Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Nos bastidores do Outubro Rosa

26 de outubro de 2012 0

Conheci a Andréia por indicação da clínica Mastocentro, enquanto fazia o trabalho de apuração da reportagem publicada no último domingo no Anexo D.
Depois de uma breve conversa por telefone, marquei para ir até a casa dela em Araquari para nos conhecermos pessoalmente e para que eu pudesse ouvir a história que ela tinha para me contar.
Fiquei comovida com o relato surpreendente dessa mulher. Principalmente porque, depois de tudo passou, teve a grata surpresa de tornar-se mãe novamente. Além da Jenifer e do simpático Gustavo, agora ela também tem a Gabriela, uma linda menininha que ontem, durante o evento no Joinville Garten Shopping, tive o prazer de conhecer.

A primeira vez que vi dona Cladis foi durante um encontro do grupo Projeto Rosa Mulher, na Rede Feminina de Combate ao Câncer de Joinville. Naquele dia apenas assisti à reunião para conhecer de perto o trabalho dessas mulheres. Num segundo encontro, enquanto elas divertiam-se durante um bingo, tive a oportunidade de conversar com algumas delas, inclusive com dona Cladis.
A comoção dela ao contar sobre o câncer que tinha vencido há 16 anos (mesma emoção que marcou uma outra conversa que tivemos na casa dela) chamou minha atenção e pude perceber que, mesmo muito tempo depois, essa é uma experiência  que deixa marcas que não se apagam jamais. Com muita força e ajuda da família e dos amigos, ela superou tudo isso e hoje dá apoio à outras mulheres na mesma situação.

Eu também conheci a dona Irma na Rede Feminina e logo na nossa primeira conversa percebi que ela era uma mulher desenvolta, de bem com a vida e que, realmente, parecia ter encarado a doença com muita tranquilidade. Chamou a atenção a serenidade que ela manteve durante o tratamento ao qual precisou submeter-se várias vezes, sem tirar o sorriso do rosto nem perde a fé e esperança de curar-se.
Num segundo encontro na casa dela, enquanto tomávamos um cafezinho e ela me contava com detalhes como lidou com o câncer três vezes, tive certeza da força dessa senhora de 72 anos, mãe de cinco filhas, que encara a vida com bom-humor e leveza e ainda presta solidariedade a outras mulheres.

Quando falei com Roseana pela primeira vez por telefone e descobri que ela e a mãe tinham passado pelo mesmo problema, imaginei que teriam uma grande história de superação para nos contar.
Foi emocionante ouvir o depoimento de uma mulher tão jovem e que teve tanta força para vencer o câncer de mama. Mais emocionante ainda foi presenciar o amor incondicional de dona Nair, que ficava com os olhos marejados ao falar da filha e que também deu um exemplo de perseverança quando recebeu o mesmo diagnóstico.
Foi com muita gratidão que elas também contaram sobre o amor que receberam da família e dos amigos. Foi esse carinho que fez com que mantivessem a confiança para vencer o câncer.

As fotos são do dia da nossa produção lá na Agrícola da Ilha

Envie seu Comentário