volta do dia

21 de dezembro.

Curiosidade: Solstícios de verão a duração do dia mais longa do ano; Solstício de inverno tem a

duração da noite mais longa do ano.

 

Fontes:

http://www.suapesquisa.com/geografia/movimentos_terra.htm

http://educacao.uol.com.br/disciplinas/geografia/movimentos-da-terra-rotacao-translacao-e-

estacoes-do-ano.htm#fotoNav=6

http://www.brasilescola.com/geografia/movimentos-terra.htm

geo

Bookmark and Share

Como estudar biologia para o Enem

07 de julho de 2015 1

O Enem costuma cobrar temas que levam o estudante a racionar de maneira lógica. Na prova de Biologia, traz temas mais relacionados ao cotidiano e questões interdisciplinares na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias. O tema mais cobrado é ecologia, seguido por evolução, fisiologia e genética.

É de grande importância que os candidatos leiam atentamente o enunciado, redobrando a atenção no último parágrafo em que se encontra a pergunta. Muitas vezes, as alternativas podem contem alguma dica para a resolução da questão.

Dica: Treinem interpretações de gráficos e tabelas!

Ecologia
Os é abordado temas relacionados à realidade, como o uso da água, geração de energia, sustentabilidade, destino do lixo, desmatamento e aquecimento global.

Evolução
É muito importante rever os estudos de casos, como o clássico melanismo industrial – Seleção natural agindo sobre as mariposas brancas e pretas na Revolução Industrial. Foque em estudar as teorias de Lamarck e Darwin e os mecanismos de formação das espécies.

Fisiologia
O Enem costuma trazer temas como as reações do corpo quanto aos exercícios físicos, a uma dieta especial de alimentos e a mudanças climáticas. O estudante deve priorizar o funcionamento dos sistemas do corpo humano.

Genética e biotecnologia
Na genética, é muito importante que o aluno domine a Primeira e Segunda lei de Mendel. Necessário também o conhecimento sobre os genótipos e fenótipos e nos cálculos de probabilidade. Em biotecnologia devem ser estudados assuntos como as técnicas do DNA recombinante, de clonagem, terapia gênica, transgênicos e as implicações éticas no uso destas técnicas.

Bookmark and Share

Dicas de como fazer um bom título de Redação

06 de julho de 2015 1

Assim como você observa os livros e julga os conteúdos, seu título é a capa de sua redação. Apesar de ser tão importante, o Enem não exige um título para o texto. Mas é claro que, aquele que põe um título já chama a atenção do avaliador.

Ao contrário do que muitos pensam o título não é tão difícil para ser formulado. Deve apenas conter o assunto que você abordou, portanto, ele é a última coisa a ser feita. Há cinco coisas que você deve levar em consideração no momento de formular o título.

  1. O título é a síntese do tema abordado

Se imagine nesse instante você procurando filmes que ainda nunca viu. Os títulos dos filmes acabam te influenciando na hora da escolha. E você imagina que o filme deve estar relacionado ao título. No momento em que você esta escrevendo, é isso que deve ser levado em consideração. Tente não fugir do assunto.

1.1.Dica: Pense que seu amigo te perguntando sobre o que você está escrevendo. “Responda isso para ele”.  A partir disso, é só elaborar seu título.

 

  1. Não use frases longas

Um bom título deve falar tudo em poucas palavras. Use na frase no máximo quatro palavras. Procure sem objeto.

  1. O uso do verbo é opcional

Se você é aquela pessoa que ama ficar lendo manchetes de jornais, deve pensar: Será que sempre tem que haver um verbo no título? Apesar do verbo dar mais força e sentido de ação, não há regra para o uso de verbos no Enem.

  1. Seja criativo

Não deixe que a formalidade faça do seu título complexo. Mostre sua capacidade de chamar atenção com expressões coloquiais. Desde que haja relação com o texto, nada impede o uso de título figurativo e com expressão.

4.1. Dica: Fuja de frases prontas, de chavões e gírias – Isso é o contrario da criatividade. JAMAIS use o tema dado pela banca como título. Fique atento, a cópia do enunciado pode provocar a anulação do texto.

 

  1. Aspas, linha em branco e PONTO FINAL

Assim como o verbo, não há restrição para o uso das aspas.

Esteticamente a linha em branco deixa o texto mais bonito, porém não é necessário, ainda mais se o espaço para a redação for pequeno.

Título não se usa PONTO FINAL: Se for uma oração você pode usar o ponto final, mas, se for uma expressão sem verbo, não.

vestibular-1-300x200

Bookmark and Share