Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Eu contava com os três pontos e vacilaram

23 de maio de 2017 11
Foto: Daniel Chiesa / GuaraniPress

Foto: Daniel Chiesa / GuaraniPress

Se a vitória acontecesse o Figueirense manteria 100% de aproveitamento e a liderança. Não somos imbatíveis, a Série B está nivelada e a cada rodada novos obstáculos acontecerão. Muitos clubes ainda vão se reforçar, e o Alvinegro do Estreito, junto da torcida, vai lutar muito para que no dia 25 de novembro possamos festejar o retorno para Série A.

Primeiro tempo

Muita intensidade, muitas oportunidades de gol, mas o Guarani fez o primeiro aos seis minutos, numa saída muito errada do Thiago Rodrigues, que aos 23 fez um verdadeiro milagre. Os donos da casa tiveram mais quatro chances claras de gol. O Figueirense teve mais posse de bola e criou boas chances de empatar, sem contar dois erros capitais da arbitragem: uma penalidade e uma expulsão.

Deu sopa pra o azar

No segundo tempo os jogadores do Figueirense não tiveram a qualidade de outros jogos, acabando cometendo muitos erros, começando pelo goleiro Thiago Rodrigues, culpado nos dois gols. Juliano, Renan e Índio não acrescentaram, até o Zé Antônio não acertou seus lançamentos.
Jorge Henrique foi esforçado, mais também cometeu seus erros, e Robinho também não apareceu. Não iremos ganhar todas, mas perdemos muito cedo, não dá para bobear. Eu contava com os três pontos e vacilaram.

Jogo para o novo Figueirense se fortalecer

23 de maio de 2017 2
Robinho tá com a bola toda. Foto: Luiz Henrique/FFC

Robinho tá com a bola toda. Foto: Luiz Henrique/FFC

Ainda é cedo para uma análise mais detalhada. Os que foram aproveitados mostraram qualidade e ainda tem alguns esperando para entrar no time. Esse panorama mostra que o Arini conhece o mercado, em poucos dias montou um time que até agora enche os olhos do torcedor mudando totalmente as características da equipe.

Ingredientes

O sucesso de um clube de futebol tem muitos ingredientes: qualidade de seus atletas, da comissão técnica, união e vontade de vencer. Tem um quesito que é essencial: um pouco de sorte. A dupla de zagueiros seria formada por Bruno Alves e Naylhor, que recebeu uma punição. Leandro Almeida agarrou a chance e esta se garantindo. Nossa posição na tabela é boa e os outros resultados da rodada ajudaram.

Sem descanso

A lista dos relacionados que seguiram para Campinas teve só uma modificação. O zagueiro Marquinhos está à disposição do Goiano e viajou com a delegação que enfrenta o Guarani, no Brinco da Princesa, às 21h30min.

Vizinho na segunda

O time do vizinho conseguiu ressuscitar o time muito ruim do São Paulo com o veterano Lugano e do frangueiro Renan Ribeiro. Já o torcedor alvinegro está feliz com vitória sábado e a de segunda também.

Domínio total

22 de maio de 2017 7

23317058

Finalmente o Figueirense tem um bom time de futebol, uns três mil e setecentos alvinegros e não mais que cinqüenta torcedores visitantes viram um futebol encantador. Passes precisos, jogadas e triangulações perfeitas, três belos gols. Convém frisar que o gol do Robinho com três canetas seguidas foi um dos mais belos dos últimos anos.

Reconhecimento do torcedor
Os atletas foram aplaudidos na entrada, no intervalo e na saída de campo. O futebol apresentado foi reconhecido pelo torcedor cantavam nas sociais e nas grandes arquibancadas como a muito não se via a muito tempo.

Apontar o melhor é difícil
Tiago espetacular, Bruno Alves e Leandro Almeida perfeitos, Zé Antonio o novo fita métrica, precisão no pase e nos lançamentos, Jorge Henrique um jogador diferenciado, não se esconde e fez um belo gol. Robinho com muita qualidade, Luidy e Henan dois jovens habilidosos, Dudu Vieira e Dudu bons jogadores Iago um pouco a baixo dos demais. Tem gente que ainda não estreou Joãozinho, por exemplo, rápido driblador bom de bola.

