Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Devagar se vai ao longe

23 de agosto de 2017 3

Nota-se claramente que a nova direção alvinegra quer trabalhar sem se aventurar. É o deles que está em jogo. Geralmente as promessas são imediatas e tudo será resolvido num estalar dos dedos. É lenda. Agora Alex Bourgeois promete a transformação a longo prazo, coisa que o torcedor ansioso não concorda. Ainda sou da opinião de que contratações são necessárias e elas vão acontecer, e alguma dispensa ainda tem que ser feita. Nosso clube veio de uma Série A, caiu e o objetivo principal seria o retorno, mas hoje temos que nos contentar com a permanência na Série B. Se bem que milagres acontecem…

O tal de CEO é ladino

Ficou claro na entrevista dada no programa Debate Diário, ontem, que a intenção é fazer o Figueirense voltar a ser grande. Quanto aos reforços, eu tinha certeza que Alex esconderia o jogo, mas eles estão acontecendo e serão anunciadas hoje.

Jogo-treino

O time que começou o jogo-treino com o Tubarão, ontem, foi Saulo; Dudu, Marquinhos, Leandro Almeida e Lazaroni; Pereira, Patrick e Marco Antônio; Jorge Henrique, Zé Love e Henan. No segundo tempo entraram Luiz Fernando, Walterson, Luidy, Índio, Dudu Vieira e Ferrugem. O resultado foi 3 a 0 para o Figueirense, gols de Henan, Trevisan e Walterson. O jovem Luiz Fernando participou nos dois últimos gols.

Antes tarde do que nunca

22 de agosto de 2017 7

Alex Bourgeois, o poderoso chefão, escolheu a dedo o clube para transformar em empresa. Eran três candidatos, um do norte, outro do sudeste e ele preferiu o Figueirense por sua estrutura. O primeiro passo é transformar o Alvinegro destaque estadual, nacional e depois internacional. Estudou, analisou grandes clubes europeus e agora vai colocar em prática no Estreito querendo transformar o clube em uma potência. Bastante otimista, diz que nestes 10 dias o Milton vai arrumar o time, torcemos para que dê certo.

Preparativos para virada

Hoje, no Orlando Scarpelli, Milton Cruz vai conhecer um pouco mais dos seus comandados. O Figueirense realiza jogo-treino com o Atlético Tubarão com portões fechados, aberto só para a imprensa. O time visitante é um dos poucos no Brasil com sistema semelhante ao nosso clube-empresa.

Recuperados

Nosso problema sempre esteve nas laterais. Dudu e João Paulo estão na transição e perto de voltarem a ser opção.

Só se for por dinheiro

Bruno Alves é do São Paulo. Saiu daqui com seu time na zona e vai para o Tricolor Paulista que, apesar de estar na Série A, também está na zona. O pior é que não ganhou nem da vizinhança.

Tudo conspira a favor

21 de agosto de 2017 8

Hoje começa a caminhada para os 17 desafios que o Figueirense tem pela frente. Com uma semana cheia para trabalhar, Milton Cruz tem todo o plantel à disposição, salários em dia e o DM vazio. As dispensas realizadas com certeza têm o aval do treinador, que selecionou aqueles com quem quer contar para sair desta má fase. Depois de enxugar o plantel, o Figueira está puxando da base um garoto da Ponta das Canas que destaquei aqui na coluna meses atrás por sua qualidade. Luiz Fernando, 17 anos, é mais um do norte da Ilha que brilha no Alvinegro.

Conquistando confiança

Acompanhando as redes sociais e escutando no dia a dia, vejo que a confiança e o otimismo dos torcedores na empresa constituída e nos novos diretores está aumentando. Concordo com Alex Bourgeois em não contratar por contratar, é preciso qualidade.

Contratações

Que a promessa foi feita não podemos negar, foi dito que seria necessário acelerar a aprovação, pois a janela de contratações iria fechar e que tinham sim quatro jogadores que chegariam para jogar. Quanto ao atual plantel, com o retorno dos contundidos e com todos em condição, a qualidade melhora sensivelmente, mesmo assim precisamos de reforços. Tenho a convicção de que o CEO vai trazer um bom nome.

Leia também
Rodrigo Faraco: Clayton, ex-Figueirense, e Mancuello estão perto de fechar com o time do vizinho

O Figueirense precisa subir

19 de agosto de 2017 4

Antes se usava o termo trocando o pneu com carro andando, Alex Bourgeois disse que vai ter que arrumar o avião voando. Esperamos que esse avião alcance ares de vitórias. Concordo com a relação dos dispensados: Julinho, Iago, Bruno Santos, Weldinho, Helder e Clebson. Tem mais gente aí, CEO! Só está faltando contratarem.

