Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de outubro 2015

Temas para a Redação do Enem 2015

20 de outubro de 2015 2

Se o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é a prova mais esperada do ano, o tema da redação é dos assuntos mais comentados entre os estudantes. Até o dia da prova, ninguém sabe sobre o que vai precisar escrever 30 linhas de texto dissertativo-argumentativo em cerca de uma hora.

Sabe-se que o tema da redação do Enem costuma envolver alguma polêmica, questão social, ecológica ou problema da atualidade. Mas com tanta coisa acontecendo no Brasil e no mundo, como se preparar? Dá para saber exatamente qual das “atualidades” vai cair na redação do Enem 2015?

A resposta, infelizmente, é não. Não dá para “adivinhar” o tema da redação do próximo Enem. Mas a boa notícia é que é possível ter uma ideia aproximada de assuntos com maior probabilidade de aparecer no Exame.

Separamos 10 temas relevantes da atualidade que podem ser cobrados em 2015 e, em seguida, contamos como funciona a escolha do tema para a redação do Enem!

10 temas para a redação do Enem 2015

Confira 10 temas da atualidade que podem cair na redação do Enem em 2015. Todos eles têm aparecido com frequência na mídia como destaques em notícias, editoriais, reportagens e especiais de TV:

1. Crise da Água: A crise hídrica vivida nos últimos meses, principalmente em São Paulo, tem desdobramentos sociais, econômicos, políticos e ecológicos.

2. Intolerância religiosa: Tido até então como um país onde diferentes crenças sempre conviveram pacificamente, recentemente o Brasil passou a vivenciar episódios seguidos de intolerância religiosa.

3. Maioridade Penal: A maioridade penal é a idade mínima pela qual uma pessoa pode ser julgada criminalmente, como adulto, por seus atos. No Brasil, a maioridade penal é de 18 anos. A redução da maioridade penal para 16 anos é um tema polêmico, que divide a opinião de políticos, juristas, defensores dos direitos da criança e do adolescente e da sociedade em geral.

4. Racismo e homofobia: Apesar de alguns avanços da legislação brasileira, que considera crime qualquer manifestação de racismo e permite aos casais do mesmo sexo adotarem filhos, entre outros direitos que lhes foram negados por muito tempo, o Brasil está longe de ser um país livre de racismo e de homofobia. Como podemos combater esses dois problemas?

5. Jogos Olímpicos 2016: O Rio de Janeiro sediará os Jogos Olímpicos de 2016. Quais serão os impactos positivos e negativos para a cidade, o Estado e o País?
6. Descriminalização das drogas: Em Portugal, consumir alguma droga não é crime. A posse (mas não o tráfico) de drogas passou a ser um problema a ser tratado no âmbito da saúde e não da polícia. Um dependente químico que for pego usando drogas não é preso, e sim encaminhado para um programa de tratamento (se o usuário quiser). Desde a descriminalização, há quase 15 anos, o consumo de drogas no país diminuiu. Será que esse modelo funcionaria no Brasil?

7. Corrupção: O escândalo da Federação Nacional de Futebol (FIFA), cujo esquema envolvia executivos do futebol brasileiro, e o “Petrolão”, que investigou irregularidades na Petrobras são dois exemplos de corrupção exaustivamente mostrados na mídia. Mas a corrupção não está apenas em “grandes esquemas”, pode existir em pequenos delitos e gestos do cotidiano, no famoso “jeitinho brasileiro” de querer levar vantagem e burlar as regras.

8. PEC das Domésticas: 
Foi sancionada a lei que garante aos trabalhadores domésticos: adicional noturno, obrigatoriedade do recolhimento do FGTS por parte do empregador, seguro-desemprego, salário-família, auxílio-creche e pré-escola, seguro contra acidentes de trabalho e indenização em caso de demissão sem justa causa. Empregadores reclamaram dos custos, mas os domésticos passaram finalmente a ter direitos que já eram garantidos a outros trabalhadores com carteira assinada no Brasil.

9. Limites do Humor: é permitido fazer graça sobre tudo? Onde acaba o humor e começa o desrespeito? O mundo está ficando “mais chato”, mais conservador, ou mais consciente das diferenças e direitos do outro?

