Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

O torcedor do Figueirense merece respeito

25 de julho de 2017 8
Foto: Luiz Henrique/FFC

Foto: Luiz Henrique/FFC

Onde está todo mundo? será que o torcedor não merece uma satisfação? As derrotas estão acontecendo e nada vai ser feito? Se acontecer alguma vitória não faltarão os que vão falar e criticar quem hoje está criticando. É exatamente isso que queremos, resposta dentro do campo. Só que não está acontecendo.

O inimigo mora ao lado

Uma coisa tem que ser revista: que parceiros são esses? Empresta uma penca e o pouco que se aproveita na primeira oferta tira e leva embora. Digo isso porque só se fala nas especulações com Robinho e Henan. O empresário Marcondes quer aproveitar o Figueira para um pesque-pague, e eu já tinha alertado. Tem mais uma coisinha: se o atleta ficar contra vontade é melhor que vá logo, só não seria essa a hora. Por que será que ninguém se interessa por Índio, Cabo ou Juliano?

No CFT Cambirela

A segurança foi reforçada. Estão com medo de quê? Afinal, quem não deve não teme. Hoje o time não tem consistência, toque de bola, não dá esperança ao torcedor, que está enxergando bem tudo que está acontecendo.

A sorte ajuda

Nem todo time é largo como o da vizinhança. Foram 90 minutos de sufoco, vai ao ataque uma vez da um “tochinho” e faz o gol, sem contar a penalidade não dada para o time visitante.

Comentários (8)

  • Ney Lúcio Félix diz: 25 de julho de 2017

    Acho bom é fazerem a limpa, inclusive na Diretoria e começarem a planejar a série B ou C de 2018, simples assim.

  • Série A diz: 25 de julho de 2017

    Kkkkkkk chora secador…

  • Jose Abel diz: 25 de julho de 2017

    Fica focado no nosso time. O que acontece no outro lado da ponte não é problema nosso. Tá na hora sim de aparecer time, dirigente, empresário fdp que quando seus jogadores e técnicos tão jogado num canto aparecerem e querem trazer um bom e oito babás.
    Se é para ficar brincando de futebol tá na hora de ir pra casa e nunca mais aparece perto do Scarpelli.
    Cadê o conselho que só aparece quando querem aparecer mesmo (essa é a palavra certa).
    VERGOOOOONHA

  • jaime diz: 25 de julho de 2017

    Todo incompetente é invejoso!!!!

  • Guido diz: 25 de julho de 2017

    Olá, Ivens e nação alvinegra! O torcedor e a camisa do Figueirense merecem respeito! Acho que chegamos na hora do Figueirense, ame-o ou deixe-o… Já está evidente que só vamos lutar para não cair, talvez então seja a hora de chamar o grupo, reunir os que realmente querem tirar o time dessa situação vexatória e eliminar do elenco quem não quer fazer parte dele… (nessa barca podem ir dirigentes também)… Agora, para falar de algo bom… hoje é aniversário do nosso título catarinense de 1999, 25/07/1999. Que a energia daquele time fantástico possa contagiar nosso elenco. Um forte abraço para Maurício, Pedro Aruba, Carlinhos, Polaco, (Alexandre Rosa) e Denys, Perivaldo, Valdeir, Zé Renato (Claudiomir) e Júlio César (Toninho), Genílson e Aldrovani e ao nosso então técnico Abel Ribeiro. E QUE O FUTEBOL VOLTE AO SCARPELLI!!! QUE FORÇA E A MESMA PAIXÃO QUE NOS MOVIAM EM 1999 POSSAM RESSURGIR E ILUMINAR NOSSA CAMPANHA NO RESTANTE DESTE ANO.

  • EVALDO PORTO diz: 25 de julho de 2017

    Vai chorar na cama que é lugar bem quentinho. KKKKKKK!!!!

  • Cesar diz: 25 de julho de 2017

    O figueirense tem que se espelhar na mitologia, e se reinventar, resurgir das cinzas, Phoenix, está mais do que na hora das mudanças necessárias, mudar a diretoria, buscar investidores internacionais, seguir os caminhos do clube inglês Chelsea, ser um grande clube. Se for mantido o sistema de gestão atual, será difícil o crescimento. Não temos sequer um grande ídolo que traga torcida e inflame o torcedor mirim, a exemplo do Edmundo. É hora da mudança. É hora de respeitar as famílias que fundaram o clube. Viva o Figueirende Futebol Clube.

  • Cesar diz: 25 de julho de 2017

    O figueirense tem que se espelhar na mitologia, e se reinventar, resurgir das cinzas, Phoenix, está mais do que na hora das mudanças necessárias, mudar a diretoria, buscar investidores internacionais, seguir os caminhos do clube inglês Chelsea, ser um grande clube. Se for mantido o sistema de gestão atual, será difícil o crescimento. Não temos sequer um grande ídolo que traga torcida e inflame o torcedor mirim, a exemplo do Edmundo. É hora da mudança. É hora de respeitar as famílias que fundaram o clube. Viva o Figueirende Futebol

Envie seu Comentário