Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "ENEM"

Possível data do ENEM: dias 08 e 09 de novembro

16 de abril de 2014 0

Segundo o jornal Estado de São Paulo o  Ministério da Educação (MEC) já tem data para a próxima edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem): dias 8 e 9 de novembro de 2014.

Instituições de ensino onde as provas devem ser aplicadas já estão recebendo consulta para cessão de espaço nesta data. Oficialmente o MEC informou que o calendário ainda não está pronto.

No ano passado, 7,1 milhões de estudantes inscreveram-se no Enem. Em 2009, o exame passou por uma grande reforma e deixou de ser apenas uma avaliação do ensino médio. Desde então, o exame é adotado como seleção de praticamente todas as universidades e institutos federais, além de ser critério para bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni) e do Financiamento Estudantil (Fies). As notas do Enem também servem como certificação do ensino médio e para participação do programa Ciência sem Fronteiras.

Abaixo documento enviado pelo MEC às escolas

Fonte: Estadãoenem3-744x1024

Bookmark and Share

Para que serve o ENEM?

04 de abril de 2014 1

 

O exame também é obrigatório para estudantes de escolas públicas interessados em bolsas de estudo parciais ou integrais em universidades particulares por meio do Prouni, bolsas de intercâmbio pelo Ciência sem Fronteiras e para universitários que querem financiar um curso superior pago por meio do Fies.

Além de estudantes prestes a ingressar na graduação, ou que já estão no ensino superior, o Enem ainda serve para que adultos que não completaram o ensino básico na idade certa possam conseguir o certificado de conclusão do ensino médio. Confira todas as funções do Enem:

- Seleção para universidades

As notas do Enem são usadas para selecionar os candidatos para as vagas em universidades federais e outras instituições de ensino. As universidades podem usar o Enem como único método de seleção, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ou fazer uma combinação entre as notas do Enem e seu vestibular próprio. O Sisu já recebeu a adesão da maioria das universidades e institutos federais e, em 2013, ofereceu cerca de 170 mil vagas nas duas edições do processo seletivo. Pelo menos 70 instituições devem usar, de alguma forma, as notas do Enem.

- Programa Universidade para Todos (Prouni)

Para disputar uma bolsa de estudos do Prouni, que varia de 50% a 100% do curso de uma instituição de ensino superior privada, o candidato precisa ter obtido nota mínima de 400 pontos no Enem, entre outros requisitos. Desde 2004, quando foi criado, o Prouni já ofereceu, até o primeiro semestre de 2013, mais de 1,2 milhão de bolsas de estudo em cursos de graduação e sequenciais de formação específica.

- Financiamento estudantil (Fies)

Estudantes que concluíram o ensino médio a partir de 2010 e queriam solicitar o Fies devem ter feito Enem, caso contrário, não poderão solicitar o benefício. Não há nota mínima obrigatória. Estão isentos desta exigência os professores da rede pública de ensino. Pelo Fies é possível financiar os cursos de graduação bem avaliados junto ao MEC. A taxa de juros é de 3,4% ao ano para todos os cursos. Ele pode ser solicitado pelo estudante em qualquer etapa do curso e em qualquer mês. Em agosto deste ano, o governo afirmou haver assinado o milionésimo contrato do Fies.

- Ciência sem Fronteiras
O programa de intercâmbio do governo federal prevê oferecer, até 2015, 101 mil bolsas de estudo para intercâmbios no exterior destinado a alunos de graduação e pós. A partir de 2013, o Enem, antes usado de mandeira classificatória no programa, passou a ser obrigatório aos alunos interessados nas bolsas de estudo da graduação-sanduíche. Para participar, é preciso ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2009 e conseguido a média mínima de 600 pontos.  Os candidatos também são avaliados de acordo com seu aproveitamento acadêmico na universidade. Segundo balanço do governo divulgado em setembro, o Ciência sem Fronteiras já havia concedido aproximadamente 53 mil bolsas de estudos entre julho de 2011 e setembro de 2013.

- Certificação do ensino médio
Quem tem no mínimo 18 anos e não concluiu o ensino médio pode conseguir a certificação por meio do Enem. Neste ano, a pontuação mínima necessária subiu de 400 para 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento e 500 pontos na redação. Desde 2009, quando o Enem ganhou a função de conferir o certificado, o número de candidatos que solicitaram a certificação do ensino médio triplicou: foi de 197.991 naquele ano para 784.830 em 2013. Em 2010, foram 539.216 pessoas; em 2011, foram registradas 545.798. Em 2012, 638.176 pessoas tentaram usar o Enem para conseguir a conclusão do ensino médio.