10. Terceira Idade: O Brasil está ficando mais velho, pois a população começa a ter uma expectativa de vida maior. Como estamos nos preparando para cuidar dos nossos idosos?

Dica quente: siga o passo a passo e prepare-se para escrever sobre esses temas na redação do Enem:

  1. Procure saber mais sobre cada um desses temas.
  2. Reflita sobre sua posição a respeito de cada um deles e reúna fatos e argumentos que comprovem ou apoiem o seu ponto de vista (tese).
  3. Reflita também sobre uma possível solução para cada questão: é a chamada “proposta de intervenção social” pedida no modelo dissertativo-argumentativo da redação do Enem. Lembre-se que essa proposta precisa respeitar os direitos humanos.
  4. Faça uma redação para cada um desses temas, seguindo o modelo proposto pela organização do Enem.

Mesmo que nenhum desses temas seja o escolhido para a prova, você terá treinado o modelo e estará muito mais bem informado! Vale lembrar que várias questões objetivas da prova do Enem envolvem atualidades.

Fonte:  www.mundovestibular.com.br

Bookmark and Share

10 dicas para aumentar a produtividade na redação do Enem

16 de outubro de 2015 0

Sempre um grande desafio entre os candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a prova de redação exige atenção, calma, conhecimento sobretemas da atualidade e capacidade de expressão e argumentação. Pode parecer difícil contar com essas habilidades dentro do tempo estipulado de 5 horas e 30 minutos para a realização das provas do segundo dia do Exame. Mas, se o estudante se atentar a algumas recomendações, certamente terá um bom desempenho.

Com o objetivo de ajudar os educadores na preparação dos seus alunos, selecionamos 10 dicas para ganhar tempo e produtividade na realização da prova de redação do Enem, agendada para 25 de outubro. Fique por dentro!

1. Fazer a redação antes de responder às questões dos demais cadernos pode ser uma estratégia de sucesso. Assim, o candidato não estará cansado mentalmente para planejar e elaborar o conteúdo solicitado.

2. Ter calma, atenção ao enunciado da prova e ao tempo de realização faz toda a diferença para uma boa redação.

3. Identificar e analisar os dados apresentados como situação-problema faz parte de uma redação mais consistente e objetiva.

4. Iniciar o texto com uma introdução ao tema, seguido por explicações e argumentos para expressar sua opinião sobre o problema apresentado, respeitando sempre os direitos humanos, também são passos que devem ser seguidos na realização da prova.

5. Ter o cuidado de manter coesão e coerência na elaboração do texto, lembrando que se está produzindo um texto dissertativo-argumentativo em prosa, é fundamental.

6. Evitar citações de intelectuais da área do tema em questão, afinal, os avaliadores vão querer saber a opinião do candidato.

7. Estar atento à pontuação, evitando confundir palavras parecidas e o uso de palavras difíceis.

8. Respeitar o mínimo de sete linhas para a elaboração do texto.

9. A solução para o problema ou a opinião do autor devem estar também na conclusão da redação.

10. Terminar a redação mostrando que apresentou um desfecho para a situação-problema, sem escrever “acabou”, “pronto” ou “fim” no final do texto.

Duvidas-sobre-a-redação-do-Enem.-02

Bookmark and Share

Maior fenômeno da internet, professor Paulo Jubilut e convidados, realiza o Aulão para o Enem em Florianópolis

16 de outubro de 2015 0

Paulo Jubilut é o professor mais influente do Brasil no youtube, e conta com mais 2,8 milhões de likes na fanpage do facebook, além disso, é consultor do programa da Fátima Bernardes da Rede Globo. E neste ano estará realizando novamente um aulão para o Enem, na cidade na qual reside, em Florianópolis.

O Aulão, que é realizado pela Rede de Professores Online do Brasil (ProfeOnline), contará com a presença de outras feras da internet como os professores Oto Luna e Josi Motta.

O professor Oto Luna, ministras aulas de História, e é um fenômeno das vídeoaulas no youtube com mais de 600 mil visualizações. Nas horas de folga é guitarrista da banda Black Jackie.