Recado pra vizinhança.
Aquele que telefonou para o Scarpelli querendo alugar o campo eu tenho a resposta. Do jeito que estamos jogando aluga-se meio campo. Não posso deixar passar, vão jogar nessa SEGUNDA, seria algum pressagio?

Difícil apontar o melhor

21 de maio de 2017 3

Avaliação individual dos atletas na vitória contra o Náutico por 3 a 0

Thiago Rodrigues; Vinha sendo um goleiro regular, agora com sombra está se aprimorando nas saídas do gol, nas bolas pelo alto e por baixo, fez uma defesa aos 45 minutos do segundo tempo numa bola que já tinha passado por ele, deu um tapa e mandou para escanteio nota 9.

Dudu; a nossa grande joia da base, muito bom no desarme e nos cruzamentos. Às vezes me preocupa quando erra passe provocando contra-ataques nota 7.

Bruno Alves; garoto bom de bola, firme, joga sério e tem boa na saída de bola, nota 8.

Leandro Almeida; não seria ele o titular, deram brecha ele agarrou e está se saindo bem. Muita raça e seriedade nota 8.

Iago; de todas as contratações está devendo, uma de suas qualidades está nos cruzamentos prefeitos nota 6

Julinho; deve ser esse o titular da equipe, veio para isso, nesse jogo não teve tempo para mostrar nada.

Zé Antônio; o melhor do jogo, passas perfeitos me lembrou o fita métrica Gerson nota 10

Dudu Vieira; excelente jogador, joga sério e com comprometimento nota 8.

Jorge Henrique; jogador diferenciado e de inegável qualidade, não se esconde e sempre se apresenta para o jogo nota 9.

Renan Mota; sem tempo para mostrar seu futebol.

Robinho; um gol que há tempos eu não via, três canetas e chute avassalador nota 10.

Clebson; entrou e também não teve tempo suficiente para se avaliar.

Luidy e Henan; dois jovens habilidosos que estão se entendendo muito bem no ataque os dois merecem nota 9.

Técnico: Márcio Goiano agora com bom jogadores em mãos está mostrando competência nota 9.

Nova camisa oficial do Figueirense feita pela Adidas

19 de maio de 2017 0

Nova camisa do Figueira

 

Está aí o nosso manto, que será apresentado ao torcedor na partida deste sábado contra o Náutico. A Adidas caprichou e voltamos a ter uma camisa listrada.

Hora de prestigiar o novo time

19 de maio de 2017 2

Entramos na contagem regressiva. Amanhã será o tão esperado dia do Figueirense estrear em casa junto ao torcedor. Uma vitória sobre o Náutico será a afirmação da equipe, que passa aos seus seguidores a certeza de que a conquista em Goiás não foi por acaso e que muitas outras virão.

Lutando por um lugar ao sol

Estive ontem à tarde no Scarpelli e fiquei encantado com a grama de inverno que será aparada no dia de hoje. Os atletas também tiveram o primeiro contato com esse gramado, cuidadosamente preparado para exercerem um bom futebol.
Quem já está em transição, quase recuperado, é Zé Love. Com fome de bola, dentro de uns 20 dias deverá estar à disposição. Antes do treinamento teve uma reunião nos vestiários entre comissão técnica, atletas e Arini. Logo após jogadores e o treinador formaram uma roda e outra reunião aconteceu.

Batendo a ciumeira

O vizinho já comentou que esse colunista está com outro astral. Evidente que sim, passamos por um mau momento, sofremos chacotas dos adversários e hoje já vemos outra postura, provando que não há mal que sempre dure. Aparamos as arestas, contratamos e estamos em outro clima. O mesmo não posso falar do time azul, que não se reforçou e a mídia nacional dá como rebaixado.

Em busca da vaga perdida

18 de maio de 2017 3

Foi apenas o primeiro passo, a primeira vitória, e mesmo assim os homens estão com a ideia fixa de querer voltar para Série A o mais breve possível. O torcedor ainda não viu o time de perto. Foi feita uma reformulação, 14 contratações. Tive informações privilegiadas que não vão parar por aí e vão qualificar ainda mais o plantel.

Time que ganha não se mexe

Márcio Goiano tem agora bons jogadores, a disputa interna pela titularidade é salutar, vai depender do esforço de cada um para sabermos quem serão os titulares. Para o jogo deste sábado o time será o mesmo que enfrentou o Goiás. Para ver de perto o novo Figueira o torcedor terá preços promocionais a partir de R$ 30.