 

enem-logo-novo

Fonte: G1 

Bookmark and Share

Aluna de 17 anos passa em 6 vestibulares de medicina

01 de abril de 2014 0

Rotina bem administrada, equilíbrio entre estudos e lazer, além de determinação. Esta talvez tenha sido a fórmula para o sucesso de Maria Carolina Costa Rios, jovem de 17 anos aprovada em medicina em seis vestibulares. Recém-formada no ensino médio, Carolina escolheu a graduação na Universidade Federal da Bahia (UFBA), mas também foi aprovada na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Universidade Estadual da Bahia (UNEB), Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Universidade Federal Fluminense (UFF) e na Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Cinco públicas e uma particular. 

Carolina admite que enfrentou um 2013 de preparação intensa, mas não abandonou as atividades que mais gosta.”Não segui uma rotina de estudos fixa. Costumava estudar o máximo possível a cada dia, respeitando sempre meu nível de cansaço e meu tempo de dormir. Passar em medicina não era um objetivo fácil e, para alcançá-lo, foi preciso abdicar de algumas coisas. Dormi menos, não li nada que não fosse relacionado ao vestibular e abandonei algumas atividades. Porém mantive o tempo, embora reduzido, pra meus amigos, família e namorado. No fim, valeu bastante a pena”, diz. 

Passar na Ufba, seu objetivo desde o início, foi uma recompensa. “Não de um ano de estudo, mas de uma vida escolar inteira. Meu objetivo para 2014 era entrar em medicina na UFBA e alcançá-lo foi gratificante, tive a confirmação de que todo sacrifício valeu a pena. Além disso, veio a surpresa da UNICAMP. Ser aprovada nessa universidade era um sonho que parecia bem distante e que eu não imaginava que se concretizaria”, disse a garota, que estudou desde a alfabetização no Isba.

A escolha pela medicina, o pai de Carolina é médico, teve muito a ver com a intenção de fazer a diferença na vida das pessoas. “Não foi uma decisão fácil nem rápida, passei praticamente um ano pensando sobre que carreira seguir. Finalmente me decidi pela medicina, pois penso que dessa forma poderei fazer a diferença na vida das pessoas, ser de alguma forma relevante para os outros. Pesou muito também o meu conhecimento a respeito do mundo da medicina através do meu pai”, afirmou.

Otimista, a estudante que também investiu muito na leitura durante o ano de estudos, agora espera para começar a nova fase de uma carreira promissora. “Pretendo me permitir conhecer todas as áreas da medicina e sentir o que mais gosto. Sei que vou dar o meu melhor e aproveitar todas as oportunidades que surgirem para obter conhecimento”, conclui.

numero-jovens-negros-universidade-quadruplica-noticias

fonte: Portal a Tarde

Bookmark and Share

Como se preparar para o ENEM? Parte 1

24 de março de 2014 0

Algumas dicas para se preparar para o ENEM desde o começo do ano.

1. Faça todas as provas do ENEM, do antigo e, principalmente, do novo. Essa é a mais clichê das dicas, contudo é uma das mais importantes. Muitos vestibulandos ignoram esse elemento imprescindível para quem quer alcançar as notas mais altas. Ao fazer as provas, você perceberá exatamente o que é cobrado do candidato, e como o conteúdo é abordado. Há milhares de sites onde você pode baixar as provas, eis aqui o do Brasil Escola.

2. Faça todos os simulados possíveis, presencias ou online. Assim como o item anterior, fazer mais provas e simulados permite a você treinar o seu tempo. Como a maioria do candidatos dizem ao final dos dois dias de maratona do ENEM: “Eu sabia fazer as questões, o que faltou foi tempo!”
Aí tem aquele pessoal que chora, que se desespera e blá-blá-blá. Para melhorar o tempo, faça as provas sempre que puder com cronômetro. É óbvio! Diga a todos em casa que você vai fazer um simulado, vá para um lugar reservado, de preferência com as provas impressas. Quanto mais real for a situação simulada, melhor os resultados. Empresas como a Geekie-Estadão oferecem simulados nacionais e gratuitos.

3. Use a internet para procurar materiais de estudo online. Algumas apostilas e livros, me ajudaram em especial no último ano. Foram fascículos do Sistema de Ensino Farias Brito e  os livros da Coleção “Passe fácil no ENEM” de Raphael Gouvea, disponibilizados gratuitamente pelo “Projeto Medicina”, um portal extraordinário, criado por Júlio Sousa, que tem integrado milhares de vestibulando de Medicina e outros cursos também. O link é este. Nesses materiais, você encontra um conteúdo de altíssima qualidade para o ENEM, e também um modo de resolução de questões, que eu comprovei, assim como vários colegas, para otimizar seu tempo de prova RADICALMENTE.

Fonte: Refém da rotinaenem-logo-novo

Bookmark and Share

TCU aponta falta de 32 mil professores no ensino médio

21 de março de 2014 0

Quando conversamos com professores escutamos que muitos colegas estão abandonando a profissão, e nas faculdades o número de alunos interessados na carreira de professor tem diminuído, principalmente na área de exatas. 