A professora Josi Motta é palestrante da disciplina de Redação e Gramática e Literatura para aulões em todo o Brasil, com mais de 500 mil visualizações no youtube, e ela já teve participações em vários jornais e revistas de Santa Catarina e de todo país.

Para os ingressos, o participante pode optar pela compra presencial ou online diretamente pelo site www.profeonline.com.br.

imagem impulsionar - jubilut - aulão 2015

Bookmark and Share

Enem e suas quatro áreas de conhecimento – Parte 3

15 de outubro de 2015 0

Nas duas últimas publicações sobre o Enem, nos falamos sobre as duas primeiras áreas de

conhecimento – Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias. Estas

áreas são dadas no primeiro de prova do Enem, ou seja, no dia 24 de outubro. Fique atento agora em

tudo que falaremos nessa publicação.

 

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

No segundo dia de prova, esta área da prova é composta por 45 questões inter-relacionadas sobre os

assuntos de Língua Portuguesa, Literatura, Gramática, Interpretação de textos e Língua Estrangeira. Na

parte que foca em literatura, os enunciados são longos que retratam diversas fases da história, sendo

necessária a utilização do contexto histórico para responder às questões. A prova de Língua Estrangeira

deve ser previamente escolhida no momento da inscrição – de Inglês ou Espanhol, totalizando 5

questões da prova.

Língua Portuguesa: Tipos, gêneros e usos em língua portuguesa; Organização e progressão textual;

papéis sociais e comunicativos dos interlocutores, relação entre usos e propósitos comunicativos,

função sociocomunicativa do gênero, aspectos da dimensão espaço-temporal em que se produz o texto.

Norma culta e variação linguística – uso dos recursos linguísticos em relação ao contexto em que o texto

é constituído: elementos de referência pessoal, temporal, espacial, registro linguístico, grau de

formalidade, seleção lexical, tempos e modos verbais; Uso dos recursos linguísticos em processo de

coesão textual: elementos de articulação das sequências dos textos ou a construção da microestrutura

do texto.

Literatura: Produção literária e processo social; Processos de formação literária e de formação nacional;

Produção de textos literários, sua recepção e a constituição do patrimônio literário nacional; Relações

entre a dialética cosmopolitismo/localismo e a produção literária nacional; Elementos de continuidade e

ruptura entre os diversos momentos da literatura brasileira; Associações entre concepções artísticas e

procedimentos de construção do texto literário em seus gêneros (épico/narrativo, lírico e dramático) e

formas diversas; Representação literária: natureza, função, organização e estrutura do texto literário.

4 areas de conhecimento do enem - parte 03

Bookmark and Share

Inscrições para o Simulado ENEM Online começam nesta terça-feira em todo o país

15 de outubro de 2015 0

Inscrições para o Simulado ENEM Online começam nesta terça-feira em todo o país

As inscrições para o simulado do ENEM seguem até o dia 19 de outubro, às 18h, no site www.simuladonline.com.br, e a prova acontecerá do dia 1, a partir das 14h, até o dia 19 de outubro.

Todos os estudantes do Brasil podem realizar a inscrição no site do simulado. Mas, atenção: mesmo com 8 dias para acessar a prova, o aluno deve realizá-la no tempo máximo de 4h30min.

Desenvolvida por professores especializados em ENEM e vestibulares, a prova possui 90 questões divididas entre as quatro áreas de conhecimento do exame nacional: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Matemáticas e suas Tecnologias, além de Redação.

O Simulado ENEM Online é o primeiro do Brasil e chega a sua sexta edição com a participação de mais de 65 mil alunos. A previsão para este ano é que mais de 5 mil estudantes acessem a prova. “O Simulado Enem é uma forma muito prática de testar os conhecimentos adquiridos durante o curso e de preparar os alunos para a prova do Enem, que este ano acontece no fim de outubro”, ressalta o coordenador do Pró Universidade, Otavio Auler.

O simulado é realizado pelo Simulado Enem Online e tem o apoio do Pró Universidade e da Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL).

Serviço

Inscrições: de 22 a 19 de Outubro;

Período da prova: 1 a 19 de outubro, às 23h59min;

Site: www.simuladonline.com.br

simulado online 2015 - campanha face

Bookmark and Share

Enem e suas quatro áreas de conhecimento – Parte 2

14 de outubro de 2015 0

Como combinamos na última publicação sobre os temas do Enem, hoje falaremos sobre a área de

Ciências Humanas e suas Tecnologias. Para quem não sabe, a prova é constituída por 45 questões

objetivas que testam uma gama de conhecimento.