Facilitando a vida

Para quem não sabe, CEO quer dizer “diretor executivo” em português. Núcleo de Inteligência não deixa de ser um supervisor, cargo que Fernandes exerce. Vai estar próximo dos atletas e da comissão técnica colaborando.

Esquecendo o passado

Os torcedores sempre foram parceiros do Figueirense, e com as mudanças anunciadas começam a se aproximar. O pessoal da Choppgueira vai fazer uma recepção para os jogadores no jogo contra o Guarani. Gritos de incentivo, foguetes, balões e fumaça. Irão dar novamente crédito ao grupo esperando o retorno com vitórias e dedicação dos atletas.

Falta pouco

Foi realizada no Scarpelli uma reunião entre os investidores e a imprensa, nada ficou sem resposta. Ao meu ver estão cumprindo fielmente o combinado, salários pagos, dispensas, só estão faltando as contratações prometidas. Inclusive foi dito que precisavam apressar as negociações.

Fernan10, o retorno

18 de agosto de 2017 10
Fernandes feliz na coletiva. Foto: Luiz Henrique/FFC

Fernandes feliz na coletiva. Foto: Luiz Henrique/FFC

Estive presente na apresentação do Fernandes, que na chegada distribuiu simpatia, cumprimentado um por um dos jornalistas. Falou de sua função no clube, vai ser o elo entre atleta e direção. Falou da satisfação do retorno para o clube que aprendeu a amar e do carinho do torcedor.

Botando a casa em ordem

Após apresentação do Fernan10 foi a vez do Alex Bourgeois ficar à disposição para as perguntas. Os compromissos com salários dos jogadores e dos funcionários foram quitados. Ontem aguardou a delegação para outra reunião, desta vez com Milton Cruz. O motivo foi a avaliação de quem vai continuar na equipe para enfrentar as 17 rodadas que restam.
Causa estranheza quando se pergunta sobre prometidas contratações, o homem foi liso e saiu pela tangente. Quando me falou que no time tem alguns jogadores que poderiam estar na Série A, retruquei dizendo que tem alguns que nem na C jogariam. Não discordou.

Batalha final

O treinador tem 10 dias para treinar e vários jogadores estarão à disposição. Dudu, Marquinhos, Jorge Henrique, Marco Antônio e Lazaroni, e tomara que alguma contratação também para sonhar com a saída da zona de rebaixamento. Antes lutávamos pela elite, hoje é pela sobrevivência.

Nossa paixão continua

17 de agosto de 2017 5

O Figueirense que aprendi a gostar, que já me deu muitas alegrias, hoje é uma caricatura de time de futebol. Um amontoado de jogadores que convive com derrotas, empates e pouquíssimas vitórias. Hoje a nação alvinegra já não é aquela que lotava o Scarpelli. Não se vê mais a charanga do Paulinho, as bandeiras desfraldadas, o talco e o papel picado. Saímos da elite, caímos para B e lutamos desesperadamente para não ir para C.
É lamentável!

Ligado em tudo

Através das redes sociais, Alex Bourgeois diz que por esses dois jogos deu para ver o que tem em mãos. Na verdade, não teve tempo suficiente para planejar como tirar o clube da pior campanha já realizada nos últimos anos. Alex está otimista e vai realizar mudanças profundas nesta semana.

Bruno Alves

O zagueiro Bruno Alves retirou o processo trabalhista e o clube rescindiu o contrato. O garoto tem razão, só que se não quer mais não adianta permanecer sem vontade. Todos os salários dos funcionários e atletas foram acertados dentro do prazo prometido.

Ixpia, ô!

O vizinho sabe nada, inocente. Vem dar exemplo do Carlos Alberto e se esquece do Maicon, de férias em Floripa, só no come e dorme. Não se esqueça o elevador sobe e depois desce.

Destruíram o Figueirense

16 de agosto de 2017 18

Se a situação financeira está ruim, no campo de jogo está pior ainda. Quem são os culpados? As administrações anteriores, que afundaram o Figueirense num mar de lama. Além do torcedor ter que sofrer com maus resultados, agora a notícia dos salários atrasados de atletas e funcionários.

Motivado pelo desespero

O Figueirense segue time empresa, investidores com um contrato de 20 anos – podendo prolongar por mais 15. Na verdade, esse contrato foi aprovado no desespero, pois a situação financeira do clube estava indo de mal a pior. Não creio que do jeito que estava conseguiríamos sobreviver.

Cacalhada

Bruno Santos e Julinho não jogam nem em time da Série D, os dois piores laterais que já vi jogar. Dudu desaprendeu, Lucas Silva só tem tamanho, é muito ruim, Trevisan e Ferrugem não poderiam ficar de fora. No primeiro tempo tomamos um passeio do lanterna da competição, sofrendo dois gols com falhas incríveis. Se me perguntarem se alguma coisa se salvou, só as defesas de Saulo, que evitaram um vexame maior. Patrick e Henan não comprometeram.