 No Brasil faltam pelo menos 32 mil professores com formação específica para lecionar no ensino médio da rede pública de ensino. Os maiores déficits estão nas disciplinas de física, química e sociologia. O problema foi apontado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) que avaliou a oferta e a qualidade do ensino médio no Brasil em colaboração com outros 28 tribunais de contas.

O relatório mostra, ainda, que existem 46 mil professores que integram a rede, mas não possuem formação específica em nenhuma das disciplinas. Há, também, cerca de 61 mil professores fora da sala de aula (dos quais 40 mil em atividades administrativas, 16 mil em outros tipos de afastamento e 5 mil cedidos a outros órgãos não relacionados à área educacional).

Outro problema grave relacionado à política de pessoal nas redes estaduais é o elevado índice de contratação de professores temporários – 30%, em média, no Brasil. Em onze estados, o índice fica na faixa de 40 a 67%.

numero-jovens-negros-universidade-quadruplica-noticias

Bookmark and Share

Edital do Enem 2014 será publicado em Maio

20 de março de 2014 2

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) pretende antecipar a divulgação do edital com datas e regras para o Enem 2014 devido aos preparativos para a Copa do Mundo 2014. Muitos candidatos que não se saíram bem no Enem do ano passado já buscam informações sobre o Enem 2014, assim que o edital for publicado, estaremos disponibilizando-o no nosso site. No edital o candidato terá acesso a todas as informações referentes ao exame, como regras, data de inscrição e de realização das provas. A previsão é de que o Edital do Enem 2014 seja divulgado no mês de maio, assim como ocorreu na última edição do Exame.

enem-logo

 

Bookmark and Share

Enem: Redação liberadas a partir do dia 20/03

11 de março de 2014 0

 

Vale a  pena analisar sua redação com objetivo de melhorar o seu desempenho em um próximo ENEM.

Os espelhos com as correções das redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2013 estarão disponíveis a partir do dia 20 de março, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O candidato poderá acessar a correção individualmente com senha própria pelo site do Enem. O acesso tem caráter pedagógico, pois os alunos não podem mais recorrer para alterar a nota da prova.

Bookmark and Share

MEC explicar cálculo da nota do Enem

25 de novembro de 2013 1

enem-2013-apostila-gratis

Com o objetivo de facilitar o entendimento dos estudantes e sociedade quanto à metodologia de cálculo das proficiências no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) criou o mapa de itens do exame. Por meio do sistema online, os interessados poderão acessar itens das provas, explicações sobre o cálculo da nota e entender como ocorre a variação da complexidade dos itens ao longo da chamada escala de proficiência. 

Além disso, os participantes do teste podem visualizar as habilidades que provavelmente já desenvolveram. O mapa de itens associa cada questão a um ponto da escala de proficiência, que varia de 0 a 1000 pontos.

Assim, o estudante poderá verificar o grau de dificuldade em que um determinado item se encontra. Os participantes com proficiência acima dessa posição possuem maior probabilidade de respondê-lo corretamente. Aqueles com desempenho abaixo dessa posição têm menor probabilidade de respondê-lo corretamente.

Os itens exibidos no mapa foram selecionados por uma comissão de especialistas, de acordo com critérios pedagógicos, para melhor representar o conjunto de habilidades e competências avaliados no exame.

Bookmark and Share

Comunitárias podem oferecer ensino técnico

17 de novembro de 2013 0

Abruc

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, fez apelo aos reitores das instituições comunitárias de educação superior para que estendam a oferta de vagas ao ensino técnico. “Abram vagas e disputem esses alunos”, disse. “Precisamos expandir as vagas e abrigar os alunos que realizaram o Enem [Exame Nacional do Ensino Médio] e não estão cursando o ensino superior.”

O pedido foi feito pelo ministro ao dar posse, em Brasília, ao novo presidente da Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (Abruc), padre Pedro Rubens. Durante a cerimônia, Mercadante salientou a necessidade de o país aumentar o número de vagas para atender tanto à educação superior quanto a profissional. “Os que oferecem curso de engenharia eletrônica abram curso técnico em eletrônica no período ocioso da instituição”, exemplificou, em alusão ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Bookmark and Share

ProUni abre período para instituições

17 de novembro de 2013 0

ProUni 1

Começa na próxima segunda-feira, 18, e se estende até 6 de dezembro o prazo de adesão das instituições de ensino superior ao Programa Universidade para Todos (ProUni). Esta adesão tem em vista a oferta de vagas em cursos superiores no primeiro semestre de 2014.

A Portaria Normativa nº 22, publicada no Diário Oficial da União em 14 de novembro de 2013, seção 1, páginas 8 a 10, traz o roteiro para a adesão de mantenedoras e instituições de ensino superior ao ProUni. A adesão de que trata a portaria compreende dois períodos. O primeiro, de 18 de novembro a 6 de dezembro, é para as instituições que já participam do ProUni e que desejam continuar em 2014; o segundo, de 18 a 29 de novembro, é para as novas mantenedoras.

Bookmark and Share