 

Ciências Humanas e suas Tecnologias

A prova é composta pelas matérias de História, Geografia, Filosofia e Sociologia. Assim como nas outras

provas a multidisciplinaridade está presente. É comum o aparecimento de imagens, documentos e

textos para se caracterizar o momento histórico da questão. Geralmente essa prova é realizada no

primeiro dia de ENEM.

 

História: Processo de independência do Brasil; Luta pela emancipação dos escravos; Revolução Francesa;

Colonização mercantilista; Segundo reinado – D. Pedro 2º; Era Vargas; Ditadura militar; Golpe militar;

Primeira e segunda guerra mundial; Revolução Industrial; Formação do espaço urbano-industrial.

Transformações na estrutura produtiva no século XX – o fordismo, o toyotismo; Industrialização

brasileira; Urbanização e transformações sociais e trabalhistas. A globalização e as novas tecnologias de

telecomunicação e suas consequências econômicas, políticas e sociais. Produção e transformação dos

espaços agrários; Assalariados do campo e as lutas sociais no campo; Relação campo-cidade.

Geografia: Nova ordem ambiental internacional; Políticas territoriais ambientais; Uso e conservação dos

recursos naturais; Unidades de conservação; Corredores ecológicos; Questões ambientais

contemporâneas – mudança climática, ilhas de calor, efeito estufa, chuva ácida, a destruição da camada

de ozônio; Zoneamento ecológico e econômico; Origem e evolução do conceito de sustentabilidade;

Estrutura interna da terra; Estruturas do solo e do relevo; Agentes internos e externos modeladores do

relevo; Situação geral da atmosfera e classificação climática; As características climáticas do território

brasileiro; Os grandes domínios da vegetação no Brasil e no mundo; Projeções cartográficas; leitura de

mapas temáticos

Filosofia e Sociologia: Formas de organização social, movimentos sociais, pensamento político e ação do

Estado – Cidadania e democracia na Antiguidade; Estado e direitos do cidadão a partir da Idade

Moderna; Democracia direta, indireta e representativa; Revoluções sociais e políticas na Europa

Moderna. Formação territorial brasileira; as regiões brasileiras; políticas de reordenamento territorial;

Grupos sociais em conflito no Brasil imperial e a construção da nação; Desenvolvimento do pensamento

liberal na sociedade capitalista e seus críticos nos séculos XIX e XX; Políticas de colonização, migração,

imigração e emigração no Brasil nos séculos XIX e XX.

4 areas de conhecimento do enem - parte 02

Bookmark and Share

Depois de percorrer por Santa Catarina o aulão Mestres do Enem chega a Florianópolis

14 de outubro de 2015 0

Depois de percorrer por Santa Catarina o aulão Mestres do Enem chega a Florianópolis

As inscrições estão abertas a partir desta terça-feira no site www.prouniversidade.com.br, e o aulão especial para o ENEM acontece no sábado (17/10), 13h às 18h, no ginásio do colégio Instituto Estadual da Educação, Av. Hercílio Luz, 418 – Centro. As vagas são limitadas.

O curso Pró Universidade promove na Grande Florianópolis o Aulão Mestres do Enem. Depois de realizar uma maratona que atendeu mais de 3 mil alunos por toda Santa Catarina, chega a Florianópolis o aulão mais completo e com a melhor equipe de professores do estado.

O Aulão que ocorre desde 2006 já recebeu mais de 23 mil alunos. Em parceria com a Secretaria de Estado da Educação, o encontro acontece nos moldes da prova do Enem, ou seja, por áreas do conhecimento: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Matemáticas e suas Tecnologias, além de Redação.

Estarão no palcoprofessores especialistas em Enem para ministrar os conteúdos, explicar como funciona o exame e dar dicas de preparação para o dia da prova. Formatado para promover a interdisciplinaridade entre os conteúdos, o aulão acontece de forma interativa entre os estudantes e professores no palco.