Reencontro da galera

No sábado à tarde as barracas ao redor do estádio novamente serão montadas e a galera alvinegra estará presente para o esquenta que normalmente acontece nos dias de jogo.
A ansiedade para ver o novo time e a nova camisa a ser lançada neste sábado é grande por parte da massa. Posso adiantar que os torcedores tradicionais vão gostar de rever uniforme como antigamente, com listras verticais preto e branco, com alguns detalhes que irão enriquecer sua beleza. Do uniforme a gente não poderá reclamar tão cedo.

Ninguém critica sem motivo

17 de maio de 2017 3

Quando as coisas não vão bem, mesmo tendo paixão pelo alvinegro, fazemos nossas críticas. Com a atuação da primeira rodada todos mereceram elogios. O treinador que armou a bela estratégia de jogo, Arini, que montou a equipe, os atletas mostraram qualidade, todos têm mérito na conquista. Agora precisam dar continuidade, aí os aplausos vão ser mais intensos e as vitórias certamente voltarão a fazer parte de nossa rotina, como de costume.

Primeira rodada

É muito cedo para fazermos festa. O Capita terá mais dois reforços à disposição, o goleiro Fábio e o lateral Julinho.
A vizinhança não pode falar o mesmo, estão na elite preocupados com a queda para a Segundona.

Sorte e competência

Se comparar o time que o Márcio Goiano colocou em campo e olharmos para o banco, agora ele tem boas opções para todas as posições. Claro que um pouco de sorte ajuda, dou como exemplo a dupla de zaga seria formada por Naylhor e Bruno Alves.
Como o primeiro foi apenado, optou por Leandro Almeida, que foi um dos destaques da defesa.

Rapaziada do apito

Cinco homens na arbitragem, fora o reserva, e a rapaziada começou errando muita. Não foi nesse ou naquele jogo, em diversas partidas eles erraram muito.

Destaques da rodada

16 de maio de 2017 0

Vencer o Goiás no Serra Dourada não é novidade para o Alvinegro, foi a terceira vez que saímos de lá com a vitória. Além dos três pontos, transmite confiança ao torcedor e eleva a autoestima do grupo, que realmente mostrou um futebol conveniente. Prova disso é que Bruno Alves e Jorge Henrique entraram na seleção da rodada.

Com os pés no chão

Dá para festejar o resultado da estreia, só não podemos dizer que está tudo resolvido. Vencemos a primeira, mas teremos mais 37 partidas para disputar. Essa é a hora de adquirir gordurinha para no final estar confortável e não fazer contas desesperadas e depender dos outros.

Nas boas e nas ruins

Esse recadinho é para os alvinegros que tinham esquecido a camisa no fundo do guarda roupa e hoje ostenta orgulhosa pelas ruas da cidade: nas derrotas e nas vitórias somos todos Figueirense!
Não vamos fazer como na vizinhança, que com a novidade da Série A já estavam se achando, mas foi só acontecer um empate e já estão esperneando e criticando tudo e todos.

Para todos bolsos

Sócios em dia e aqueles que se associarem além de planos econômicos, o marketing está planejando muitas vantagens que irão agradar os novos e antigos sócios do clube. E nesta semana vamos conhecer o novo manto.

O melhor de SC

15 de maio de 2017 3

Na corrida para a Série A entre os catarinenses, o Figueirense fez o papel mais bonito. Fora de casa e com um dos postulantes ao acesso, venceu por 1 a 0, sendo superior durante toda a partida. Sem dúvidas no sábado, às 16h no Scarpelli, enfrentando o Náutico e com lançamento da camisa número 1, vamos mostrar ainda mais. O plano é adquirir uma gordurinha para não correr desesperado em busca de pontos no final.

Um bom começo

Fizemos um primeiro tempo primoroso, belas trocas de passes, ocupação de espaços, triangulações e um belo gol. Robinho, com um toque sutil, fez o gol da vitória alvinegra. Apesar do domínio no primeiro tempo, partindo para o ataque, na segunda etapa, até pelo resultado favorável, recuamos um pouco jogando no erro dos esmeraldinos, garantindo a primeira vitória. Vamos mudar o clima.