10 dias para treinar

Recuperar e tentar uma missão impossível. Hoje o Figueira ressuscita mais um moribundo. Espero que as promessas dos novos caciques, que tanto falaram, se realizem já!

Quem ama o Figueirense?

15 de agosto de 2017 13

A resposta é única: o torcedor. Vejo com surpresa certas atitudes, como o goleiro que saiu no intervalo, pegou o táxi depois e foi embora, o episódio mal contado de Robinho, que estava concentrado e não foi para o jogo, e agora Bruno Alves, que foi à Justiça para sair do clube. Falsos beijadores de escudos, infelizmente, são somente profissionais que largam assim que pinta uma grana. Se a única justificativa for atraso salarial, aí sou obrigado a concordar com os atletas. Se já não bastassem os maus resultados, agora passamos por mais essa vergonha.

o Jogo

Ganhar hoje do Náutico é ter a confiança da torcida. Façam por merecer!

Incertezas

O advogado Cláudio Vernalha falou em investidores estrangeiros, inclusive um dos Emirados Árabes. Na verdade estão em conversações, com nada fechado. Hoje Alex Bourgeois é o poderoso chefão, seguido de Vernalha, Luiz Paulo Rosenberg, Luiz Eduardo Batista, presidente da SKY, Cesar Grafite, superintendente do Itaú, e, dependendo das conversas, Muricy Ramalho poderá ser um dos nomes do grupo.

Não podemos acreditar em milagres, tipo varinha mágica. Vejo que o grande problema é o tempo, começou o segundo
turno e o Figueirense não sai da UTI. Bourgeois pede três rodadas, poderá ser tarde demais.

Só cego não vê

14 de agosto de 2017 16

images.jpeg bola mucha
Milton tem Cruz no nome, mas quem está carregando uma cruz é o torcedor do Figueirense. O estreante treinador tem, sim, culpa no cartório. É só pegar um táxi e perguntar ao motorista quem não pode vestir a camisa do Figueirense. No mínimo 20 nomes serão mencionados. Juliano e Iago com certeza fariam parte dessa lista. Patrick é jovem de futuro, não é hora de laçá-lo. Como ser feliz com Renan Mota cobrando três escanteios que nem chegam à grande área? Lucas Silva recebe a bola, a trave toda a seu dispor e com aquele tamanho todo se atrapalhou e deu um toquinho. Tá de brincadeira!

Não dava para segurar
Um dos poucos acertos desse plantel já foi embora. Robinho, de pedreiro a jogador do Atibaia, emprestado ao Figueirense, em três meses foi valorizado. É um grande jogador. Dois milhões de euros, divididos com Figueira e Atibaia, que é dono do passe. Bom para o atleta, que recebia R$ 6 mil de salário e passa à casa dos R$ 100 mil. Para os clubes, também sobrou uma graninha.

O time está devendo
Sábado o público perto de 4 mil compareceu na esperança de ver um time aguerrido, com mais qualidade. Mais uma vez voltou pra casa sem vencer. Nessa competição, em 20 jogos, vencemos cinco. Isso prova que o time é fraco e incompetente, não merece o torcedor que tem. Conheço muitos que cansaram de tanta decepção e não vão mais ao estádio.

O eterno camisa 10 em campo antes de Figueirense x Goiás

12 de agosto de 2017 7

Figueirese Fernandes
As atenções agora estão voltadas para a noite deste sábado, que promete muitas emoções no Scarpelli. O resultado positivo da reunião entre Alex Bourgeois e Claudio Vernalha, os atuais poderosos chefões do Alvinegro, junto com o responsável pelo marketing Fernando Kleimmann, foi ter reconquistado o ídolo Fernandes, que retornará ao estádio onde fez história. Unindo o útil ao agradável, devagar as coisas, eles vão tomando seus lugares e, se tudo der certo, o Figueirense voltara às manchetes dos jornais com boas notícias.

Milton Cruz

O técnico Milton Cruz teve poucos dias para trabalhar, mas vai realizar algumas mudanças na formação do time para enfrentar o Goiás. Umas motivadas por contusões e outras por convicção própria. Ninguém mais que o colunista torce para que dê certo. Como de costume, com resultados positivos os elogios acontecerão. Caso contrário…

Sob nova direção

Mais uma vez o sofrido torcedor alvinegro vai dar crédito ao novo projeto. Vamos torcer para que o Figueirense volte a dar alegrias e que o Scarpelli volte a ser o caldeirão onde os visitantes temiam os donos da casa.
Vamos fazer a nossa parte, esperando que os novos dirigentes e os atletas correspondam à fidelidade que a galera sempre teve para o clube que aprendemos a amar. Vamos, Figueira!

Leia também
Rodrigo Faraco: entrevista com Alex Bourgeois, que fala dos nomes do conselho de administração e a busca por Muricy