“Trazemos para o palco exatamente a interação entre as áreas de conhecimento que o estudante irá encontrar na prova do ENEM”, explica o professor e coordenador do Pró Universidade, Otavio Auler.

A proximidade do aulão com a data do exame do ENEM, dias 24 e 25 de outubro, tem o objetivo de promover a assimilação de importantes dicas pelos estudantes, que fazem a diferença no momento da prova e na conquista de uma vaga nas universidades públicas. Conteúdos especiais também podem ser acessados no site e na página do facebook do Pró Universidade.

Para a entrada no aulão, o estudante deve apresentar o comprovante de inscrição impresso e levar um quilo de alimento não perecível, exceto sal. Os alimentos serão doados para organizações filantrópicas do estado.

 

Serviço

Inscrições: No site www.prouniversidade.com.br; (vagas limitadas)

Data do aulão: 17/10, das 13h às 18h;

Local: Ginásio doInstituto Estadual da Educação, Av. Hercílio Luz, 418- Centro;

Ingresso: 1kg de alimento não perecível, exceto sal.

mestres do enem - impulsionar

 

Bookmark and Share

O sono e o ENEM

13 de outubro de 2015 0

Descubra algumas consequências por não dormir direito

Ficar cansado pode ser mais destrutivo do que você pensa. Nas vésperas do Enem, o importante agora é

dormir bem. Se você pensa que isso não tem nada a ver e que não faz sentido, dê uma olhada em como

o seu cérebro sofre com quando você não dorme direito.

Perda de memória

Se imagine na hora da prova e a memória começa a falhar. Isso não é nada legal. Os cientistas explicam

que enquanto dormimos o hipocampo, uma parte do cérebro, exibe um padrão de atividade neural

quando a mente “grava” novas informações. Então se você não dorme, perde parte de sua memória.

Resposta rápida

Quando você não dorme, seus argumentos ficam meio sem sentido. E isso não pode acontecer de forma

alguma na hora da redação do Enem. Os cientistas explicam que as atividades no Giro frontal inferior –

responsável pelo poder de argumentação – melhoram enquanto dormimos. Caso contrário, o cansaço

afeta os processos cognitivos do pensamento, o que ajuda na hora de um debate ou argumentação.

Distração

Sabemos que quando estamos estudando é muito fácil perder o foco. Existe uma parte do cérebro

responsável pela atenção e ela é uma das mais prejudicadas quando estamos cansados. Depois de uma

boa noite de sono, seu cérebro descansa e volta ao normal. Sendo assim, você se concentra melhor no

que estiver fazendo, como na leitura ou na resolução de um problema.

Dores de cabeça

Uma decorrência da falta de sono é a dor de cabeça. As alterações nos lobos frontal, temporal e parietal

são os responsáveis pela dor, mas os cientistas ainda não sabem explicar os motivos. Se você tem

tendências a sentir dores de cabeça quando esta ansioso comece a policiar quanto tempo tem dormido

por noite.

Para que nenhum desses efeitos chegue até você, procure dormir o suficiente – pelo menos 8h por noite

– para ter um cérebro em plena forma.

sonos0611

Bookmark and Share

Conheça a história do aluno de escola pública que acertou 95% do ENEM

10 de outubro de 2015 0

Aluno de escola pública de Fortaleza acerta 95% do Enem

Uma história de superação e de esforço pessoal de um garoto comprometido a mudar o próprio destino. É dessa forma que pode ser resumida a trajetória do estudante cearense João Vitor Claudiano dos Santos, de 16 anos. Aluno da Escola Estadual Governador Adauto Bezerra, de Fortaleza (CE), João acertou 172 das 180 questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o equivalente a 95% do total da prova. Como comparativo, o menino ultrapassou os 164 acertos da estudante mineira Mariana Drummond, que conquistou o primeiro lugar no Enem em 2013.

Filho da diarista Ana Maria dos Santos, que não sabe ler ou escrever, João e os irmãos sempre valorizaram a oportunidade de estudar: “Ele dormia, em média, quatro horas por dia, passava os finais de semana estudando e quase não assistia televisão. Eu não tive a oportunidade que eles tiveram, mas tentei passar o valor da educação para os meus filhos”, destacou a mãe do estudante em entrevista ao Brasilidade, o Tumblr do Palácio do Planalto.

De acordo com João Vitor, um dos fatores que mais o motivou a estudar foi a ampliação do acesso às universidades públicas no Brasil nos últimos anos por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e da popularização do Enem.

“Eu e meu irmão, o Gerson, a gente estuda muito. Então, desde 2010, a gente viu, com o sucesso do Enem e do Sisu, que as universidades públicas tinham aberto suas portas. Eu e o Gerson enxergamos nessa oportunidade a chance de conseguirmos vencer na vida e de mudar a realidade da nossa família, que é toda do interior e que não tem ninguém que tenha conseguido chegar à universidade”, afirmou. Para alcançar esse objetivo, João Vitor se valeu de sua paixão pela leitura para superar uma das maiores dificuldades atribuídas ao Enem: a extensão dos textos e o tamanho da prova. “O que tem de cansativo no Enem são os textos grandes. Então, minha estratégia foi me adaptar à leitura, ler livros grandes, alguns com linguagem rebuscada”, conta o estudante que começou lendo integralmente os livros didáticos distribuídos gratuitamente pelas escolas públicas. Ele lembra que, a partir do oitavo ano, passou a se interessar também pelos livros clássicos por influências do avô e da mãe:

“Quando eu tinha uns 12 anos, meu avô me deu o livro ‘Caçador de Pipas’ que é um romance extraordinário, daí eu comecei a ver que a leitura não era só fórmula, não era só química, não era só matemática. A minha mãe – que não sabe ler – não deixou que eu esquecesse os clássicos. Quando eu comecei a ler, eu não parei mais. Até hoje eu leio em torno de 80, 90 livros por ano,” contabiliza.

Dificuldades No entanto, o reconhecimento recente conquistado por seu resultado no Enem não deixa que João Vitor se esqueça das dificuldades que enfrentou durante sua trajetória escolar. Para o estudante, alcançar bons resultados na escola foi a estratégia que adotou para enfrentar o bullying que sempre sofreu em razão do cabelo, da altura e da magreza. Outro episódio que o marcou profundamente foi o fato de não poder ir ao colégio porque seu único tênis havia furado: “Como eu sempre andei bastante para chegar à escola, meu tênis acabou furando. Foi quando eu resolvi não ir ao colégio. As pessoas já me discriminavam antes disso, se eu fosse de chinelo elas iam se distanciar ainda mais, me ‘olhar torto’. Isso me machucava e ainda machuca muito”, afirma. Ao perceber a situação do adolescente, a mãe de João acabou conseguindo comprar um outro calçado para o filho. Essa foi a única vez que o garoto faltou à escola na vida.

Carreira Apaixonado pela área das ciências exatas e da natureza, João Vitor pretende realizar o sonho de infância de se tornar cientista. Para isso, o estudante planeja cursar a faculdade de Ciências Biológicas em uma importante universidade pública do País e se especializar na área de Biologia Molecular. Ele ainda tem o sonho de participar do Programa Ciência sem Fronteiras do Governo Federal e estudar na Inglaterra ou na Alemanha, segundo ele, os dois países com as pesquisas mais avançadas na área de Biologia Molecular no mundo.

Apoio Escolar Além do sucesso de João Vitor, a Escola Estadual Adauto Bezerra acumula, nos últimos anos, exemplos de alunos aprovados nas principais universidades do Ceará e do País. Isso se deve à política adotada pela escola de preparar os estudantes com base na qualidade de ensino e em um processo de motivação dos alunos. Só em 2013, quase metade dos alunos matriculados no 3º ano do colégio (244) garantiram o ingresso no Ensino Superior, 144 deles em universidades públicas. Em 2005, esse número não chegava a cinco estudantes.

“Há alguns anos, se você chegava em uma turma de 3º ano e perguntava quem acreditava que ia entrar em uma universidade, quatro ou cinco levantavam mão. Hoje, praticamente 100% dos estudantes da Adauto Bezerra acreditam que é possível se tornar universitário, mudar a sua vida e mudar a vida de sua família”, destaca o professor Monteiro Firmino.

Fonte: Blog do Planalto

Bookmark and Share